Quantcast
PplWare Mobile

iPhone 6 poderá trazer tecnologia inovadora na sua câmara

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. João Reis says:

    Venha ele, devo trocar o 4S nessa altura.

    Pelo menos se vier com algo que ache realmente util, senao continuo a usar o 4S, nunca falha, é incrível e digo isso incrível porque lido com tecnologia à 20 anos, e para consumo doméstico à pouco coisa tão infalível e tão acessível ao publico em geral. Sempre fui e ainda sou fan do Windows, nunca usei MAC mas estes iPhones e iPads, são peças unicas. Também uso iPad a 3 anos e nunca falha, nunca faz baraulho, nunca refila, as vzes dou por mim a tentar crasha lo a puxar por ele, nada.
    Tirando o factor preço que é alto, mas compensa até porque se quisesse vende-lo passado 3 anos não me faltavam comprados e ainda ia buscar 1/3 do investimento facilmente. Coisa que não acontece nas outras marcas na minha opinião, desvalorizam imenso precisamente porque os materiais usados bem como os planos de acesso aos updates são muito fracos/limitados.

  2. João Pereira says:

    Enquanto o meu 4S for vivo não mudo xD

    Já agora, posso fazer um seguro do mesmo numa loja vodafone/worten/outra mesmo que não o tenha adquirido nessa loja?

  3. Tiago Ferreira says:

    O que conta realmente é o sensor… Dai os novos nokia serem muito bons. Obviamente que a abertura da lente também é bom pois deixa entrar mais luz. Os megapixeis em muitos casos são sinónimo de pior qualidade quando são em demasia para o sensor.

    • Nelson says:

      Nunca

      Os megapixels podem é ser demais para o poder de processamento de imagem… Isso sim…

      As lentes contam tanto ou mais que o sensor

      • Nunes says:

        ? um sensor que aposte no número de megapixeis, reduz o tamanho de cada pixel! Pixeis mais pequenos captam menos luz e podem aumentar o ruído da imagem…

        • Nelson says:

          Já sabia que ia ser polêmico, é sempre…

          Quando tens menos pixeis, cada pixel tem potencialmente menos ruído, e o contrário, também é verdade, quando tens o mesmo tamanho de sensor.

          Contudo, o ruído é uma variável aleatória que corrompe pixels.

          São mais visíveis 1000 pixeis (por exemplo) de ruído numa imagem de 1MP, que mil pixeis de ruído numa imagem de 10MP!

          Quando aumentas a densidade de pixels, aumentas a probabilidade de um pixel ter ruído, mas depois, na imagem final, quando se equaciona todos os pixels, verás que o ruído médio é igual.

          É uma questão de equilíbrio, entre o tamanho final da imagem (e escrita para a memória), pós-processamento que esta vai passar, etc.

          Menos megapixels também obténs menos resolução de dia, mas um pouco mais de resolução à noite.

          Mais megapixels, é o contrário.

          Tens aqui o exemplo de duas câmeras, da mesma marca, mesma altura, mesmo processador, mesmas lentes, mesmo tamanho de sensor, uma com 24MP, outra com 36MP, vês que ambas têm o mesmo ruído quando vistas a imagem inteira (downsize para 8MP), mas quando visto a 100% a imagem da D600 (24MP) tem menos ruído, já a D800 tem mais qualidade a ISO base (100)

          http://www.dxomark.com/Cameras/Nikon/D600
          http://www.dxomark.com/Cameras/Nikon/D800

        • Nunes says:

          @ Nelson!
          Não Nelson!
          Se um pixel apanha mais luz, a razão sinal/ruído aumenta, aumentando a “qualidade” do sinal captado do sensor! É uma das razões porque o ruído aumenta consideravelmente com pouca luz/fotografia nocturna!
          Se aumentas o tamanho do pixel, aumentas a luz que este apanha e, especialmente no caso de pixeis relativamente pequenos, consequentemente reduz o “ruído médio” da imagem – o sinal de todos os pixeis sofrem menos influência de ruído.
          Para além disso para um determinado tamanho de sensor, mais pixeis reduz a área coberta por pixeis – espaço entre pixeis é espaço morto – logo diminui a quantidade de luz que o sensor é capaz de captar! A vantagem é que aumenta a resolução da imagem!

          E não te esqueças que se está a falar de sensores para câmeras de telemóveis, não de máquinas DSLR, com sensores e pixeis significativamente maiores. Os pixeis das máquinas que mencionas são pelo menos 3 vezes maiores que do iPhone, sendo para este signficativamente mais fácil ter problemas com ruído!
          Por sinal os testes dessas máquinas demonstram exactamente o que disse, a máquina com menos megapixeis tem menos ruído, embora seja necessário ir aos casos extremos (aumentar a sensibilidade) para ter esse problema

          • Nelson says:

            Não interessa, tens aí duas câmeras com sensores iguais, e pixel pitch diferentes, se quiseres, tens também a nikon df, com o mesmo tamanho de sensor, e 16MP, e tens o mesmo ruído praticamente que a nikon d800 de 36mp! Não interessa se o sensor é grande ou pequeno, as regras são as mesmas!

            Onde é que a máquina com menos MP tem menos ruído? Têm ruídos idênticos! Nas imagens, tanto uma como outra, têm ruído idêntico!

            Opa, é complicado de mais para a maioria, e a maioria prefere ficar pelos conceitos simplistas que apresentaste.

            O que disseste, é verdade, mas depois esqueces-te que as imagens são processadas, e que há um filtro bayer pelo meio, depois de processadas, consegues compor os pixels “corruptos” com os pixels adjacentes.

            Também existem agora uma coisa chamada “microlentes” nos sensores, que reduzem em 99% o espaço morto.

          • Nelson says:

            *nikon d4

            Porque a df já é mais nova,já tem um novo processador/algoritmo, já ganhou uns pontos aí.

          • Nunes says:

            @ Nelson
            Não interessa se o sensor é grande ou pequeno!? Mas onde é que vais buscar essas teorias malucas!?
            Maiores sensores captam mais luz, pixeis maiores captam mais luz, mais luz implica menos problemas com ruído – uma das razões para as DSLR usarem sensores grandes! Basta pensar um bocadinho na problemática sinal/ruído!
            E continuo sem perceber porque é que continuas a teimar com câmeras DSLR, com sensores “grandes”, onde a questão de ruído só surge realmente quando a sensibilidades elevadas. A D600 tem menos problemas com ruído, essa comparação faz-se no teste de sensibilidade (Low-Light ISO). A diferença é mínima, fruto de serem sensores tão grandes, mas está lá!
            A discussão aqui é sobre câmeras de telemovel, com sensores e pixeis significativamente mais pequenos!
            O processamento que falas acontece para qualquer sensor para minimizar ruído, sendo que um já tem menos ruído à partida!

        • Nunes says:

          @ Nelson
          Não interessa se o sensor é grande ou pequeno!? Mas onde é que vais buscar essas teorias malucas!?
          Maiores sensores captam mais luz, pixeis maiores captam mais luz, mais luz implica menos problemas com ruído – uma das razões para as DSLR usarem sensores grandes! Basta pensar um bocadinho na problemática sinal/ruído!
          E continuo sem perceber porque é que continuas a teimar com câmeras DSLR, com sensores “grandes”, onde a questão de ruído só surge realmente quando a sensibilidades elevadas. A D600 tem menos problemas com ruído, essa comparação faz-se no teste de sensibilidade (Low-Light ISO). A diferença é mínima, fruto de serem sensores tão grandes, mas está lá!
          A discussão aqui é sobre câmeras de telemovel, com sensores e pixeis significativamente mais pequenos!
          O processamento que falas acontece para qualquer sensor para minimizar ruído, sendo que um já tem menos ruído à partida!

        • Nelson says:

          Porque existem métodos que permitem desafiar as leis da física: http://www.cs.tut.fi/~lasip/papers/DenoisingInterpolationNoisyBayerDatawithCrossColorFilters-VCIP2008.pdf

          É sempre a mesma treta, sempre que aparecem duas câmeras, seja de telemóvel, seja DSLR FF, e uma tem menos megapixels que a outra, vêm sempre os mesmos evangelistas que pixeis maiores = melhor low light.

          E sai sempre defraudado, quando se vêm as imagens a 100% num monitor, ou impressas.

          É simples, quando tens apenas alguns pixels com ruído, tu consegues estimar que esses pixels têm ruído olhando para o resto. Ainda para mais, quando tens um sensor bayer (que te filtra a luz por verde, vermelho e azul).

          Tens excelentes exemplos da “teoria” não chegar á prática. Em câmeras da mesma geração.

          Por exemplo, Nikon D4, D600 e D800, todas do mesmo tamanho de sensor, uma com apenas 16, outra 24, e outra 36, têm todas comportamento low-light muito bom, e muito idêntico, a D800 foi um grande “recorde” em termos de quantidade de pixels.

          Outro exemplo, nokia pureview, 41 megapixels, sensor pequeno, e consegue na mesma ter uma comportamento normal ou até bom para a fotografia, dado o tamanho do sensor.

          Outro exemplo, Nikon D3200, 24 megapixels, a câmera APS-C com mais MP’s quando saiu (e acho que continua), e é também a câmera APS-C com melhores resultados low-light.

          Mais, fora da Nikon, Sony A7 vs A7R, a com mais megapixels, ganha em low-light.

          • Nunes says:

            dás uma referência sobre algoritmos para redução de ruído, mas não tem qualquer análise para a situação que estamos a discutir, demonstrando que consegues menor ruído com uma imagem com mais ruído inicial e maior resolução, do que com menos ruído e menor resolução – em que todo o hardware é idêntico!
            O caso da Nikon já te demonstrei que D600 consegue menor ruído, o teste está a maiores sensibilidades – pensa um bocadinho!

            O caso da Nokia, estás a esquecer de algumas coisas muito importantes: o sensor é muito, mas mesmo muito maior que os usados nos outros telemóveis, e isso é aproveitado pela tecnologia PureView na Nokia que faz oversampling e reduz a resolução final consideravelmente, mas melhorando a qualidade da imagem! Na prática isto demonstra o oposto do que dizes.

            Os restantes exemplos que dás não dizem nada, pois a discussão era sobre a aposta dum fabricante em aumentar ou não os megapixeis no mesmo tipo e tamanho de sensor, mesmo hardware! Hardware diferente introduz ruído diferente!
            As câmeras da Sony, idêntico à Nikon, embora neste caso o sensores têm algumas diferenças, para além da resolução!
            http://www.cameralabs.com/reviews/Sony_Alpha_A7r/noise.shtml

      • Mike Santos says:

        Nelson…
        Tás cada vez mais loira e mais burra.
        Limita-te a falar do que sabes… culinária (única aplicação que tens no iPhone 3)

      • Nuno Vieira says:

        Eu pensava que as lentes Carl Zeiss usados em alguns lumias eram boas, atrevo-me a dizer que eram melhores que as usadas no iPhone.

        E eu acho que o Tiago não mencionou que quanto maior os MP melhor a qualidade. Alias até mencionou que em certos casos é o contrário.

        A Nokia utiliza um sensor maior que os restantes telemóveis, inclusive maior que muitas point & shot. Isto também lhe dá uma vantagem em relação aos outros telemóveis, incluindo o iPhone.

        • Nunes says:

          Carl Zeiss é um bom fabricante de lentes, mas ninguém sabe realmente quem fabrica as lentes do iPhone, apenas se sabe que o módulo da câmera é fabricado pela Sony!
          Tb ninguém te vai dizer que a qualidade de fabrico das lentes do iPhone é melhor ou pior! A única coisa que se pode comentar é abertura da lente, tamanho do sensor e estabilização da óptica!

        • Nelson says:

          As lentes do lumia não são fabricadas pela carl zeiss, a carl zeiss não fábrica lentes fotográficas, nem para telemóvel, nem para câmeras.

          • Nunes says:

            what? O que dizes não faz qualquer sentido, a não ser que estejas a ser picuinhas com a mudança de nome de Carl Zeiss, para Zeiss!
            A Carl Zeiss é mundialmente reconhecida pelas lentes que produz para diferentes áreas, incluindo fotografia.

          • Nelson says:

            Sao fabricadas pela COSINA no Japão.

            Outras são fabricadas pela Sony (as com AF para Sony alpha)…

          • Nunes says:

            @ Nelson
            apenas estás a mencionar companhias que têm acordos com a Zeiss para fabricar lentes para certos produtos!
            A Nokia tem uma parceria directa com a Zeiss

          • Nelson says:

            A carl zeiss não fábrica NENHUMA lente fotográfica, são fabricadas por terceiros.

            A COSINA faz as lentes de foco manual.

            A Sony faz outras lentes para as suas câmeras.

            Agora fabricadas pela própria carl zeiss, não tens absolutamente nenhuma lente fotográfica.

          • Nunes says:

            @ Nelson
            não Nelson! Estás a confundir com o facto de terceiros produzirem lentes em parceria com a Zeiss! Isso não implica que a Zeiss não produza lentes, basta ir ao site deles

          • Nuno Vieira says:

            Então pela linha do teu raciocínio a Apple também não têm telemóveis porque também subcontrata empresas para a sua construção. Vê se ganhas mas é um pouco de juízo.

          • Nelson says:

            Sim, mas a diferença é que produzir em massa uma lente é 90% das dificuldades de colocar no mercado uma boa lente.

            Não é um produto electrónico feito numa PCB.

      • SRG says:

        hã? demais para o poder de processamento de imagem? LOL… cala-te!

  4. rolandog says:

    “tecnologia revolucionária” como aquela espantosa tecnologia dos “bigger pixels” do ano passado, não?!

  5. Luis says:

    Já ouviram falar em UltraPixel da HTC?
    Não percebi o “iPhone 6 poderá trazer tecnologia inovadora na sua câmara”. Inovadora só se for no mundo da Apple.

    • O revulocionário says:

      Isto é tão revolucionário por exemplo como chamadas HD no iphone por 3g… ups só tiveram isso à duas semanas com o skype…

      Tecnologia que pelo menos nos próximos 4 anos não irá aparecer no android.

      Já para não falar da tecnologia MMS quando lançaram já qualquer chaso de telemóvel de 30 euros a tinha a 6 anos, parecia “deus” a caminhar sobre a água.

      A próxima evolução gigante da APPLE vai ser aumentar o ecrã…

    • Mike Santos says:

      Tenho um S4, mas parece que a Nokia anda essa tecnologia aos pontapés desde meados de 2013.
      No caso da Nokia parece resultar…

    • Nunes says:

      UltraPixel da HTC?
      não há qualquer relação com o UltraPixel da HTC, nem sequer é mencionado se aumenta o tamanho dos pixeis do sensor!
      No iPhone 5S, aumentaram ligeiramente esse tamanho, mas bastante longe do que a HTC seguiu!

    • Nelson says:

      Ninguém falou dos ultra pixels, pois não?

      Enfim…

  6. António J. S. Ferreira says:

    O titulo deveria ser algo mais do tipo: “iPhone 6 poderá trazer tecnologia atual na sua câmara” agora inovadora?? parece-me um bocado rebuscado.

  7. Gabriel Rezende says:

    Acho que a abertura maior é mais pra aumentar a profundidade de campo (ou seja, ter mais defoque) do que aumentar a sensibilidade do sensor. Porque se for pra não borrar diminuindo o tempo de exposição melhor colocar balanceamento mecânico.

    • Nelson says:

      Percebes mesmo da poda…

      Estabilização óptica, fica na mesma borrado, só não fica, se forem motivos estáticos, mas isso à noite, não tem grande efeito, pois não vais ter sorte em fotografar motivos estáticos à noite sem um tripé.

      Abertura faz diminuir o tempo de exposição, e aí, fica menos borrado.

    • Nunes says:

      a abertura tem efeito sobre a profundidade de campo, mas o principal efeito é na quantidade de luz que chega ao sensor.

      Podes jogar com a distância ao objecto focado para alterar a profundidade de campo

      • Nunes says:

        e se aumenta a quantidade de luz que chega ao sensor, diminui o tempo de exposição necessário, e consequentemente o efeito da vibração – menos borrado!
        A estabilização da óptica tb ajuda, mas não é uma cura para todos os males e depende do grau de vibração!

    • Miguel says:

      maior abertura diminui a profundidade de campo
      [ menor distância focada ]

      maior abertura não altera a sensibilidade do sensor
      são componentes distintos

  8. António J. S. Ferreira says:

    No meu ultimo comentário tive direito a resposta, Mas não tenho direito de resposta ? Posso saber o motivo?

  9. FSantos says:

    Boas,

    Aproveitando a deixa deste artigo e os seus comentários, onde posso encontrar links a explicar (sem ser muito rebuscado) as diversas opções tipo (iso, abertura, etc).

    Obrigado.

  10. João says:

    Offtopic: Vitor M., finalmente! Um artigo imparcial! Não sei se o meu comentário que rejeitaste na outra notícia te disse alguma coisa, mas este gostei de ler 😀

    Ontopic: Eu não pesco nada de fotografia, mas a verdade é que as fotos de um SGS3 comparadas com as de um iPhone>4S, ficam muito aquém…

    • Vítor M. says:

      Todos os meus artigos são imparciais, eu tenho de os testar (analisar), compreender e enquadrar no tempo e espaço tecnológico e colocar o assunto na actualidade. Logo, esta linha analítica tem de ser feita, prova que conhecemos o que estamos a escrever, logo é sempre colocado algo nosso, tudo tem a nossa influência cognitiva, se assim não for, é um morto a escrever!!!

      PS: Os teus comentários estão todos lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.