Quantcast
PplWare Mobile

Apple insiste no carregador AirPower, mas agora foca-se no carregamento “pelo ar”

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Nome says:

    A razão de estarem a fazer isto é para as próximas versões dos iphones não virem com nenhuma entrada externa, neste caso porta para carregar,, muito provalvelmente conseguirão pó-los completamente à prova de água e a outros ambientes, e uma das razões de já não vir carregador dentro da caixa deve estar relacionado com isto.

  2. jlxpmme says:

    Com o chip U1 os carregadores OTA, ao focarem a energia numa direção específica, têm potencial para ser mais eficientes que os que têm sido demonstrados recentemente.

  3. Edgar Gomes says:

    A Xiaomi já tem esse equipamento para carregar os smartphones à distância.

    Mi Air Charge

    https://youtu.be/xsFHKCcV2rg

    • Vítor M. says:

      Muito interessante. Para já a velocidade deve ser muito baixa, mas é um passo importante.

    • Abreu says:

      Já estão a seguir os passos da xiaumi! Quem diria!

      • Vítor M. says:

        A Xiaomi está a seguir os passos da Sony, que já tem isso há muitos anos, mas nunca avançou. Aqui as marcas não são parvas. Os primeiros a avançar são os que vão lapidar o dinheiro. Ainda é uma tecnologia que precisa de muito investimento e patentes. A Apple tem patentes desde 2009, mas daí até o sistema ser produtivo para investir milhões…. vai uma grande distância.

        A Xiaomi irá lançar muitas versões, outros farão o mesmo e depois, com a tecnologia madura, aí sim verás a Apple e outras marcas a aparecer.

    • ElConquistador says:

      Muitas marcas investiam isto e alguma vai ser a primeira a colocar no mercado, mas o importante é haver concorrência. Mas por acaso sou um pouco reticente no impacto para o ser humano, estas ondas eletromagnéticas para conseguirem carregar um equipamento qual será a potencia.

      • Vítor M. says:

        Mais vão aparecer, umas com tecnologia própria e outras com tecnologia partilhada. Mas alguns ainda vão ter de fazer o caminho, investir e amadurecer as tecnologias. 😉

      • rodrigo says:

        o impacto para o ser humano deve ser muito baixo ja que a potencia ‘e transmitida a poucos centímetros do dispositivo. A nao ser que coles o caregador ‘a cabeça enquanto dormes nao ha crise.
        O que mais me preocupa ‘e o aumento de energia desperdiçada!

    • Tadeu says:

      por enquanto esse produto ainda não existe há venda. O que mostraram é um protótipo, sendo que esse tipo de tecnologia já tinha sido demonstrada há uns anos atrás por outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.