PplWare Mobile

Nova técnica de gametogénese in vitro torna mais viável mulheres terem filhos sem homens


Redator. Apaixonado por Ciência, Tecnologia e Engenharia, aprecio a particular capacidade que estas três áreas do saber têm na evolução da Humanidade. Tento contribuir, diariamente, um pouco para esta tendência, com os meus artigos aqui no Pplware e o estudo na Universidade do Porto.

Destaques PPLWARE

  1. Mário Faria says:

    O Homem, vai deixar de ter a função de reprodução, na natureza?

  2. QualquerUm says:

    Os homens no futuro vão ter que se casar com a mão direita… 🙂

  3. Joao says:

    assim pode ser quer se acabe com as q andam engandas a pensar q o homem quer ter filhos no futuro.

  4. Joao says:

    Ja nao chega a terra ter humanos a mais e agora tira.nos o prazer de os fazer? Deve ter sido dakeles nerds ke so conheceram a mao direita como namorada

  5. D says:

    Faço parte do movimento childfree

  6. Helder Figueira says:

    Já não se fazem putos, como antigamente

  7. Asdrubal says:

    Vão deixar de existir homens na comunidade! 😮

  8. George Orwell says:

    A evolução científica e tecnológica funciona como uma espada de dois gumes ao sofrer do dualismo ou contradição entre o bem e o mal.
    A título de exemplo, como tantos outros fenómenos, a radioatividade tanto é apta para curar um doente canceroso como para produzir uma arma letal.

    A ciência e a tecnologia podem levar a humanidade a grandes progressos humanos mas também ao seu desaparecimento. Bastará pensar no poder destruidor de todas as bombas de urânio, plutónio, neutrões, hidrogénio, sem esquecer toda a parafernália de armas químicas e biológicas que hoje constam dos já inúmeros arsenais militares, armas que não foram desenvolvidas para servirem de peças num museu de ciência mas para serem utilizadas de acordo com a sua finalidade original, aliás, infelizmente duas bombas nucleares já o foram e com os efeitos que se viram em duas cidades do Japão.

    Esta descoberta que o Pplware nos dá a conhecer, bem como a possibilidade de determinação do sexo pretendido para o nascituro, manipulação de células estaminais e a clonagem de humanos humanos objecto de um artigo anterior aqui no Pplware em
    https://pplware.sapo.pt/ciencia/cientista-chines-diz-ter-criado-primeiros-bebes-geneticamente-manipulados/
    são geradoras de conflitos e desafiantes para a bioética ( neste último caso, o cientista chinês em causa parece ter desaparecido dos radares ).

    A primeira afirmação conhecida da bioética remonta ao séc. V A.C., trata-se do famoso juramento de Hipócrates que ainda hoje tem por destinatários os profissionais da medicina, os quais devem observar os princípios nele contidos, designadamente este que, pela sua importância, aqui cito:
    “Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção. Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza”.

    A bioética surge assim como uma modalidade de protecção e valorização do Humano face às possibilidades científico-tecnológicas que o podem afectar, preservando a sua identidade, vida, protegendo a fragilidade ou vulnerabilidade intrinsecamente humanas, estas em risco de sucumbir face à emergência dos novos poderes capazes de despoletar a desvirtuação dum estado humano íntegro.

    Em boa verdade, a história da humanidade é fundamentalmente simbólico-espiritual e menos tecnomaterial, pelo que bioética deverá sempre respeitar a vontade e autonomia da pessoa, não causar danos e minimizar os riscos maximizando os benefícios e , por fim, em termos de justiça comutativa tratar por igual o que é igual, matérias esta em que o Direito tem aqui um papel fundamental na medida em que normatiza com força de lei as condições necessárias para uma administração responsável da vida, de que é exemplo a Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos, promovida pela UNESCO onde constam os princípios ético normativos fundamentais a implementar nas legislações nacionais dos países membros.

    Imaginemos só o que seria se na Índia ou China, tendo em conta as suas tradições ancestrais, os pais pudessem escolher livremente o sexo do nascituro, caso em que, paradoxalmente ao que se pode inferir do artigo, o sexo feminino correria então o risco de extinção o que seria contraproducente para a manutenção da vida.

    O bebé nascido nas condições aqui reportadas no Pplware não deixa de ter um pai biológico, George Clooney ou qualquer outro, pai que deverá poder exercer os seus direitos e obrigações parentais.

    • Vítor M. says:

      Interessante “entendimento” sobre estas práticas. è um tema de conflitos éticos e de conflitos morais, mas é um tema fantástico, onde a ciência está num estado puro, de evolução da espécie humana.

  9. JacareDTR says:

    totalmente a favor, é da maneira que acaba a mama de ficarem com a casa, o filho e a pensão de alimentos no divórcio.

  10. censo says:

    A cada momento o passo alarga-se a caminho da (auto)extinção da espécie.

  11. sakura says:

    O dna adn é o software do ser humano, e sim hoje é linux mas …….
    Mas hoje a Ms quer mudar isso.

  12. Falcão Azul says:

    Depois admirem-se dessas m***** de movimentos feministas,de lesbianismo e homossexualismo,de transexualidade,etc.,e vejam o futuro que está por acontecer !! Um futuro indigno para os homens.Nem há palavras !! Hoje em dia até mete nojo vermos certas coisas na rua,o que fará daqui a umas décadas !! Um bando de “florzinhas” de braço dado uns com os outros(ou umas com as outras),uma aberração completa.Um degredo sem paralelo na história da humanidade.Queira Deus que não esteja vivo nessa altura para ver esse tipo de m**** !! Já enjoa hoje em dia ver certas coisas,imagino então o dia de amanhã com estas novas gerações de “meninas”.Que nojo !! 😐

  13. Migatte No Gokui says:

    Queira “Deus” que realmente não fiques vivo mto tempo pq com forma de pensamento retrógadas como essas, não és necessário aqui. Já podes ir, não precisas da vontade de “Deus” para tal. Se tanto te incomoda o que “vês” hoje em dia (produto da sociedade em que tu vives e contribuis) faz uma favor à humanidade e trata disso, não esperes pela vontade de “Deus”. 😉

  14. ked says:

    Deus oiça quem desenvolveu esta técnica e permuta que as mulheres tenham filhos sozinhas. Acabavam-se as pensões de alimentos para filhos e ex-esposas. MGTOW

  15. mgtow para sempre says:

    nao tenham receio, já está sendo desenvolvido ha um bom tempo o ultero artificial, basta pesquisar e ja teve sucesso inicial eles vendem como uma ideia para salvar bebes prematuros mas nos sabemos que vai ser liberar o monopolio da reproducao que as mulheres detem hoje,e embora estejam apenas agora a desenvolver agora a possibilidade de criar gametas desta forma, ha muito ja é viavel criar ovulos em laboratorio apenas com uma cecula e a piada é que apenas é possivel com celulas masculinas, nao sendo possivel desenvolver espermatozoides com celulas femininas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.