Quantcast
PplWare Mobile

Tags: teletrabalho

2 dias em teletrabalho e 3 no escritório! Os portugueses querem assim?

A pandemia por COVID-19 ainda não acabou e parece estar longe a solução. No entanto, as sociedades têm aprendido e têm vindo a adaptar-se em algumas áreas.  De acordo com os resultados de um inquérito realizado pela Hays, grupo líder em recrutamento de profissionais qualificados, o cenário ideal para os profissionais portugueses seria 2 dias de trabalho remoto e 3 dias de trabalho presencial.

Conheçam todos os resultados do inquérito.

2 dias em teletrabalho e 3 no escritório! É isto que os portugueses querem?


Teletrabalho: Podem os trabalhadores pedir pagamento de luz e internet?

O mundo ainda está em estado de pandemia e o trabalho remoto continua a ser uma prioridade para muitas empresas. No entanto, apesar de tudo ser aparentemente a favor para o funcionário, na verdade, não é bem assim. Por norma trabalham-se mais horas, o nível de disponibilidade é maior e ainda é preciso gerir o trabalho com a vida familiar.

E as contas de luz e internet? Terá de ser o funcionário a pagar?

Teletrabalho: Podem os trabalhadores pedir pagamento de luz e internet?


Google apresenta uma linha de produtos específicos para videoconferências

O teletrabalho em massa, provocado pela pandemia da COVID-19, obrigou os trabalhadores e as chefias e adaptarem-se a um estilo diferente de trabalho. De entre os recursos mais utilizados por este regime estão, sem dúvida, as videoconferências que permitiram que milhares de reuniões acontecessem à distância.

Desta forma, e a pensar no melhor para os utilizadores, a Google anunciou uma linha Series One. Trata-se de produtos específicos pensados para melhorar a experiência com a sua ferramenta de videoconferências Meet.


Teletrabalho: Há empresas a “espiar” os trabalhadores em Portugal

É verdade que o Teletrabalho não é propriamente uma nova forma de trabalhar. No entanto, com a pandemia por COVID-19, os portugueses viram-se obrigados a trabalhar a partir de casa recorrendo às novas tecnologias.

No entanto, há informações que em Portugal os patrões estar a vigiar os seus funcionários.

Teletrabalho: Há empresas a "espiar" os trabalhadores em Portugal


Portugal: Quem está em teletrabalho ganha mais 56% do que os restantes

A pandemia da COVID-19 obrigou a muitas mudanças, algumas extremas, na nossa rotina diária. Uma das atividades que ficou fortemente alterada foi exatamente o nosso trabalho. O teletrabalho é uma palavra que entrou pela primeira vez no vocabulário de muitas pessoas em todo o mundo, mas que dadas as atuais circunstâncias parece que ainda vai ficar por muito tempo.

De acordo com o dados apurados pelo Instituto Nacional de Estatística, os trabalhadores que podem trabalhar a partir de casa ganham mais 56% do salário recebido por quem tem que se deslocar ao local.