PplWare Mobile

HTC anuncia o Exodus 1s, o seu novo smartphone para Bitcoin e criptomoedas


Fonte: HTC

Redator

Destaques PPLWARE

  1. Pedro Sousa says:

    E quando o telemóvel avariar perdem-se as moedas?
    Ou estão na nuvem onde podem ser igualmente roubadas?

    • Jorge says:

      Você percebe tanto disso como de psicologia nuclear

    • Miguel says:

      Você percebe tanto disso como de astrofísica quântica

    • Ricardo says:

      Você percebe tanto disso como de medicina de transplantes fecais

    • Pedro Sousa says:

      Por acaso eu percebo muito do assunto.
      Mas houve aqui 3 comentários de 3 pessoas que não percebem lá muito.
      Aliás, de uma pessoa que não percebe nada a triplicar…

      • Jorge says:

        Se percebesse do assunto não tinha dito o que disse Pedro. Esse tipo de dúvidas / perguntas marotas indica precisamente que não faz ideia de como funciona o sistema Blockchain, e muito menos hardware wallets.

        • Pedro Sousa says:

          Então o que acontece se perder ou danificar uma hardware wallet?

          • joao says:

            ja ouviste falar do google? credo tanta gente sem cerebro que ate doi.
            geracao do instantaneo que tem tudo de bandeja que nao tem um neuronio para parar e pensar 1s de como arranjar solucao por ele proprio….é triste ver esta geracao….

            toma la o geracao dos 0 neuronios…espero que consigas respirar ao mesmo tempo que les este post….

            https://www.quora.com/What-would-you-do-if-your-hardware-wallet-got-destroyed

          • Pedro Sousa says:

            Caro João, eu sei bem o que acontece. Perguntei porque há aqui quem não perceba o que critiquei do artigo em relação à falsa segurança da forma que a apresentam.
            Tenho moedas virtuais desde 2011, tenho 2 trezor e 3 nanoS, e acho que o artigo ilude quem compra telemóveis de entrada de gama a 200€ com full btc node a achar que está seguro.
            Mas pelos vistos aqui é só experts na matéria, estou certo que já experimentaram o exodus 1 e viram em primeira mão do que se trata.
            Resta agora perceber como vai um telemóvel de 64GB fazer de full node sendo que os meus gastam perto de 300GB cada um…
            Já para não falar dos 250GB de upload mensal…

          • Pedro Sousa says:

            Então? Nenhum dos críticos me explica como é que um telemóvel com 64GB de ROM vai correr um Full BTC Node se não tem os 300GB de armazenamento necessários?
            E ninguém me explica que tarifário se usa para os 250GB de upload e 50GB de download necessários para esse Full BTC Node?
            Ninguém?
            Os iluminados que correm para o insulto ficaram calados porquê?
            Não hesitaram em dizer que eu não percebo do assunto e agora não me conseguem explicar o básico?
            Precisava de saber para reduzir o trafego dos meus 2 Full Nodes…

  2. IDroid says:

    Vocês percebem tanto disto que até sabem com certeza absoluta quem é o criador da Bitcoin.

  3. ToFerreira says:

    A HTC ainda existe?

    • joao says:

      e que? fez-te comichao? era para rir?

    • Pedro Sousa says:

      A htc é mais uma nokia ou Blackberry…
      E agora estão a tentar voltar ao mercado.
      Como no ano passado lançaram o Exodus 1 e foi um belo fiasco, nada melhor que lançar um Exodus 1s com specs que é incapaz de cumprir, com soc de baixa gama, etc…
      Dá pena, porque honestamente nos tempos dos pdas a htc andava lá no top!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.