PplWare Mobile

Tempo de Ecrã – a nova funcionalidade do iOS 12 que surpreendeu Tim Cook


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. nkp says:

    uau. que giro

  2. Filipe F. says:

    É normal conforme as imagens do ‘iPhone do Vitor’, o iOS ter nas suas opçoes nativas uma mistura de Ingles com Português? Parece os Androids chineses de há 4 anos que metade estava numa lingua e outra metade noutra. Um bocado estranho numa empresa dessa dimensão aparecerem funcionalidades com tradução parcial.

  3. Hugo says:

    Tempo de ecrã!! Que inovador! HEH

    • Vítor M. says:

      Por acaso é uma óptima aplicação tendo em conta a gestão que permite fazer até nos dispositivos Família, associados à nossa conta Apple. Além disso, tira proveito de outras aplicações que já tinha no passado, não fez nada do zero, mas unificou vários serviços, alguns que existem desde “sempre” nas opções de Acessibilidade (onde a Apple sempre esteve um passo em frente de todos).

      Verás, se conheceres o sistema, que este da Apple é mais completo que o de outros sistemas operativos. Não te esqueças que algumas destas funcionalidades também já existem há anos, ainda nem existia o iOS ou o Android, no Windows e no macOS (MAC OS X). 😉

      Chama-se evoluir…

      • PTdoNorte says:

        “Verás, se conheceres o sistema, que este da Apple é mais completo que o de outros sistemas operativos.”
        deixa-me rir, todos os fanboys dizem o mesmo, mas a realidade está a vista

        • just saying says:

          Os fanboys tendem arranjar justificações ainda que ridículas para justificar o dinheiro investido. Um consumidor minimamente informado sabe que existem alternativas a 1/4 do preço e o dobro das funcionalidades com igualmente segurança e ecossistema.

        • Vítor M. says:

          Tu, como era de prever, nada disseste para desmentir isso… porque não sabes, não conheces. Já deixei esta alfinetada para ver se alguém iria dizer o que um sistema faz e o outro não, mas como tu, os outros a seguir seguiram em fileira 😉 e nada disseram. Por isso é que por mais que vocês possam criticar, dizer mal… não passa disso, porque desconhecem os sistemas, falam pelo que ouviram falar.

          Era interessante dizer as funcionalidades, mostram que não andam neste mundo pelo bater das chancas 😉 e com isso dar valor ao conhecimento.

      • barra says:

        A sério? realmente não sei o que será pior, a noticia em si ou a forma como tentas justificar. Não sei, mas nota-se que não andas nisto da tecnologia à tanto tempo assim ou então não estás atento ao que se tem passado, desde 94 com a tecnologia móvel.

        • Vítor M. says:

          Era interessante dizeres algo de útil, é que se tu de facto andas nisto há muito… não se nota, pois tens hipótese do contraditório e ZERO 😉 de exemplos, e porque? Porque não tens factos. Sabes que contra factos não há argumentos.

        • iPhone4you says:

          São todos muito iPhone-contra. Não se esqueçam que o primeiro iPhone foi apenas uma das maiores invenções de sempre. Se não fosse o iPhone, todo o mundo andaria a fazer de contas que tinha um smartphone com Nokia ou outra coisa com Symbian ou pior.

          Sempre a nomear a malta de fanboys é a falar contra. É que não é falar mal…É ser do contra. Não têm argumentação nem nenhum iPhone para se “queixarem”. Gastam centenas de euros de ano a ano ou de dois em dois só para terem um “smartphone” atualizado e os “fanboys” compram pelo mesmo preço um iPhone de 5 em 5 ou 6 em 6 porque não precisam de “chorar” atualizações e melhorias.

          • barra says:

            Realmente o primeiro smartphone foi o IPHONE? em 2007?? Não sei quantos anos terás ou se já eras nascido uns anos antes, quando já a HTC, SAMSUNG, NOKIA e outras empresa já tinham smartphones.
            Em junho de 2006 já havia no mercado o HTC TyTN, o P3300, o Nokia 9210i de 2002, nokia 9210 de 2000 e fico por aqui.
            Até a ideia do NOTCH que foi claramente copiada do essential phone e fazem passar como se fosse deles.
            Não digo que façam mal, apenas acho mal como enganam as pessoas com o lançamento desta coisa que chamam “inovações” mas que foram buscar a outros lados.

          • barra says:

            Além do mais, só para tua informação, tenho atribuído iphone do trabalho, mas esse fica na gaveta do escritório, somente para testar as apps ( trabalho em uma software house ) para uso pessoal tenho um, realmente mais barato ( redmi 5 plus), mas que faz tudo e não gastei mais de 140€, porque não vivo de aparências.

  4. Dg666 says:

    O ios tem esse poder…. De pensar-mos que nunca existiu algo igual.
    Normalmente já existiu mas não de uma forma tão natural. E tem que lhe dar o mérito.
    Mas evoluir é fácil, criar não é a mesma coisa.

  5. V.T. says:

    O que realmente me “chateia” nestas situações é haver fanáticos do iOS que criticam certas funcionalidades do Android, mas quando estas são copiadas pela Apple para o seu SO, passam como que por artes mágicas a serem as melhores funcionalidades jamais criadas por alguém, pois como todos sabemos, quando a Apple copia, esta não copia, inventa!

  6. Kiko says:

    Se realmente fomos profundamente averiguar android/ios, diria que as funcionalidades da ios sao divulgadas de uma forma mais simpatica. Existe uma relacao mais proxima entre o smarthphone e o utilizador enquanto que o sistema android que e excelente existe menos amizade entre o utilizador e o sistema pondo assim em causa conflitos entre gostos como mencionado assima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.