Quantcast
PplWare Mobile

Óvnis? Governo dos EUA divulgou um dos relatórios mais esperados

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. miguel says:

    “o relatório revela que não se encontraram ligações extraterrestres.” Oh afinal estamos sozinhos 🙁

  2. honorato says:

    porque nao dizem o que fazem na área 51 e porque nao deixam la entrar. depois cai um nave nao identificada fecham o um perímetro nao sei que quantos km para ninguém ver nada. porque nao fazem isso quando alguém se suicida

    • darksantacruz says:

      Para tapar os olhos aos seres humanos e aumentar o número de negacionistas.

    • António says:

      O que eu acho estranho é que os supostos ovnis têm uma preferência pelos EUA.
      O resto do mundo não tem areas51 e também não aparece nada por la.

      • Matreco says:

        Não vale a pena realçar esses factos aos maluquinhos das teorias da conspiração, eles não querem saber de factos.

        Se ninguém fala sobre isso é porque estão a esconder algo, se falam estão a mentir para esconder algo…

      • Cohiba says:

        Apenas EUA? Base russa que é comparada à área 51 dos EUA: Kapustin Yar. E existem bases deste tipo noutros países. Dizer que é só EUA significa comodismo e falta de pesquisa…

      • Joao Ptt says:

        Apareceu um OVNI na Cova-da-Iria, actual Fátima, em 13 de Outubro de 1917, e foi anunciado com tempo de antecedência e tudo, e foi visto por dezenas de milhares de pessoas que estavam no local desde crentes a ateus e tudo pelo meio.
        Muitos OVNIS vistos por aí são da mesma natureza, e operam na mesma frequência vibratória/ matéria.

        • zequinha says:

          Como é que sabes isso tudo?!

          • Joao Ptt says:

            Está escrito. Se tiver interiormente preparado para receber de facto a Verdade, consegue encontrar a informação ou a mesma irá até si, e reconhecê-la-á como correcta, e estas coisas estão explicadas e muitas outras realmente mais interessantes e importantes.

      • RPG says:

        A somar a isso, nos anos 90 aparecia um caso sem explicação dia sim dia não… hoje em dia que todos andam com câmeras de fotografar/filmar nos bolsos, e com qualidade 100x superior.. não existem casos.. é preciso azar fds

        • Joao Ptt says:

          Isso é facilmente explicável, mesmo que vejam o tempo que demora a tirar do bolso, desbloquear, ir à aplicação de câmara e começar a filmar é suficiente para perder o evento. Já me aconteceu, e não era nenhum OVNI, era só um avião normal a voar super baixo.

          Mesmo que filmem OVNIS, quase sempre dirão que é montagem, problema óptico da lente, problema no processador, que é um modelo miniatura colocado em escala para enganar, balões meteorológicos, etc. e muitas vezes é mesmo verdade.

          • RPG says:

            Ah sim, antes era muito mais rápido tirar as câmeras de 500g do bolso, lá isso é verdade.. e quando estavam na mochila ainda mais rápido era. Hoje em dia, até se tiram fotos de meteoritos que caem na terra de smartphones, algo que dura frações de segundos às vezes, mas OVNIs n dá tempo de tirar do bolso.. lol.. A questão é que a todo o momento existem milhares de pessoas a gravar vídeos através dos seus dispositivos hoje em dia 24h/7, seja para o tiktok ou para outra coisa qualquer.. e antes contavam-se com os dedos de uma mão provavelmente. Para além disso, quando os vídeos mais pareciam cenas de Minecraft, com uma qualidade extrema, mais fácil seria de fazer essas montagens que falas.

          • Joao Ptt says:

            Só disse que é uma possível razão. O facto de existirem filmagens de muitas coisas que acontecem rapidamente não significa que não tenha razão no que escrevi. Muitos utilizam PIN’s ou Palavras-passe para proteger o acesso… se utilizar impressão digital ou a sua cara o acesso será muito mais rápido.
            Lembre-se que muita gente já está a filmar ou a fotografar por outros motivos, ou está a mexer no smartphone nesse momento e então consegue aceder rápido o suficiente à aplicação para iniciar a filmagem/ fotografia… e por isso conseguem captar.
            Mas muitas vezes estas coisas acontecem quando as pessoas não têm o dispositivo de captação de imagem por perto, ou está sem bateria, ou então o próprio fenómeno interfere com a electrónica se estiver próximo o suficiente.

        • ToFerreira says:

          Apesar da qualidade das câmaras atualmente, quando são estas coisas, filmam sempre com batatas…

    • CMatomic says:

      Só para tua informação a área 51, contem a zona dos testes nucleares esse é também um dos motivos do acesso restrito.

  3. sayWhat says:

    Ainda haviam de explicar qual seria a vantagem de esconder a existência de ovnis nessas incríveis teorias de conspiração.

  4. rui caetano says:

    Acreditar que estamos sozinhos neste universo gigantesco é o mesmo que acreditar no pai natal.

    • António says:

      Não sei se estamos sós ou acompanhados, mas num universo infinito, terá de haver certamente algum planeta que tenha ou já tenha tido vida.
      Também acredito que eles têm tanta dificuldade em cá vir como nós para la irmos.

      • Joao Ptt says:

        Em quase todos os planetas eles conseguem vir cá, se não todos pelo menos muitos, não são é tão ingénuos e tão atrasadinhos como aqui no planeta Terra que pensam ir conhecer outras civuilizações de naves espaciais… quando podem perfeitamente fazê-lo do local onde estiverem simplesmente indo até lá espiritualmente… muito mais rápido e eficaz.

        • scp says:

          “indo até lá espiritualmente”

          LOL

        • Hugo says:

          Tantas conclusões e afirmações tiradas do “nada”. É essa arrogância que voz faz parecer autênticos chalupas.

          • Joao Ptt says:

            É preciso notar que ir a outros planetas espiritualmente até é coisa pouca, porque é possível ir muitíssimo mais longe, até quase ao topo do verdadeiro paraíso espiritual ver os espíritos que lá se encontram, que quem os vir certamente dirão que são deuses, embora isso não seja verdade, assim como todos os que estão abaixo não são deuses, mas sim que servem ao Deus único.

            Quanto a conclusões tiradas do nada, isso já é algo compreensível, estando você doente (espiritualmente falando), limitado ao intelecto, é normal não compreender o que estiver além da capacidade de compreensão desse mesmo intelecto que é proveniente desta matéria morta, tem de ter uma boa ligação ao seu próprio espírito que é o único realmente vivo e que dá vida a este corpo e o único com capacidade de compreender o que está além desta matéria.

          • Hugo says:

            Sim, claramente. Não tens UM ÚNICO argumento que prove a mínima veracidade no que dizes, no entanto flas como se fosses dono da razão e o doente sou eu. Pára e pensa…

          • Joao Ptt says:

            Estando doente, espiritualmente falando, porque não possui uma boa ligação, saudável e funcional, entre o cérebro do intelecto e o cérebro da intuição, é normal que não consiga entender o que escrevo, que ache fantasia.

            A limitação está em si mesmo, tem de ser você mesmo a derrubar tal barreira interior e a ligar-se de novo ao seu espírito… até lá estas coisas não poderão fazer sentido porque o que é adequado em si para compreender esta informação é o cérebro da intuição e não o do intelecto ao qual se encontra limitado actualmente.

          • AlexX says:

            @Hugo pesquisa por “analysis and assessment of gateway process”. É um curto pdf com 27 ou 28 páginas que deve surgir no topo, talvez te traga um pouco de luz sobre o assunto. Não queiras descartar com tanta facilidade conhecimento antes de saberes do que se trata.

        • Rafilda says:

          As drogas neste batem forte!

          • Joao Ptt says:

            É a realidade, não a que você conhece, mas a realidade.

            Aqui neste planeta Terra não são assim tantos quando isso, por erro dos próprios seres humanos, que se desviaram tanto que perderam praticamente todas ou mesmo todas as suas capacidades que vão além daquilo que o intelecto é capaz de compreender.

    • Andre Alves says:

      Nao venhas meter o Pai Natal ao barulho!

      Ele existe!!!!
      Nao sejas assim, ha muitas crianças por aqui!!!!!!!!!!

      • AlexX says:

        Existe mas não da forma que pensam.
        E pior que as crianças serem levadas a acreditar em fábulas, a esmagadora maioria dos adultos também acreditam em fábulas, no entanto precisam apenas duma confirmação frequente em como aquilo que acreditam é verdade. É magia 😀

    • ToFerreira says:

      Paradoxo de Fermi

  5. Cohiba says:

    Se eles andam aí ou não, não sei. Ir no sentido de sermos o único planeta com vida (seja ela de que forma for) é presunção a mais. Se “eles” andarem aí e houver provas disso, também me parece extremamente razoável e quiçá, muito importante, esconder esses factos e apenas os divulgar em ultimo caso . Já “nos” conhecemos demasiado bem. E as reações perante a divulgação de que “eles” andam aí seriam múltiplas. Pânico e histerismo, “comités de boas vindas”, desconfianças se o vizinho não será um alienígena, milhares de milhões de casos reportados, nem que seja um foguete lançado pelo vizinho em dia de aniversário, trovoadas “estranhas”, entre sabe-se lá o que mais, que só iriam dispersar os meios de investigação necessários em casos mais complexos. Se andam aí deixem-nos andar. As cavernas estão cheias de pinturas de “seres alados” e objetos voadores. Se nos quisessem exterminar não iriam esperar que evoluíssemos tecnologicamente…

    • Joao Ptt says:

      Claro que tecnologia não “os” impede de darem cabo da gente, já que basta manipularem a natureza em redor para dar cabo da malta… é só não chover nos sítios certos ou nas quantidades certas e milhões morrem à fome… se for de forma prolongada e acrescentarem terramotos, queda de granizo, furacões constantes, tsunamis, deslizamento de placas tectónicas para dentro dos oceanos e mares, ou quem sabe desviar um cometa suficientemente grande em direcção à Terra… acho que está a entender o problema.
      O/a Cohiba está a pensar em tecnologia, mas se controlam aqueles fazem o planeta manter-se habitável e que não são sequer vistos pelos seres humanos, a tecnologia não pode fazer nada de nada.

      • Cohiba says:

        Uau, se supostamente já cá andam desde a pré-história, agora é que lhes deu para as alterações climáticas para nos aniquilarem? Para isso não precisamos de aliens, nós tratamos do assunto sem ajudas de ninguém… E parece-me que, como diz, para manipularem a natureza, têm de ser tecnologicamente mais avançados porque nós ainda não conseguimos “manipular a natureza”. Limitamo-nos a destruí-la…. Por isso meu caro, penso em tecnologia, seja ela a nível de armas ou seja por efetuarem as suas “alterações climáticas”

        • Joao Ptt says:

          Deve pensar de forma diferente.
          Existem muitas matérias (digamos: “planos de existência paralelos” se isso o ajudar a compreender melhor), e os ditos OVNIS e seres que por aí andam têm essa capacidade porque é também essa a função de muitos deles, manter o planeta a funcionar conforme é Vontade do Criador.
          As alterações climáticas e tudo o demais é causado pelos erros cometidos pelos humanos. Com tais erros criaram um ambiente extremamente tóxico e confuso, e como em todos os ambiente tóxicos e confusos para limpar tudo é preciso fazer muita coisa para repor ao seu estado correcto, que é o que está a decorrer há algumas décadas e ainda vai decorrer por bastante tempo. O que está a impulsionar tais alterações é um cometa/ planeta gigantesco com uma determinada energia, que está a interagir com o planeta e a provocar/ impulsionar as alterações, e vai continuar, a certa altura irá passar bem próximo do planeta Terra e aí então isto vai ficar a verdadeira loucura e sim, toda a gente viva irá conseguir vê-lo.

          • Monica says:

            Não tens nada que vir para um blogue de tecnologia contar segregos.
            vê-se por isso que lês muitos livros… em vez de os escreveres, les o que escrevem os corvos brancos.

      • Ritarita says:

        Eu acredito em óvnis , eles existem …

  6. MS says:

    Os que acreditam em extraterrestres sao gozados e criticados, os que não acreditam, acreditam em “(tratou-se de um “distúrbio aeronáutico” – identificado um grande balão a esvaziar)” , os burros são quem?

    • Ricardo says:

      Os burros são aqueles que acham que a humanidade e o planeta Terra são tão especiais que devem ser os únicos seres inteligentes a existir neste universo gigantes…

  7. Vasco says:

    Na realidade nunca se conseguiu interceptar um “FANI – Fenómeno Aéreo não Identificado”, designação actual para “OVNI”, porque na realidade tratam-se de fenómenos, que poderão ser ou não ser provocados por objectos. Nunca se recolheu um desses “fenómenos” e se levou a teste na bancada de um laboratório, para se conseguir saber ao certo do que se trata. Sinceramente eu tenho a “teoria” de que será mais fácil encontrar indícios da existência de contactos com vida extraterrestre, recorrendo-se a memórias muito antigas presentes na mitologia em certos povos do nosso planeta. Existe uma constante, que é a existência de divindades de fora da Terra, que ofereceram “sabedoria” e “conhecimentos” à humanidade, e alguns textos indianos com uns bons milhares de anos são quase aquilo que designaríamos por obras de ficção científica. Os Dogon do Mali, são outra tribo africana que convinha estudar melhor pois da sua mitologia fazem parte histórias interessantes sobre a estrela Sirius, anteriores muito provavelmente aos primeiros contactos com antropólogos europeus. Uma coisa é certa, apesar desses vestígios mitológicos, nada de concreto, material, e objectivo, nenhum artefacto oriundo de fora da Terra foi encontrado que possa constituir uma prova inequívoca e científica de que este planeta tenha já sido visitado. O universo é tão vasto que se calhar temos um azar estatístico tremendo… O universo poderá estar cheio de vida, só que as distâncias entre civilizações poderão ser tão absurdas para a maior parte das civilizações que inviabilizem por completo o contacto entre elas. Também não sabemos quanto tempo duram civilizações tecnológicas… A Terra situa-se numa zona muito distante do centro da nossa própria galáxia, num dos braços da espiral a dezenas de milhares de anos-luz do centro, portanto nos subúrbios galácticos, numa zona que aparentemente não tem nada de especial e que provavelmente não atrairá a atenção de outras civilizações.
    Poderemos muito bem estar destinados a aparecer, evoluir, esgotar recursos e finalmente a declinar e desaparecer, sem que o resto do universo se aperceba disso.

    • Joao Ptt says:

      O resto do Universo está bem ciente deste planeta, já que este planeta marca o limite máximo onde a Luz do Criador ainda conseguiu entrar e actuar apesar de já estar em terreno inimigo, as Terras mais adiante já estão perdidas e não foi possível ir ajudar pois já não havia condições mínimas para actuar.

      Quanto aos seres de outros lados, posso garantir que existem vários aqui pela Terra neste momento e ao longo da história humana aqui no planeta também vários, incluindo partes do próprio Criador vieram até cá: fisicamente…. sem falar em outros que apenas tiveram nas proximidades (em outras matérias) e que eram vistos por muitos povos da antiguidade… quando ainda tinham uma boa ligação ao seu espírito e o intelecto não fechava esse canal de comunicação.
      Porque não existem provas físicas das naves espaciais ou corpos desses alienígenas? Porque vieram para a Terra fisicamente da mesma forma que qualquer outro ser humano: nasceram em corpos humanos, viveram e morreram como seres humanos. Os seres humanos gostam muito de imaginar o impossível, porque o verdadeiro e simples lhes parece aborrecido de mais.

      Então e os ditos fenómenos/ objectos não identificados? Aqueles que são reais, ocorrem em uma frequência vibratória/ matéria mais fina, que ainda é suficientemente próxima para ser vista e até por vezes tocada mas neste caso pelo corpo mais fino como o dito corpo astral ou mesmo a alma e não com o corpo físico… e isto explica porque poderá haver pessoas a dizer que mexeram em OVNIS e não estarem a mentir, o que não sabem é que não era o físico que estava a mexer mas sim o corpo astral ou o da alma.

      E os extra-terrestres? Extra-terrestre é tudo o que não pertence a esta matéria… logo todos os seres humanos e animais não pertencem, por definição, a este planeta. Evoluem aqui, é importantíssimo, mas a sua origem é MUITO acima (ou se preferirem: muito longe) daqui. E todos voltam para lá como seres auto-conscientes plenamente desenvolvidos… ou inconscientes se tudo correr mal.

      • Jorge Soares says:

        Bastou ler até “Quanto aos seres de outros lados, posso garantir que existem vários aqui pela Terra neste momento e ao longo da história humana aqui no planeta também vários, incluindo partes do próprio Criador vieram até cá:…” É melhor por mais tabaco nisso está demasiado forte

        • Joao Ptt says:

          Lá porque não compreende não significa que não é a realidade.

          • Hugo says:

            Lá porque achas isso não significa que estejas certo. Ponto.

          • Joao Ptt says:

            O Hugo que se liberte das amarras/ barreira criada pelo seu próprio intelecto preso à Terra, porque da matéria dela se origina, que irá conseguir chegar bem mais longe e compreender coisas actualmente consideradas inexplicáveis por muitos, mas que têm explicação e por vezes até simples, assim se aceite que existe mais do que os sentidos terrenos conseguem captar.

            Pense no corpo humano com o “automóvel” e o “eu” o condutor, de modo nada preciso é esta uma comparação que talvez o faça pensar um pouco mais profundamente de que até agora. O corpo humano “automóvel” pode ir à vida, mas você “eu” continuará a existir e até poderá vir eventualmente a conduzir outro “automóvel” (ter outro corpo humano). Provavelmente já teve dezenas/ centenas deles.

          • Hugo says:

            Ainda não percebeste. Eu tenho mente aberta o suficiente para questionar o que dizes, tu é que não tens a capacidade de fazer o mesmo em relação a ideias diferentes da tua. Estares TOTALMENTE errado é uma hipótese….e não assumi-la é o caminho pra ignorância eterna.

          • Joao Ptt says:

            É como o Hugo ver que alguém está a acelerar o carro que vai contra o muro… e o condutor só não vê porque meteu uma venda nos olhos… a venda nos olhos do condutor não alterna a realidade que ele está a ir contra o muro, apenas que não é capaz de o ver… mas o muro lá está, e o carro está a ir contra ele… mas o condutor vai negar até de facto bater contra o dito muro porque como não vê nada, como vai ver que está lá um muro?

            O que digo é que está ali o “muro” e que você não é capaz de o ver, e a responsabilidade não é minha, mas do Hugo que está com a “venda nos olhos” e que tem de a tirar por si mesmo que eu não o posso fazer por si.

          • Hugo says:

            O que dizes vale ZERO. O muro, até provas de contrário, não existe. Essa tua arrogância é doentia e o facto de nem tentares perceber os dois lados diz tudo sobre ti. Acredita com a força que quiseres mas no fim do dia só terás uma certeza: O QUE DIZES VALE TANTO COMO NADA.

          • Joao Ptt says:

            O que dizes vale ZERO. O muro, até provas de contrário, não existe. Essa tua arrogância é doentia e o facto de nem tentares perceber os dois lados diz tudo sobre ti. Acredita com a força que quiseres mas no fim do dia só terás uma certeza: O QUE DIZES VALE TANTO COMO NADA.

            O que digo é como realmente é.
            O “muro”, enfim, terá pelos vistos de passar por algumas experiências vivenciais para reconsiderar a sua posição, mas de tal forma que nem mesmo você consiga mais negar de maneira alguma… e ainda assim é difícil porque pode ser daqueles teimosos que não vê e não quer ver, talvez até por receio de ter de deixar de ser espiritualmente preguiçoso.
            Arrogância? Explico claramente que compreendo a limitação e qual é o motivo de não conseguirem compreender/ aceitar o que escrevo. Agora, uma coisa é compreender a limitação, outra é pactuar com a ignorância, e deixar de dizer como as coisas são, só porque os outros estão doentes (espiritualmente falando).
            No final do dia aquilo que escrevi: é. Resta a quem não compreender: evoluir, e se conseguir certamente ficará envergonhado da sua actual ignorância e “certezas”… mas o mais importante é que terá evoluído, e isso é o que interessa, pois ninguém sabe tudo.

      • Vasco says:

        João Ptt, para mim tudo isso é uma bela história da carochinha. Não leve este meu comentário na conta de um ataque pessoal, porque não é, mas antes na conta de um ataque a uma crença que não tem a menor fundamentação científica. Recordo-me de quando era muito novo -aí pelos sete ou oito anos de idade- ter encontrado em casa dos meus pais um livro intitulado “Racionalismo Cristão” que fazia uma espécie de fusão entre o cristianismo e a doutrina espírita, e de já mais tarde também por curiosidade ter lido outro livro sobre “doutrina espírita”. Dessas leituras ficou-me a sensação de que as histórias eram tão fantásticas que só poderiam ter sido escritas pela influência da imaginação. Cataloguei-as logo na secção das fábulas. Com o avançar da vida e com alguma cultura que vamos ganhando, pela progressão da própria vida académica e sobretudo, pela experiência que todos vamos ganhando à medida que amadurecemos, confirmei essa opinião. Existe para mim uma separação inultrapassável entre aquilo que é do domínio da crença, da superstição e da fé, mundos onde impera sobretudo a subjectividade, e a razão, a racionalidade, a ciência, mundos onde impera sobretudo a objectividade. Não podemos tomar como verdadeiras as coisas que não podem ser provadas -ainda que a prova seja apenas temporária-, e muito menos querer a aceitação universal das mesmas sem que elas sejam reproduzíveis em ambientes controlados, ou seja, e escrito de forma crua, sem utilizarmos o método científico. A existência de um mundo de espíritos e de seres da luz, a concepção do universo como um espaço-escola onde os seres vivos se vão aperfeiçoando ou regredindo conforme passam ou chumbam exames em vidas incontáveis, a ligação desses conceitos à possibilidade de existência de vida extraterrestre num universo material, não fazem sentido nenhum, apesar de literariamente serem uma boa fonte de entretenimento para quem tem a inclinação natural de sentir curiosidade sobre esses assuntos. As provas da doutrina espírita, são zero, não existem dados cientificamente válidos, a quantidade absurda de gente que fala e escreve sobre esses assuntos apenas para ganhar dinheiro, é imensa.

        • Joao Ptt says:

          Doutrina espírita? Não a sigo.

          Racionalismo Cristão… tendo em conta que Cristo não deixou ele mesmo nenhum escrito de seu próprio punho, e que nem os que o seguiam mais próximos o compreendiam de facto, fica fácil entender que tudo o que vem daí fica facilmente deturpado pelos seres humanos, mesmo quando agem segundo a melhor das intenções… e se a base já não é sólida claro que depois a construção em cima não será sólida.

          O racionalismo é um argumento recorrente que não procede porque isso é uma limitação de quem argumenta. Como você auto-limitou-se por estar doente (espiritualmente falando) àquilo que o intelecto é capaz de compreender, quer rejeitar tudo o demais porque verdadeiramente está para além da capacidade de compreensão do mesmo já que o intelecto é proveniente desta matéria morta e não tem capacidade de compreensão para o que existe para além disso, é uma limitação da origem perfeitamente lógica.

          É você que tem de se esforçar por derrubar a barreira erguida pelo intelecto e que corta total ou parcialmente a comunicação com a intuição que é a voz do espírito que é de facto você, o “eu”.

          Como reconhece a voz do espírito “intuição”? É aquilo que lhe diz, logo ali nos primeiros segundos que aquela pessoa é boa ou má para si, mesmo que tal seja contraditório com a aparência, discurso, opinião de terceiros, etc. é, digamos, aquela primeira opinião que ocorre antes de você mesmo ter tempo de raciocinar/ processar a informação. Não acontece com toda a gente, mas talvez já lhe tenha ocorrido conhecer alguém e logo no primeiro instante saber que quer o máximo de distância de tal pessoa, mesmo que fisicamente e no discurso da mesma nada se tenha aparentemente a apontar, ou o oposto, estar perante alguém que até pode nem estar na melhor apresentação ou com o melhor discurso mas logo desde o primeiro momento saber logo que é alguém que quer ter no seu círculo de amizades. Pode até acontecer, ainda que seja bem mais raro, nem ver/ ouvir a pessoa e já a sentir à distância quando estão fisicamente próximos e poder ser uma sensação agradável ou totalmente repulsiva, mesmo que nunca a tenha visto antes. E quase sempre essa primeira impressão revela-se como aquela que é a verdade para si, muitas vezes penosamente descoberto quando se ignora tal impressão inicial e se prefere dar “ouvidos” ao intelecto… que esse sim pode ser facilmente ludibriado… e alguns ainda culpam a intuição por algo que proveio do intelecto tal é a ignorância.

          Do todo, a vida aqui na Terra é a menor parte. Uma parte importantíssima, não tenha dúvidas, mas a menor parte.

          A quantidade de gente que escreve sobre o além é de facto assombroso, e o problema é que a esmagadora maioria escreve palermices atrás de palermices e alguns fazem grande alarde às suas descobertas, as mais pequenas e insignificantes como se fossem a última bolacha do pacote… que por vezes ainda interpretam de forma totalmente errada porque lhes falta o contexto do todo.

          A Verdade está disponível. Quem reconhecer de forma explícita, inequívoca, realmente genuína e humildemente a sua ignorância perante si mesmo, esteja disposto a largar todo o errado e a aceitar a Verdade tal como ela realmente é, porque percebe que a sua “inteligência” e/ou os seus “achares” não o leva a lado nenhum bom de verdade, e pedir por auxílio ao Filho do Homem, Filho de Deus, ou até ao próprio Deus, certamente receberá a informação, é só manter-se firme nesse pedido e não vacilar que a informação chegar-lhe-á.
          Tecnicamente deve pedir ao Filho do Homem ou ao Filho de Deus, e a Deus apenas deve agradecer, mas é compreensível que aos que desconhecem a realidade que o pedido seja dirigido a Deus, e desde que as premissas anteriores estejam presentes e a pessoa ainda possa ser auxiliada o pedido é atendido, e algum espírito luminoso ou ser auxiliar da luz trata de encaminhar as coisas para que a informação chegue à pessoa onde quer que ela esteja. Depois cabe à própria pessoa avaliar por si mesma a informação e decidir se vive com base nela, e por isso torna vivo aqueles valores, ou não.
          Como fazem esse pedido? Primeiro é importante entender que palavras não chegam lá, mas sim intuições, e não é a força, mas a sua leveza… quanto mais puras e genuínas mais leves são e mais longe alcançam e por isso mais rápido vem a ajuda na forma de informação para a pessoa agir com base nela.
          Então e a forma? Como explicaria a um humano algo se não se conseguirem compreender através da linguagem? Por imagens/ vídeos visuais simples que tenta enviar através da intuição, claro que os tem de formar no cérebro do intelecto e serem simples, claros e forte na sua determinação de passá-los para o seu espírito e daí para cima para que a vontade possa ser detectada e a ajuda seja enviada.
          O melhor desta forma é que como foi você a pedir, por dentro de si mesmo, quando a informação chegar até si, você, se for genuíno na vontade, irá dar com ela e reconhecer a importância da mesma. Fica um conselho final: esteja sempre verdadeiramente aberto à Verdade mesmo quando achar que já a encontrou, este conselho poderá ser mais útil no futuro do que você pode imaginar neste momento.

          • John says:

            É triste ver alguém a falar de iluminação espiritual e auto-cultivo como se fosse um debate de parlamento.
            Primeiro sabes que 99% dos que nascem vão morrer ignorantes sem sequer procurar por conhecimento de culturas quanto mais de uma forma de viver.
            Não tentes iluminar os outros para que sigam o teu caminho se por estares a falar o que falas já estás a cometer um dos pecados mortais.

          • Joao Ptt says:

            John, e que erro estou a cometer ao dizer as coisas como elas realmente são? Que não o consigam compreender, já é auto-limitação dos mesmos, e se alguém não tiver tão auto-limitado irá eventualmente aprender algo novo, que apesar de demasiado simples talvez ainda não o soubesse.

          • John says:

            @João PTT vou te explicar uma coisa.
            Deves transmitir conhecimento a quem o procura, se a pessoa estiver interessada.
            O que estás a fazer é forçar as pessoas a aceitar as tuas palavras como a verdade absoluta mesmo que estejas a fazer de bom agrado e vontade.
            Como já te disse, não consegues chegar a todos é tecnicamente impossível e não é por escreveres num telemóvel ou computador que te levam mais a sério.
            Conhecimento desse deve ser transmitido pessoalmente e apenas se a pessoa estiver interessada caso contrário perdes tempo cada palavra tem consequências no carma e na virtude, se a pessoa te ouve falar e nunca pesquisar esse assunto podes não dizer nada quem não se ilumina tera outro caminho. Se bem que existe muitas referências e diversos caminhos para o auto cultivo da consciência e iluminação do Espírito.
            Te trago duas frases de sakyamuni
            “Dominar-se a si próprio é uma vitória maior do que vencer a milhares em uma batalha.”
            “Bem farias em te examinares e refletires sobre a ti mesmo.”
            Tu próprio te estás a desviar do caminho, não é um conhecimento que se deva dar a todos, deves saber ler a pessoa e compreender se ela está preparada para tal conhecimento e se o vai aceitar.
            Nem deves dar o conhecimento todo porque a pessoa te julgará maluco e não vai acreditar no que for ler a seguir, apenas deves dar as “chaves” de pesquisa para quem tiver interessado procure por isso.

          • SS says:

            “Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis aos porcos as vossas pérolas, para não acontecer que as calquem aos pés e, voltando-se, vos despedacem.”

            A intenção é boa, pelo que dizes já foi ilustrado nas diversas religiões que compõe o nosso mundo atual, porém tenho dúvidas se o esforço para iluminar o pessoal num forum tecnológico trazerá frutos desse mesmo esforço. Tentar explicar vários planos de realidade é algo que dito ninguém acredita, deve ser experienciado. Bom resto de dia,

            SS

      • iDroid says:

        Por que razão não me oferecem estas drogas?… Sóbrio não conseguia inventar nem metade.

        • Joao Ptt says:

          Uma droga é viver no mundo da ilusão criada e mantida pelo intelecto.

          • Jorge Soares says:

            O que é preocupante é que lendo todas as alarvidades que debita e pela forma que escreve parece ser uma pessoa com educação, acredita piamente naquilo que escreve e tenta doutrinar os outros

          • Hugo says:

            “acredita piamente naquilo que escreve e tenta doutrinar os outros” O chamado CHALUPA.

          • Joao Ptt says:

            Jorge Soares, já pensou que talvez as alarvidades façam mais sentido do que muitas das coisas que lhe ensinaram, que leu, ou ouviu em outros lados?
            Não me parece inocente a ponto de achar que as pessoas vão aceitar o que escrevo por aqui, a não ser que dentro delas algo lhes diga para prestar atenção ao que escrevi, não por quem lhes apresenta a informação, mas pela informação em si… que é a única coisa que lhes poderá ser útil.

            Hugo, “chalupa” é aquela ofensa fácil, destinada a descredibilizar o outro, a quem não consegue contrapor os argumentos apresentados com argumentos que terceiros ao analisar não fique a pensar “este contra-argumento não faz muito sentido perante a afirmação”. Parte para o ataque à pessoa, já que em boa verdade não domina a área para conseguir contrapor ponto por ponto os argumentos apresentados. Algo perfeitamente compreensível, devido à limitação do intelecto.
            As pessoas das civilizações do passado conseguiam ver “deuses” de todos os tipos e que de tempos em tempos mudavam… contudo hoje em dia não são capazes nem de ver os seres auxiliares da natureza mais próximos, quanto mais os ditos “deuses”… se isso para si não é uma indicação que algo retrocedeu na evolução do ser humano, não sei o que mais o pode ajudar… a pelo menos ponderar melhor esta questão da auto-limitação e do domínio do intelecto em vez do domínio da intuição.

          • Hugo says:

            Não foi uma ofensa. Tens conversa de chalupa, por definição.

          • Joao Ptt says:

            “conversa de chalupa”…
            A conversa é baseada na realidade tal como ela realmente é, não baseado em teorias insustentáveis e ridículas como virem naves físicas de outros planeta visitar a Terra, é muita fantasia ridiculamente pueril.

          • Hugo says:

            Confirmas o que eu disse. Argumentos sem fundamento = chalupa, aqui e em Marte.

          • Joao Ptt says:

            Hugo, ainda não vi qualquer contra-argumento de facto.

            Atenção leitores: quando virem alguém só a ser atacado, sem que apresentem de facto contra-pontos ao argumentado pelo atacado, é boa ideia analisarem mais de perto o que foi expresso… ninguém se incomoda por motivo nenhum, algo de valor reconheceram… sim, talvez nem sempre aquilo que o atacado expressa esteja 100% correcto, mas é uma possibilidade forte que a verdade esteja por ali.

          • Hugo says:

            100%? LOL nem para 5% tens argumentos válidos quanto mais.
            Não te estou a atacar, apenas a constatar que tudo o que dizes, até provas de contrário, são única e exclusivamente teorias e como deves saber…teorias há muitas.

          • Joao Ptt says:

            Os argumentos são válidos, mas daí a reconhecê-los como tal, é que vai uma distância.
            No fundo é tentar explicar o abecedário à criança com 1 mês de nascimento… simplesmente não está preparada para tal, precisa de crescer para chegar a tal ponto, aqui é o mesmo, mas o crescer é o conseguir ligar-se de novo de forma plena ao seu próprio espírito, que ironicamente, ao contrário deste exemplo, enquanto foi criança nova teria tal ligação muito mais forte do que agora em adulto porque o cérebro do intelecto entrou plenamente em actividade e ergueu tal “muro” interior.
            Não são teorias, é a verdade. Simples. Teorias é de quem não sabe. Quem sabe diz como as coisas são. Agora se aceitam ou não isso já é outra questão.

          • Hugo says:

            Tal como eu disse… não consegues explicar absolutamente nada.

  8. Samuel MG says:

    Só ainda não fomos a Plutão por burrice e falta de ambição por parte de todos!! Temos os meios para criar as tecnologias necessárias para isso!!

  9. Ufo says:

    E a Hipótese interdimensional ?

    • xtremis says:

      É algo bastante interessante, tratarem-se de “artefactos” de interações de outras dimensões (ou até de interferências de outros pontos do espaço/tempo), mas aí caímos na tal falta de conhecimento científico. Tudo o que sabemos sobre múltiplas dimensões ou dimensões paralelas são apenas teorias. Pode ser que venhamos a testar essas teorias no futuro.

      • Vasco says:

        Mas é uma hipótese especulativa muito interessante mesmo. Imagina que somos seres bidimensionais e vivemos numa folha de papel… Como iremos percepcionar nesse caso um objecto com três dimensões, dotado de profundidade se os nossos sensores apenas trabalham com x e y e não com a? Podemos especular e pensar que os “OVNI” são reflexos de formas geométricas 4D e daí por diante…?

        • Samuel MG says:

          Sensores? Os humanos percebem 3D pois trabalham com Y, X e Z se não trabalhassem então não teríamos inventado a Roda e por consequente não havia carros, computadores e afins!! Isso de não percebemos 3D foi um mito criado pelo mesmo que disse que a terra é plana (a maior estupidez alguma vez dita)!!

  10. George Orwell says:

    Este estudo vem dar razão ao paradoxo formulado por Michael H. Hart / Enrico Fermi.
    Segundo estes, o gigantismo do tamanho do universo combinado com a longa idade deste ( 14 mil milhões de anos segundo a teoria do Big Bang, ) determinaria a existência de milhentas civilizações extraterrestres, porventura muito mais antigas e tecnologicamente capazes de rastrear todo o universo e nele localizar outras civilizações, incluindo a terrestre. Porém, não há uma só evidência credível da existência de civilização extraterrestre apurada pelo crivo científico.

    O que existe é a habitual mera extrapolação, se existe vida inteligente na Terra também existirá algures no universo, o que carece de comprovação, até porque um fenómeno não tem de ter necessariamente uma réplica semelhante. Uma extrapolação não é uma proposição científica, aliás mesmo que fosse uma proposição científica, esta poderia vir a ser refutada pois, como bem observou Karl Popper, uma qualquer proposição científica é sempre refutável, se não for deixa de ser Ciência.
    Logo, não é de descartar a hipótese de estarmos sós no universo. Aliás, dada a falta de evidências e tendo em conta o paradoxo Michael H. Hart / Enrico Fermi é mais seguro afirmar que estamos sós no universo que o contrário.
    Com efeito, os cientistas conseguem rastrear luz visível até uma distância de 130 billiões de triliões de quilómetros (o número 13 seguido de 22 zeros) , num universo que se encontra em expansão, logo não infinito, sem nunca terem captado quaisquer sinais de naves ou vida, e se a isto acrescentarmos o que o Pplware nos deu recentemente a conhecer em :
    https://pplware.sapo.pt/ciencia/maior-mapa-da-materia-negra-do-universo-revelado/
    ,isto é, que a matéria negra ocupa 80% do universo, a conjugação destas duas realidades faz descer abruptamente o cálculo das probabilidades da existência de civilizações extraterrestres.

    A capacidade de extrapolar é mais infinita que o universo.

    Repescando aqui e sintetizando o paradoxo de Michael H. Hart / Enrico Fermi em uma questão com apenas três palavras :
    ONDE ANDAM ELES ?
    “Quod erat demonstrandum”

    E por que estamos aqui ?
    Na minha modesta opinião, este deve ser o foco fundamental.

  11. falcaobranco says:

    É que se fosse só os ovnis tavamos bem…mas com tantas marcas, símbolos e afins espalhados pelo nosso planeta, indicarem que não existe vida extraterrestre… é no minimo estupido… acredite quem quiser, mas quem acreditar que estamos sozinhos…devia pensar melhor e descobrir mais…

    • Cláudio Andrade says:

      E provas disso? Se não há provas que realmente há vida noutro planeta do universo é porque estamos sozinhos…. Quando houver provas então aí a coisa muda.. Isto é como na justiça.. Se não há provas não há condenação

      • Jorge Soares says:

        ausência de evidência não é evidência de ausência

        • Samuel MG says:

          Provas existem até o António Costa o disse no passado!! Recordemos o caso do meteorito que caiu e voltou para o espaço. Este caso é segundo a ciência impossível de acontecer sendo que nos deram a desculpa do balão meteorológico, só com 30 foguetes é que iria subir aquela velocidade!!

      • falcaobranco says:

        Oh claudio retirando todas as marcas e símbolos espalhados pelo nosso planeta… achas mesmo que a NASA ia divulgar ao mundo o que sabe sobre os ET’s?

        Nunca divulgou e nunca vai divulgar, porque ainda á bem pouco tempo um alto funcionario da NASA disse que o planeta, a população mundial não está minimamente preparada para a resposta sobre esse tema… e este relatório só vai fomentar ainda mais esta teoria…

        Por isso não vamos ser “anjinhos” e pensar que estamos sozinhos e que existem cenas espalhadas pelo mundo porque apareceu do nada… isso que dizes mais prova o que o funcionario disse… a população mundial nunca vai estar á espera de uma resposta dessas…

  12. Redin says:

    Duvido que os extraterrestres a existir consigam encontrar a terra se nesse momento apenas estiver visível para eles a borda extrema do planeta. Terão de ter a sorte de ver a parte plana para nos encontrar.

  13. Vasco says:

    Nem mais. Até ao momento nenhuma prova, nenhum indício. Contudo convém termos bem presente que apenas tentámos rastrear uma ínfima parte do universo, e mesmo essa ínfima parte do universo foi rastreada num período de tempo também ele ínfimo, correspondente mais ao menos ao da invenção e desenvolvimento da radioastronomia, representando quase nada. Partimos também do pressuposto de que existindo civilizações avançadas elas irão actuar a um nível macroscópico, e que utilizarão níveis de energia imensos, cuja mera produção permita que sejam indirectamente detectadas por civilizações com o nosso nível tecnológico, quando se calhar o que sucede é precisamente o contrário, e provavelmente utilizarão antes a energia que conseguem obter de modo cada vez mais eficiente -um pouco à semelhança do que tem vindo a ser feito aqui na terra… Talvez sejam, pela sua própria evolução, indetectáveis e talvez tenham evoluído para uma civilização em que se fundiram com a própria tecnologia que desenvolveram, e em vez de explorarem recursos noutros planetas, vivam em mundos virtuais, cheios de possibilidades, onde o tempo comprimido à sua inteira vontade… indetectáveis portanto. Um heartbeat a cada milhão de anos… O que é certo é que partimos dos nossos próprios pontos de referência para especular sobre essa matéria e se calhar estamos muito errados.

  14. xtremis says:

    Este relatório é importante por uma série de razões:

    – é admitido que os UAPs são um risco para a aviação, e até para a segurança nacional (dos EUA, mas também de outros países, claro);
    – é admitido que há uma percentagem importante de ocorrências que não são derivadas de erros de leitura ou de sensores ou de observação (ou seja, há mesmo ali algo a acontecer, com evidências cruzadas de várias fontes);
    – é admitido que podemos estar perante situações em que nos falta conhecimento científico para entender e explicar os fenómenos.

    Para quem estava à espera de uma conferência de imprensa onde o Presidente Biden vinha revelar que afinal os “greys” estão entre nós, naturalmente que ficou desapontado. Mas em termos concretos, é um sinal importante de que os UAPs/OVNIs são um fenómeno para levar a sério, e para estudar cientificamente. Também é dado um sinal claro de que deverá haver mais colaboração entre as várias agências, e que deverão existir canais bem explícitos para o reporte deste tipo de casos. Mais uma vez, isto é um passo importante, face à atitude anterior do governo e dos ramos miliateres dos EUA quando a relatos de UAPs.

    Não vou em grandes conspirações de barracões cheios de corpos de ETs, ou tecnologia baseada em OVNIs recuperados, mas há definitivamente algo a acontecer que foge à nossa explicação. Este parece ser um primeiro passo numa longa caminhada. Vivemos tempos interessantes, na minha opinião…

  15. Samuel MG says:

    Achas mesmo que algum governo importante iria dizer que existem extraterrestres e causar um pânico global desmedido!! Isso seria violar o básico da política!!

  16. Estefâneo Empregos says:

    Se já há provas de que não estamos cá sós não sei porque esta tentativa de retrocesso da realidade.

  17. OdeioBichasModernas says:

    Eu fui raptado por extra terrestres e levado para uma base secreta localizada no lado escuro da Lua.
    Mas após brava luta e heroísmo sem fim, contra uma base habitada sómente por extra terrestres fêmeas, consegui fugir e regressar à Terra.
    Elas estavam a dar cabo de mim, eram muitas…
    Depois de recuperar o fôlego voltarei lá com renovado interesse.
    Não tenham medo da Luz….

    • joseduarte says:

      Excelente resposta, estruturada numa evidência científica bem conhecida. Um homem não consegue aguentar com tantas fêmeas ao mesmo tempo. Há que tomar fôlego. Há que impedir essas fêmeas ET de nos chuparem até ao tutano dos ossos.
      Quando me puder dispensar algumas, para que fique mais aliviado, fico-lhe agradecido.
      E tal como você. odeio bichas, mas não só as modernas, as antigas também!

    • Samuel MG says:

      Onde é que é a base? Epá!! Deixa algumas para mim!!:P

  18. José Pedro de Freitas Maurício says:

    Nos anos 90 vi o famoso ovni triangular em Setúbal. Era de noite, estava a pairar silenciosamente a cerca de 300 metros de mim a uma altura de cerca de 50 metros. A silhueta triangular era bastante visível, em cada um dos vértices possuía uma luz azul circular e no meio outra luz azul circular maior que as restantes. O silencio era total. De repente começou a andar em frente e começou a subir muito lentamente até que o perdemos de vista. Lembro-me como se fosse ontem. Atualmente trabalho em engenharia de Software e aplico ciência a tudo o que faço e, garantidamente sei que o que vi era real e que, não temos tecnologia nenhuma conhecida que possa fazer o que presenciei. Talvez seja tecnologia americana em fase de testes e que venhamos a saber daqui a uns anos? Quem sabe. Talvez fosse o “little grenn man” ? Todas as opções estão em aberto.

    • Vasco says:

      Provavelmente viu um drone em testes com uma forma de propulsão equivalente a esta, que é pública e de 2018 https://www.scientificamerican.com/article/silent-and-simple-ion-engine-powers-a-plane-with-no-moving-parts/
      Imagine-se, o que a DARPA e outras instituições de investigação cientifica e tecnológica não terão já desenvolvido para “apresentar ao mundo” em futuros conflitos armados. Por exemplo, o Lockheed F-117 “nighthawk”, desenvolvido nos anos 70 e princípios de 80, testado na famosa “Area 51” e apenas tornado publico na primeira guerra do golfo, já nos anos 90, e que hoje em dia já foi descontinuado, estando fora de produção por ser obsoleto.

    • AlexX says:

      Em Maio há 2 anos passou um mesmo aqui por cima, uns 100 metros de altitude e uns bons 2 ~ 3 mil km/h. Não triangular mas longo e pontiagudo, tipo uma locomotiva de tgv com uns 50 ~ 60 mts de comprimento. Devia ser tripulado a julgar pelo tamanho, e o princípio de levitação era o já conhecido rotores de magnetos em toda a parte inferior. Apenas se ouviram os estalidos abafados da estática. Pensámos que pudesse cair mas lá seguiu rumo a Espanha. Nunca havia visto assim tão de perto, no entanto já perdi conta da quantidade de objectos que vi à distância. Alguns são nossos, outros não acredito serem.

  19. Levinho says:

    Tudo é ciência. Ou tudo pode ser explicado pela via científica. Não hoje. Mas algures no tempo. Conheço muitas teorias da conspiração que ainda hoje a maioria das pessoas pensam que são teorias da conspiração e já foram provadas faz imenso tempo. Dois exemplos: “Leite é bem essencial”. A Uuniversidade de Harvard cansou-se de cancros na próstata e nos ovários e removeu os laticínios da piramide alimentar. Afinal o leite é um alimento espectacular, mas para bezerros. Tanto se fala no flúor…. e alguns fatos estão comprovados. Uma coisa é certa, a pasta medicinal couto não tem fluor e manteve sã a boca de muitos portugueses. Anda tudo a pedir provas… Elas estão por aí. imensas. Mas ou se torna um fenómeno inexplicável ou então é falso, ou então é teoria da conspiração. Só o medo e a subserviência explicam este comportamento quando a verdade é simples. Se existe, é porque alguém a consegiu fazer. E se nós não conseguimos fazer, alguem conseguiu, pois existe. Disso não podemos fugir seja um ovni triangular, seja um objecto milenar misterioso criado numa altura em que aquela liga metálica não era conhecida, sejam gravuras nos Incas com rostos de povos de todo o mundo, quando ainda não havia Easyjet. E lá está, quem acha que tudo são histórias da carochinha verá carochinhas em tudo, não se dará ao trabalho de analisar caso a caso e construir a sua Verdade.

  20. jk says:

    Um universo tao grande e somos os unicos seres vivos???
    Nao e preciso ser um genio para perceber que isso nao é verdade
    nada de novo

  21. Emanuel Ribeiro says:

    como e que eu deixo de receber notificacoes disto???????

  22. César Oliveira says:

    Mas esperem ai, os OVNI’s não são produto da imaginação ? da loucura ? Da bebedeira ? das drogas ?
    Então os pseudo-cientistas, os fortes, os superiores intelectuais e científicos já não chegaram à conclusão de que tudo não passa de relatos de gente ignorante e fraca ?

    Para quê perderem tempo com investigações de coisas que os superiores intelectuais e científicos já
    catalogaram como relatos absurdos de gente ignorante ?

    Mas vamos analisar essas conclusões do relatório:

    “o relatório revela que não se encontraram ligações extraterrestres.”

    O que eles querem dizer com isso ? Será que eles se referem a comunicações via rádio da nave
    extraterrestre com o seu planeta mãe ?

    Os OVNI’s movem-se a velocidades e direções impossíveis para qualquer tecnologia humana e não encontraram ligações extraterrestres ? O que não conseguiram é livrar-se do preconceito e de uma
    absurda superioridade intelectual e científica.

    “Em 18 casos as testemunhas viram padrões “incomuns” de movimento ou características de voo,
    mas o relatório sustenta serem necessários mais dados para determinar se esses avistamentos
    representam uma tecnologia “revolucionária.”

    Basta apenas um caso em que um OVNI Voe em direções e velocidade impossíveis para a tecnologia
    terráquea para nos levar a admitir que esse OVNI não são deste mundo.
    Quanto mais 18 casos.

    O preconceito e a suposta superioridade intelectual e científica levou a adotarem outra sigla
    diferente de OVNI’s, no caso, UAP’s.

    Os OVNI’s são tecnologia dos Russos, dos chineses, mas como podem ser se esses países também tem
    relatos de avistamentos de OVNI’s ? Isso não faz sentido nenhum.
    Os OVNI’s são tecnologia de outros países ? Mas como se eles são uma tecnologia de 100 a 1000 anos
    no futuro. Isso também não faz sentido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.