PplWare Mobile

LILI USB Creator 2.8.14 – Meta um Linux numa PenUSB


Entusiasta do software, tudo começou com uma programação de Basic no Spectrum 128K do irmão mais velho! Desde aí, nunca mais parei!

Destaques PPLWARE

  1. Linuxiano says:

    Aprovado e recomendado! É precisamente este programa que uso para criar Live-USB’s de distribuições Linux. Nunca me deu qualquer problema ou erro, cumpre eficazmente.

  2. carlosf says:

    Eu pessoalmente uso este http://unetbootin.sourceforge.net/
    Nunca me deixou mal

  3. Eu says:

    Além deste e do UnetBootin,uso o YUMI http://www.pendrivelinux.com/yumi-multiboot-usb-creator/
    gosto mais deste porque permite usar vários S.O. numa só pen/cartão…não dá para definir persistência é a desvantagem!

  4. João Reis says:

    dá muito jeito, aconselho.

    bom post

  5. SamC says:

    É este o programa que uso principalmente. As outras alternativas nem sempre funcionaram (yumi, unetbootin, etc.) especialmente na leitura da pen no boot. Com este não falha.
    Caso a versão da dist seja superior à que está na BD do programa, basta ignorar que instala tudo bem à mesma

    • David Martins says:

      Também tive problemas com o yumi em algumas máquinas que tinham uma motherboard mais antiga/modesta. Se a PEN tivesse FAT32 simplesmente davam erro na altura do boot. tive de formatar com FAT e começou a funcionar.

  6. otniP says:

    E para aqueles em que a bios não tem opção por USB,o que fazer?
    À tempos encontrei o Plop Boot Manager,que não sei se é o indicado e não me estrague as instalações que tenho.
    Existem mais alternativas?

  7. Pim Pam Pum says:

    Se tiverem uma pen a mais, o meu conselho é para instalarem lá a vossa distribuição linux preferida, tal como fariam num disco rígido. Ficarão assim com um sistema operativo totalmente portátil e completo.
    Uma live pen com persistência é bastante mais lenta e não é tão fiável.

    • Pensamento Positivo says:

      …Talvez pense em fazer isso!… sempre posso ter o Linux sem mexer no que está no PC até porque o disco do PC nem é assim tão grande… Mas como faço isso? Boot pelo DVD e depois, no instalador procurar pela pen e instalar?… Muito obrigado!…

      • Alex says:

        Basta instalar o LILI USB Creator como qualquer outro software, então através dele, seguindo os passos acima, podes instalar a distro que quiser na pen. 😀

    • Rui Soares says:

      Ora viva!
      Já experimentei criar uma pen para instalar o Fedora 18, mas não consigo arrancar em modo Live nem em modo persistência, porque o Lili Usb Creator ainda não detecta esta distribuição, mas gostaria de instalar directamente na pen para funcionar como um disco, assim como diz neste post!
      A minha pergunta é: Como instalar directamente na pen, já andei a pesquisar e não consigo encontrar nada, se me puder ajudar!
      Sou novato nestas coisas do Linux mas gostaria de aprender ainda mais.
      Abraço

  8. silver price says:

    Ter um sistema Linux instalado em um pendrive é simplesmente tão útil quanto ter um live-cd (ou até mais), com a vantagem de que o pendrive ocupa bem menos espaço físico que o cd e, dependendo do espaço disponível (em disco), podemos instalar novos programas via apt-get e/ou guardar outras tantas tralhas que baixamos da internet e fazemos questão de levar para onde vamos.

  9. Ricardo Luis Martinho de Castro says:

    Excelente Post !

    Acabei de seguir todas as indicações utilizei [Ubuntu 12.04 “Precise Pangolin” (Unity/Gnome)], e funciona na perfeição !

    Muito bom !

    Atentamente,

  10. Kendimen says:

    Aprovado e recomendado! 🙂

  11. Marcelo Silva says:

    Já pesquisei no google e o que encontro faço e não da resultado no meu Insys M746s, no fixo a pen funciona, mas no insys não…. alguém sabe algo mais que fazer neste caso?

  12. Marcelo Silva says:

    Falha sim no boot, reinicia o pc dando erros de memoria 0x000ect

    • Alex says:

      Aparenta ser algum problema na memória. Se tiver algum outro pente de memória que seja compatível tente substituir para ver se vai dar, assim já sabe logo se a memória está com problema.

      OU

      Faça um teste de memória com o memtest86 se estiver disponível na imagem que gravou na pen (logo na primeira tela), normalmente está. Mas desde já: é demorado!

      Uma particularidade do Linux é que ele costuma ser extremamente exigente com hardware, se for identificado algum problema no hardware ele literalmente se recusa a rodar. 😛

  13. paulo g. says:

    A licença do programa não é Freeware. Tal como está descrito no site:

    “Sources are available for everybody and are under GPL v3 License (=open source). LinuxLive USB Creator is written with the AutoIT scripting language and is easy to understand, modify and compile. Be aware that LiLi’s code can only be compiled on Windows because AutoIT is not cross-platform.”
    Corrijam sff.

    Quanto ao programa é mais uma alternativa.

  14. Bruno Sousa says:

    Boas ppl.
    Sou novo nisto, usei o programa e fiz tudo como diz no post, mas n sei como inicio o linux.
    Nota: No fim do processo, na pen, criou uma pasta “VirtualBox”, esta estava vazia.

    • Bruno Sousa says:

      Agora, o programa deixa de funcionar quando começa a criar a pasta “VirtualBox”.
      Alguem me ajuda?

    • SergioA says:

      Para inciar o linux tens de aceder ao menu boot (normqalmente pressinando a tecla f2 OU dEL DURANTE O ARRANQUE) e por na primeira opcçao de boot a pen. reiniciar e salvar . depois quando a pen estiver no pc e este arraca pelo linux em vez do windows

  15. Sérgio Martins De Aguiar says:

    Grande paradoxo!

    Usar um software windows para criar um pendrive inicializável com LINUX!!!!!

    Existem outras maneiras de fazê-lo usando apenas LINUX…

  16. Paulo Gonçalves says:

    É um excelente programa sem duvida, e que nos permite testar varias versões do Linux antes de escolher e de uma forma fácil. Consegui utilizar sem problemas no Magalhães da minha pequena.

    Já no meu Desktop a conversa é outra, é um PIV 550 3,4Ghz com uma geforce 8600GT, e 2 gb ram. Apenas consigo correr o Mandriva e o Fedora, não consigo correr nenhuma das versões do Mint Maya e Ubuntu, todas bloqueiam no arranque em que aparece uma imagem cheia de erros, tenho a impressão que tem a ver com a gráfica mas ainda não encontrei nenhuma forma de contornar o problema, o facto de um noob nisto do Linux também não ajuda nada.

  17. Carlos Duarte says:

    Bom dia caros amigos. Esta é a minha 1ª iniciativa para testar o Linux do qual já há muito oiço falar mas que nunca tive a coragem de experimentar. Bom já tentei seguir os passos e tenho algumas duvidas fiz download do Linus Live USB Creator que coloquei na PEN. executei e na escolha das versões disponíveis, não sei qual delas pois surge uma lista sem fim de versões. Queria experimentar na possibilidade de instalar a partir da PEN, ouseja o sistema Linux estar na PEN e não no PC. Tentei a versão urubunto-gnone-10.04-desktop386 isso, mas a janela no PASSO 2 esta a verde há um tempao não saindo dessa possibilidade embora em baixio indique que esta a transferir urubentu…… Qual é o erro que estou a cometer ? Peço desculpa pois sou um básico nestas coisas.
    Obrigado pela ajuda.
    Cumprimentos a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.