Quantcast
PplWare Mobile

Coronavírus pode-se adaptar às “barreiras” como por exemplo à máscara

                                    
                                

Fonte: interestingengineering

Autor: Pedro Pinto


  1. Stalin says:

    Mais uma volta… mais uns à procura de protagonismo…
    Podiam começar com “Alguém no Estados Unidos…” , poupava-nos o trabalho de ler .
    Já agora, em que versão do vírus estamos?

  2. Joao Ptt says:

    Será que se está a adaptar ou os seres humanos simplesmente não andam a utilizar as ditas barreiras da forma mais eficaz?

    Máscaras anti-vírus, a menos que fossem de protecção à cara inteira (olhos, nariz e boca) já se sabia que a protecção seria muito questionável a nível prático. Para aumentar a eficácia das máscaras só mesmo com este tipo de máscaras completa… a probabilidade de isso acontecer é que é provavelmente inexistente, pelo menos a nível geral, a menos que a situação se torne tão grave que não reste outra alternativa.

    Para agravar a situação a maioria das máscaras não oferece realmente a protecção necessária sequer para evitar que o vírus possa se espalhar para outras pessoas porque a máscara não está de facto a filtrar todo o ar que sai… já que sai dos lados sem ser filtrada (e claro entra também pelos lados sem ser filtrada).

    Por último ninguém utiliza a máscara 100% do tempo, logo as oportunidades para contaminar outros continuam ali… basta ver que os estudantes podem usar máscara na escola mas se for necessário no caminho para a escolha cumprimentam-se e falam uns para os outros sem ela; as pessoas nos trabalhos vão comer a cantinas/ restaurantes onde depois não usam a dita máscaras e praticamente espaço nenhum desses está realmente desenhado para garantir que o ar permanece sempre limpo… o oposto (o ar estar sempre contaminado) seria mais verdade… se estiverem com esse ou outro vírus qualquer vão contaminar-se na mesma… o vírus não teve de contornar qualquer máscara, simplesmente não existia nada para prevenir a sua passagem.

    Dito isto, as máscaras são eficazes sim, a reduzir o nível de propagação o suficiente para que os hospitais consigam ir dando resposta às solicitações… mas parar só com máscaras integrais, e levar todas as “1001” regras de higiene e segurança a sério, coisas que nem eu consigo… logo não vai acontecer.

    • Jorge FCP says:

      Não percebes mesmo nada.

      Este é um vírus mesmo inteligente!!!

      Além de resolver puzzles e quebrar “barreiras”, corre o rumor que sabe ver a horas, não gosta de bebidas alcoólicas fora de bares, e é perito em camuflagem, principalmente em crianças.

      Há quem diga que até saiba contar.

    • Robin says:

      o melhor mesmo é um saco plástico na cabeça e com um nó no pescoço, protecção a 100%

  3. C.S. says:

    Se as máscaras não evitam o cheiro como é que querem que evite o vírus?
    Não há dúvida a estupidez é geral. Só falta propor a obrigatoriedade de não respirar para o vírus não infectar.

    • ToFerreira says:

      “O cheiro”?! Se essa comparação é a sério, a estupidez está toda em ti.

    • Hugo says:

      Estás cada vez melhor LOOOL
      Nem um terraplanista usaria tal argumento.

    • PTO says:

      What?!
      Eu sabia que a estupidez não tinha limites mas a ignorância não.
      É incrível em pleno século XXI ler-se coisas destas.

    • Besuntas says:

      Estás a ver isto pelo lado errado, as máscaras só serão eficazes se todos as usarem.
      Os vírus ficam retidos na máscara, impedindo que estes flutuem no ar e infectem outras pessoas. Já se fizeram testes muito interessantes em que demonstram isso mesmo. Pessoas a falar, a tossir e a espirrar com e sem máscara.
      Relativemente aos cheiros, e em forma de comparação, se todos andarem com o c.u fechado/tapado ninguém cheira nada de ninguém. Simplesmente deixam de existir cheiros hehe

    • p_t says:

      LOL a tua ignorância continua!!!!! Estás a comparar cheiro com vírus?!?! Tu sabes o que é “cheiro”?!?! ´

    • Besuntas says:

      As máscaras cirúrgicas não servem para impedir os vírus de entrar no organismo pelas vias respiratórias, servem para impedi-los de sair e contaminar. É por isso que os médicos as usam nas salas de operações para não infectar os pacientes que estão a ser sujeitos à intervenção cirurgica.

    • rjSampaio says:

      la vou eu responder o mesmo, que claramente nao leste/percebeste da ultima vez que disseste isso…

      O virus esta entre os 60 e os 140nm, e uma mascara n95 filtra >95% de particulas medias
      de <300nm.

      Visto isto, realmente as mascaras são inúteis…

      Mas o virus não se transmite pelo ar, ele vai agarrado as gotas respiratórias e essas são entre 5000 a 10000nm.

      Ou seja, o uso da mascara previne que uma pessoa já infetada transmita os seus virus para terceiros, pois os mesmos ficaram retidos do lado de dentro da sua mascara.

      Caso nao se esteja infetado o uso da mascara também ajuda mas já é mais difícil porque requer uma colocação mais cuidada e na melhor das hipóteses o virus ficaria na superfície da mascara, onde outros cuidados de higiene são imprescindíveis.

      Moral da historia, não, a mascara não previne a passagem do virus, mas o virus não voa sozinho, requer boleia de objetos que não passam pela mascara.

      • Jamaral says:

        É perda de tempo, estás a tentar esclarecer um ignorante sem relações de amizade que anda simplesmente à procura de passar o tempo.

        Desprezo, é a melhor resposta.

  4. Cicrano says:

    Tendo em conta que simplesmente quase todos os americanos se recusam a usar uma máscara porque interfere na sua “liberdade” , o facto do SARS/CoV2 continuar a alastrar tem algo a ver com este pequeno pormenor. Tal como no resto da Europa onde 90% dos novos casos são de pessoas “inteligentes” que acham que não devem usar máscara ou porque o vírus é uma criação do governo para “controlar a sua liberdade”.

  5. Abreu says:

    Vindo da terra dos palhaços não e de admirar como aquilo anda lá!

    • PTO says:

      Os “palhaços” salvaram-te de não teres ido parar ao forno de um campo de concentração nazi ou de nem sequer teres chegado a nascer (dependendo da idade que tens).

      • Jorge FCP says:

        Segundo reza a lenda, eles só chegaram no fim da festa para limpar a casa D day depois do Lusitania), mas fizeram tanto furor à volta disso que até parecem os protagonistas da história. Aliás, como as histórias mais recentes. Se fossem adolescentes seriam rotulados de “umbigistas”.

      • Abreu says:

        Pto não deixa de ser palhaços, começando pelo cabeça de abóbora! Já agora aqueles que escaparam do forno foram para a palestina fazer a vida negra a quem lá vivia…

      • Abreu says:

        Mais uma PTO se os palhaços não tivessem ocupado o Iraque não havia o EI e tinham poupado muitas alminhas europeias..

      • ElectroescadaS says:

        @PTO:

        E “curiosamente” é o país onde existe a maior concentração de grupos neo-nazis do mundo inteiro. Portanto entre salvadores do mundo, palhaços e neo-nazis a coisa deve andar elas por elas…

  6. PTO says:

    Em nenhuma parte do PDF original deste estudo é referido o que está no vosso título da notícia.

  7. Robin says:

    Lá se vai as fraldas dos supermercados !!!

  8. Sardinha Enlatada says:

    Fui ver e o CS tem razao existem moleculas odoriferas.

    • Hugo says:

      Foste ver? LOOOL
      Depois não querem ser gozados.
      O que tens de ir ver é a diferença entre usar e não usar máscara. Que não é 100% eficaz já toda a gente sabe.

  9. C.S. says:

    Ó hugo vai ver o tamanho dum vírus, e o tamanho de uma molécula e depois para não seres gozado vem aqui e diz a diferença.

    • Hugo says:

      O que quero que me apresentes é dados que reflictam que usar máscara não tem influência na propagação.
      Tens de aprender a não divagar. Quando afirmas algo leva o assunto até ao fim.
      Se estás numa de ensinar aproveita o teu amigo sardinha enlatada, que descobriu hoje que o cheiro não são feixes de luz LOOOL

  10. C.S. says:

    Ó hugo não divagues e responde à pergunta.

    • Hugo says:

      Qual pergunta? Mas tu estás bem da mona?
      Foste tu que afirmaste que as máscaras não servem de nada. Dito isto todos esperávamos um argumento plausível.
      Em relação ao tamanho das moléculas é mais que óbvio que as máscaras servem de barreira ao cheiro ainda que não totalmente eficaz. Isto é tão óbvio que até tenho vergonha de o estar a escrever.
      A estupidez aqui está em quereres usar o argumento de que perto de uma fogueira te cheira a queimado, logo, as máscaras não servem de nada.

      • C.S. says:

        Vês, estás quase lá.
        Então agora vai lá ver quantos vírus cabem numa molécula?

        • p_t says:

          LOL és uma anedota. Expõe aí as tuas medidas! que troll

        • Hugo says:

          Vamos lá ver uma coisa…
          É a terceira vez que digo que a máscara está longe de ser 100% eficaz.
          A questão principal é, e passo a citar-te “Se as máscaras não evitam o cheiro como é que querem que evite o vírus?”.
          Mostra-me que é indiferente o uso da máscara, ou então, lá está, expões as tuas medidas. Não peço que sejam infalíveis mas no mínimo serão melhores que as actuais, aposto.

  11. C.S. says:

    Tá bem Hugo eu vou explicar devagarinho.
    Pegas num cigarro,dás uma passa,pões a máscara. Mandas o fumo fora com a máscara metida. Ao fim dum tempo a máscara fica amarelada mas o fumo sai na mesma. É como o filtro dos cigarros.
    Lá por os cigarros terem filtro, não quer dizer que evitem a nicotina de passar. Vê os pulmões dum fumador e percebes logo o que estou a dizer.
    Com as máscaras e com os vírus é exactamente o mesmo. A quantidade de ar que respiras é menor, mas os vírus passam na mesma.

    • Hugo says:

      Então mas o vírus já se transmite novamente pelo ar? Tipo fumo?
      Dizes-te e contradizes-te, dás exemplos ridículos que não servem de absolutamente nada, pois pela 4ª vez (QUARTA) digo, “todos sabemos que a máscara não está perto de ser 100% eficaz”.
      A sério que estás a comparar as partículas saídas do filtro de um cigarro com as gotículas expelidas pela boca de uma pessoa?
      Existem testes que podem ser vistos por qualquer um. As máscaras servem de barreira, seja a um espirro, spray ou fumo. Se filtram tudo? Não.
      Volto a pedir que mostres o estudo que conclui que o uso de máscara é indiferente.

      • C.S. says:

        Mas quem é que disse que o vírus se transmite pelo ar?
        Só te dei um exemplo, para perceberes que a máscara não impede o vírus. Se o vírus tiver de passar,passa, a máscara não impede nada, é apenas um filtro.
        Se o vírus fosse do tamanho da borra do café, ficava lá, mas o vírus é do tamanho do café já coado. Percebes ou ainda não?

        • p_t says:

          A tua explicação é uma treta, porque tu não dás dados nenhuns. Tu dás um exemplo ilustrativo, mas que não explica nada objetivamente. Como é que achas que estás a fundamentar o quer que seja com o exemplo do fumo ou do café se não referes os tamanhos das moléculas que o fumo do tabaco ou o café coado tem?!

          Mas no 1º comentário falas em nicotina com os filtros do tabaco. Compara lá o tamanho duma molécula de nicotina com o tamanho do vírus? Mete aqui os dados em vez de seres troll.

          • Hugo says:

            Independentemente de tudo, foram feitos testes que provam que a máscara bloqueia grande parte das partículas, sejam elas grandes ou pequenas.
            Pela quinta vez vou dizer que sei que não as bloqueia a todas mas o que eu queria era que ele explicasse em que se baseia para dizer que o uso de máscara não serve de nada.

  12. C.S. says:

    Tá bem hugo, não repitas, mas põe a máscara, não por causa do covid, mas por causa dos queixinhas que já são mais do que os vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.