PplWare Mobile

5 dicas para escrever melhores Scripts em Bash


Tomás Santiago

Tenho 19 anos, sou do Porto e adoro tecnologia! Estudo Ciência de Computadores na faculdade de Ciências da Universidade do Porto e escrevo para o Pplware.

Destaques PPLWARE

19 Respostas

  1. Segurança says:

    Tirando o ponto 4, todos os outros encaixam nas boas práticas de desenvolvimento de software. E até o “echo” encaixa no PHP.

    Boas dicas para (re)lembrar muito boa gente que por aí anda 😛

  2. AcmSeBr says:

    Estou a procura de um scripts em bash para “Backup” com o “Google Drive” e não acho 🙁

    Seria um bom tutorial.

    😀

  3. Daniel says:

    Podiam era meter imagens sobre o que estão a falar… e não phps e javascripts…

    • Vitor Cerqueira says:

      Xiii, quem é que se dá ao trabalho de num artigo destes, verificar se as imagem são em bash ou não…..lol.

      O artigo está bom, mas é algo genérico para todas as linguagens de programação, Podiam era dar + 5 dicas…agora mais profundas…
      Obrigado.

      • André Fontes says:

        Ao ler o artigo eu fui-me questionando “Porque é que isto é especificamente para Scripts?”… Todas as dicas e edição é aplicável ao desenvolvimento de software em geral, como já disseram antes.
        Era trocar o comando echo que é especifico por uma instrução de saída de texto ou um objecto de saída , mesmo que se desse o echo como exemplo e estava ai um artigo geral.

      • Daniel says:

        São 3 linhas de “dica” e a imagem ocupa metade do artigo… é difícil de notar ? Só quem não percebe para o que está a olhar é que não nota.

  4. Jasinto says:

    Posso estar a ser picuinhas mas meter fotos de java / javascript num artigo de Bash fica super mal…

    Não que esteja mau, pelo contrário, mas as fotos poderiam ser trocadas. Nem que fosse por umas simples linhas de Bash.

  5. A Guy says:

    Para ligar o verbose bash script

    sh -x script [arg1 …]
    bash -x script [arg1 …]

    Caso queiram fazer debug de uma parte em expecifico
    #liga o verbose
    set +x
    #desliga o verbose
    set -x

    • lmx says:

      #disable debug
      set +x
      #enable debug
      set -x
      # Enable Verbose mode,( expansion…)
      set -v
      #Disable verbose mode
      set +v
      #Enable debug and verbose mode
      set -xv
      Disable both
      set +xv

  6. Helder says:

    Dica número zero: qualquer coisa complicada, usar Python ou o que gostar mais…

  7. Otacilio says:

    Falou sobre as dicas, mas não mostrou o exemplo na prática !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.