Quantcast
PplWare Mobile

Mas afinal, quanto custa produzir o novo iPhone X?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Daniel says:

    E os custos de R&D? E toda uma estrutura organizacional que tem de ser paga, marketing, etc. esta é a razão pela qual marcas premium como apple ou samsung (entre outras reconhecidas no mercado) são obrigadas a ter preços bem elevados quando comparadas com outras marcas brancas que imitam quem desenvolve o produto.

  2. NotAnIphoneFan says:

    Avaliar o valor total de uma peça de tecnologia, baseado apenas nos componentes é ridículo. Há outras coisas que se pagam para além dos custos de produção acima mencionados. (Para não falar que esses valores, são de peças encomendadas em grande escala). A isso ainda se acrescenta o chamado de “Research and development”, gastos de desenvolvimento, pesquisa, prototipagem, testes, experiências, salários das equipas, custos de marketing e publicidade e ainda margem de lucro como é óbvio. E devo-me estar a esquecer de mais alguma coisa.

    • Daniel Jesus says:

      Nós referimos exatamente isso no artigo

      • R.A says:

        412,75 .. yuan? .. é que ainda não percebo chinês .

        • Daniel Jesus says:

          No topo da coluna do preço, está bem visível o símbolo do dolar ($), que é de compreensão internacional e não precisa de qualquer tradução.

          Isto é uma tabela com os principais componentes. Nem todos estão tabelados, fazendo com que a soma seja inferior ao valor final. No entanto, os 412,75 finais é o valor total em dólares.

          • R.A says:

            Ai Jesus .. que eu saiba a sigla USD ou o símbolo ($) é que se refere ao dólar americano, quando escrito antes do valor numérico..
            Pensei que a resposta seria .. terás de aprender Mandarim ..

    • Bruno says:

      Custos de Licenciamento (patentes, etc), outros custos de produção (investimento em maquinaria, energia, nível de perda de produção por defeitos de fabrico, …), custo com garantia, …

    • Miguel Costa says:

      A Apple inclui um valor a rondar os 30% em TODOS os equipamentos vendidos que é para o marketing e suporte de software durante a vida útil do aparelho. Está nos termos do próprio produto quando é adquirido (apesar de não referir o valor ou percentagem).
      Em cada equipamento (pelo menos até ao 6) a Apple tinha uma margem de lucro ilíquida de 68,5%, antes de impostos. No 7 dizem que o valor terá descido abaixo dos 40%.

      • Bruno says:

        A Apple nunca teve uma margem de lucro bruta dessa grandeza (68%) com os iPhones. Bastava fazer as contas com os resultados declarados da Apple para perceber que com uma margem dessas a Apple teria que ter prejuízos a vender muitos outros equipamentos, coisa que não faz qualquer sentido. Aliás basta ver que com a quebra na margem que mencionas (68% para 40%) isso levaria, olhando para os resultados da Apple, a que dum momento para o outro os outros produtos da Apple passassem de prejuízo a ter grandes lucros, o que não faz sentido.

  3. Hugo Gomes says:

    Chama se a isso lucro, pode ser absurdo mas quem pode pode

  4. Ana Ramos says:

    Tá aqui um artigo impecável… A tabela em chinês é bastante elucidativa…
    Parabéns Pplware!!!

  5. RATM says:

    Concordo com os argumentos apresentados nestes comentários, mas ainda bem que há quem tenha outra políticas de mercado e pratique outros preços, senão 90% (ou mais) da população não usava smartphones, digo eu, que sou “pobre”

  6. eu says:

    Nunca, em momento algum uma empresa vai vender ao preço de custo.
    Chama-se lucro e quanto maior esse diferencial, melhor para a empresa, desde que tenham clientes dispostos a comprar e a ver pelo passado, vai vender bem.
    Até se fosse 1200 dólares possívelmente vendia.

    • João says:

      As empresas existem para dar lucro, o estudo económico é feito e concluem que há mercado para essa faixa de preço. Apple continua a ser objecto de desejo, quer pelo design, pelo estatuto e até simplicidade.
      Felizmente, para nós consumidorea, existem muitas mais opções, apesar de termos de abdicar de um ou outro “pormenor”.

  7. Jorge Santos says:

    Depois não é difícil de imaginar que os empregados da linha de montagem dos iPhones ganham muito menos do que os seus chefes da Foxconn…
    Tanto os tipos da Apple e da Foxconn ganham muito à custa dos empregados e dos que vão comprar os iPhones.

    • Belmiro says:

      E não é sempre assim, também desde a era industrial?

      O que não se compreende é a Apple ter subido 50€ nos iPad (128 e outros 50 para o de 256) supostamente pelo preço da flash ter subido e no entanto vê se que o preço dos 256GB todos custam uns 40€. Ou seja, a Apple cobra 4x o preço real da flash. Que gamanço…

      Há que pagar outras coisas, no entanto a ver o capital da Apple e as suas obras, o preço consumidor/preço real é muito desproporcionado.

    • PL says:

      Bla Bla Bla

      Se calhar querias que todos ganhassem o mesmo?

      A economia é assim mesmo, ninguém trabalha sem vencimento.
      Se tu trabalhas, sabes que a tua volta tens colegas que ganham mais e outros que ganham menos

    • alb says:

      A Apple e a Foxconn, as outras marcas não, é só a Apple e a Foxconn…

  8. David Anselmo says:

    Diferença preço pode parecer grande mas não é assim tão grande, tomar-mos conta apple faz encomendas milhões, programadores pensam paga valor real trabalho longe mas muito longe isso salários aqueles meninos recebem IOS, quantas mas quantas vezes pagamos +100% 200% ou mesmo muito muito mais de mão de obra em relação custo material muitas vezes pessoas esquecem isso! Android isso sim concordo seja exploração, plataforma aberta qualquer marca pode usar até eu e estar pagar mesmos custos IOS. Pensem isso!

  9. Daniel says:

    Apresentam o custo do Iphone X de 256gb e o preço do de 64gb. O preço do de 64GB é 1149 dólares.
    Em tempo falava-se que o iphone custava uns 200 dólares e era vendido a 600 ou 650, pelo que se fosse verdade a margem do X era até inferior.
    Sem dados da própria Apple, é difícil fazer esta estimativa de custos, e parece-me que o valor indicado só para as peças é demasiado elevado.

    • João says:

      Continuo a achar que a Apple consegue um valor bem inferior ao que foi anunciado, face à quantidade que adquire.

    • Miguel Costa says:

      Segundo afirmaram as fontes da parte económica, na passagem do 6 para o 7 a empresa reduziu a margem de lucro líquida por unidade, para evitar a perda de mercado. Suponho que o tenham mantido, apesar que na Europa, vamos estar a pagar mais, por causa daquele corte da Irlanda-Holanda, onde a Apple poupava quase 20% de impostos e agora vai ter de pagar mais de metade disso para transferir os lucros da Europa para a empresa que tem nas Caraíbas.

  10. moonnn says:

    hohoo meu chines e muito fraco mas a matematica ainda me safo apesar do valor de um artigo estar em falta a conta da 379,75

    • Daniel Jesus says:

      Apenas estão listados os componentes principais do iPhone X e não todos os que são contabilizados para a conta final. No entanto, os 412,75 mencionados no fim já engloba todos os componentes listados e não listados.

      Ninguém é obrigado a saber chinês, mas bom senso na análise da tabela ajuda na compreensão. Embora infelizmente não seja possível associar um componente a alguns valores por falta de tradução, os principais componentes estão listados e perceptíveis.

      • moonnn says:

        resumindo e uma lista de preços nao completa e com valores ‘duvidosos’ .
        acredito que os valores rondem os da tabela mas ao tentar parecer filedigno seria mais apresentavel em portugues ou ingles ja que os numeros nao batemno valor final

        • Daniel Jesus says:

          Nós damos a fonte para que qualquer pessoa possa confirmar os dados. É a própria empresa que avança este valor.

        • Miguel Costa says:

          Há unidades que a Apple compra 6000 milhões a uma empresa. Essas unidades não vão aparecer listadas, pois o preço de ajuste foi feito pelo “arrendamento” da empresa para produzir aqueles chips. É assim que as grandes empresas funcionam… fazem um contrato para a produção e no fim é que é calculado o valor médio de cada peça. Esses não vão surgir, porque é fácil saber quem deu com a língua nos dentes, pois só 4-5 pessoas no mundo sabem o valor. Aqueles são o valores tabelados por aquelas empresas. Também falta dizer que numa compra bruta de 600 milhões de unidades, é bem provável que a Apple consiga descontos a rondar os 70% do preço unitário.

  11. Belmiro says:

    E não é sempre assim, também desde a era industrial?

    O que não se compreende é a Apple ter subido 50€ nos iPad (128 e outros 50 para o de 256) supostamente pelo preço da flash ter subido e no entanto vê se que o preço dos 256GB todos custam uns 40€. Ou seja, a Apple cobra 4x o preço real da flash. Que gamanço…

    Há que pagar outras coisas, no entanto a ver o capital da Apple e as suas obras, o preço consumidor/preço real é muito desproporcionado.

  12. pedro says:

    é feio, e ainda por cima o mais caro de sempre!!! existem outras opções na vida mais úteis e inteligentes onde gastar 1.200 euros …

  13. iDespairing says:

    Uma empresa para ser viável tem que ter lucro. Caso contrario é uma caridade.

  14. MAC says:

    A Samsung fabrica os seus os seus componentes mais caros, ecrãs amoled e processadores, que lhe ficam obviamente a um preço muito mais baixo do o que cobra a outras marcas. Mesmo assim o S8/8+ e o Note 8 atingem os mil euros.

    • Belmiro says:

      A “Samsung” são várias empresas, e cada uma tem o seu lucro. Óbvio que para a Samsung que produz os terminais os produtos da casa são algo mais baratos que para empresas externas, mas cada uma é uma empresa “diferente” e tem gestores diferentes. Não julgues que um ecrã Amoled sai a um preço muito diferente para a HTC ou Huawei ou Samsung mobile…

    • Miguel Costa says:

      A Samsung é um consórcio. Tem outras empresas no lote que produzem para dentro. Também é por isso que a Toshiba não aceitou a proposta de se juntar a esse grupo, porque era possível que os americanos e os europeus fossem criticar eles ficarem com a produção de 97% dos chips do mundo… e a Apple viu uma oportunidade de também criar um consórcio similar ao da Samsung e terá feito uma oferta pela unidade.
      A Apple faz o projecto, encomenda os materiais, desenvolve e contrata empresas produtoras (como algumas do grupo da Samsung) para lhes produzir aquilo. Dependendo da quantidade, podem conseguir preços interessantes. Claro que se o desenvolvimento é feito “em casa”, só dai já existe uma poupança, pois não é preciso detalhes técnicos especiais para as próprias empresas os produzirem.

  15. Dan Q says:

    Alguém tem que pagar pelos Iphones que eles oferecem às celebridades e amigos poderosos…

    • Wooden says:

      a Apple tem margens de 20/25%. Vais a uma farmácia comprar um simples paracetamol e a margem é muito superior. Diria até escandalosa a margem praticada em Portugal, mas os arredondamentos para o “1 euro” resultam bem…

      • JOÃO says:

        Tirando a questão que na compra de 50 embalagens, de determinado produto, oferecem… 100!
        Não, não é engano, funciona mesmo assim, em alguns produtos.

        • Wooden says:

          Em Inglaterra, país com vencimentos bem superiores aos portugueses, tem produtos nas farmácias dos supermercados com preços que oscilam entre metade e 4 ou 5 vezes menos que em Portugal. Se alguém me conseguisse explicar o milagre inglês agradecia… LOL
          Isto sim é grave, agora o preço de um iPhone ou um Note 8 ser 1000€?!?!? Santa paciência, já cansa ver o pessoal a destilar ódio… Após 10 anos já deviam ter conseguido ultrapassar o trauma 😀

  16. bikes says:

    posto isto, lendo a maioria dos comentários, verifico que afinal o iphone X está a preço de saldo…..!! valha-me Deus!

  17. José says:

    Infelizmente ” andamos todos a dormir “…. Acordem!!!! mas alguma vez acreditam que as empresas andam ” cá ” para perder dinheiro ou darem parte dos lucros aos seus funcionários???? Isso seria um Mundo perfeito… Quanto Iphone X, PARA MIM, até podia vir ” bordado a ouro ” que eu não o compro. Fiquem bem.

    • Wooden says:

      A esmagadora maioria das pessoas que vem para aqui comentar não faz ideia das margens praticadas em outros artigos, que são de necessidade para o dia a dia, e ainda assim compram e não há esta discussão.
      Exemplo, batata vendida nos supermercados, é comprada a centimos aos produtores, e revendida a quase 1€ nos supermercados. Entre N outras coisas que tem margens BRUTAIS… mas na Apple é que são ladrões… iPhone não é bem de 1ª necessidade! quem compra tem a escolha de comprar ou não, já alimentos e medicamentos não é assim.

  18. Armindo says:

    Lá está. O preço não é assim tão descabiado afinal de contas.

  19. Paulo says:

    Esqueceram-se de referir que parte daquele valor final, já inclui impostos

  20. Paulo says:

    Alguém tem que pagar a nova sede da maçâ e não sou eu, pois não alimento vaidades. Também quem dá 1000€ por um smartphone, só pode ser por vaidade ou estupides, pois + de 90% de quem usa um smartphone é para redes sociais, chamadas e sms, para isso há aparelhos por volta dos 200-300€ mais que suficientes.

    • Rui says:

      Alguém tem de pagar o iPhone que até hoje teve o maior custo de produção. Porque a sede… quantas sedes queres que eles façam? dá um número, que eles têm dinheiro para fazer quantas mais quiseres… Achas mesmo que é por aí? Quantos Portugais compravam eles? diz um numero!

      É como as coisas são. Alguém te obriga a comprar? Não pois não..? Acho piada é à malta que para aqui vem, detestam a Apple e criticam de cima a baixo o preço dum produto que eles “não gostavam” de ter! Abraços

  21. Freaka says:

    Todos têm que ganhar. A Apple, o seu departamento de i&d, marketing, etc etc.. Não esquecer que existe uma enorme cadeia de distribuição, desde a fábrica até ao consumidor final. A própria loja que vende terá a sua comissão.. E não nos podemos esquecer de impostos, taxas e taxinhas..

  22. Gazela says:

    Estão familiarizados com a curva da oferta e da procura? Mais: as coisas não têm um valor intrínseco, valem o que as pessoas estão dispostas a dar por elas.

  23. Pedro Santos says:

    Há algo que me chateia um pouco.
    Toda a gente se queixa do preço. Meus amigos o preço está correcto. Se o iphone não gerasse filas de espera , se o iphone nao vendesse , se o iphone não esgotasse , aí sim o preço estava errado.
    O grande mal é que toda a gente quer comprar o iphone e o iphone não foi feito para todos os públicos assim como um Ferrari também não o foi.
    O iphone e o note 8 são telefones premium ( por muito que vocês possam dizer que o vosso Xiaomi de 200€ faz tudo igual ) e devem ser levados como produtos para esse segmento.
    Depois disto tudo , ver pessoas que ano percebem que as marcas têm margens de lucro ainda me assusta mais.
    Nem toda a gente pode ter iphones e note 8 assim como nem toda a gente tem Ferraris e Porsches.
    Chega de ressabiamentos e de dizer mal de produtos que por acaso até são bons.
    Se eles vendem e esgotam então estão a dar mais lucro à marca. É assim que as grandes empresas funcionam.

  24. Bruno Silva says:

    Por esta lógica que dizer da Samsung que tem telemóveis acima de 1000€ e sao eles que fabricam mts componentes. Certamente se a Apple fabricasse os ecras oled o preço seria inferir.

    • Miguel Costa says:

      Não era assim tão inferior… a Apple adjudica 600 milhões de unidades, o preço será muito parecido com o que a Samsung paga. A diferença é que a Samsung tem a equipa de desenvolvimento e software lá, enquanto a Apple a tem na América.

  25. Luis says:

    E novidades? Quem acha que a diferença entre o custo de produção e o pvp deve ser pequena, neste e qualquer produto, é parvo. É por isso que muitos trabalham para aquecer.

  26. Renato Silva says:

    Tem a garantia também, que é reconhecidamente uma das melhores, sendo que qualquer problema que você venha a ter com algum produto apple, na maioria dos casos o produto é substituído prontamente e os impostos, que variam de país pra país. Eu acho que somando-se tudo o que disse a matéria o preço não tem como ser outro.

  27. Joel Reis says:

    Isto não importa para o preço final, o que importa é o que os compradores estiverem dispostos a oferecer.

  28. Sergio says:

    Vale o que vale, vou à loja do zé comprar um componente que me custa 10 dolares.. o meu irmão vai lá comprar 100 unidades do mesmo componente e ja paga 7 dolares por cada unidade..
    Estas avaliações dão para ter uma ideia, mas não dão para saber quanto custou a construção disto apenas em materiais, só duas entidades o sabem, quem comprou e quem vendeu.
    E, supondo que fosse este o valor, o preço final não está caro.

  29. Mendes says:

    Mas, afinal o que é realmente Apple nesse aparelho?!!

    • Luis says:

      Design, CPU, Desenvolvimento, Software, etc…

    • Rui says:

      A montagem. O design da assemblagem. O design incrível do processador e do gpu é da Apple. O que é que é da Dell? o que é que é da HTC?

      Tu ainda achas que os fabricantes utilizam peças deles? A Samsung utiliza o painel OLED e as memórias, o resto é de terceiros. Tal como tudo hoje em dia é feito através de outsourcing. Qual o espanto?

      Fazer um telefone é como fazer um bolo. Há que saber escolher os ingredientes (componentes), e que desenhar uma boa carcaça (aspeto final do bolo), e que saber como fazer o bolo, e que o conjunto desses ingredientes resulte num bom sabor (software).

  30. Rui Meira says:

    É só treta, ai e tal os iPhones são caros para produzir, os outro tlemoveis são feitos na esquina de certeza pois conseguem ser bons e muito mais baratos e não é preciso dar exemplos !

  31. Edilson says:

    Quem é applemaniaco, paga o valor e não reclamar, quem achar que está muito caro, procure um outro smartphone com configuração parecida e compre. Se muitas pessoas deixarem de comprar o iphoneX pelo preço ela vai reduzir a um valor acessível.

  32. Security says:

    “…leva a que a Apple puxe para si 60% do valor do novo iPhone.”
    E os custos de desenvolvimento do iOS? e os custos de marketing e publicidade, investigação?

    Custa mais o software do que o hardware. Mas MUITOOOOO mais.

  33. Carlos says:

    999$ por um iphone! É um pechincha! Tenho conhecidos que pagariam na boínha 2000$ para tê-lo. Nem que tivessem de comer uma vez por semana. Lol…

  34. aaaaa says:

    O telemóvel até podia ser fabricado por 5€ e vendido a 5000€. A Apple é uma empresa privada e acho muito bem que faça o que bem lhe apetecer.
    Pessoalmente nem dado queria um iphone, porque não gosto do sistema fechado. Mas como diz o ditado, cada macaco no seu galho.
    Só compra quem quer/pode. Se alguém acha caro ou acha que está a empresa está a ter demasiado lucro, que compre outra coisa. Mas cada um manda na sua casa.

  35. Pérolas says:

    E nestas contas, não estão a levar em conta os 13 mil milhões de euros em impostos (só na europa) que a Appl€ não pagou!!! Portanto, temos aqui um verdadeiro negócio da xina: comprar barato, blábláblá, vender caro, não pagar impostos e isto é que é bom… Pasme-se, que há malta que ainda é simpatizante e colaboracionista com estas práticas.

    • Vítor M. says:

      Mas não pagou por não querer e está em ilegalidade ou aproveitou o facto de na Irlanda haver um regime tributário diferente e a empresa, tal como muitas outras, aproveitar e estabelecer lá um ponto estratégico de faturação? É que não foi a Apple que não quis pagar, a empresa aproveitou a lei da Irlanda meu caro 😉 quem não concorda é a UE.

      Como é a UE que está a pressionar a Irlanda e sabemos que a Irlanda precisa muito “da boa vontade da UE” há um entendimento entre ambas as partes para resolver o problema:

      “Ireland and Apple Inc. are close to a deal to protect the Irish government from any losses that could occur while it holds as much as 15 billion euros ($17.7 billion) of the IPhone maker’s money during a tax fight with European Union regulators, according to two people familiar with the matter.”

      • Pérolas says:

        Ok, uma corporação como a Appl€ que se aproveita das fragilidades de um país e de toda uma comunidade… “your point being??? Devemos simpatizar e colaborar com este espírito empresarial, é isso? Por exemplo “Bernard Madoff” era um grande filantropo; o problema é que era com o dinheiro dos outros… Nesta matéria a Appl€ devia ter um standard mais elevado. Afinal de contas não é o que apregoam para os seus produtos? Moral e ética, neste caso não dão jeito. Ah, pois é… e quem comprou Appl€ não tem culpa de ter sido enganado, mas, costuma-se dizer que “à primeira qualquer cai e na segunda só cai quem quer”.

        • Vítor M. says:

          Sim a Suíça também é frágil, recebe dinheiro de muitos países por ser frágil, coitadinha, até as sanitas entopem com notas de 500 euros. A Holanda e Dinamarca têm regimes fiscais mais agradáveis, onde empresas portuguesas, como o grupo Gerónimo Martins deslocou os seus impostos para lá… são frágeis, coitadinhos. Pérolas, não brinques. Moral é não teres um discurso sério 😉 porque não entendes as questões financeiras que os países praticam para cativar investimento estrangeiro. Olha, e oq ue tens a dizer da Zona Franca da Madeira? Lembras-te? Tadinhos 😀

    • Wooden says:

      Existe um regime especial para para pessoas virem morar em Portugal, transferirem para cá os seus rendimentos, e… não pagarem impostos. Que tal protestares contra isso? 😉

      • Pérolas says:

        Desculpa lá corrigir, mas, não é bem assim à vontadinha. O regime especial, de facto existe, mas, é por um período limitado e para pessoas fisicas, não, para corporações. Agora, uma coisa, certamente estás aqui em Portugal a pagar impostos, a doer, e estás a defender a Appl€??? Eh pá, quer dizer, coitadinhos destes tipos, deixem lá de pagar os os 13 mil milhões que depois a europa divide a factura pelo povinho e eles pagam; eles aguentam! É isto? Sinceramente não fico muito satisfeito com esta lógica…

        • Wooden says:

          Não estou a defender a Apple, simplesmente existem situações que acabam por ser ingratas para quem não tem alternativa e tem de pagar mesmo os impostos enquanto outros não os pagam.
          O caso da Apple, e outras, resulta de um regime especial na Irlanda para captar investimento. Eles, irlandeses, recebem menos em impostos é um facto, mas possuem grandes empresas lá a gerar emprego. Nós cá em Portugal, permitimos que reformados de outros países venham para cá gozar o sol e as reformas durante 10 anos e sem pagar impostos. Não sei mas parece-me que a nossa situação é bem mais injusta. Além do mais os alegados 13 mil milhões serão para a Irlanda e não para distribuir pela Europa. Já agora, sabes quanto a Google e outras pouparam com o regime Irlandês? 😉

  36. Vasco says:

    Para além de outros custos referidos no artigo, os €1.179 é o preço c/ IVA. Ou seja, cerca de 1/5 do valor é logo entregue ao Estado.

  37. 8anyone says:

    tanto por tecnologia de há dois anos?foi para pagar as cópias que fizeram?

    • Vítor M. says:

      Realmente… mas espera, há dois anos muita da tecnologia do iPhone X não existia, por exemplo, há dois anos não existia um ecrã OLED Multi‑Touch integral, HDR com resolução de 2436×1125 píxeis a 458 ppp. Nem com uma relação de contraste 1 000 000:1, True Tone, com 3D Touch. Verdade?

      Também não existia (nem existe concorrente) um processador A11 Bionic com arquitetura de 64 bits, sistema neural auxiliado por um coprocessador de movimento M11 integrado. Para ter uma noção da realidade, num teste de benchmark do iPhone X, o seu chipset A11 Bionic pode ser considerado o componente mais poderoso da atualidade no segmento mobile. O chip não só deixou a concorrência para trás, mas ainda conseguiu uma vantagem absurda. Este foi o primeiro SoC da Apple a superar os topo de gama da linha da Samsung e da Qualcomm no teste multinúcleo do GeekBench.

      Agora quanto à câmara, diz-me se nessa altura existia câmaras grande angular e teleobjetiva de 12 MP, grande angular com abertura de ƒ/1,8, teleobjetiva com abertura de ƒ/2,4… tudo num único equipamento? Apple Pay? Face ID? Hmmm e existia BT 5.0? Agora imagina tudo num único smartphone 😉

      • Pito says:

        Olá Vítor, eu concordo que os componentes são bons, mas quando leio sobre a superioridade (nos benchmarks) dos processadores Apple vs Qualcomm, Exynos, Mediatek, etc, fico sempre a pensar que, para sermos todos imparciais, os testes deviam todos correr num sistema operativo igual (por exemplo Linux, se tal fosse possível), e não IOS vs Android… Pôr que se fosse assim imaginem vs Windows 10 mobile (muito leve também)… Sobre o Smartphone em si, acho um bom equipamento, mas um pouco acima das reais possibilidades da população (em geral) de PT…

        Cumprimentos a todos.

        • Vítor M. says:

          Não será possível, a não ser correr os mesmos serviços e aplicações lado a lado, aí temos um exemplo da qualidade dos processadores no que usamos no dia a dia, isso sim, no que usamos, no que nos serve, podemos ver o poder das máquinas.

          • Pito says:

            Olá Vítor, pois, tem razão, mas mesmo assim (correr as mesmas aplicações em SO’s diferentes), o Android por defeito leva desvantagem, e será (em teoria) sempre mais pesado que IOS. Pessoalmente, gostaria muito de ver o Soc A11 Bionic a correr Android e o Soc Snap835 a correr IOS, e ver as respectivas benchmarks, pata ficarmos a ver o “filme” todo.

            Continuem o bom trabalho.

            Cumprimentos para todos.

          • Vítor M. says:

            Mesmo assim haveria necessidade de afinar o iOS para diferentes SoCs e voltávamos a ter cenários com diferentes abordagens. Nada é igual a nada e tudo é incomparável da forma como foi colocada a questão. A forma de comprar é agarrar no dispositivo de cada um, usar as mesmas apps, para cenários id~enticos, porque nunca haverá cenários iguais, e ver nessas ações quem traz mais vantagens, quem tem uma utilização fluída, mais agradável, que tem mais tempo de sanidade comportamental…

  38. polo says:

    Tudo muito barato e fácil, vou fazer um pra mim a esse preço

  39. Tiago says:

    Bem dito! O software custa bem mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.