PplWare Mobile

Instale o LibreOffice 3.3.0 PT no Ubuntu


Ana Narciso, colabora com o Pplware desde 2008 e tem especial preferência pela escrita acerca de eventos em que participa, análises a gadgets, análises a serviços Web e notícias em geral. Formada em Engenharia Informática e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico, trabalha actualmente como Consultora de Business Intelligence. Gosta de poesia e adora concertos de metal.

Destaques PPLWARE

  1. eu says:

    qual a diferença entre o libre office e o open office? eu acho que deve mudar é mais no nome

    • Ana Narciso says:

      1 – O LibreOffice está a ter um desenvolvimento bem mais activo que o OpenOffice, dado que este último está agora sob alçada da Oracle, enquanto que o primeiro é desenvolvido livremente pela comunidade. Foi pelo medo de estagnar o OpenOffice, que os seus antigos developers decidiram criar o fork LibreOffice.

      2 – O LibreOffice é apoiado por grandes organizações como a Google, RedHat, Canonical e Novell. Logo aí se vê o interesse em apoiar o desenvolvimento.

      3 – O LibreOffice será a suite de produtividade predefinida do novo Ubuntu.

      4 – Libre Office inclui a mudanças do Go-oo, das quais se destacam a maior compatibilidade com os formatos da Microsoft e uma maior rapidez. Ver aqui a diferença entre o Go-oo e o OpenOffice: http://go-oo.org

      5 – O LibreOffice tem a interface de utilizador mais polida.

      6 – Destacam-se as seguintes novas funcionalidades:

      Load and Save ODF documents in flat XML to make external XSLT processing easier
      Import SVG pictures* into Draw and edit them interactively
      Lotus Word Pro import filte
      MS Works import filter
      SVG import into Writer
      PPTX chart import feature
      “Experimental” mode, to allow users to test out as-yet-unfinished features
      Show all appropriate formats by default on “Save As”
      New easy-to-use dialog box for creating and managing title pages
      AutoCorrections match case of the words that AutoCorrect replaces
      Vastly improved RTF export fixing many critical data-loss bugs
      Many Wordperfect import improvements
      Embedding of standard PDF fonts

      Ver aqui todas as novidades: http://www.libreoffice.org/download/new-features-and-fixes/

      Espero ter sido esclarecedora.

  2. Tiago Azevedo says:

    “Acha que o LibreOffice ultrapassará o OpenOffice em termos de qualidade?”

    Não duvido!

  3. João says:

    No dia em que saiu, instalei o LibreOffice a partir do instalador que foi disponibilizado pela TDF. Mas bom bom é instalar através de um repositório, para me manter a par das actualizações. Alguém me sabe dizer se a instalação descrita neste post vai ser “inteligente”, ou seja, será que vai reconhecer que já fiz uma instalação e evitar a duplicação do programa?

    • Faria says:

      À partida não.
      O ideal é sempre que se instala uma aplicação sem ser pelos repositórios desinstalá-la e só depois usar o repositório para instalar a mesma.
      Caso a instalação tenha sido feita usando um .deb, tente correr novamente o mesmo pacote e deverá aparecer a opção “remove”, ou em alternativa, sudo dpkg -r *.deb na pasta onde tem o pacote .deb do libreoffice

  4. Agora nem open nem libre:
    eduardo@eduardo-laptop:~$ sudo apt-get install libreoffice
    A ler as listas de pacotes… Pronto
    A construir árvore de dependências
    A ler a informação de estado… Pronto
    E: Não foi possível encontrar o pacote libreoffice

  5. Nuno José says:

    http://www.omgubuntu.co.uk/2011/01/yet-more-libreoffice-mock-ups-roll-in/

    Ana, queres experimentar a fazer um tutorial a por o libre como fez o pauloup? eu tentei e desisti e já lá vai o temopo que tinha pacicência para tentar resolver eu.

    • Ana Narciso says:

      Mas isso não é apenas um mockup? Não passa de uma ideia desenhada (e bem).
      A ideia é os developers pegarem nisso e implementarem… isso agora é mais complicado. 🙂

    • Nuno José says:

      É um mookup sim, eu por exemplo adoro o look do symphony, mas como aquilo é muito bugoso não uso. Este Paulo já foi “contratado” pela Open Document Fund, por isso devemos ter novidades brevemente.

      • Alucard says:

        Esse mockup fez furor na secção de comentários do OMG!Ubuntu.No dia em que o LibreOffice tiver uma interface assim é o dia em que o instalo sem pensar duas vezes. Mas por enquanto, vou continuar com o OpenOffice, porque honestamente ainda não encontro razões suficientes para mudar. E sim, LibreOffice é um mau nome, mas não é por isso que não o uso! A Oracle podia era entender-se com a TDF e por fim a este feudo.

  6. Nuno says:

    OpenOffice a meu ver continua a ter um mto melhor nome q LibreOffice, digam-me que raio de nome é Libre? Lol

  7. Ryan says:

    Amanhã alguém compra sei lá que e lá se vai o Libre Office e o OpenOffice e lá vamos ter de andar com licenças MSOffice… diga-se de passagem o melhor deles todos. Mas como o que queremos e participar no desenvolvimento do produto e ter uma palavra a dizer… opa que haj algo mais interessante em termos de estabilidade nisto tudo. Eu gosto do Ubuntu mas também eles estão a mudar tudo. Daqui a nada volto à raíz Debian e acabam-se certas confusões

  8. Hélio Félix says:

    As razões 1 a 6 (…) fizeram-me instalar o LibreOffice.

    Tive que utilizar:
    sudo apt-get purge “openoffice*”
    Em vez de:
    sudo apt-get purge openoffice*.*

  9. Vitor says:

    Isto é uma grande vergonha para o desenvolvimento de softwares livres. É preciso que todos estejam unidos e desenvolvendo da forma mais conjunta possível, pois a segregação atrasa o desenvolvimento e no final quem sai perdendo é o usuário.

    Mas infelizmente essa foi uma atitude necessária, pois empresas como a oracle não dão aos usuários devida atenção e espaço no desenvolvimento.

    E que viva o libreOffice !!

    • lmx says:

      pois…
      realmente a Oracle revela-se ainda pior que a MS, no que toca as comunidades de desenvolvimento de Software Livre, e tem tentado destruir, ou pelo menos na sua politica reductora(que so olha para o seu umbigo)não tem sabido interagir e enquadrar-se com essas comunidades.
      Mas eu penso que deve ser mais a primeira hipotse.
      Pena pois a Sun tinha o que de melhor se faz a nivel de engenharia, começando pelos recursos e valores.

      cmps

  10. Hugo says:

    Interessa-me saber se o LibreOffice apresenta o mesmo “problema” no que diz respeito à formatação de documentos quando abrimos ficheiros no Libre e depois no MS Office.

    Se resolvessem esse pequeno “atrito”, não hesitava em usar o Libre.

    • Alucard says:

      Esse “pequeno” grande atrito de que fala dificilmente será resolvido. E a culpa é da Microsoft para não variar, que não implementa decentemente standards abertos no Office. O ODF utilizado pelo Open/LibreOffice é um standard aberto, o mesmo não me parece do OOXML, apesar de todo o FUD que a Microsoft dispersa sobre ele.

      • lmx says:

        o ofice da MS ja vem com suporte para odf, pelo que se usares o libreofice para produzires algo em odt pelo menos deve ser aberto com a mesma formatação em ofice da MS.

        cmps

  11. João Dias says:

    Então eu desinstalei o Open Office, instalei este, segundo o que disseram, e aparece lá isto?
    http://img340.imageshack.us/img340/5007/menu027.png

    BrOffice? E o Splash Screen/Menu Principal do LibreOffice com uns nomes esquisitos?

    Está bem que eu posso mudar os nomes no menu, mas instalo o LibreOffice, a pensar que vai ficar tudo decente, e fica assim. É um problema menor, mas é um problema na mesma.

    • João Dias says:

      Já agora, fica aqui o download para o dicionário em Português de Portugal (acordo ortográfico)
      http://darkstar.ist.utl.pt/openoffice.org/pt/oo3x-pt-PT-AO.oxt

      E sem o acordo ortográfico:
      http://darkstar.ist.utl.pt/openoffice.org/pt/oo3x-pt-PT.oxt

      (posts originais dos utilizados Cool-Man e JGomes noutro tópico)

    • Ana Narciso says:

      É normal. Tal como indiquei no artigo:
      “Não se deixe enganar pelo prefixo BrOffice, trata-se do LibreOffice, como poderá verificar pelo menu Ajuda > Acerca dentro de cada uma das aplicações.”

      Se observares os pacotes instalados, são todos referentes ao libreoffice.

      • João Dias says:

        Não é isso que está em questão. O que está em questão, se é que me faço entender, é a instalação disto.

        Ou seja, se este é o PPA final, onde serão actualizadas as novas versões do Libre Office, e aquela é a versão final em Portuguẽs, é mau para o utilizador que vá à procura do Libre Office e apanhe com icons a dizer BrOffice (que é uma modificação do Open Office feita para o público-alvo Brasileiro).

        Ora eu sei resolver isso, alguns daqui saberão resolver isso, mas como é que podemos querer um Sistema amigável às pessoas se vamos instalar alhos e o instalado parecem bugalhos (embora, neste caso, sejam alhos na mesma)?

        Acho que é uma questão importante na instalação.

  12. Merlin says:

    Como colocar o LibreOffice com o seu nome original em vez de BrOffice (visto que não somos brasileiros!!!)

    É bastante simples, basta seguir estes passos:

    Sistema > Administração > Suporte de Idioma

    em “Suporte de Idioma” (se surgir uma janela a referir que “O suporte de idioma não esta instalado completamente” devem efectuar a respectiva instalação), irão encontrar, em “Linguagem para Menus e Janelas”, 3 idiomas pela seguinte ordem:

    Português
    Português (Brasil)
    English

    aqui devem arrastar o “Português (Brasil)” para baixo do “English”. O primeiro ira ficar a cinzento.

    Assim ficarão com LibreOffice x no menu em vez de BrOffice x

    espero ter ajudado

    Cumprimentos

  13. andre says:

    [Java framework] Error in function createSettingsDocument (elements.cxx).javaldx failed!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.