Mais uma grande aplicação vai abandonar o Windows Mobile


Destaques PPLWARE

41 Respostas

  1. Gato Maltês says:

    O Linkedin pertence à Microsoft. Isso diz tudo.
    R.i.P. Windows Mobile.

    • Paulo Tavares says:

      Isso. Estava a pensar o mesmo. O que estou a dizer aos clientes se tenho um restaurante e vou almoçar ao restaurante do lado?

    • Spoky says:

      RIP para os que têm a mente e a pesta a aberta. Os pseudo-fas cá estão sempre a defender mesmo que seja uma aplicação da própria Microsoft

      Há sempre desculpas. Nao tarda ja ai a parecem, com mil um argumentos que não interessam a ninguém

      • José says:

        Está com medo do quê? Eu continuo super satisfeito com o Windows, e não tenho nenhum problema em assumir? Você que o quê, que todos gostem do mesmo? Essa é boa! Você até se antecipa com franco medo de que apareça alguém a defender a Microsoft! Caramba, está mesmo assustado! Ao ponto de tentar inibir logo à partida qualquer veleidade de elogio à marca! Olhe comigo engana-se, estou bastante feliz com as opções, tenho lamento não estar nada preocupado para lhe fazer o jeito!

        • Spoky says:

          Assustado com algo que nem chega aos 10% de quota no mercado? Ora essa amigo! Invente desculpas melhores, ou já se acabaram de tantas aplicações e noticias que saem e ditam a tragédia acerca do Windows Mobile?

          Realmente estou com medo de algo que está a ser abandonado por muitas empresas e aplicações semana a semana, mês a mês um sistema que está quase morto, nem a própria Microsoft se pronuncia acerca do futuro do Windows Mobile nem o que vai acontecer.

          Realmente estou tão assustado de um sistema que cada vez perde quota, e dessa quota nem 10% chega, mete mesmo medo não mete? Mete mais o iOS que o WP.

          https://www.netmarketshare.com/operating-system-market-share.aspx?qprid=8&qpcustomd=1

          Que medo! E porquê essa raiva toda? Até a própria Microsoft está a abandonar o seu próprio Sistema, quando deveria ser a última a fazer-lo digo eu, se está tudo bem e se o WM não está a morrer… (estranho!)

          • Luis Santos says:

            Engraçado que um sistema que deve ter uma quota de 2 ou 3 % faça comichão a tanta gente,e cada vez que uma app sai da loja ,vêm logo os profetas da desgraça a dizer que o sistema morreu .Os cangalheiros têm ganho dinheiro com os funerais do WM que é uma coisa parva ,E está muito enganado quanto a MS estar a abandonar o sistema .Deve estar a confundir com o fim do suporte ao WP8.1 que acabou no dia 11 deste mês.
            Fiquem lá com os vossos androids e IOS ,e deixem lá os burros que ainda usam o WM

          • Victor F. says:

            Eu sinceramente não percebo porque é que pessoas como tu que dizem não gostar do sistema, e que Android ou iOS é que é e no entanto estão sempre a destilar ódio.

            Sim o Windows Mobile está a morrer aos poucos, arrisco-me até a dizer que foi mal-nascido porque desde o inicio as apps nunca foram o mote da Microsoft. Quem não está satisfeito com o telemóvel só pode culpar-se a si próprio, pois hoje em dia a informação anda por aí e só não tem conhecimento do produto quem não quer.

            Na altura em que comprei o meu Lumia precisava de um telemóvel rápido, que pudesse consultar o e-mail, navegar na web e media (fotografias, vídeo). Nunca me deixou ficar mal, nunca encravou, nunca tive de fazer hard-resets senão por culpa própria.
            Hoje admito que já não me serve, tenho uma presença mais activa nas redes sociais e o Lumia não me permite acompanhar o que o Android ou iOS tem para oferecer.

            Será que este raciocínio é tão complexo? Ainda para mais quando o mercado está saturado de Androids, não deveriam aplaudir a Microsoft, ou qualquer outra empresa que seja. a lançar o seu SO? Será que preferem daqui a uns anos pagar mais de 500€ por um telemóvel decente só porque não há mais oferta?

            Tenham juízo…

            ( Tive um Sony de 100€ que ao fim de uns meses, depois de me tentarem ligar e desligar, este continuava a tocar por mais 5 minutos, para enviar uma mensagem tinha que esperar 5 ou mais minutos.
            Comprei outro Android e desta vez da Samsung, 115€… 1/2 vezes por semana perdia a rede, tinha que desligar e voltar a ligar, passados uns tempos começou a encravar por tudo e por nada e tinha que andar sempre a “descarregar” a ram.
            Comprei o Lumia por 130€ e até hoje nunca me falhou.
            O que é que se conclui, androids bons são um balúrdio, qualquer coisa a menos de 200€ e passados uns meses são uns autênticos pisa-papéis «falando apenas do mercado comum ou seja, não estou a contar com wikos e xiaomis desta vida»)

    • José says:

      O Windows mobile foi descontinuado pela Microsoft! Já não tem actualizações.

      • jabfg says:

        Por acaso teve uma à dois dias.
        Mas não deixo de achar mal esta situação, principalmente por ser da Microsoft.

      • Tiago E. says:

        Continuas sem perceber que o windows phone foi descontinuado mas que existe o windows 10 mobile?

        • joni says:

          +1
          – PPlware, para quando o botão gosto?
          – Nao percebi, é um erro do pplware e vai abandonar é o windows phone, ou é mesmo verdade?
          – Se for verdade, apesar de o w10m não ter quota, na minha opinião a microsoft passa uma má imagem e se não tiverem cuidado, essa imagem pode-se alastrar a outros produtos, que pessoais ou profissionais

  2. Carlos V says:

    O que aqui diz é para aceder via browser, que é o que eu já fazia. Esta é uma app que só faz sentido usar ligada à web. Para isso não é preciso app. Chama-se gerir bem com os recursos disponiveis e direciona-los para o valor acrescentado eliminando desperdicio. Lean thinking.

    • Vítor M. says:

      Eu diria que a Microsoft está a desperdiçar um serviço que é um diamante em bruto, uma rede social que se não é a melhor, é certamente das melhores que temos e nas mãos da MS… desconfio que em breve “foi-se”. E é pena. Agora imaginem aquilo com vários recursos Microsoft unidos como uns toques Skype, uns toques Office, uns toques Windows…. é pensar 😉

      • Diogo says:

        o LinkedIn tem melhorado bastante deste a aquisição da MS, não só a quantidade de users aumentou como o volume de faturação aumentou. o LinkedIn irá ser uma UWP confirmado já pela MS ou seja mais cedo ou mais tarde estar a presente em todas as plataformas.

      • Carlos V says:

        Concordo.
        Mas faz sentido estar sempre a usala ligada à internet. Por outro meu desejo é como o seu. Espeo que a MS nao a deixa cair e a deixe ser utilizada em qq platafoma. porque a MS vende software, o negoco dela nao é informaçao d utilizadorws nem venda de equipamebtos.

      • P says:

        O objectivo da compra do Linkedin não era tanto tomar conta da rede social, mas sim usar para outras coisas.

    • PL says:

      Grande parte das aplicações que se usa nos telefones são net-dependes, o motivo de instalares as app é para não teres de carregar todas as imagens e frames e layouts e fontes e todo o resto que o browser descarrega dando assim uma melhor experiência ao usuário, com mais rapidez e fluidez.
      Por outro lado, como a aplicação conecta com o webservice só descarga alguns kb de informação colocando menos stress o servidor.
      Enfim o tal pensamento Lean.

      • Carlos V says:

        Vais ao encontro do que eu digo. No futuro as apps ja eram. Velocidades maiores de comunicaçoes permitem explorar ao maximo as potencialidades das aplicaçoes similar a uma cloud de aplicaçoes e que podem ser cedidas por qualquer telele, pc etc… Claro que isto retira controlo a quem tem o modelo de negocio de dar minhocas aos utilizadores para percar as suas informacoes e ganhar dinheiro com isso.

        • PL says:

          Segues sem perceber porque se usa aplicativos em vez de browser, hoje tens velocidades standard de 300MB o que para descarregar uma página de web de 3 megas levaria menos de um segundo.
          O problema está nos serviços que a página acede, dai usar aplicativos que retirar o stress dos servidores

          • Carlos V says:

            Percebo muito bem. Daqui a uns anos temos esta mesma conversa. Combinado?

          • PL says:

            Carlos, ando a ouvir essa conversa a muitos anos, o que não entendes é que por muitos recursos que coloques os programadores vão explorar ao max não deixando espaço para esses recursos desnecessários.

            Porque motivo vamos estar a comprar e evoluir em equipamentos móveis se depois basta o chrome e safari??? … sim deixei de fora o explorer (foi só para picar)
            Vais sempre recorrer e tirar partido dos recursos do cliente para que o servidor possa usar esses recursos em outras tecnologias, sem falar que a largura de banda do servidor tem de ser partilhada por milhões de clientes, o bottleneck está na banda do servidor não nos teus 300 ou 500MB

  3. Belmiro says:

    Não faz mal, no final do ano vão sair os produtos baseados em W10 x86 a correr num SD835 e a Microsoft o que quer é que está versão se propague e a versão W10 ARM = Mobile morra. Em breve será um único W10 x86 a correr em ambiente desktop, laptop e Mobile.

  4. ze ninguem says:

    o ultimo a sair que feche a porta

  5. PM says:

    A app que estava em uso, era apenas um link para a internet, logo, vai ficar tudo como estava.

  6. Justiceiro says:

    Desactivei a minha conta no LinkedIn no dia que fizeram a actualização do serviço e mudaram o Português de PT-PT para PT-BR, que é uma coisa que abomino, a língua base deve ser a nossa, isso de a variante deles ter mais utilizadores é nojo puro e uma desculpa dada por crianças amadoras.
    Quanto ao descontinuar a App para esse SO, por mim é na boa, tudo o que é acessível via browser no pc, eu uso (e recuso-me) a não usar via browser no telemóvel. Isso das Apps é só mesmo para situações em que não existe alternativa na internet (via browser).
    Mas se for como o WhatsApp, que já adiou 3x o término do suporte para BlackBerry, ainda dura mais uns anos antes de realmente acabar.

  7. Rodrigo Costa says:

    No browser funciona bem mas perde/inviabiliza uma coisa muito importante: Sincronização e integração entre aplicações. Alertas só por email, live tiles sao para esquecer. Mais uma facada nas costas dos utilizadores wm10 que acreditaram que era desta vez. Eu uso o L950 e gosto muito do sistema mas quando trocar de telefone nao creio que me vou manter na plataforma microsoft, mesmo se vierem a existir novos terminais ou nova solução mobile. Estou farto de ser ‘mal tratado’ como cliente. Podes ate gostar muito da comida de um restaurante mas se não és bem atendido nunca mais pões lá os pés. E o que vai acontecer com a Microsoft Mobile.

  8. João silva says:

    Mais uma não notícia!!! A Microsoft já acabou com o windows phone. Não é normal que deixem de existir apps para um sistema descontinuado?
    Sempre que descontinuarem uma app para Windows phone vai ser notícia aqui?

    • Vítor M. says:

      Se tivesses Windows Phone, não gostavas de saber? É que das várias, algumas não foi só para o Windows Phone, deixaram também para o Windows 10 Mobile, outras até nem as criaram e poderá haver uma alternativa via browser ou via uma App de um concorrente. Por isso, faz sentido informar para quem foi visado.

  9. Alex says:

    Para não haver confusões – telemóveis a correr uma plataforma da Microsoft estão a morrer, é uma coisa de meses, provavelmente não chega a um ano. Se ainda existem alguns apoiantes em pouco tempo vão ter apenas um browser… provavelmente desactualizado.

  10. Ryuzaki says:

    Microsoft acaba de desenvolver a aplicação do LinkedIn para Windows 10 (UWP)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.