PplWare Mobile

Apple Watch foi responsável por metade de todas as vendas de smartwatches em 2018


Imagem: Pplware.com

Fonte: Business Wire

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Rodrigo Da Silva says:

    ‘E com confianca que se pode dizer que nao ha smartwatch melhor do que o apple watch.

  2. Filipe F. says:

    Uma outra forma de ver os dados estatisticos sem ‘dar voltas’ ao texto para parecer oq ue não é: Apple watch perde quota de mercado para rivais, tendo descido num ano 10.4% após um claro dominio nos ultimos anos. A tendencia do ultimo ano mostra que este ano deixará de ter o dominio do segmento e continuará a perder quota de mercado e interesse para os rivais que começaram a despertar o interesse do publico no ultimo ano, mostrando que começam a haver alternativas cativantes ao Apple Watch.

    Este parágrafo acima é totalmente verifico e é uma forma de analisar as coisas de forma isenta. Contudo concordo que sem duvida o Apple Watch é ainda dos melhores senao o melhor smartwatch do mercado, no sentido de ter a melhor construção e ser o mais completo em funcionalidades. Existem sempre rivais que podem fazer A ou B a mais, mas no geral ainda não há em qualidade e funcionalidade um rival superior.

    • Vítor M. says:

      Tal como refere o texto, a Apple tem metade do mercado, numa altura em que as marcas, dezenas delas, colocaram no mercado a sua oferta. 2018 foi o ano em que mais smartwatches foram lançados, marcas que nem sabíamos que existiam. Contudo, a Apple aumenta as suas vendas, passa de 17,7 milhões de unidades vendidas em 2017 para 22,5 milhões de unidades vendidas em 2018.

      Portanto, a Apple perdeu quota de mercado, mas não se deve a ter vendido menos. Bem pelo contrário, vendeu mais e, além disso (mas isso não consegues ver) é a marca de relógios que mais tem vendido desde 2015, contando inclusive com as mais famosas marcas de relógios do mundo.

      Além disso, a quota de mercado diminuiu, mas os concorrentes continuam muito longe e apresentam produtos com valores de mercado muito mais baratos.

      Em cima destes argumentos, é a qualidade do produto. A Apple tem assim só em dois anos mais de 40 milhões de Apple Watch, reforçando as vendas quer de acessórios, quer mesmo de aplicações.

      A somar a tudo isto está, como também é referido, o segmento da saúde e bem-estar. Com o lançamento do Serie 4, este smartwatch entrou numa nova zona onde a concorrência ainda não tem qualquer produto. O que é um trunfo para esta nova geração do Apple Watch.

      Facilmente percebemos que a Apple aqui não está a perder terreno, está a aumentar um mercado (o dela e dos concorrentes) onde é a Apple que tira mais proveito, dadas as vendas cruzadas (acessórios, apps e unidades de 3 modelos ainda disponíveis).

      Portanto, o mercado temos de ter isto em conta, temos de perceber o enquadramento que a Apple deu ao Apple Watch, onde lhe inseriu tecnologia para pagamentos, com o Apple Pay, onde lhe inseriu GPS, permitindo navegação autónoma, onde lhe colocou eSIM para dados e chamadas sem recurso ao iPhone, onde lhe colocou sensores ECG… além de muita outra tecnologia.

      Este mercado não é fácil de lá chegar e vai demorar até outros players conseguirem ter quer a mesma oferta no presente, quer conseguir ter em quase 4 anos mais de de 60 milhões de Apple Watch de todas as gerações ligados.

      Cumps 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.