Quantcast
PplWare Mobile

Spotify está descontente com as alterações que a Apple fez na App Store

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Pwk says:

    Temos pena, o apple music e bem melhor.

    • Vítor M. says:

      Melhor não será, mas é uma alternativa que o Spotify tem de considerar. Atualmente o Spotify quer estar dentro do ecossistema Apple, mas não quer pagar nada à Apple para lá estar. No entanto, é do ecossistema Apple que o Spotify mais lucra. Estranho verdade?

      • iAndroid says:

        Claro que depende sempre da utilidade que cada um lhe dá, mas olha que eu saí do Spotify para o Apple Music e não sinto falta de absolutamente nada que tinha no Spotify, e como utilizador do ecossistema da Apple fiquei a ganhar na integração deste serviço com os equipamentos, logo, na minha perspectiva Apple Music é melhorzito que o Spotify.

        • Edgar says:

          Para mim, o Apple Music também é melhor. UI bem melhor do que o Spotify (aquela faixa para o Facebook na app do computador não faz sentido nenhum, feio como tudo), integração fantástica com o iOS + utilização da bateria mais reduzida. E as letras das músicas aparecem perfeitamente na AM, enquanto que no Spotify nunca consegui colocar isso a funcionar normalmente (ás vezes aparecem “curiosidades” sobre a letra, em vez de aparecer a própria letra). O único ponto negativo é para pessoas que têm iPhone mas depois não tèm um computador da Apple, que é o meu caso. O iTunes no Windows é péssimo, para Linux nem se fala, a única alternativa é AM versão web que ainda não é perfeita.

  2. LA says:

    É errado continuarem a ter acesso a informações sobre o negócio, das aplicações.

    • Vítor M. says:

      Esta acusação é sempre dúbia, se não vejamos. A Apple na app Câmara não tem muitas funcionalidades avançadas para dar espaço a apps tipo Câmera + e outras do género. No entanto, a app da Câmara no Android vem sempre muito mais recheada, não dando grande espaço a apps de terceiros.

      A Apple ainda não desenvolveu apps de RA para dar espaço aos programadores o fazerem. A Apple no iPad não tem app Calculadora, são os programadores que têm esse espaço para criar. No Android há igualmente um sem número de apps que a Google poderia desenvolver, mas não o faz para dar espaço aos programadores, apesar disso, coloca mais software nativo que a Apple, basta ver o caso dos widgets que durante anos permitiu desenhar à medida a interface de cada smartphone Android.

      A app iOS Meteorologia sempre foi pobre, tinha o mínimo, isso abriu espaço a que muitos programadores ganhassem dinheiro com as suas apps. Depois a Apple comprou uma empresa que tinha a melhor app do mercado e, no iOS 15, adaptou algumas das funcionalidades. Contudo, continuam a existir apps de Meteo melhores.

      No caso do Apple Music, o serviço oferece opções que outros oferecem, mas tira proveito de outras tecnologias da Apple, como os HomePods, etc… O Spotify, retirou à Apple a oportunidade de ganhar dinheiro com a aplicação na sua loja. Ora, o Spotify além de fazer concorrência à app da Apple, ainda retirou qualquer hipótese desta ganhar com o espaço que oferece na sua loja de aplicações, no Apple Watch e noutras áreas do ecossistema.

      Tudo isto é um negócio, e as empresas visam o lucro, é no equilíbrio (no ganhar e dar a ganhar) que se vê se o negócio é bom ou ruinoso. Daqui a algum tempo, os donos das lojas deixam de ter interesse em ter alternativas deste género na sua oferta.

      Tudo isto é informação do negócio, por isso o que o Spotify alega é sobretudo para o seu lado…

      • LA says:

        Sim, desse ponto de vista, a Apple até dá mais hipóteses a apps da concorrência. Muito sinceramente não conheço muito o ecossistema da Apple. Mas é um facto que o do Android, trás mais coisas pré-instaladas.

    • Manuel da Costa says:

      As empresas que querem vender apps pela Apple Store tem de entregar o código fonte para a Apple analisar se existe lá alguma coisa que viole os termos do Itunes. Isso já é obrigatório e não é só na Apple… apesar de a Google deixar passar muito mais coisas, por ter 7000 vezes mais apps disponíveis (além de que é possível instalar apps de qualquer site que as disponibilize e sejam compatíveis com o android instalado, algo que a Apple proíbe e faz os seus aparelhos perder qualquer garantia, incluindo hardware que falhe).
      Por outro lado a Apple obrigava a que todas as apps usassem o serviço de pagamentos da Apple, dando entre 40 a 99%, do valor recebido para a empresa. Aqui, a Apple baixou os valores para entre 15% a 70%, dependendo se usam (ou não) o serviço de pagamentos.
      Um exemplo é o Netflix. Se o quiseres usar em qualquer Android, podes fazer a subscrição pelo site da Netflix e usares no telemóvel ou smartv ou computador. No caso da Apple, se quiseres usar no Iphone, tens de descarregar a App pelo Itunes e se queres carregar a conta por ali, tens de pagar à Apple que paga à Netfix.

      • Vítor M. says:

        São as regras das empresas. A Microsoft tem as suas na Xbox, a Sony tem as suas, a Amazon tem as suas, a Epic Games tem as suas, a Google e a Apple também as têm.

        Há, contudo, uma escolha. Se não quero estar no ecossistema da Apple, não vou para lá pagar, vou para qualquer outro sistema.

  3. LG says:

    Isto é a Apple a atirar areia aos olhos do juri.

    Fora esses 100 milhoes de suporte para pequenos criadores, a Apple “decidiu” “permitir” a comunicação externa (como email) para a possibilidade de pagamentos alternativos… uma Regra que a Apple tinha introduzido em Junho se não me engano…

    Só o facto de a Apple já introduzir regras que dita o que se faz até fora do ecosistema Apple… é de medo mas assim se vive numa ditadura afinal de tudo…

    Não é preciso ler várias vezes essa PR da Apple para se concluir que nada muda para os developers…

    • Vítor M. says:

      A Apple mudou algumas regras, entre as mais significativas, que a Google também usou, está o programa para pequenos negócios. Onde os developers que faturem até 1 milhão de dólares por ano, pagam apenas 15% da taxa. É muito? Bom, as outras lojas, incluindo Amazon, Epic Games, Sony, etc… cobram mais. Mas não é isso que está em causa, não te deixes enganar.

      Aqui em causa estão os 40 mil milhões de dólares que a Apple já faturou no primeiro semestre de 2021. Isso é o que os programadores grandes querem meter a mão. O Spotify é um deles.

      Ora bem, o que tem a Apple a ganhar com o Spotify dentro da sua loja? Pouco (relacionado com o seu bolo), e mesmo assim já permitiu que figurasse nas apps para Apple Watch e que pudesse ser adicionado aos serviços aptos para reprodução nas HomePod.

      Por outro lado, o Spotify não está com muitas ideias de introduzir AirPlay 2, que irá permitir que as colunas da Apple, assim como a Apple Tv possam ter Spotify, sem necessidade de outros dispositivos, isso o Spotify está a ter dificuldades em “oferecer” aos utilizadores Apple.

      Portanto, o Spotify não tem botão para os utilizadores Apple comprarem in app o Spotify Premium, o Spotify não quer pagar à Apple parte da receita que ganha com a pub da app gratuita que tem milhões de utilizadores iOS.

      Em grosso modo, o Spotify só quer “maminha”. E o que ganha o utilizador em deixar o Spotify Premium e aderir ao Apple Music? Não perde nada, basicamente fica com uma gama maior de álbuns, som lossless já em grande parte dos temas e com uma interação melhor no ecossistema Apple.

      Portanto, o que a Apple quer, é não criar ondas, assim todos ganham e os mais de 80 mil milhões que se espera de receita em 2021 para a Apple será novamente um recorde.

      Mas o Spotify está a perder? Não, bem pelo contrário. Ao estar dentro do ecossistema Apple, tem crescido, mas quer mais, está ganancioso, quer na App Store, quer na Google Play.

      Claro que a Apple não vai dar mais a quem já ganha milhões, por isso só baixou a quem ganha menos de 1 milhão. 😉 A Apple e a Google não são uma Misericórdia LG 😉

  4. iAndroid says:

    Resolução fácil => deixem de estar presentes no ecossistema Apple! Ah espera, mesmo com estas “condicionantes” é onde lucram mais…Algo de errado não esta certo aqui!

    • LG says:

      Claro que lucram senão não existiam… Mas não sei onde pretendes chegar. A Apple pratica métodos anti-concorrentes… Imagina o hipermercado Continente dizer à Super Bock que esta está proibida de fazer publicidade propria a referir lojas concorrentes… “WTF?!” imaginas tu mas é basicamente isso que a Apple faz…

      • iAndroid says:

        Tu esta para aí a fazer alta confusão. A Superbock para vender no Continente paga uma taxa pelo espaço, e não faz publicidade ao Pingo doce la dentro, o mesmo acontece com o Spotify na App Store e não me parece nada errado, tu não podes vender os teus produtos num espaço que não é o teu sem pagar uma taxa ao proprietário, certo? É que achares que é errado, monta uma plataforma de venda de aplicações que eu meto as minhas Apps lá para vender, lol

    • Vítor M. says:

      Nada, eles podiam dizer “vamos embora do iOS, não queremos mais”. Mas a maminha é boa, muito boa. O que querem é mais e querem de alguma forma travar a concorrência do Apple Music.

      O que o Spotify quer é colar-se às entidades reguladores (que também estão de olho nos 40 mil milhões faturados pela Apple num semestre) para pressionar a Apple a baixar a taxa. Se a Apple baixar a taxa e for de acordo com o que o Spotify quer (quase residual), a empresa sueca pode incluir o botão de compra conta Premium o que lhe vai trazer muitos mais milhões.

      O que a Apple quer é o que o Continente faz com a Unicer e com todas as empresas “meu amigos, nós compramos um ano de mercadoria, fechamos já compra por atacado, mas queremos mais rappel, desconto de não devolução e queremos ações promocionais que sejam melhores que a concorrência”.

      Mas isso é o mercado a funcionar, todos fazem isso.

      • iAndroid says:

        Exatamente, o que a Apple faz é o que o mercado regulado faz em todo o lado, daí a não perceber esta pancada das compras por fora. Ainda para mais é na App Store onde ganham mais €. A ganância deles vais ser o funeral deles.

  5. Filipe says:

    Eu também estou descontente por receber email a dizer que vão subir o preço da mensalidade por causa de garantirem “melhoramentos no serviço”. Quais melhoramentos? O serviço continua exatamente igual.

  6. traumatologiaeortopedia.com.br says:

    Deixa ter mais ecossistemas nos telefones. Só google e android no mundo todo, como é só windows e mac. Isso não é normal.

  7. Oiii says:

    E fácil, não concordam com a Apple vão embora
    “Estás mal muda-te”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.