Quantcast
PplWare Mobile

Bitcoin torna-se na moeda oficial da República Centro-Africana

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Manuel da Rocha says:

    Depois acontece como El Salvador em que o governo, já pobre, viu 5000 milhões de dólares desaparecer das contas dos residentes, roubados por hackers.
    O governo ainda não explicou como irá pagar essa reposição e porque é que existem 100000 vezes em carteiras digitais, o número de cidadãos do país, com mais de 6 anos de idade.

  2. NotFUD says:

    Podem fugir mas não se podem esconder 🙂

    Amigos, muitos de vocês não gostam de Bitcoin, mas mais cedo ou mais tarde será inevitável! :))

  3. Zé Fonseca A. says:

    Eles que aproveitem que até ao final de maio chega aos 34k

  4. Redin says:

    FIAT 0 – Bitcoin 2 (and counting)

  5. poiou says:

    Ou seda que estando em guerra civil, o BTC torna mais fácil contornar as sanções?

  6. Reiartur says:

    É curioso que em nenhum momento, no artigo falam da moeda do República Centro-Africana, o Franco CFA, a verdadeira razão para adoptar o bitcoin. Arranjam e inventam movidos para dizer mal do bitcoin.

    Para que não sabe o Franco CFA é uma moeda comum de 12 paises africanos que é controlada totalmente pelo Banco Central Francês, sim, sim é controlado pela França. e não existe cambio com outra moedas, só conseguem trocar com o banco central Francês. Estes país são livres mas continua amarados aos colonizadores. É este o motivo que eles querem o bitcoin, querem ser livre e poderem crescer. Querem fazer negocios com outros paises sem pedir autorização a França.

    Não existe estranheza em adoptar o bitcoin, a estranheza é existirem estas moedas. Agora é aguardar até os restantes 11 paises seguirem o mesmo caminho.

    • Reiartur says:

      (Continuação, publiquei por engano)
      O verdadeiro crime aconteceu nos anos 90, quando França, de uma dia para o outro, devalorizou a moeda em 50% a moeda, o povo perdeu metade das suas pequenas poupanças. Mas isto não é noticia.

      O verdadeiro crime, é o estado francês querer enriquecer à custa dos países pobres

      • gambuzino says:

        A mim, parece-me que estes paises, não tinham era meios logisticos nem humanos para suportar uma moeda nacional e o Franco CFA veio como uma boia de salvação para o sistema financeiro desses paises, porque sendo idependentes de França não vejo outros motivos para manterem a moeda gerida pelo sistema françês.
        Agora parece que algum iluminado, se lembrou disto do bitcoin … boa sorte … se correr mal vai ser pior que a Venezuela

  7. CoinCryptoPrice says:

    Bitcoin vai se tornar a moeda oficial mundial, Apenas existem 21M para 9 mais biliões de pessoas!

  8. Bruna says:

    Bitcoin realmente vai ser torna a moeda oficial mundial

  9. Bruna says:

    Bitcoin realmente vai ser torna a moeda oficial Prático e rápido

  10. Profeta says:

    Imaginando que a bitcoin se torna a moeda oficial do mundo. E depois como e ? Vamos andar todos a minerar ou nessa altura ja nao e necessario ? Por mim dispenso essas bitcoins, apenas tenho curiosidade em saber como se vai tornar o processo das bitcoins que tantos dizem que vai vingar no futuro.

    • Redin says:

      Eu tiro-te a curiosidade.
      Ninguém que se torne utilizador do Bitcoin vai ter de minerar. Tu também estás no Euro e não necessitas de trabalhar para o Banco Central. Apenas com uma carteira fazes uso dele para compra e venda seja de produtos, seja de outros ativos. Tal como hoje já fazes com o PayPal.
      Mas o mais importante do que muitos que só a usam para aspetos especulativos, está o seu valor para a humanidade de forma a que finalmente sejamos levados a ser donos do nosso próprio dinheiro e livres das amarras dos estados ou governos de qualquer país.
      A razão para que ela se torna extremamente importante tem origens na própria estrutura banqueira mundial. Vejam esse vídeo sobre um deputado do Parlamento Europeu a por a descoberto todos os podres do sistema financeiro atual.
      https://youtu.be/hYzX3YZoMrs

  11. compro essa também says:

    Não confio na cripto moeda … nem no “digital” ou comercio digital, economia digital ou seja láo nome que lhe queiram dar …

    Um digital/ virtual rico para realidades recheadas de nada e seus vazios atolados de mais e mais injustiças e desumanidade crescente e chocante…

    Vale o que vale….

    • Joana says:

      Acreditas no Euro? Também é digital.. e se as desigualdades são crescentes têm funcionado muito bem as moedas fiduciárias

      • LeashOnAFreak says:

        Claro que acredito…tem como colateral uma das maiores potências industriais e económicas do mundo…a bitcoin tem mamões…apenas!

        • Redin says:

          Esses mamões de que falas não fazem a rede, não dão valor e não interessa aos princípios para o qual ele foi criado.
          E essas maiores potencias de que falas têm como colateral todo um exercito que garante a adoção do FIAT pela forca ao ponto de criarem um sistema bancário decadente e cheio de interesses obscuros.
          Vê o link do vídeo que coloquei acima.

  12. compro essa também says:

    Não me devo ter feito entender …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.