Quantcast
PplWare Mobile

Tags: grafeno

Huawei confirma design e bateria de grafeno no futuro P40

Depois do sucesso que se registou com a gama P30, a Huawei está já a desenvolver o seu sucessor P40, com o qual se esperam várias inovações. Agora, a marca chinesa confirmou o design e bateria de grafeno no seu próximo topo de gama!

Com a implementação desta tecnologia, o terminal terá uma autonomia superior por poder incorporar uma bateria com maior capacidade no mesmo volume… E a Huawei será a primeira a fazê-lo!

Huawei confirma design e bateria de grafeno no futuro P40


Rumor: Huawei P40 Pro terá tecnologia revolucionária em bateria de 5.500 mAh

A Huawei é já uma referência sólida no mundo dos smartphones, mas pretende crescer ainda mais. Para isto, o desenvolvimento do seu próximo topo de gama P40 Pro será crucial. Nesse sentido, o primeiro rumor já nos indica várias especificações, com destaque para a bateria que recorre a uma tecnologia revolucionária e com uma surpreendente capacidade de 5.500 mAh!

Para além disso, existem já rumores referentes ao seu ecrã, processador e câmaras… Tudo indica que estamos perante um smartphone de excelência a chegar já no primeiro trimestre de 2020!

Rumor: Huawei P40 Pro terá tecnologia revolucionária em bateria de 5.500 mAh especificações


O seu futuro computador ou smartphone poderá ser feito com bactérias, sabia disso?

Provavelmente ninguém estará à espera que lhe diga que o seu próximo computador ou smartphone será produzido recorrendo a bactérias. Contudo, para ser possível dar o salto tecnológico necessário no mundo da tecnologia, os investigadores olham seriamente para os nanomateriais. O grafeno é a escolha mais óbvia, mas há um grande problema neste super material.

Este fantástico material é uma das formas cristalinas do carbono, assim como o diamante. No entanto, mesmo sendo considerado como um material revolucionário, sofre de um grande problema. A resposta ao problema poderá estar nas tais bactérias.


Ouro e grafeno usados ​​em biossensores para detetar doenças como o Alzheimer

O grafeno e o ouro estão a ser usados para fabricar biossensores ultrassensíveis. Estes componentes permitem detetar doenças no nível molecular com nível de eficiência quase perfeito.

Os biossensores com infusão de “grafeno + ouro” podem detetar o desequilíbrio que causa a doença de Alzheimer, a doença debilitante crónica e a BSE, comummente designada como doença das vacas loucas.

Imagem investigadora avalia biossensores à base de grafeno e ouro para combater o Alzheimer


Bateria 3D promete recarregar em segundos

O assunto baterias continua na ordem do dia. Estamos a falar do elemento que fará mexer o mundo quando este depender da energia elétrica. Há anos que se melhoram componentes, se reduzem consumos e se otimiza o desempenho dos dispositivos à espera de um salto tecnológico nas baterias.

Será que esta abordagem é esse tal salto tecnológico que o mundo anseia?