PplWare Mobile

Novo A12 Bionic faz o iPhone XS estar quase ao nível dos PCs de topo


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. JCFB says:

    HEHEHEHE Deixem-me rir. No máximo isso deve ter a performance de um ryzen 3.

    • Jorge Carvalho says:

      Em alguns teste bate um Xeon 8176 @3.8 GHz.

      Abc

    • Vítor M. says:

      Não percebeste bem a notícia, mas além do resto, está em causa a tecnologia de fabrico, diz-me quantos processadores encontras hoje de 7 nanómetros em utilização comercial.

      Sim, faz toda a diferença 😉 e iremos ver isso mesmo de agora em diante. Contudo, são apenas os inícios e em breve teremos as grandes marcas também a colocar esta tecnologia nos seus smartphones e não só.

      • Tiago says:

        Comparar chips ARM com Chips X86 é só desonesto, no mínimo. E não, ele percebeu bem a notícia. Isto está lá escrito:

        “Os testes realizados levaram a que tenha sido afirmado que este processador estará num patamar superior, estando quase ao nível dos PCSs de topo”

        Fartei-me de rir.

        • Vítor M. says:

          Está bem, rir é bom, mexe 73 músculos. Mas vamos ao que interessa. Então porque razão é desonesto? É que pelo menos deixa um argumento válido. Isto porque é uma realidade que cada vez mais os processadores dos smartphones estão a aproximar-ser mais dos processadores que se usam nos PCs. Repara, quantos PCs oferecem hoje processadores fabricados com tecnologia de 7 nanómetros?

          Mas não é só isto…

          • Rui says:

            Tecnologia de 7nm foi um grande ganho para o processador, disso ninguém discorda… Mas Vítor o que o pessoal quer ver são os comparativos de performance vs um processador desktop de topo…

          • wave says:

            Mas estamos a falar de performance Vitor, como é que estes processadores estao proximos de um desktop? é praticamente impossivel.
            Repare, temos uma motherboard em ambos, mas tamanho muito menor no mobile, processador igual, refrigeração completamente diferente, placas graficas nem se fala, fonte de alimentação e memoria ram. A velocidade dos discos até é capaz de estar equiparada, mas o resto acho muito dificil.
            Posto isto ainda acha que é possivel tal coisa? Se sim porque é que os fabricantes tipo intel nao adoptam meios similares?

          • Renato Sousa says:

            todos sabemos que quanto mais pequeno menor é a sua vida util, bem como aumenta a possiblidade de erros a nivel de harware.
            é por isso que o teu carro como todos os carros usam tecnologia de maiores dimencoes, devido a sua fiablidade muito superior.
            mas isso é um telemovel, se durar 5 anos é bom, depois torna se obsuleto.
            mas de qualquer modo nao se pode comparar um telemovel a um pc “de topo”. adorava fazer edicao de video nisso XD ou usar o solidworcks, ou autocad.

          • Vítor M. says:

            OK, isso é outro assunto, mas não sei se isso será verdade, até porque cada vez mais entramos na era da nanotecnologia. O tempo de vida… bom, isso é relativo. Até porque os materiais que se usam agora são muito resistentes, mais duráveis e com um tempo de vida optimizado.

            Sobre o autoCAD. Sim, já tens aplicações para tablets e smartphones, e com excelentes capacidades. É um exemplo de como hoje já tens um processamento muito melhor e que cada vez se aproxima mais. Não está dito em lado algum que supera, que iguala nem muito menos se fala em casos extremos como refrem, na área gaming, CAD ou edição de imagem de alto desempenho, faz-se sim no convencional. E pelos vosso exemplos já disseram isso mesmo, confirmam que só lá para os exemplos de topo é que não se mantém essa tabele 😉

          • Tiago says:

            Quantos carros oferecem 5 rodas? Vou voltar a dizer, estás a comparar batatas com cebolas. Benchmarks sintéticos são bonitos até bateres de frente com o mundo prático e te magoares a sério. Nunca na vida um A12 Bionic Vegan Decaf XPTO consegue ter a performance pura de um Ryzen 3, quanto mais de um I7 ou de um i9. Estás a falar de APU’s com TDP’s de 4w operados com Cooling passivo vs Unidades de processamento dedicadas com Cooling activo. Para ir ao Facebook e joguinhos mobile? Sem dùvida que podes comparar. Agora tenta correr vários VST’s com multiplas pistas de áudio num APU (seja ele qual for) e vais ver a tua unidade de processamento a derreter em tempo real. Ou editar uma fotografia com 100Mpx em RAW.

            Existem vários exemplos, mas no fim do dia o fantástico APU da Apple (ninguém lhe tira o valor) obtém os mesmos resultados em mundo real que o meu Snapdragon 845.

            Já agora, não te esqueças dos instruction sets suportados por ambos

          • Vítor M. says:

            Não estou nada, alias, como está descrito, há uma aproximação desde há muitos anos no tipo de processamento e, acima de tudo, na forma como as tarefas são realizadas. Quando falas do mundo prático bates de frente com essa realidade. Os serviços e o software que são usados recebem essa optimização para tirar proveito do hardware que estes novos dispositivos trazem para agilizar tarefas e moldar a forma como as pessoas usam os recursos. Não há outra realidade e por isso se deu de forma como viste o crescimento destes segmentos no mercado profissional. Os exemplos estão aí e não há como os contrariar. Se são estes processadores tão poderoso? No que toca à gama extrema de processamento não, assim como o que conhecemos nada tem a ver com outros níveis, como o dos super computadores e já nem falamos na questão quântica. Agora, não é isso que se retrata, estamos a falar no processamento convencional, nas tarefas convencionais que 90% das pessoas usa, no dia a dia e sim, estamos a ver essa grande aproximação.

          • Paulo Martins says:

            O teste é válido mas a conclusão desonesta, são operações muito específicas que têm uma implementação em ARM que permite competir ou superar um processador x86, mas se colocares uma workload de um uso realista que um utilizador comum usa, dúvido muito que o processador da Apple fique à frente de um desktop.

          • Tiago says:

            Se dizes que se aproxima dos monstros da computação caseira sem deixar ressalva então defende o que dizes. Tudo o resto é desonestidade intelectual, Vítor. Vamos só ficar com isto:

            APU’s ARM: RISC
            CPU’s x86: CISC

            Depois de perceberes as diferenças entre ambos vais perceber a enormidade do que está escrito no artigo. Até lá esta discussão é fútil. Vou voltar a dizer, em qualquer tarefa que requira algo mais que editar umas coisinhas numa versão capada do Photoshop e do AutoCad sim senhor, está muito giro (ignorando que é uma APP apenas lançada para ARM e não x86, logo não há método comparativo). Se meteres algo que involva mais que um like no facebook derretes o APU e compras um Desktop a sério. Não vamos entrar pelo campo da emulação, mas posso deixar a ressalva que é mais fácil emular ARM em x86 que o reverso. Sabes porquê?

          • Vítor M. says:

            Disparate… RISC is perceived by many as an improvement over CISC. There is no best architecture since different architectures can simply be better in some scenarios but less ideal in others. Por isso, não mistures aqui ruído para desviar a atenção, o foco do que se está a falar.

          • Tiago says:

            Vou deixar mais uma nota: Dizeres que a performance se aproxima da do Desktop é o mesmo que eu dizer que quanto mais perto estou de Portugal que da China quando estou na Irlanda.

          • joao says:

            “Disparate… RISC is perceived by many as an improvement over CISC. There is no best architecture since different architectures can simply be better in some scenarios but less ideal in others. Por isso, não mistures aqui ruído para desviar a atenção, o foco do que se está a falar.”

            mais um disparate teu. ia-te explicar por palavras minhas, mas penso que o texto da universidade de standford explica melhor que eu:
            https://cs.stanford.edu/people/eroberts/courses/soco/projects/risc/risccisc/

            é o que digo, nao tens formacao na area, mas mandas palpites como se tivesses…la por ires ao google ver algumas noticias nao te fazem expert da materia…

          • Vítor M. says:

            ÓOOO foste ao Google procurar? 😀 é logo a primeira pesquisa, eu logo vi que conhecia isso. Mas pesquisa um pouco mais e vais ver que não é bem assim. Há vários artigos, alguns mais recentes que esse, sobre o assunto. Não te afogues logo na primeira água do Google, pesquisa em condições.

          • joao says:

            Sr. Vitor, nao preciso de pesquisar no google, dei na universidade a diferença entre RISC e CISC, sei bem que o RISC é uma arquitectura superior a CISC, trabalhei e programei para processadores RISC como para CISC. sei bem a vantagem dum RISC para um CISC. nao preciso de ir ao google para saber isso. tu é que precisas..e vais e vais..ate encontrares um artigo que te convenha ler e partilhar….fica la na tua que quem percebe um bocadinho de sistemas sabe do que digo.

          • Vítor M. says:

            Mas não mostraste nada teu, foste procurar e o primeiro que encontraste foi oq ue mostraste. Já agora, vê este também, que é interessante: https://www.microcontrollertips.com/risc-vs-cisc-architectures-one-better/

            E verás que afinal não percebes muito do assunto. 😉

  2. Carlos Costa says:

    https://www.youtube.com/watch?v=OgqUjqbXMZA vou só deixar isto aqui
    iPhone XS Max vs. Galaxy Note 9 Speed Test

    spoiler: ganha na primeira volta, perde na segunda.

    o bionic está ao nivel dos outros!

  3. Vasco Nogueira says:

    Sejam sérios sff

    • Vítor M. says:

      Não perceberes a informação não faz dos outros menos sérios, tu é que não percebeste a informação, mas as tecnologias estão cá para percebermos a sua utilidade. Estamos a falar em poder de processamento.

      E é importante?

      Sim, muito. Repara, quando a Apple colocou pela primeira vez no mercado dos smartphones uma arquitetura a 64 bits, meio mundo (os mais distraídos) responderam “aaa e quem precisa disso se o software não tira partido?”, “será que os outros estão distraídos, se fosse necessário já tinham”… entre várias outras coisas como podes ver aqui: http://bit.ly/2yaiGVA

      Veio então a verificar-se que era o caminho e hoje, como deves saber, está tudo na arquitetura 64 bits.

      A história repete-se e hoje o A12 Bionic é o primeiro processador comercial fabricado com tecnologia 7 nm. Vais ver daqui em diante 😉

      • D4rkw3b says:

        Por acaso é “só” o segundo processador de 7nm… mas “só” por acaso.

        • Vítor M. says:

          Não é por acaso, é porque tem de haver uma estrutura que suporte este processador. No mercado comercial a Apple foi a primeira a lançar esta tecnologia, mas repara que se fala nisto há muito tempo e quantos tens no segmento dos PCs convencionais?

          • Renato Sousa says:

            foi a primeira pois fabricar procesadores dessas dimencoes é um risco acrescido. isso num pc podia ser mesmo caotico.
            dai ser usado como 2 processador.
            estamos a entrar numa era que nao se pode diminuir mais, pois isso ja é a nivel atomico que é construido. logo a prossiblidade de algo colapsar é gigante, deixa de ser fiavel.

          • Renato Sousa says:

            um exemplo em 7nm, cabem 63 atmos de silicio.
            nao sei composicao de um processador mas sei que mais ao menos tem de ser construido apenas com 63 atmos de diferentes materiais.( condutores, semi-condutores e claro material dielétrico.)
            Agora juntas temperatura, eletricidade, a possiblidade de algo correr mal é muito superior ao convencional, (dai dizer-se, nao se faz coisas como antigamente), claro que nao é impossivil haver fiablidade devido as dimencoes.
            Agora pensem se o vosso carro desse tantos problemas como o vosso telemovel ou pc, era lindo era so pessoal a ficar a pe

          • Vítor M. says:

            Essa é uma temática interessante que um dia teremos de forma individual, mas havemos de lá ir.

          • Nadadenovo says:

            Acho que não percebes que a Apple não fabrica nada.

          • Vítor M. says:

            E precisa? A Apple cria e manda fazer, mas isso é a grande percentagem das grandes marcas deste mundo, onde está a dúvida?

      • Jose Lapao says:

        Sem ler mais nenhum comentario a frente. Digo apartir de agora a Apple vai deixar de usar Intel e nVidias nos seus Mac para por A12 bionic, já que os Macs são conhecidos por boas maquinas para edição de vídeo, fotos, música, assim fica tudo em casa deixam de pagar a Intel e a nVidia

      • joao says:

        lol, é para rir este comentario? a Qualcomm ja anda a fazer um de 7nm há muito.

        https://www.theinquirer.net/inquirer/news/3026766/qualcomm-snapdragon-855-set-to-launch-as-worlds-first-7nm-soc

        Daqui em diante é normal que todos usem os processadores de 7nm, como daqui a 2 anos vao passar para os 5nm e daqui a 4 anos para os 3nm (que ja estao a fazer fabricas para isso).
        o que nao é normal é o teu comentario que como se fosse ideia da Apple esta reducao do tamanho dos processadores. é evolucao natural visto que nao podem aumentar muito o tamanho e estao limitados na refrigeracao logo o “unico” caminho é reduzir o tamanho. os consumidores estao a pagar a preco de ouro esse caminho, nao se importam os fabricantes. nos pcs os processadores evoluiram no aumento dos MHZ visto que tem mais espaco para evoluir noutros sentidos (e falta de concorrencia).

        • Vítor M. says:

          Sim é. Isto de querer fazer e o fazer, tem tudo a ver. Claro que as outras empresas estão a tentar desenvolver um processador na tecnologia 7nm, mas uma coisa é tentar, outra é conseguir. E, como havia sido veiculado http://bit.ly/2y7kjDG a TSMC conseguiu entregar à Apple o A12 com 7nm. O resto que dizes, estás a misturar vários conceitos que não têm muito a ver.

          Ali no meio tem uma parte que até concordo contigo: colocar cá fora esta tecnologia em primeira mão sai caro e poderá ser mais uma razão para o preço atual do iPhone.

  4. zeze camarinha says:

    A BATERIA DEVE SER IGUALMENTE DE TOP?

    • Vítor M. says:

      Olha, destes dias de utilização do iPhone Xs Max, em termos de bateria, embora seja uma bateria com mais capacidade também tem mais recursos a drenar a mesma, mas aguenta-se muito bem, ligeiramente melhor que o iPhone X, e enquadra-se com os restantes topos de gama, não fica nada a trás dos restantes do mercado. Tudo depende da forma como usamos, dos locais onde usamos e como tratamos o equipamento. Mas hove um incremento também aí, nada de extraordinário, mas houve.

    • Rrrrrr says:

      oIphone tem uma bateria mais pequena que outras marcas e ainda assim dura mais que bastantes delas.
      Portanto sim, estao a fazer um bom trabalho

  5. Toni da Adega says:

    Bom está visto, vou mas é trocar o meu PC por um iPhone.

    E nas empresas vai-se acabar tudo que seja PC, é tudo a trabalhar com um iPhone. E como é mais pequeno tem a vantagem de nao precisarem de uma secretária tao grande, uma cadeira chega.

    • RM says:

      E pode ser alimentado por energia solar!

    • Vítor M. says:

      Mas tens feito isso desde há muito tempo. Reapara que hoje, mais de 90% da população info-incluída já usa mais o smartphone que o PC. Repara que hoje, para lá do telefonar, as pessoas fotografam e editam as suas imagens no smartphone, usam o smartphone para fazer os seus pagamentos e compras online, usam para ouvir música, fazem vídeo, publicam nas redes, partilham os seus conteúdos, armazenam informações e documentação relevante, recorrem às apps (e serviços web) para fazer trabalhos como faturar, tirar recibos, usam o smartphone para certificar a sua identidade nalgumas plataformas, e conseguem fazer muitas dessas tarefas em simultâneo.

      Repara que no passado tinhas nalguns estabelecimento computadores para auxiliar nas operações comerciais e hoje são tablets e smartphones. Não deste conta, mas isso que dizes já mudou há mais de 5 anos.

      • Joao Magalhães says:

        Loooool, só substitui o smartphone por um pc de topo quem só vai ao facebook, mas alguma vez eu vou substituir um smartphone por um pc ? Editar imagem ? Sim, dá, mas não tem nada a ver, jogar? Também dá mas não tem nada a ver, falas só de coisas básicas, música, video, etc. dá para tudo mas não substitui um pc.

        • Vítor M. says:

          Aaaa espera lá… isso não é verdade. Tu desconheces o mercado então, desconheces as ferramentas comerciais. É verdade que nalguns casos, muitos dentro das empresas, um smartphone ou tablet não substitui um PC, sim isso é inegável, mas não é menos verdade que em muitos segmentos, como ao nível por exemplo dos comerciais na rua, como das frente de lojas, dos operadores de transportes, dos veículos de transportes coletivos e centenas de outros locais onde antes tinha um computador, hoje tem um tablet ou um smartphone. E mais, grande parte das pessoas, eu diria em grosso modo cerca de 80% das pessoas, o que fazem nos computadores domésticos é mail, internet, redes sociais, jogos, produção de conteúdo com recurso ao word, powerpoint e excel… e alguma edição de imagem. Pouco mais!

          Pois bem, hoje, como tu sabes, qualquer tablet e smartphone permite todas essas atividades com o ganho da mobilidade. E é essa mobilidade que está a transformar a forma como estes equipamentos são adotados e, com isso, nasce a tal obrigatoriedade de criar hardware cada vez mais poderoso para este segmento. Mas não tenhas a menor dúvida.

      • wave says:

        Os videos que a pplware publica no youtube sao renderizados no iphone ou no pc? as ferramentas que existem e a capacidade de processamento de um computador é completamente diferente das capacidades mobile, seja ele qual for. Ok o telemovel faz muito mais coisas “moveis”, claro que faz, é completamente natural. Mas temos de meter a mão na consciencia e pensar que é comparar um carro, a uma bicicleta, ambos servem para fazer o transporte, mas um é muito mais estavel, rapido etc

        • Vítor M. says:

          Estás a misturar as coisas, mas mesmo assim deixa que te responda. Hoje, podes usar um smartphone, vários, para fazer vídeo, fazer bons trabalhos de edição e publicar no YouTube, alias, cada vez tens mais pessoas a usar os smartphones para isso. Contudo, neste caso que falaste, com um iPhone X em diante, podes usar o iMovie fazer um excelente trabalho de edição de imagem, mesmo em 4k e publicar no YouTube, mas até ficas admirado com o resultado. E quem diz no iPhone, dix em muitos e bons smartphones android. Esse argumento que usas, caiu por terra mas há uns dois ou três anos. Consegues renderizar com velocidades muito boas mesmo. Por isso é que é dito, de forma transversal, que cada vez mais tens processadores nos smartphones que se aproximam cada vez mais dos computadores.

      • Toni da Adega says:

        Já se faziam a maioria dessas coisas há 15 anos atras, nada disso é novo

        Ainda considero um PC de 500€ mais produtivo que um smartphone de 1200€, mas isso sou eu que talvez viva num Ambiente demasiado Profissional (ouvir musica, publicar nas redes, etc nao entra nessa categoria)

        Mas até posso estar errado, se assim for mais vale fazerem um artigo:
        “Precisa de um novo PC? Compre antes um iPhone”.

        Ando eu aqui agarrado a um teclado, rato e 2monitores quando podia ter um iPhone e a trabalhar no sofá

  6. wave says:

    Utilizar programas para medir benchmarks e uso de energia, diferentes das usadas nos pcs até percebo isso…
    Nos pcs usam programas pesadíssimos, testam jogos como tomb raider, mas ali estão a usar o specs, algo que quase nem é usado nos pcs…
    Não duvido do poder do cpu da apple, mas comparar um cpu mobile com um desktop penso que ainda demora um bom bocado. Ahh e nao se esqueçam de referir que o suposto poder é em single core apenas, algo que nos pcs já vai em 12/16 cores.

  7. V.T. says:

    A publicidade a favor dos novos iPhones continua, pois já é algo habitual de ano para ano. Mas não exagerem, é que já dá demasiado nas vista…

    • Vítor M. says:

      Algo te incomoda? Numa altura de novidades tecnológicas, tudo é falado porque é novidade, é motivo de compra, de interesse. É verdade que algumas novidades são, para pessoas atrasadas, motivo de incómodo, mas acho que por cá pelo Pplware não temos pessoas atrasadas, há sim alguns distraídos, mas mesmo assim, são pessoas modernas.

      • V.T. says:

        Sinceramente não percebo esta defesa cega da vossa parte pela Apple, isso é verdadeiramente o que me incomoda, um site que devia de ser imparcial toma desta maneira partido por uma marca em concreto… E sim, a Apple tem mérito, mas não está sozinha, ao contrário do que aqui se pretende dar a entender!

        • Vítor M. says:

          Não, alias, aqui apontamos tudo, mas só porque queres algo politicamente correto – que é quando renuncias ao teu próprio critério para ter uma aceitação de uma maioria de imbecis – é que está certo. Mas não, aqui não somos politicamente corretos, aqui temos informação mediante o que o mercado tecnológico coloca cá fora e mediante o sentido e a experiência histórica acumulada. Se está bem, dizemos que está bem, se está mal, está mal. Tu é mais… está assim assim? Olha que isso não fazemos. Que tu não gostas da Apple, tudo bem, tens o teu direito, e não temos todos de gostar ou deixar de gostar das mesmas coisas, fazes o que entenderes, mas tens de ter isso em atenção a tudo o que te rodeia. E se algum dia te disserem que, para te agradar, estão a ser politicamente corretos, lembra-te do que te disse 😉

          Quanto ao resto, o que está bem feito, está bem feito, o que não está… não está mesmo. 😉

          Sobre estar sozinha ou não… não está mesmo e é dito até isso no final deste artigo, que verás quando chegares ao fim, e é mesmo por isso que é fantástico, porque todos fazem parte deste mundo da tecnologia, uns uma vez são melhores, depois são outros, depois outros…

          Abraço VT…

  8. Ricardo Machado says:

    Podes usar esse todo poderoso poder de processamento como faz por exemplo o note 9? Utilizando o samsung dex?
    Tanto poder, mas poucas funcionalidades para o poder usar.
    Para aquilo que Apple oferece o iPhone 6 tem processador mais que suficiente.

    • Vítor M. says:

      Se calhar até não, porque os requisitos das tecnologias que cada vez se usam mais na realidade aumentada, no processamento fotográfico… já exigem mais dos processadores dos smartphones. Vemos por isso um grande empenho da Apple, Samsung, Huawei e Qualcomm (ente outras) no fabrico dos seus próprios processadores para responderem de forma mais justa às imensas necessidades de processamento que é exigido hoje aos smartphones.

  9. Jorge RIBEIRO says:

    Mas depois é mais lento a renderizar um video no imovie do que um iphone 5S

  10. Jota says:

    Mais uma notícia encomendada!

  11. Logic says:

    Sinceramente deviam ter vergonha como blog de tecnologia fazer um post como este, vocês têm noção sequer do que é um pc de topo? Isto parece um insulto aos vossos leitores.

    • Jorge Carvalho says:

      “Isto parece um insulto aos vossos leitores. Isto parece um insulto aos vossos leitores.”
      Infelizmente alguns mereciam 🙂
      Vao ao menos ler o que quem fez os testes disse .

      Abc

    • Renato says:

      O artigo original é de um site chamado anandtech. por favor leiam o artigo original e contemplem a profundidade da análise antes de virem a correr para os comentários e publicarem postas de pescada.
      O artigo original refere especificamente que, em determinados aspectos, o A12 está a poucos passos de um CPU desktop. Não refere de forma nenhuma que o A12 está quase ao nivel desses CPUs em termos “globais”.
      Facto é que a “silicon team” da Apple tem vindo a dar cartas neste segmento há muito tempo. É motivo de orgulho da empresa e só é beneficia o consumidor final, pois leva a concorrência a ter que trabalhar o dobro ou triplo para compensarem pelo atraso em desenvolvimento.
      No artigo original da anandtech, comparem o A12 com o Snapdragon 845.

  12. Pedro Baco says:

    Presuncao e caldo de galinha…

  13. D4rkw3b says:

    Vou já comprar um iphony para substituir o meu PC que só tem um mísero i7.
    Com tanta capacidade de processamento na volta corre COD, Photoshop, Ableton 10, Reason 10, iLok, WiBu, etc, etc…

  14. cantor says:

    Épá “du” ke me fui lembrar…. Ligado a uns 4 paineis e 1 bateria com o respectivo inversor , deve dar pra minerar os “bits” e os “coins” desta vida a um preço mais em conta ?!?? é que se sim toca a investir na maça a “té” mais não

  15. Marco Mota says:

    Raramente comento, mas depois desta noticia, é impossível não o fazer.
    Uma falta de tudo ao darem uma noticia assim. É por isto que mais tarde vemos pessoas tão mal informadas e a dizer barbaridades.
    Vejo muitas respostas aos utilizadores, mas nunca no vital, falam de 7nm..mas que é que isso interessa em termos de desempenho??!!!! Até podia ser de 1nm, isso é equivalente a poder de processamento desde quando?
    Mostrem gráficos desses excelentes A12 comparados com Ryzen ou i5 e i7 em aplicações que são usadas em PC, e não vista de emails, e outras coisas que de facto podemos fazer com um smartphone e que hoje todos nós tiramos partido, mas coisas vulgares e não pesadas.
    “…estar quase ao nível dos PCSs de topo”, é mesmo para rir…. É uma pura mentira que dizem às pessoas. Se é verdade, mostrem gráficos de aplicações de trabalho e não enrolem com desculpas.
    PS: Não percebo o que anda a fazer a Intel e a AMD, empresas fraquinhas, que andam cá há 2 dias..

  16. Joao says:

    Pergunta: Porque não aplicam então este CPU em laptops e compram CPU’s à intel?

  17. Miguel says:

    Por ter fabrico de 7nm, o A12 tem um aperformance quanse igual a um processador desktop de topo?
    7nm não é sinonimo de performance por si só, falta explicar algo neste artigo….a performance!

    • Vítor M. says:

      Mas no artigo explica, não diz só isso, vê sff o artigo todo.

      • Xnelox says:

        O título não deixa qq quanto à afirmação dúvida, agora se colocam no título “como fazer o melhor brigadeiro” e na descrição é uma receita de bolinhos de côco, então não sei o que pretendes

        • Vítor M. says:

          Mas muitas vezes não podes olhar e dizer que são bolinhos de côco, a cobertura é côco, mas dentro… aaa dentro é o bom sabor de brigadeiro. A análise ao longe com os olhos, nem sempre é de fiar. 😉 pensa nisso.

          • Xnelox says:

            Pronto, ganhaste, o processador A12 no iPhone XS tem a performance dos PCs topo de gama. O importante é acreditar. Mas quando sair o A 13, é suficiente sem precisar de mais hardware nenhum para estar ao nível dos super pcs, que são um desperdício em hardware, tantos componentes para nada

          • Vítor M. says:

            Nem estávamos a falar disso, cara misturam tudo!!! Pior é quando não querem ver….

          • XneloX says:

            Eu olho para o titulo e a equivalência é igual à comparação da força da formiga em comparação ao elefante, se ambos tivesses o mesmo tamanho a formiga seria muito mais forte que o elefante. essa é a comparação que estão a fazer, mas na realidade a formiga não vai crescer de tamanho como tal, é uma comparação que não encaixa na realidade, fica só na imaginação. vou trabalhar que alguém tem de sustentar este país…

          • Vítor M. says:

            Mas porque não percebeste o que estava em causa, porque não leste o artigo todo (ou não o entendeste). Claro que, como já deram exemplos, se formos comprar o poder de processamento para a área gaming, CAD, edição de imagem de alto desempenho (ainda) não temos este nível de comparação, contudo, no tanto que temos a seguir e dado o desenvolvimento dos processadores no segmento mobile, há claramente um aproximar dos níveis. Por exemplo, o Apple Watch Series 4 tem hoje um processamento semelhante ao iPhone 6s.

  18. Xnelox says:

    Eu não sei o que consideram um PC de topo para estar a argumentar essa equivalência com o iPhone mas pronto… Que se sintam realizados com o que escrevem. Eu mantenho o meu PC raspa i5 8600 k com a minha fraquissima NVIDIA 1070 e 16 de memória mas espero migrar para tal performance fabulastica desse processador que sozinho está ao nível de não sei o quê….

  19. RM says:

    But can it run crysis 🙂

  20. Marcos Ribeiro says:

    Quer dizer que posso comprar 2 ou 3 iphones e vai bater de igual para igual ou quase igual que os meus dual octacores em renderização 3d..video..ou qlq tarefa? Eu lembro de quando isso acontecia…no dragon ball tambem se pegava numa pequena capsula comprimido e aquilo transformava se numa nave espacial.

  21. Haadok says:

    O que eu gostaria de ver são comparações em tarefas reais como manipulação de imagens, vídeo e áudio, além de algumas aplicações científica e nas áreas de engenharia.
    Após isto, poderemos falar em comparações de processadores de usos tão distintos.

    • Tiago says:

      Lá está, o fanático ali acima não admite mas este artigo é mais areia para os olhos dos papalvos que comem tudo com os olhos. O Bionic XPTO é um chip do camandro, rápido como tudo, mas em mundo real não faz mais que o meu SD845. Na mesma medida, comparar um processador de Desktop com um ARM é comparar a estrada da beira com a beira da estrada.

  22. Vitolas says:

    Comparar de forma geral a performance de um smartphone seja ele qual for a um computador ainda por cima falando de processadores de topo é algo no mínimo ridículo.
    Pior ainda quando se faz a comparação somente para o lado que a partida dá mais jeito.

  23. piri_vm says:

    O ‘Top’ para o PPLWare é muito baixo.

    • Vítor M. says:

      Tu és TOP nessas observações, nem vamos por aí. A questão é que nem fomos nós que fizemos esta análise, na verdade é algo que está a ficar patente a cada ano que passa e a cada ciclo evolutivo, e nem vamos aqui chamar a Lei de Moore.

      • ..wtf.. says:

        ..wtf.. Li o artigo, li os comentários todos. Mas neste mereces uma resposta @Vitor.
        Se não fizeram a análise, porque a meteram aqui com esse titulo?????

        • Vítor M. says:

          Quê? Não leste nada? Leste? Não leste. Se lesses verias que o que foi dito reflete uma aproximação do novo processador da Apple a vários aspetos relevantes dos processadores convencionais que hoje encontras nos computadores. Essa aproximação, já referida em vários tópicos, permite dizer que há um nível de processamento perto daquele que hoje encontras nos processadores. Sabes em que aspetos? Pois isso foi bastante explorado já e afastou.se, como é óbvio, algumas ideia que se tentou colocar na engrenagem sobre competir em plataformas gaming, edição de vídeo de alto desempenho (alguns até a referir o YouTube e coisas do género), falou-se no tipo de arquitetura RISC e CISC, onde nem sequer tem a ver com o caso, falou-se no facto de várias empresas estarem a desenvolver para o segmento móvel processadores com arquitetura 7nm mas a Apple tem essa vantagem (o que muito não perceberam para que serve os 7 nanómetros), falou-se nos processadores Intel sem enquadrar com o trabalho que desempenham, e até faltou falar no Photoshop ou no Premier, o que admirei, visto que se falou até no CAD, falou-se em RAM, falou-se em tanta coisa que foi afastando o tema do que o artigo realmente fala: usabilidade e desempenho para as ferramentas que hoje os utilizadores usam sem perder performance facer ao que podem utilizar nos computadores. Além disso, o significado do poder de cálculo dos processadores ARM, mais concretamente dos A11 e A12 lançados pela Apple. E pronto, foi um pouco assim.

          • .wtf. says:

            .wtf. 7nm não serve para nada. É um processo de fabrico.. graças a TSMC, que também os está a desenvolver para a AMD. Obviamente que os processadores ARM estão a desenvolver.se, nesse ponto de vista, a que criar um artigo em que as câmaras fotográficas são melhores que os portáteis.

          • Vítor M. says:

            ÓOO pronto, se não serve, ficamos por aqui.

  24. Mateus says:

    Sr Vítor M, sabe porque tem esta notícia tantos comentários? Porque as notícias que coloca são super duvidosas e apenas marketing à Apple.

    Para o título fazer algum sentido teria que ser explicar e ter números. Este marketing têm zero validade! Interessa para alguma coisa ser mais rápido que o A11 e ter 7nm se não tens nenhum dado comparativamente a um PC???

    Ora diz-me lá em que testes mostras a performance vs um i7 ou i9? Nem com um i5…

    Testa lá o A12 vs um i5 8250 …

  25. Steve Jobs says:

    “we see that the A12 outperforms a moderately-clocked Skylake CPU in single-threaded performance. Of course there’s compiler considerations and various frequency concerns to take into account, but still we’re now talking about very small margins until Apple’s mobile SoCs outperform the fastest desktop CPUs in terms of ST performance. It will be interesting to get more accurate figures on this topic later on in the coming months.” Quando queres dizer bem de algo, custe o q custar….

  26. Rodrigo says:

    A intel e a amd tiveram a brincar conosco estes anos todos, entao anda por ai um processador por metade do tamanho que custa uns 70 dolares nem precisa de cooler, que é quase tao bom como os de topo da amd e intel, vou pegar ja nesta noticia e partilhar pelo mundo com este titulo a ver se as pessoas acordem

    • Mateus says:

      Rodrigo, esta notícia é de rir pelo modo como foi feita, no entanto a verdade é que os ARM têm aumentado muitíssimo mais a velocidade/Watt que os x86. A Intel e AMD sempre estiveram lá em cima em velocidade mas às custas de muita eletricidade e calor. A ARM e parceiros diminuem consumos e aumentam as velocidades a 30-50% mais que os x86, já para não falar que o iOS e Android são muito mais otimizados que (pelo menos) o Windows ou Linux.

      Se o Android, Chrome OS, iOS tivessem um “par” de aplicações 100% iguais às de desktop e os jogos x86 corressem também, o Windows saía já de minha casa

      • Rodrigo says:

        É muito simples, a tecnologia disponivel para o consumidor nao permite processadores do tamanho do A12 que tenham a mesma performance que um da intel ou amd, e mesmo que ouvesse neste momento supondo que o mundo android e ios iriam tirar o maximo proveito de um i7 por exemplo que nao tou a ver com o que ah disponivel ,nao sei como iriam meter um cooler dentro do telemovel,quando falo de coolers sao os que sao usados para arrefecer um i7
        quando por exemplo quando jogas gta 5 nao num ecran pequenino mas num ecran de 17 ou 20 pulgadas com muito detalhe

    • Vítor M. says:

      Atenção à AMD… está a fazer sombra à Intel, mas…

      • Mateus says:

        A AMD só está a apanhar um pouco do enorme atraso que levava, infelizmente são raros os CPU/APU que fazem concorrência (real) à Intel, pelo menos em performance/ W.

      • Rodrigo says:

        Pois , e agora com esta tua descoberta os da intel e amd que se cuidem, o A13 ja vai ser tao bom ou melhor,aonde posso votar para blog do ano?

        • Vítor M. says:

          Ó, não dizes nada de proveitoso. Podias pelo menos trazer algo de interessante à discussão.

          • pois says:

            O senhor é que escreve artigos interessantes…é de rir de tão duvidosos que são!

          • Rodrigo says:

            Acho que ja disse tudo, ate deite os parabens, se desse para votar para o blogger do ano votava em ti, nao sao todos os dias que se fazem descobertas destas, isto para mim a nivel tecnologico foi das coisas mais revolucionárias que presenciei, para o ano ja temos processadores apple em todos os desktop la em casa, nem e preciso cooler a um preco que rondara os 65 euros,continuação de um bom trabalho

  27. Vsousa says:

    Quem lê este título fica mesmo com a ideia de que o A12 tem mesmo a capacidade de um PC de topo… “Os CPUs da Apple ficaram tão potentes agora, que estamos apenas alguns pontos dos melhores CPUs de desktop” lol. Isto é a mesma coisa que dizer que um carro desportivo com 500CV consegue transportar a mesma carga que um camião com os mesmos 500CV. Só se mostra o que interessa… Mais uma notícia para justificar o preço do iPhone? O Pplware agora faz umas publicidades jeitosas à Apple e à Huawei…

    • pois says:

      Pior mesmo é que apaga sempre os meus comentários que fazem crítica…é de rir

    • José M. says:

      O estar “quase” não lhe diz nada pois não? E que tal voltar à primária para ler devidamente o resto do artigo? Sabe o é que é uma comparação ou paralelismo? Duvido.

      • Vsousa says:

        José M. eu percebi perfeitamente o que está no artigo á primeira. Tu é que não estás a ver o meu ponto de vista. O artigo passa uma mensagem sensacionalista e errada para os que “não vão voltar á primária”, o mundo não gira á tua volta, e com certeza que a maioria das pessoas que leu isto ficou com uma ideia errada… A menos que o Pplware agora seja um blog só para gente com niveis de cultura superior (o teu caso concerteza), isto é publicidade enganosa. Ninguem tem duvidas de que o processador é potente mas tambem não é preciso exagerar. Cumps.

  28. Tiago Pereira says:

    Podiam era fazer algo como a samsug fez com um modo desktop quando ligado a dex, e assim poderiamos tirar mais partido do processador, se é assim tão potente como dizem.

  29. Darth says:

    Tanto poder, para depois só ser utilizado para instastories, selfies e face

  30. antonio says:

    Diz a Anandetech sobre os SoC A11 e A12 dos novos iPhones: “No geral, os novos núcleos A12 Vortex e as melhorias arquitetônicas no subsistema de memória do SoC oferecem à Apple uma vantagem de desempenho muito maior do que o marketing da Apple promove [a Apple disse que a melhoria era apenas de 15% em relação ao iPhone X]. O contraste com os melhores SoC Android têm para oferecer é extremamente gritante – quer em termos de performance, quer até quanto à eficiência no consumo de energia. Os SoCs da Apple têm cerca do dobro do desempenho. Quanto ao consumo de energia não me surpreenderia se tivesse uma vantagem de 3x. “

    Renhó-nhó, renhó-nhó, os comentários conseguem escamotear a comparação com os Android e fixar-se numa observação da Anandetech: “O que é surpreendente é o quão próximos estão os A11 e A12 da Apple às atuais CPUs de desktop.”

    Obviamente que a Anandetech está a dizer não é que os SoCs A11 e A12 podem substituir os processadores num PC. O que está a dizer é que o poder de cálculo (processamento de informação) do A11 e do A12 estão próximos dos processadores para PC, não é que um iPhone pode desempenhar as mesmas tarefas que um PC.
    O link, dado que o do post aponta para outro: https://www.anandtech.com/show/13392/the-iphone-xs-xs-max-review-unveiling-the-silicon-secrets/4

    • Vsousa says:

      Até tens razão mas da maneira que está exposto no artigo os menos atentos ficam mesmo com a ideia que o processador do iPhone pode substituir o de um PC…

  31. Steve Jobs says:

    Grande enxovalho ó Vítor. Mais fanboy que tu não deve haver, se eles lançarem a i bicicleta tu vais dizer que é a melhor bicicleta alguma vez feita.

  32. Miguel Moreira says:

    O que voces deram a entender com o titulo é precisamente o que o pessoal ta a comentar, com o titulo voces afirmaram que o a12 ta quase ao nivel dos cpus de topo desktop… foram voces que meteram o titulo, nao se queixem do hate..

  33. Vasco says:

    a apple sempre tenta lançar um processador mais rapido que android antes da qualcomm ou kirin pra dizer que sao mais rapidos, mas infelizmente perde sempre que lançado um concorrente android atualizado.entso quer dizer que o 8150 vai ultrapassar o nível dos pcs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.