PplWare Mobile

Apple já pagou 1,5 mil milhões de euros da sua multa na Irlanda


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Helder says:

    Trocos…

    Mas com isso, a Irlanda, em especial os Irlandeses é que se lixam e a UE e aquela fantochada de corruptos é que ganham…

    O que não é dito na notícia, é que a Apple ia fazer um data-center na Irlanda, empregar centenas de engenheiros bem pagos para ficar lá a olhar pelos computadores, tudo bom e do melhor, 100% de energia solar, etc. e agora já não vão.

    https://www.independent.ie/business/technology/huge-blow-to-athenry-as-apple-abandons-850m-data-centre-36892840.html

    • Belmiro says:

      Que gostes da Apple tudo bem, que não vejas as coisas é que é mau: na Europa tem que ser todos iguais, se não há benefícios para uns, não há para a Apple. Se pagas os teus impostos e dás dinheiro à Apple, ela tem que pagar os seus.

      Iria empregar centenas de engenheiros mas fugir a quantos biliões em impostos? Se deres os mesmos benefícios a todas as empresas até tinhas empregabilidade de milhares de engenheiros.

      E falta saber se a maioria desses engenheiros seriam europeus ou se seriam americanos enviados para a Europa.

      • Álvaro Amorim says:

        A questão da Irlanda/Apple/UE, não é por a Apple fugir aos impostos, e por isso ser mau para a Irlanda, é por a Irlanda, por ter impostos mais baixos, concorrer deslealmente com os outros países da UE!
        A Irlanda começou a sair primeiro da crise, que foi por razões diferentes da nossa, exactamente por ter muitas empresas a pagar impostos mais baixos, mas que mesmo assim, lá deixavam muito dinheiro!

      • PauloPL says:

        Estás errado, não somos todos iguais, isso é uma idea bastante nobre mas nada ajustada à realidade.
        Os governos, e a meu ver, bem, oferecem incentivos fiscais a grandes empresas para atrair capital.
        Se achas que vais pagar mais impostos por isso, então és simplesmente parvo, o efeito é exactamente o oposto.
        Alem de significar mais trabalho, mesmo que muito seja emigrante de qualidade (engenheiros estrangeiros) muitos trabalhadores são locais, alem disso os engenheiros estrangeiros vão ter de comer, ter uma casa, fazer compras (o governo ganha com IVA e outros impostos indirectos)
        Quantos aos incentivos, não se trata de dar dinheiro mas sim receber menos percentagem de impostos, ou seja em vez de pagar 15% paga 10% dos lucros, mas esses 10% de lucros significa milhões, não somos todos iguais porque 50% dos meus lucros (e dos teus juntos) nem se qualificam como milhares.
        Logo como governo eu prefiro receber 10% de milhões, do que 20% de nada.

        Matemática simples.
        Portugal tentou, de forma inteligente, fazer o mesmo com a Tesla.

        • Toni da Adega says:

          Errado, se é para dar incentivos de seja a todos, que eu saiba todas as empresas criam emprego e pagam impostos.

          Mas se isso está correcto então apliquem também ao IRS que mesmo que eu pagasse metade pagava bem mais que quem ganha menos.

          • PauloPL says:

            Mas se te informares, vais perceber que se da incentivos à quase todas as empresas, em Portugal por exemplo, algumas startups (dependendo das áreas) tem incentivos, empresas com mais de um determinado número de funcionários tem incentivos, etc…
            Agora não podes comparar Apple, Google, Tesla, Amazon, Microsoft e outras do género com a Autoeuropa ( que tem bastantes incentivos) ou com o continente / sonae
            (Que também tem bastantes incentivos e impostos reduzidos)

            As empresas que te descrevi em cima, tem biliões em facturação e milhões em lucros, se pagarem metade da % do IRC, isso representa 4 vezes mais em dinheiro para os cofres do estado do que a Autoeuropa ou continente, mesmo que eles pagassem os impostos por completo (que não pagam devido aos incentivos).
            Como já escrevi noutro post, prefiro que o governo receba 10% sobre milhões de lucro do que 20% sobre nada.

            Quanto ao sermos e pagarmos todos o mesmo, isso também não acontece.
            O IRS depende de escalões sobre rendimentos, o IVA em algumas áreas é reduzido (caso de restauração e outros), existem também situações em que ficas isento de IVA , e finalmente o IRC também é diferente, como já te dei alguns exemplos.

            Agora quando se fala em gigantes da tecnologia, é só donzelas ofendidas e peritos em políticas populistas.

            Quanto a este caso específico, o problema da Europa é que a Apple tenha ido para a Irlanda, ao que parece a Irlanda faz concorrência desleal a baixar impostos, mas a Europa é em si desleal, em condições iguais de impostos e benefícios todas as empresas com base em distribuição e serviços se colocariam em países centrais como França e Alemanha por facilidade de acessos, distâncias e outros.
            Empresas de fabrico estariam entre países centrais ou países com mais de obra de valor reduzido (custo salarial vs distribuição do produto vs qtd produzida)
            Para haver justiça teríamos de ter impostos iguais e partilhas perante governos dos impostos arrecadados com empresas estrangeiras, mas não me parece que esse seja o objetivo.
            Veja-se o exemplo da Alemanha com aliciamento a empresas inglesas que queiram se estabelecer na Europa devido ao brexit, a Vodafone tem condições especiais se decidir mover o HQ para Alemanha, isto é só um exemplo.

      • PauloPL says:

        Uma pequena nota mais.
        O resultado desta estupidez de decisão, tem como efeitos imediatos que a Europa vai perder muitos milhões com a Apple a movimentar todo o seu capital para os USA, e os bancos vão sofrer com isso.

        • Mentecaptor says:

          Os fins justificam os meios?

          • PauloPL says:

            Mas quais meios?
            Estamos a falar de incentivos fiscais que trazem benefícios a um país, não estamos a falar de crime ou actos imorais!!!

            Portugal dá incentivos fiscais em zonas de menor rendimentos, a idosos, a grávidas, a refugiados.
            Não consigo entender quais os meios a que te referes !!!

      • Helder says:

        Olha o maior paludo a chamar os outros…

        1.° a Apple é uma empresa americana, paga os lucros na América, aqui em Portugal, na Irlanda ou onde quer que seja, paga o IVA, e etc. o que e já é mais que muitas outras concorrentes pagam.

        2.° muitas outras concorrentes pagam ZERO, a Google? Pela publicidade? Nem IVA pagam, atacam a Apple porque é fácil com tantos haters, com tantas publicações compradas (ex: Nikkei, Bloomberg, Verge, etc. que andavam a dizer por exemplo, que o iPhone X estava a vender muito mal, uma enorme desilusão, quando os resultados de vendas falam por si)

        3.° e se um PAÍS comete o erro que supostamente fez, porque é que uma EMPRESA vai pagar pelos erros de um país fez face à UE. Explica lá!

        4.° o que não falta na UE são paraísos fiscais, e a Irlanda coitadinha em comparação, temos em PT na Madeira, e o Luxemburgo, por exemplo, é todo ele um paraíso fiscal, mas disso não falam, porque senão o “rei” da UE casca-lhes e eles têm de ter o nível de vida e ordenados que têm, enquanto por exemplo o tuga, não…

    • Mentecaptor says:

      Não eras um dos que dizia que a Apple não ia pagar nada disto?

    • Nuno says:

      Tu deves ter um problema mental grave. A Apple deve pagar os impostos que estão em vigor no país, ponto final parágrafo.

      No que toca à notícia, deixo aqui um excerto desta que destrói a tua insinuação da ligação da decisão da Apple abandonar o data center com o escândalo da evasão fiscal.

      “However, Apple is disassociating the data centre decision from any wider relationship considerations with Ireland over tax or other issues”

      • Helder says:

        Que impostos é que não pagou?

        Vai “pagar” 13 mil milhões de quê?

        • Nuno says:

          Tens que te tratar Hélder, pois estás tão cego que nem consegues ler direito. Em parte alguma eu disse em que a Apple não pagou impostos. A apple negociou um valor de imposto abaixo do que o estabelecido na lei. Ou seja, tal como disse, deve pagar os impostos que se encontram em vigor no país.

    • Gouveia says:

      Trocos? Por isso é que está a tentar não pagar, se fosse trocos já tinha pago e assunto ficava arrumado.
      Paga e não bufa.

    • Daniel says:

      O que não dizes em relação ao cancelamento do data center em Athenry é que a culpa é do governo Irlandês que andou a atrasar de propósito dar permissão de arranque da construção, e tudo por questões energéticas (aliás, até ao momento que foi cancelado o projecto, o governo Irlandês continuava a negar autorização para início do projecto).

      A sério, e que tal não inventares coisas que não existem?

  2. Asdrubal says:

    Tostões para a Apple!

    • Nuno says:

      Se são tostões porque razão negociou com a Irlanda uma taxa de impostos mais baixa?

      • Louro says:

        Tem uma mentalidade pequena aquele que pensa que por alguém ter dinheiro que nao deverá negociar precos e que é tudo a grande.

        Nao me considero pobre mas também nao me considero rico, posso dar-me ao luxo de passar férias 4 vezes por ano sem grandes problemas…no entanto quando vou de férias procuro o melhor preco que puder.
        Quando vou fazer compras ao supermercado procuro o produto com melhor quanldiade e preco mais baixo,
        Quando troco de carro, negocio o preco no stand…no ultimo foram quase 15k a menos…

      • Jorge Carvalho says:

        Não foi por isso que deixaram de construir o DC. O processo de aportamento arrastava-se pelos tribunais á 3 anos se a memória não me engana. Agora que tinha sido aprovado ,2 habitantes levantaram mais 1 processo. Nenhuma empresa pode ficar tanto tempo a espera que alguém se decida.

        Abc

      • PauloPL says:

        Terem mudado de ideias não tem nada a ver com este processo, uma empresa pensa em lucros, não em vinganças mesquinhas.
        A decisão tem mais a haver com lucros e filosofia.
        Empresas americanas usam estás decisões como factores futuros.
        Estes 2 habitantes tão preocupados com a energia elétrica do país não buscavam mais do que simplesmente dinheiro, na esperança que a Apple chegasse a acordo para evitar demoras em tribunais.
        A Apple sabe que se lhes fizesse isso, amanhã teriam o mesmo problema em outras cidades ou países, assim resolveu 2 problemas e esses tontos fizeram o país e a cidade perder postos de trabalho e taxas sobre mais de 24bl ao ano.
        Inteligentes

  3. Gouveia says:

    Acho piada aos comentários que vão para aqui… Falam como se a Apple fosse dar emprego a toda a gente, e como se não houvesse mais e melhores empregos, enfim.
    Na verdade é a Irlanda que sai a ganhar, e quem é que no final das contas paga a fatura? Aqueles que vão a correr comprar o último iPhone, ou Mac, etc com valores super hiper mega inflacionados.
    Aqui está um bom exemplo do que se passa em Portugal com o governo e os contribuintes em que é o Zé Povinho que paga, só que neste caso da notícia pagam porque querem, ninguém os obriga.

    • Jorge Carvalho says:

      E os outros ?
      Não compras na Amazon ? Mesma coisa vê a tua fatura.
      Google ? Mesmo .
      Microsoft ? O mesmo.
      Porque achas que estão todas na Irlanda ou Luxemburgo ?

      Abc

      • Gouveia says:

        Mas tu leste o que eu disse? Ou estás só a atirar postas para ver se cola?
        Vais comprar o próximo iPhone com preços ainda mais super hiper mega inflacionados por causa deste problema? O problema teu, não é problema meu que eu não te vou dar dinheiro para o comprares.

        • João says:

          Que preços inflacionados?

          Podes explicar como é que o modelo MAIS POPULAR do mundo, o iPhone X tem preços inflacionados?

          Podes explicar como é que a Apple está a vender mais telemóveis ainda que o ano passado, e são inflacionados?

          Inflacionados, só se for o 23% de IVA que pagamos ao governo para depois não ter serviços públicos nenhuns!

          • Gouveia says:

            Só compra quem quer…e infelizmente há muitas pessoas sem juízo que deixam de comer para juntar dinheiro para o iPhone, é triste mas é a realidade… Eu próprio já vi não 1, mas vários casos assim…e pelo mundo fora deve ser milhões de casos assim.
            É o mais popular porque repara, quem compra não tem opção de escolha, é aquele e pronto… Não há mais nada…comparo muito ao Ford T, todos podem ter o carro da cor que quiserem desde que seja preto, e aqui no caso do iPhone todos podem ter o iPhone que quiserem desde que seja o modelo que eles lançam… Só que o Ford T veio revolucionar os preços dos carros para mais baratos, já o iPhone veio revolucionar os preços para mais e mais caros.
            Agora não penses que a Apple vai deixar este buraco aberto, vai ter de ter este dinheiro novamente e rapidamente, seja no próximo iPhone já a aumentar os preços de novo, toca a sobrevalorizar mais uma vez.

          • Gouveia says:

            E ainda te digo mais, eu que realmente podia comprar os iPhones, galaxy’s, etc… que quisesse, tenho apenas um redmi note 4.
            Na minha opinião dar mais de 200€ por um telemóvel é de loucos, é só mesmo para dizer que tem, mas depois vamos a ver e não têm onde cair mortos.

      • Toni da Adega says:

        2 pontos nessa observação
        1 – so por alguém fazer não quer dizer que seja correcto fazer. Existem muito pessoal a matar é por isso que vamos aceitar o homicídio?

        2 – Normalmente quem é a favor que a Apple pague é a favor que TODAS as empresas paguem.

        • Gouveia says:

          Precisamente o ponto 2, na minha opinião todas as empresas têm de pagar os impostos e os paraísos fiscais têm de acabar… Como é que um governo consegue garantir por exemplo boas estradas se não tiver fundos?
          Este até um dos principais problemas do nosso estado, as empresas (grandes ou pequenas) fogem dos impostos, o que não é bom… é péssimo para o nosso país, por isso é que está como está, neste país é tudo ladrões e cada um tira para o seu bolso… Mas depois querem boas estradas, autoestradas sem portagens, etc…
          Mas aqui nesta notícia estamos a falar de uma empresa que até devia ser das primeiras a dar o exemplo, e em vez disso está a fugir.

          • Toni da Adega says:

            Pior que não pagarem ou tentar não pagar é o pessoal apoiar só porque é a empresa X. O pessoal não é contra, apoia e ainda bate palmas nada irá mudar.

            Parecem aqueles fanaticos religiosos ou de futebol

    • Helder says:

      Acho uma piada mas é a comentários como o teu…

      Vais receber quanto deste dinheiro?

      Até parece que as gigantes norte-americanas não são bem vindas cá, com o nosso PM a vangaloriar-se de vir para Portugal a Google, etc…

      Até parece que são eles que precisam de nós, e não o contrário!

      O que é que a Irlanda vai ganhar com isto? Juízo! Vai mas é mandar o dinheiro todo para a UE e ficam eles com nada.

      • Toni da Adega says:

        Já por isso ninguem deveria pagar impostos, nunca recebemos nada desse dinheiro.

      • Gouveia says:

        Toma juízo.
        Se ninguém paga impostos como é que tens boas estradas? Bons hospitais? Bons serviços de educação? etc…O dinheiro a ti deve te cair do céu.
        As próprias empresas precisam disso tudo o que eu disse se não nunca vão ter pessoal qualificado, ou um hospital para socorrer uma pessoa que teve um acidente de trabalho, ou estradas para transportar os bens, etc…por isso têm de pagar.
        Sinceramente não sei onde estudaste… Mas o mais certo é que não passas de um puto mimado que não aprendeu nada na vida.

        • Toni da Adega says:

          “Sinceramente não sei onde estudaste… ”
          Muito certamente nem estudou, para estudar é necessario ir á escola e a escola é paga com impostos.

  4. Wishmaster says:

    O que se passou com a Apple não foi um regime mais vantajoso como incentivo legal que é criado para as empresas se fixarem.

    O que a Apple fez foi criar um esquema com várias empresas à mistura para assim conseguir que os lucros gerados no estrangeiro fossem tributados a quase zero…

    O que a Apple fez foi criar duas empresas: Apple Sales International e Apple Operations Europe e ainda têm outra que não me recordo o nome.

    Estas empresas eram fictícias, não tinham trabalhadores e as instalações nem sequer estavam ocupadas.

    A Comissão Europeia diz que existiu um acordo entre o Governo da Irlanda e a Apple para que não pagassem impostos, ou que pagassem a uma taxa muito inferior à que as restantes empresas pagam (12,5% para a generalidade das empresas e menos de 2% para as subsidiárias da Apple). Depois foi só a Apple registar as vendas que fazia na Europa, Médio Oriente e África nestas subsidiárias que pagavam uma ninharia de impostos e por sua vez as subsidiárias depois transferiam os lucros para a “empresa-mãe”, Apple – Califórnia.

    Deste modo, a Apple não pagava impostos no país onde vendia os produtos, nem pagava (ou pagava uma ninharia) na Irlanda.
    É uma forma de fraude.

    E creio que a UE não se iria meter neste barulho se não tivesse absoluta razão e que a sua teoria é defensável em todos os aspectos, pois estão em causa vários biliões de euros…então só os juros deste valor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.