Quantcast
PplWare Mobile

O Windows Defender agora também já pode proteger o Chrome da Google

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. bola says:

    Yandex tem nativamente esta e outras proteções….

  2. maria vieira a atriz says:

    dispenso essa suposta proteccao

  3. Mickael says:

    E o que eles querem em troca? Informações pessoais dos utilizadores?

    • André Fontes says:

      Até pode, mas dizes isso com base no que? Onde estão as evidências?

    • cmariano says:

      “não é telemetria, é o que faz, exatamente o propósito dessa coisa, e é fácil desativá-la, basta desinstalá-la lol. mas … talvez você possa tentar encontrar a evidência de coletar informações que possam identificar o usuário individual, isso é outra história”

  4. Costa says:

    Bolas, pelos comentários anteriores, nem assim percebem que o que a Microsoft quer é dados, quer tb ter a possibilidade de espiar os utilizadores, mesmo que nem o browser deles usem.
    Lá estão as dicotomias deste assunto, por um lado, aí que escândaloso que foi o caso do Facebook, por outro lado, tudo o que é empresa que queira roubar do utilizador a sua privacidade, basta “oferecer” uma qualquer migalha na forma.de serviço ou facilidade, e mesmo à cara podre e a descoberto, espiolha o utilizador, mas pronto, se tem de ser está bom para muita gente. Lamentável.edte tipo de pensamento.
    E na notícia, ainda diz que é o funcionamento esperado e expectável destas aplicações, como que a desculpar o roubo descarado.
    Lamento desapontar Pedro, mas não tem de ser assim, e só é assim quando temos uma intenção diferente daquela que dizemos ter.

    • censo says:

      Lá voltam às paranóias da privacidade.

      • Costa says:

        Não há problema então, não te peço o número do teu cartão de crédito, mas porque não dás publicamente todo o teu histórico de navegação? Vá, se homem sem paranóias e disponibiliza lá isso para nós vermos.

        • censo says:

          Já respondeste à minha observação. Eu dou o que quero. Eu é que controlo a informação que quero dar. Agora pensa lá bem no teu comentário.

          • Costa says:

            Tu para muita empresa és um livro aberto, dás lá agora só o que queres!!! 🙂
            Controlas tanto a informação que os outros têm sobre ti como eu sou piloto de aeronaves espaciais.
            Quando desceres à terra, percebes melhor o disparate que disseste.

          • censo says:

            Tens de ser menos distraído e ir ao fundo das questões. Tens de ser tu a preservar o que é teu e não esperar que os outros o façam por ti. Como te disse, de mim, só sabem o que eu quero ou deixo. Dá trabalho, mas sou eu que controlo.

          • Costs says:

            Tens a noção de quantas empresas têm um histórico teu? Queres só aqui em PT?
            O teu banco, sim o cartão que tu usas não é mais que um registro digital.
            A via verde se usares, o supermercado, imagino que uses o cartão de descontos, tipo o do continente, achas que eles registram o que tu fazes só para te dar descontos?
            O teu fornecedor de serviço móvel, que por azar até deve ser a mesma do serviço de internet e TV.
            Achas mesmo que o teu ISP não sabe a que horas vês TV, e que canais vês? Não usas a box certo?
            Só aqui, já vão varias empresas com um registro teu, e ainda estamos no mais simples de prever.
            Por falar em operadora móvel, lamento informar-te mas os próprios funcionários da operadora, e até os funcionários das empresas subcontratadas, vulgo, call center’s, têm acesso ao histórico das tuas chamadas.
            Portanto, as chamadas para a tua amante, ou para as meninas, estão lá à mão de se saber.
            Depois entramos no muito mais difícil de controlar, a Internet.
            E aqui, por mais que te aches esperto, ainda és relativamente ingénuo para achares que andas anónimo. Toda a conexão, para ser anónima, carece de um trabalho muito substancial, e é apenas muito localização, não é para usar no dia a dia. Não é por usares uma vpn, por usares o protonmail, ou a rede Tor com o browser que eles dizem para tu usares, isso não te torna anónimo, repito, estás longe do anonimato.
            Já agora, usando o teu belo smartphone, bem aí então és mais que um livro aberto, és um doce para a Apple (se tiveres um) ou para a Google e para a empresa que fabricou o telemóvel.
            E por falar em smartphone, achas mesmo que não são recolhidos dados de por andas tu durante o dia? Achas mesmo que assim que tens uma ligação por WiFi, que os teus dados não são enviados como “telemetria”? Se achas que não, então esquece isso da segurança, não é para ti.
            Olha, para finalizar, vou parafrasear um professor que tive: “se um qualquer leigo for apanhado a fazer algo ilegal num servidor, deve ser castigado segundo a lei, mas se for um de vocês, que se sentam aqui para serem mais do que leigos, devem levar 2 penas, uma prevista na lei e outra por serem burros e deixarem-se apanhar”
            Toma nota, a palavra chave aqui é não ser apanhado. E estamos a falar de algo planeado, à medida do que pretendemos fazer, não é para o dia a dia.

          • censo says:

            Sabes muito pouco sobre mim. Sabes nada sobre quem sou. Sabes nada sobre o que faço. Assumes coisas em demasia. E o que sabem de mim, foi porque eu deixei, assumindo um risco controlado.

          • Costa says:

            Parabéns, és um espião da CIA então.
            Portanto, estás seguro, nada de paranoias, porreiro pá, já dizia o outro.

          • censo says:

            Continuas a assumir preconceitos definidos pela tua realidade e ignorando que há realidades e contextos muito diferentes das tuas e teus. E também há conhecimentos diferentes dos teus. A paranoia é tua, não minha. Não tenho paranoias de qualquer natureza. Eu estou perfeitamente seguro, totalmente descontraído e muito tranquilo. E tu ? Estás ?

    • Toni da Adega says:

      Concordo só a Google é que devia ter esta informação, assim já sao muitos.

      • Costa says:

        Gosto da lógica aqui apresentada, é a mesma que o Isaltino Morais usou em tribunal.
        Dizia ele, se os outros podem porque não posso tb eu ter um saco azul.
        Ora o Toni, deve ser amigo do Isaltino, se a Google pode, porque os outros não poderiam tb?! Boa Toni, mas o Isaltino em tribunal não se safou com essa lógica maravilhosa.

        • Toni da Adega says:

          Pois mas a Google safa-se e todos aplaudem de pé.
          Na minha forma de ver não é lógica é hipocrisia, em todos os comentários vejo o pessoal a criticar a MS por ter esta ferramenta, o mesmo nao se passa com a Google.

          Devem ser os mesmo que ficaram admirados com o “escandalo” do FB

          • Costa says:

            A Google infelizmente tem uma posição dominante, mas em termos de “gostos” e “vontades” é exactamente igual a outras como Facebook, Microsoft, e carradas delas, que de forma “invisível” vão silenciosamente roubando dados.
            Ninguém aplaude de pé aqui na Europa, a comissão europeia já veio dizer isso. A Rússia tb não morre de amores pela Google, a China então muito menos, e Paquistão, Índia e países ali perto, a Google tb não é aquela coca cola no deserto.
            A internet é uma selva sem regras, e nunca poderá ser de outra maneira, senão é um instrumento de controlo de massas. E isto é ao mesmo tempo o melhor da internet e o pior, pois dado tal forma de ser/existir, quem tem muito dinheiro/recursos, pode orquestrar verdadeiros planos de roubo de informação, de espionagem em massa, e pior, pode dirigir de forma hábil as massas para um objetivo, para uma ideia que interessa.
            E pensamentos como o seu, como de quem veste uma camisola da empresa A ou B, são o garante do sucesso deles.

          • Toni da Adega says:

            E no meio disto que camisola é que eu visto mesmo? Cheguei ao final e fiquei confuso

    • André Fontes says:

      Volto a dizer o que disse antes, isso até pode ser verdade, mas qual é a tua base? Fizeste algum trabalho de investigação? Onde estão as evidencias? Quanto percebes tu do assunto? Só dizer ou imaginar não chega para acusar… Sejam um bocadinho mais inteligentes antes de comentar algo por favor, ou se não der, um bocadinho de rigor e critério seria bom.

      • Costa says:

        Se fiz algum trabalho de investigação? Onde estão as evidencias? Epa tu leste a noticia? Vê lá a parte do twitter.
        Tens aqui https://twitter.com/warpdesign_/status/986522632798564352/photo/1
        O que percebo disto? Qual é a medida que usas para quantificar o que tu percebes disto? Depois de acertarmos uma medida, medimos.
        Até lá, percebo o que percebo, mas pelo menos sei ler.
        Rigor, critério e inteligência falta-te a ti, pois para quem nem a noticia lê, mandar uns bitaites a ver se cola.

        • Toni da Adega says:

          Realmente nao vejo onde está o problema, só utiliza quem quer.
          E esse tweet é uma mentira pegada, diz que nao é possível desligar a recolha de dados, basta desinstalar e acaba-se a recolha.
          Mas a maior hipocrisia no meio disso tudo é falarem de privacidade e e recolha de dados e depois utilizam o Chrome

          • Costa says:

            Pois, mas voltas aos problemas de lógica.
            A questão não é se se desinstala ou não, é mais, dado que queremos instalar e usar o “serviço”, damos em troca os nossos dados.
            E já agora, qualquer “botão” num qualquer programa no computador ou APP no telemóvel, não é sinónimo de ligar ou desligar nada, quem programou aquilo até poderia ter lá escrito, limonada ou coca cola.
            Ainda é possível confiar que realmente o botão faz o que está lá escrito, se o código do programa for público, e se o programa que estamos a correr seja um produto desse código, senão vale zero estar lá que desliga ou tira cafés.
            A única forma de se ter a certeza que algo se liga ou desliga, é de forma física.
            A última frase continua a revelar a tua dificuldade com a lógica, lembra-te do exemplo do Isaltino, pode ser que assim interiorizes a coisa.

          • Toni da Adega says:

            Grande confusao que vai por ai.
            E sim a questao é se instalas ou não, não instalando não tens esse problema da mesma forma se comeres não tens fome.
            Quando venho de bicicleta nao tenho problemas com o transito e chego sempre a horas ao trabalho.

            A vida é feita de escolhas e se para instalar e usar o “serviço”, damos em troca os nossos dados, é uma escolha do utilizador. Se não queres correr riscos nao instalas o programa, problema resolvido.

            O exemplo do Isaltino é completamente fora de contexto (ou nao porque no final votaram nele) que estamos a falar de roubo e nao há forma de evitar (eu consigo ficar imune ao nao pagar impostos em portugal).

            Tudo é uma questao de escolha
            para uma Acção existe uma Reacção
            Causa efeito

            Uma coisa é certa ao “problema” de privacidade que todos se queixam neste artigo estou imune e porque????? porque vou optar por nao instalar

          • Costa says:

            Pronto, viste como é fácil, não confias, achas desnecessário, não instalas, até que enfim, concordamos.

        • André Fontes says:

          Tu ler sabes, mas como lá está, percebes muito pouco do assunto vais em engodos. A extensão envia o endereço para avaliação e comparação com uma blacklist, é assim que funciona e foi isso que foi apresentado, não envia qualquer informação pessoal que permita identificar um utilizador, ou seja, não é possível aferir qual é o histórico do utilizador “António Luís Santos da Costa”.

          • Costa says:

            Pois sei, muito pouco, tu como sabes muito, toma lá o link para a declaração deles, geral claro, que assim fica tudo ao molho e vale tudo.
            https://privacy.microsoft.com/en-us/privacystatement

          • Costa says:

            E já agora, fica para tu descobrires, já que sabes muito, porque é que a Microsoft tem interesse em saber do histórico que se passa dentro do Chrome, mesmo numa máquina Windows e sendo que tbm tem um browser. Se não fizeres a mínima ideia, deixa estar, mudasti, muda de ice tea.

          • André Fontes says:

            A Declaração de Privacidade tem a haver com a generalidade dos produtos e serviços e não com a extensão do Windows Defender. Como disse no inicio, eu não digo que a Microsoft não recolha informação pessoal e sensível através dessa extensão, o que disse é que isso não está demonstrado e a investigação do tal user do Twitter é um saco de NADA, aquilo que ele encontrou não tem ligação a user telemetry!
            Quanto à extensão em especifico, é muito simples, a lista de websites visitados é recolhida para que haja uma comparação side-by-side entre o URL visitado e o blacklisted/whitelisted URL, em caso de ser URL desconhecido é feita avaliação para adicionar o mesmo a uma das listas. É assim que funcionam estas ferramentas, é isso que a Microsoft “vende” e foi isso que o user do Twitter “encontrou”. Por isso fala do que realmente acontece, se achares que há algo mais investiga e comenta, se não quiseres investigar questionas ou simplesmente não fales do que não sabes, espera até que alguém faça o trabalho por ti e ai sim podes apontar o dedo.

          • Costa says:

            Olha, eu poderia dizer-te como é que a Microsoft faz um match perfeito entre ti e o teu histórico, algo que achas que é preciso uma grande prova. E o ridículo é que na própria imagem do Twitter, está lá tudo o que é preciso. A Microsoft, no Windows, já sabia a que sites acedias, mas como a granularidade não era a suficiente, e sabendo que a maioria das pessoas usa o Chrome, e não um browser da Microsoft, aproveitaram para tb ter todo o histórico da pessoa, como o fazem não te digo, descobre tu que sabes muito, olha que é fácil fácil, mas como o génio aqui és tu, descobre.

          • André Fontes says:

            Garantidamente com o que está naquela source a Microsoft não tem forma de associar o histórico a dados pessoais.
            Eu não sou genio nenhum até porque não é preciso ser grande genio para ler a informação enviada.
            Também não acho que é preciso uma grande ou pequena prova é preciso um resultado demonstrado apenas e no caso de teres isso podes publicar que vais ser notícia em alguns portais, enquanto não, deixa-te de tretas 😉

  5. Toni da Adega says:

    LOL

    O pessoal a queixar-se de recolha de informação do utilizador e depois utilizam o Chrome

  6. Redin says:

    O pessoal só reclama, reclama mas só porque parece estar na moda.
    Então quando qualquer acesso que se faça, onde pensam eles que vai parar?
    Ninguém questiona os servidores de DNS e vão questionar agora um serviço destes?
    É um facto que este tipo de comportamento é normal.

  7. falcaobranco says:

    Vou esperar uns tempos para ver se vale a pena a adição de mais segurança…

  8. Hefesto,o Grande says:

    Excelente extensão.Já a instalei no Google Chrome.Muito boa mesmo.Obrigado por este artigo,Pedro Simões. Deu-me uma boa ajuda. 🙂

  9. informado says:

    Não preciso . Uso Linux Fedora 😉 ehehehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.