Quantcast
PplWare Mobile

Tags: afélio

A Terra abranda e atinge hoje a sua velocidade mínima durante todo o ano

Certamente estão lembrados do dia em que a Terra atingiu a sua velocidade máxima. No dia 5 de janeiro, o nosso planeta atingia o Periélio e viajava a cerca de 110 mil km/h. Contudo, hoje atingiu uma velocidade de pouco mais de 105 mil km/h. Este marco astronómico é conhecido como Afélio e coloca a Terra no seu ponto mais distante do Sol em 2020.

Hoje, a Terra está a cerca de 152.000.000 quilómetros de distância do sol. Curiosamente, este ano está menos distante que ano passado.

Ilustração da Terra mais lenta a passar o Afélio


Hoje a Terra atinge a sua velocidade máxima: 110.700 Km/h

A Terra atinge hoje o periélio da sua órbita. Assim, o planeta estará no ponto mais próximo do Sol na sua trajetória. Então, quando um corpo se encontra no periélio, ele tem a maior velocidade de translação de toda a sua órbita. Segure-se porque viaja a mais de 110 mil quilómetros por hora.

Na verdade, apesar de estar sentado numa cadeira neste momento, está a “andar” a uma velocidade infernal.

Imagem da Terra ao redor do sol no seu periélio


Terra vai atingir a sua velocidade mínima hoje pelas 23 horas

Na sua órbita natural, a Terra hoje atravessará o seu ponto mais distante do Sol em 2019. Este é um marco astronómico conhecido como Afélio, que acontece todos os anos entre 2 e 7 de julho. Assim, logo pelas 23h11 de Lisboa, a Terra estará mais afastada do Sol a uma distância de 152.104.285 quilómetros.

O nosso planeta vai abrandar ao estar mais afastado do Sol. A título de curiosidade, a distância deste ano é maior que o Afélio de 2018.

Terra vai atingir a sua velocidade mínima hoje pelas 23 horas