Quantcast
PplWare Mobile

Kingsoft Office – O Clone perfeito do Microsoft Office

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Tiago Rocha says:

    Muito bom!!!
    Já agora lê ficheiros com a extensão do Office? e consegue guardar com extensões que o Office reconheça?

  2. Sabem se esta suite abre bem os ficheiros do office? Se não há perdas de configurações, estilos e assim?

    Cumprimentos,
    João Nascimento

  3. Tiago Ferreira says:

    Procurei a versao MacOSX e não encontrei. De certeza que existe? Ou é somente para iOS?

  4. É uma boa suite sim, mas deixei de usar, pois de cada vez que se abre o Kingsoft Office (pelo menos na versão para Windows) altera as definições regionais do computador. A meu ver é o único defeito, mas pode ser que já tenham resolvido.

    • Luiz says:

      Tiago,
      Estou usando o Kingsoft e também enfrento esse problema. Cada vez que abro a planilha, altera as configurações regionais do Windows ( separador numérico e separador decimal – simplesmente inverte, ou seja, onde é vírgula muda para ponto e onde é ponto, muda para vírgula). Será que alguém tem uma solução para isto ?

  5. The STK says:

    Muito bom uso no Xubuntu. No windows só há em inglês e desconfigura as definições locais, faz om que alguns programas não funcionem correctamente. No Xubuntu funciona bastaste bem.

  6. Manuel says:

    PPlawre, um pequeno OFFTOPIC, não se esqUeçam que a apresentação da NOVA XBOX é Hoje. Acho que ela também merece ter uma noticia no vosso website tal como a PS4

  7. Tiroliro says:

    Aposto que a “desformatar” ficheiros com formato microsoft office será pior que o Libreoffice. Até vai deixar o pessoal com os olhos em bico. Desculpem, mas sou daqueles doidos que recusam tudo o venha ou tenha componentes feitos na China. Obrigado, mas não. Já nem posso ver esses chinocas à minha frente!!!

  8. Roberto Perestrelo says:

    Em ambientes Windows e tendo em conta a licença Freeware para empresas, que comparação podemos fazer entre o Kingsoft Office e o LibreOffice?

    • Ro301 says:

      Penso que a grande diferença é que ao usarem o kingsoft não têm de dispender de tempo e dinheiro para dar alguma formação ao pessoal. O libreoffice como é muito diferente pode baixar a produtividade até sanadas as dúvidas de como usar o software.

  9. anjodefogo says:

    Kingoffice só mesmo no android… e é porque ainda não há libreoffice para android!

    O libreoffice melhora a olhos vistos… e a sua compatibilidade com ficheiros office está melhor… mas para acabar de vez com os problemas de vez é mesmo usar como principal o libreoffice e o office do microgaitas como último recurso!

    Abraços

    • JP (djlinux) says:

      Já existe LibreOffice para Android, só que estão em testes.

    • Theboice says:

      Peço desde já desculpa se estou a ferir susceptibilidades de alguém mas acho que só devem usar por ex. o excel para fazer linhas porque não há comparação possível e o libre, com pena minha, tem muito que andar…

      • Ro301 says:

        Certo, mas quanto queres apostar que para a maior parte dos usuários o libreoffice chega e sobra?

        O problema é que muitos falam mal porque usam versões pirata. O pessoal que paga do seu bolso o office acaba por pensar 2 vezes quando aparecem estes fantásticos softwares.

  10. kendimen says:

    Utilizo no Windows 7 e para documentos simples funciona perfeitamente! Sendo gratuito, a relação preço/qualidade é… infinita??!?! 😉

  11. Microsoft sempre says:

    A Microsoft devia processar estes tipos andam a roubar as ideias dos outros.

  12. Renato Sousa says:

    Por acaso num portátil antigo da minha mulher, depois de o formatar e instalar o sistema operativo original (Windows XP) instalei o OpenOffice, mas ela queixa-se de desformatações várias ao abrir ficheiros do Office.
    O LibreOffice é mais eficiente neste aspecto ou é a mesma coisa?
    Relativamente a este chinês, se altera as configurações do windows, nem sequer tento para já.

    • paulo g. says:

      O LibreOffice está mais avançado que o OpenOffice pois tem mais apoio da comunidade e o OpenOffice teve praticamente um ano sem desenvolvimento.
      É natural que um ou outro ficheiro as formatações não fiquem iguais pois a M$ faz sempre o trabalho de forma a dificultar as coisas.
      Na versão 4.1 irão ainda ser implementadas mais funções do M$Excel 2013.

  13. Sergio Lima says:

    Sem nenhum sentido prejurativo, se é chinoca a cópia deve ser exacta, espero ke nao avarie ao fim de 1 mes 😛

  14. Pedro Fernandes says:

    Há alguma A.P.I. conhecida que permita abrir os ficheiros programaticamente, e trabalhá-los, usando esta ferramenta?

  15. Rosmaninho says:

    Cheguei a experimentar no Windows. É razoável, uma versão baratucha do Office.
    Para Linux, e sem recorrer ao Wine é a melhor (única?) opção para quem quer uma suite Office com Ribbon UI. Só por isso vale logo a pena. Havia era de ser adicionado ao software center…

    • paulo g. says:

      O ribon para mim é uma tanga. Sempre que tenho de usar o M$ Office perco mais tempo à procura das coisas do que a fazê-las. Ou se sabe trabalhar com a ferramenta e bem, pois não é a interface que trabalha por nós.
      Faço bem melhor os documentos em LibreOffice porque o sei usar do que a maiora das pessoas que usa o M$Office e nem o sabem usar.

  16. Pedro A. says:

    Acho que o maior problema é mesmo “empresa chinesa Kingsoft”…

  17. daiquiri says:

    LOL clone perfeito. Deus me livre

  18. Carlos says:

    Suporte VBA?

  19. Troia says:

    Muito bom, vou ter de experimentar

    Rui de Troia

  20. usoAgoraLibreOffice says:

    era muita boa mas depois de ter parado nas actualizacoes,detesto de ver 2012 em meados de 2013,devia ser Kingsoft Office 2014,sei que ha difirenca mas consigo encarar lol

  21. paulo g. says:

    Além de não ser opensource e não usar formatos abertos, portanto fica-se dependente de uma empresa, falta a edição de ficheiros pdf e um programa de desenho (Draw, Flow, aka Visio) que eu utilizo e muito. Continuarei a usar o LibreOffice. Espero que o Calligra daqui a uns anos fique estável e com qualidade suficiente para eu o usar.

  22. paulo g. says:

    “Quando se fala em suite de produtividade, não há nenhum produto que se compare ao Office da Microsoft. ”
    Acho que não é verdade. Quando se usa apenas LibreOffice para produzir documentos, para não discutirmos formatos, consigo produzir documentos tão bons como os da concorrência, com mais ou menos trabalho dependendo da situação. Na exportação para pdf consigo melhores resultados (o índice vai perfeito) e exporto o número de páginas que desejo. Sem contar que posso incluir o ficheiro original…e claro uso formatos abertos.

  23. Abílio says:

    Pois é, entre Samsung e Apple pegam-se todos por aqui, a ver quem copia quem e blá,blá…
    Neste chamam-lhe clone e não cópia e todos contentes!
    Eu também estou contente mas sem hipocrisias.

  24. Nuno José says:

    O que impressiona é a leveza e rapidez com que funciona.

  25. Cristóvão Brandão says:

    A opção de inserir equações não está disponível, alguém encontrou o mesmo problema? Existe alguma solução?

    Obrigado.

  26. Luis Fontes says:

    Nao se arranja o dicionário em Portugues em PÓS acordo ortografico?

    ja perdi um bom tempo nisso e ainda nao consegui nada…
    a solução do Julio Jacovenko (que para já e de longe a melhor) nem sequer funciona bem com assentos

  27. Diogo Costa says:

    Depois de instalar no Ubuntu seguindo o método apresentado no artigo, nenhum dos 3 serviços abre. Ou seja, são de facto instalados, mas não consigo abri-los (clico e nada acontece). Alguém me pode ajudar?

    • Fernando Andrade says:

      lança-os pela consola os comandos são os seguintes:
      ‘wps’ para o writter;
      ‘wpp’ para o presentation;
      ‘et’ para o spreadsheet…

      pode ser que tenhas algum output de erros para descobrires o que se passa.

    • Diogo Costa says:

      Resolvido, instalei através da linha de comandos e funcionou.

  28. Kissol says:

    Pessoalmente prefiro e utilizo o ‘SoftMaker FreeOffice’ (existe também versão comercial).
    É disponibilizada tradução Português-Br.
    Home-Page: http://www.freeoffice.com/

  29. Stranka says:

    Sem querer desprezar o trabalho das comunidades opensource, que nos deram os Ubuntus e libre offices deste mundo, no que diz respeito a “office” estao todos muito atrás da Microsoft. Experimentem fazer formatação a serio no libre office (daquela com indexes verticais que o raio do controle de qualidade tanto gosta) ou folhas de calculo com tabelas pivô para verem como todos os libre/open oficces estão a anos de distancia do Oficce da Microsoft. O facto é que tem melhorado mas ainda não esta lá.

  30. Bruno says:

    Desde já agradeço ao Julio Jacovenko pelo dicionario em portugues 🙂
    Agora o k queria saber era se existe versão em PT do programa ou algum pacote k traduza o programa?

  31. Luiz says:

    Estou enfrentando um problema com a planilha do Kingsoft Office. Ocorre que sempre que abro a planilha ela altera o formato de números na configuração do windows 8. No Brasil o formato é de ponto decimal igual a vírgula “,” e o Kingsoft simplesmente altera para ponto “.” .

  32. Matheus says:

    Tive problemas com acentos no Presentation. Provavelmente alguém já percebeu isso. Existe alguma forma de resolver?

  33. Henrique says:

    Pronto, não há motivos para ficar no Windows agora.

  34. redefoca says:

    É ideal para abrir ficheiros do office da microsoft sem dúvida. No entanto, só o uso para isso mesmo. Ou então para testar. Porque o código fonte é protegido e penso que é limitado pois existe também uma versão pró.

    O ideal é o libreoffice porém ele abre mal os ficheiros do office da microsoft. Mas se querem criar ficheiros façam-no com este.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.