Quantcast
PplWare Mobile

Apple explica o que realmente se passou com o Face ID

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. José Carlos da Silva says:

    Mas falhou e não devia ter falhado. E ele não se devia ter atrapalhado como atrapalhou. Devia estar tudo ensaiado e preparado a 100%, mas pode sempre falhar alguma coisa. Nem sempre corre bem e, desta vez, não correu. Seria expectável a perfeição, mas isso não existe.

    Agora, não há necessidade de tanta dramatização e tanta justificação e defesa. Quando sair para o público geral logo se fazem os testes todos e se avalia a real capacidade (ou não) do novo sistema. Até lá, é deixar correr o marfim.

    • Bruno says:

      A partir do momento que há a dramatização que criticas, é incontornável apresentar uma justificação.

    • Adolfo says:

      E cotação em bolsa é o que interessa.

    • Goncalo says:

      Aqui o que realmente falhou e em grande, e acho isso vergonhoso e indesculpavel, foi a atrapalhacao do sujeito, o que mostra claramente que nao estava sequer familiarizado com o equipamento e/ou as suas funcionalidades. Ora, se alguem vai fazer uma apresentacao mundial de alguma coisa, esse alguem tem de estar muito bem preparado e tornar-se um mestre naquilo que vai apresentar, o que claramente nao aconteceu aqui, e isso traduz-se numa vergonhosa falta de profissionalismo.

      • Bruno says:

        Não estava familiarizado? Era o homem responsável pelo software, como é que vens dizer que mostra não estava familiarizado? Não tem nada a ver com profissionalismo, o homem tem aquela forma de estar nas apresentações, algo brincalhona, e diante de algo inesperado teve que se reajustar e mudar para outro aparelho.

      • MLopes says:

        concordo totalmente contigo. tenho a certeza que contigo nada de errado aconteceu alguma vez na vida e que nunca tiveste qualquer tipo de “atrapalhação” ao falares para milhões de pessoas. aliás como poderia algo correr menos bem a uma pessoa perfeita…

  2. Leggo says:

    E mesmo assim 2 minutos depois da pre-orders do IphoneX começarem o smartphone já esgotou.
    O poder desta marca é surreal

  3. Helder Vaz says:

    Expliquem cá uma coisinha, a password é sempre a alternativa para desbloquear o equipamento caso o Face ID não reconheça a cara do utilizador!!!???

    • Craig oh oh oh says:

      É que estou equivocado, então o sistema de desbloquear Smartphones mais seguro do planeta, permite usar o sistema de password usado pelos Flinstones!!!!???

      • Bruno says:

        Os sistemas biométricos no iPhone nunca foram apresentados como uma substituição completa da password, eles existem para não ter que constantemente escrever a password.

      • Salsichas com atum says:

        É o mesmo com os sistemas de impressoes digitais…
        A impressao digital é, aparentemente, unica no mundo, tanto que é usada em cartoes de identificacao (CC).
        Uma pessoa ate mete o dedo numa posicao diferente e o smartphone ja ta a dar erro, quanto mais com um dedo diferente…
        Mas a password sempre é mais segura, ate o propio sistema o diz.
        E aquela da microsoft a dizer que um pin de 6 digitos é mais seguro que uma palavra passe… Quer dizer o pin vai de 0 a 9. A palavra passe para alem de ter 52 letras (maiusculas e minusculas) temos os numeros (9) e ainda caracters especiais (nao sei a quantidade mais certamente devem ser uns 500).
        Custa mais tempo crackear um computador ao pesquisar um pin no meio de combinaçoes de 6 digitos de 0 a 9 ou custa mais pesquisar uma palavra passe (que nao sabemos o temanho, por isso ate pode ter 250 caracteres) no meio de uns 600 caracteres diferentes?
        #apple #google #M$ crap.

    • Carlos says:

      Que outra alternativa sugeres?

  4. QuimRoscas says:

    1300€?

    Isso enganem a carneirada…

  5. dajosova says:

    Espetacular o reconhecimento facial …………………. mas:

    Preciso tirar o boné ?
    No exterior tenho de tirar os óculos?
    E se estiver contra o sol e não conseguir abrir bem os olhos?
    E se ficar demasiado moreno na praia?
    E se cortar a barba?
    E se ficar muito moreno e depois cortar a barba?
    E se estiver realmente muito triste num funeral?
    E se o Floyd Mayweather partir-me os dentes e o queixo?
    E se...

  6. Paulo Carneiro says:

    e agora a NSA agradece a todos por contribuírem para uma enorme base dados de identificações faciais….

  7. Joel Reis says:

    Falhou, mas não foi o iPhone, foi a apresentação. O desbloqueio parece é demorar muito, bem mais que o touchID.

    • Bruno says:

      O desbloqueio não demora muito, é bastante rápido. O que tu viste é que não vai automaticamente para o ecrã home, a pessoa tem que fazer “swipe” no ecrã – pelos vistos a Apple quer dar oportunidade para as pessoas lerem as notificações.

      • Francisco Pinto says:

        Penso que mais tarde ou mais cedo a Apple vai criar uma opção para ir direto para o Home screen.

        • Bruno says:

          Sim, também acho que a Apple deveria implementar uma opção para ir automaticamente para o home screen, nem toda as pessoas querem perder tempo no lock screen – até é possível que já tenha.

          • ACS says:

            é preciso swipe porque o telemóvel podes desbloquear sem querer quando o levantas e por acaso apontas para a camera. Duvido que metam essa opção.

          • Bruno says:

            Não é por isso que é preciso swipe. Pode-se ver claramente nas demonstrações que o telemóvel fica desbloqueado antes do swipe (símbolo de cadeado aberto no topo do ecrã).

  8. piri_vm says:

    Ainda ninguém me explicou, como é que o telemóvel se vai comportar com os pagamentos.
    Tenho de tirar do bolso e autenticar com o FaceID ou password? Para abrir o ApplePay é necessário outra autenticação?
    Acho que isto se desbloqueio facial vai ser usado por… Menos de 10% dos iSheeps.

  9. r41m31 says:

    Sendo assim os cromos que ficaram de levar os iphones para a apresentação foram a tentar entrar neles durante o trajecto? Ou o iphone fora de um bolso está constantemente a tentar reconhecer fronhas à volta? Isto até lembra os filmes em que usam os micros e câmaras dos telefone para espiar…e agora até mapeamento facial conseguem…nice

    • Bruno says:

      E tinha que ser para tentar entrar nele? Não basta que tenha ligado o ecrã apenas para ver, ao arrumar na mesa? Ele apenas tenta reconhecer a partir do momento que a pessoa faz algo para activar o ecrã.

      • r41m31 says:

        sim de certa forma é o que também estava implícito na pergunta. alguém até respondeu acima. quem quer que fosse tinha de carregar 2x para iniciar autenticação, ou seja que os levou tentou entrar neles.

        • Bruno says:

          Não é preciso carregar 2 vezes em lado nenhum para iniciar a autenticação, estás a confundir com o uso do Apple Pay! E ligar o ecrã não quer dizer que se quer entrar, pode simplesmente querer apenas ver o lock screen, assim como pode ser ligado acidentalmente por um acaso qualquer.

  10. Jorge Martins says:

    quer se dizer, se estiver um grupo de amigos, sempre que for desbloquear, acontece isto?! pois com mais rostos perto, vai acontecer o mesmo. Tirando o pormenor que se uma pessoa colocar uns simples óculos de sol, deve alterar logo e outras situações comuns. Mais valia um sensor biométrico atrás. Pois assim pouca utilidade vai ter isso.
    quanto ao esgotar, é normal, primeiro o X está com produção bem abaixo do normal para iphones, e depois até podia custar o dobro, mas o fãs da marca, até compravam um tijolo se saísse com o logo. São modas de status.
    São bons smartphones, mas valores estúpidos (outras marcas tambem) por um tlm. Por metade existem opções 99% dos de topo, com design espectacular e specs de topo. Vem logo à cabeça um Mi Mix 1 ou 2, entre vários

    abraço

    • Bruno says:

      Não me parece que o aparelho tenha problemas em autenticar quando houver vários rostos. Havia, após a apresentação, vários aparelhos de demonstração numa sala cheia de pessoas e funcionava.
      A Apple diz que funciona com óculos, incluindo óculos de sol, embora possa ter problemas com alguns tipos de óculos de sol por impedir a verificação do olhar da pessoa – nesses casos teria que desactivar no aparelho essa medida de verificação.
      O X ainda não está à venda ou em pré-reserva.

    • Salsichas com atum says:

      Jorge Martins
      Concordo. Comprei um vernee (marca chinesa) por 150€ que se equipara ao samsung galaxy s6 a nivel de performance.
      Modinhas caro jorge, é o que eu digo.

  11. Wellfake says:

    Claramente isto é fake porque eles estão conscientes que é uma falha do software e por isso já mandaram duas desculpas como fazem sempre. O bug que existia no Touch id que supostamente era uma feature de segurança depois foi corrigido é considerado um bug. Não acreditem nas tretas que estas companhias usam para vender produtos. Esperem que o produto esteja cá fora e testem especialmente quando é tecnologia nova ou então deem algum tempo para os bugs serem corrigidos se for possível .

    • Salsichas com atum says:

      Wellflake
      Infelizmente essa é a realidade.
      Sinto falta do tempo em que as coisas eram testadas durante anos, decadas inclusivé. Nos anos 90 tinhamos até medicamentos para a gripe que eram testados durante decadas… Hoje em dia saem medicamentos para ataques cardiacos com menos de 10 anos de testes…
      Antigamente um gajo comprava um telemovel, um jogo, etc… Era tudo bug free, hoje em dia compramos algo tao caro quanto um carro e ainda temos de nos preocupar em reparar bugs…
      Mobilia, carros, casas… Antigamente havia qualidade, ias comprar um telemovel este durava 10 anos (o meu pai tem um telemovel-tijolo, um desses de 1980 que se puxa a antena pra fora – e ainda funciona).
      Antigamente comprava-se qualquer coisa, custava os olhos da cara, mas durava uma vida.
      Hoje em dia nao ha qualidade, é vendido as peças (caso dos jogos tipo o sistema dlc) e cada peça custa um rim.
      Enfim…

  12. eu says:

    Um smartphone que custa 1300 € tem de roçar a perfeição, tanto a nível de equipamento, como de marketing e até como de apresentação e neste último ponto falhou redondamente para o nível de exigência esperado.
    Falhar é humano para o smartphone mais caro do mercado.

  13. Miguel Nóbrega says:

    E como previnem desbloquear com o dono a dormir? Eu consigo imaginar situações assim..

  14. V.T. says:

    Qualquer um erra, agora a defesa que certas entidades fazem à Apple chega a ser ridículo.

  15. Cortano says:

    LOL. Mais valia estarem caladitos e esperar que a coisa passe.
    Fail na mesma.

  16. Mr.Antunes says:

    Se tiver sido por causa do suor, o suposto “nervosismo” foi mas é para limpar a cara…
    Daqui a um ano já está a funcionar direito 😛

  17. Ditador says:

    O Face ID não é mais do que o garante que a América fica com a fotografia de cada proprietário. O resto são lelas.

    • Carlos says:

      Não te preocupes, se usas o Facebook já lá está essa informação.
      Aliás, até mesmo que não uses… Segundo consta o Facebook identifica sempre todos os rostos em todas a fotos que lá são carregadas. E cruza essa informação com os metadados que estão na foto, como a data e horas e as coordenadas GPS.
      Mas sim, o Face ID é que é preocupante. Aliás, sabendo nós como a Apple é paranoica com essas coisas, o mais certo é os dados do Face ID só estarem guardados no iPhone e nunca serem sincronizados com o iCloud.

  18. Márcio Filipe Santos Marques says:

    Alguém me consegue explicar o porquê da câmera infravermelhos e o iluminador infravermelhos?(imagem ) É que a câmera de infravermelhos não necessita de iluminador nenhum, exatamente por ser infravermelhos e não depender da luminosidade em redor.

    • Bruno says:

      imagino que seja porque o iluminador assegura maior razão sinal/ruído na imagem captada, nas mais variadas circunstâncias.

      • Márcio Filipe Santos Marques says:

        Mas uma vez que é na gama de infravermelhos que é feita a análise, qualquer distúrbio na gama do visível ( Noite/dia) não tem interferência alguma.

        • Bruno says:

          Não falei de nenhuma interferência na gama do visível. Não tens forma de assegurar que a cara emite ou reflecte radiação infravermelha com uma boa razão sinal/ruído para aquilo que é necessário medir. Lá porque és capaz de ver qualquer coisa em infravermelhos sem uma fonte de luz não quer dizer que obténs uma imagem com qualidade, até porque uma das coisas que é medida é o movimento dos olhos, algo pequeno e que provavelmente não emite grande radiação comparado com o resto da cara.

    • Carlos says:

      Sim. A vantagem de usar IV é que reduz os erros causados por reflexos ou iluminação não absolutamente perfeita (por exemplo, quando tem metade da cara ao sol e a outra metade à sobra)
      O Kinect da Xbox 360 funciona exatamente da mesma maneira:
      https://www.youtube.com/watch?v=dTKlNGSH9Po

    • Carlos says:

      Tens aqui um vídeo que mostra o uso de IV para eliminar as variações de iluminação:
      https://www.youtube.com/watch?v=JaOlUa57BWs

  19. B@rão Vermelho says:

    Eu tenho um Ipad, mini 4, 4G, e tenho ainda o velhinho 2 3G, em casa acabo por utilizar mais o Ipad 2, por ser maior, mas para o tipo de utilização que faço em geral a opção recaio pelo mini 4, porque viajo de mochila as costas e acaba por ser muito mais pratico de ser transportado, mas isto tudo para chegar a conclusão que são poucas as vezes que consigo desbloquear o Ipad Mini com o dedo, tenho de colocar o código que agora até é maior de 6 dígitos.
    Isto acontece por utilizar menos vezes o Ipad mini, ou ser mais espaçado a utilização do mesmo?

    Obrigado

    • Bruno says:

      O pedido de código está dependente do intervalo de tempo entre utilizações. Não sei qual é o tempo actual mas tenho a ideia de que nalgumas circunstâncias leva a inserir o código no dia seguinte.

  20. KaYs3r says:

    Conclusão, as pessoas continuam a pegar no iPhone da maneira errada, antigamente tinham que pegar sem tocar nas antenas senão perdiam sinal, agora têm que pegar no iPhone com o ecrã virado para baixo.

    Realmente a Apple inova sempre na maneira de pegar nos telefones 😛

  21. Ricardo says:

    Entao, se eu pedir a alguem que me traga o iPhone X, e se por acaso essa pessoa, maravilhada com equipamento, ficar a olhar para ele, vezes e vezes sem conta… quando chega ao pé de mim, eu ja nao consigo utilizar a principal funcionalidade, é isso? LOOOOOOOOOOOOOL

    • Francisco says:

      Então e se pedires a alguém que te traga o teu smartphone ,que de certeza não é iPhone porque se fosse conseguias perceber o tamanho da barbaridade que escreveste, e esse alguém tentasse adivinhar o teu código de desbloqueio ao colocar combinações aleatórias, quando chegarem perto de ti já nem o smartphones conseguias usar, é isso? LOOOOOOOOL

      • Ricardo says:

        Barbaridade é nao saberes que por mais que tentes o codigo de bloqueio, o maximo que consegues é ficar algum tempo com o smartphone inactivo, nao estamos a falar de pin e puk nos cartoes. Nao tenho o iPhone X, e deduzo que ninguém aqui tenha, como tal, falo do que foi apresentado, e com base na justificacao da Apple, que foi pobre. Uma coisa é deliberadamente alguem tentar desbloquear um smartphone por código um numero de vezes, e este ficar bloqueado temporariamente, outra totalmente diferente é haver um numero de sensores que estao a tentar desbloquear o iPhone X, a ler faces, sem eu saber, e quando chega a mim, eu nao o poder fazer, e ter que dessa vez, usar o código. Para concluir, um comentário ao teu “que de certeza nao é iPhone”, posso apenas dizer que nao interessa qual é, sei analisar tecnologia de forma neutra, e nao de forma saloia como tu demonstraste. E já que entraste na comparacao “da minha ser maior que a tua…” faltaram uns “OOO ” ao teu LOL para ser maior que o meu. Bem haja.

        • Francisco says:

          Pois, a falar do que não sabes és um especialista. O face id funciona da mesma forma que o touch id, se falhares algumas tentativas tens que colocar o código, o que acontece também em equipamentos android com leitor de impressão digital, portanto coloco o código e 1 segundo depois tenho de volta o que tu achas que é a “principal” funcionalidade do iPhone X e já agora e aqui fica uma dica para ti, o desempenho conta mais que o tamanho.

        • Bruno says:

          Não sei onde é que a justificação é pobre, não contradiz em nada os factos! Tu, por exemplo, na apresentação não viste nada a assinalar uma falha na tentativa de autenticação, o que dá a entender que já estaria em “modo” de código.
          Só quando o ecrã liga é que esses sensores fazem alguma coisa. O problema é algo parecido a alguém pegar num iPhone que não lhe pertence e andar a pôr o dedo no sensor de impressões 5 vezes, pelos mais diversos motivos (ex: ligar o ecrã).

          • Ricardo says:

            Isso não é verdade, talvez no touch id seja, nos leitores de impressões digitais se não for a tua impressão, simplesmente não desbloqueia o smartphone, e quando o utilizador correto pega nele, consegue desbloquear de imediato. Para o Francisco, a diferença entre colocar o código em 1 segundo, é o face id, touch id e outros sensores é que os segundos levam 0.1 ou 0.2 segundos, para colmatar, eu tenho dado factos porque sei do que falo, e tal como os argumentos da Apple, os teus também são bastante pobres.

          • Bruno says:

            @ Ricardo, aconselho-te a pensar melhor antes de classificares factos como falsidades, e com a lata de dizer que é argumento pobre quando tu metes os pés pelas mãos!
            O leitor de impressões do iPhone tem um limite de 5 tentativas até passar para “modo” password, isto é, ao final de 5 tentativas consecutivas erradas deixa de aceitar leitura de impressões, mesmo que sejam as correctas, sendo necessário a password – semelhante ao que se viu na apresentação! É uma questão básica de segurança que muitos outros aparelhos também fazem, para limitar ataques com imitações de impressões.
            O que a Apple disse não é contrariado pelos factos, de modo que não tem nada de pobre.

  22. Filipe Teixeira says:

    Quem é que se acredita nisto? É perfeitamente normal o sistema não reconhecer o utilizador 100% da vezes, mas pronto voçês adoram areia nos olhos.

    Mais engraçado que isto é ver o helder a dizer que isto não aconteceu.

    • Bruno says:

      Também é perfeitamente normal (no iOS) que quando falha uma tentativa de autenticação seja sinalizado que houve falha, o perfeitamente normal que não viste acontecer na apresentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.