Quantcast
PplWare Mobile

Comissão Europeia quer trazer de volta a troca de baterias nos smartphones

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Pedro F. says:

    Não se entendem?
    Os telemóveis ficaram mais finos e as baterias deixaram de ter uma estrutura em plástico e passaram a ser semi-maleáveis!
    Os ladrões deixaram de conseguir tirar a bateria de um telemóvel em 2 segundos.
    Os tempos de carga estão cada vez maie curtos e em 30 minutos já se carrega 80% ou mais.
    Há imensos telemóvel com ip68.

    Qual a vantagem de ter uma bateria amovível?
    É poder trocar em casa ao fim de 2 anos sem pagar 15€ a quem o faça numa loja?

    • Miguel says:

      A ideia é que estes meninos tem que ter receita, a União Europeia é um monstro e tem que ser alimentado por alguém.
      A UK já não dá mais para esse peditório , por isso eles tem que criar leis para poder dar multas milionárias e bilionárias para poder pagar as mordomias dos políticos.

      • Martins says:

        Peditório?? A EU é essencial até para Portugal. Só falta de informação pode justificar o que diz.

        • Luis says:

          Portugal passava bem sem a Ue. O nosso mar e explorado por espanhóis e franceses e até italianos e nos não podemos pescar o nosso peixe e temos de ir comprar aos outros. EU Logic e por isso U.K., Polónia e outros querem sair.

          • manuel silva says:

            isso mesmo

          • Tozé says:

            Sair da UE ?
            Começa por sair do euro, e passar para escudos, a divida actual do pais é de 250 mil milhões de euros, passa para o dobro. Portugal deixa de ter cobertura do BCE.
            O teu poder de compra diminui para menos de metade, assim como investimentos, casas etc passa tudo para metade do valor actual.
            Depois tens um País que não tem grupos económicos , e não produz praticamente nada. Diz lá na tua sapiência como Portugal vai sobreviver.
            A Inglaterra saiu porque tem poder económico, Portugal não tem nada, só turismo, por enquanto… quando os turistas virarem o foco, quero ver como nos vamos safar.
            Quando não se entende a situação, podemos dizer as maiores barbaridades que elas até parecem ter sentido.
            A chatice é sempre que enfrentamos a realidade.
            Mas como Portugal é virtual à muitos anos, é só dar o passo em frente, à beira do abismo.

      • Pedro F. says:

        Não percebi essa do peditório também…
        E o UK já se arrependeu antes de estar concluído o BRexit…
        Quando a UE criou medidas para as marcas não fornecerem sequer o carregador também vieste para aqui falar do ofertório?

    • Luis says:

      Hi em dia ninguém rouba iPhones porque simplesmente não dá para usar roubados. iCloud bloqueia o iPhone e nem reset da para fazer e mesmo que façam ainda assim pede a password . Não sei se no Android também e assim mas penso que ainda não

      • ze says:

        Entao porque os ha ha venda na rua por ciganos ou pori la quem sao? Ja me os tentaram vender

      • P. Fernandes says:

        Isso não é assim tão simples. Não dá para aceder ao conteúdo, mas configurar como novo não é nada do outro mundo…
        Basta usar um NAND programmer e configurar o número de série de um iPhone daqueles para peças e está feito…
        Além disso, se a bateria for removível, para o gatuno basta isso para a vender como nova e ganhar uns trocos…
        Até na rádio popular andaram a vender desses iPhones como novos!

    • Hugo Nabais says:

      Então mas está tudo doido e ninguém aqui fala do obvio?!
      O uso que mais dava quando tinha o meu S4 com bateria amovível, era o de ter 2 baterias de substituição.
      Uma delas andava comigo no casaco, algo verdadeiramente leve e pequeno (ao contrário de um powerbank) e em qualquer dia que dava muito uso ao equipamento passava de 0 para 100% em segundos… e não tinha que andar com powerbanks ou cabos atrás!

    • Test User says:

      Por causa de empresas como Apple que tem praticas que prejudicam os direitos do consumidor e direito de reparar. Apple tem praticas como colar bateria para simplesmente para não se poder substituir. Outra medida e de ter carregador universais (Apple opôs-se). Medidas louváveis na defesa do consumidor.

      • acs says:

        A apple opoes-se ao cabo universal e não ao carregador universal. Eles queria continuar a usar o LB porque era mais pequeno que o usb-c. O carregador que a apple fornece funciona com qualquer telemovel desde que tenhas o cabo.

        • Test User says:

          Se vamos ao detalhe: não é o cabo em si mas o conector. De qualquer modo ideia é uniformizar.
          Se uniformizar podes comprar carregadores ou cabos mais baratos. Mais importante reutilizar.
          Se vingar uniformização, já estou a ver próximo passo da Apple : de origem não vão fornecer o carregador.

    • Realista says:

      Até parece que não podes desligar um telefone carregando 10 segundos na tecla power…

    • Danny says:

      O que é que não entendes? O que tem a ver os tempos de carga com a bateria ser removível? Por causa de não poder remover a bateria de meu smartphone é que este sobreaque eu e queimou na placa de circuitos. Se eu pudesse retirar a bateria, nada disso acontecia e não perdia uma valente pipa de dinheiro.

  2. Miguel says:

    Esta comissão europeia não evolui. Depois queixam-se do capitalismo nos EUA, tentem abrir um negócio cá e um lá e vê-se a diferença em burocracias e imposições estupidas.

    • Pedro F. says:

      Nitidamente não conheces as exigências…
      Só a burocracia associada ao Sox compliance já chega. Para não falar das taxas a variar por estado e produtos que são isentos nuns e não noutros, etc…

    • EDPRR says:

      Nesse caso porque é que ainda cá está ? Emigre para os States. Lá pode ser despedido em qualquer altura sem indeminização nem justificação. Adoeça sem ter um bom seguro de saude e logo vê quanto tempo dura antes de declarar falência. Tente ver quanto tem de pagar para os seus filhos terem um ensino universitario decente. Vá lá, depois volte e conte.

    • Test User says:

      Por causa de empresas como Apple que tem praticas que prejudicam os direitos do consumidor ou direito de reparar. Apple tem praticas como colar bateria para simplesmente para não se poder substituir. Outra medida e de ter carregador universais (Apple opôs-se). Medidas louváveis na defesa do consumidor.

  3. Mario says:

    Até que em fim uma boa ideia por parte da Comissão Europeia! 🙂

  4. Woot! says:

    A UE qualquer dia é uma ditadura. Tanta coisa com que se podem preocupar e andam a preocupar-se com baterias de telemóveis….sinceramente não vejo vantagem nenhuma de ter uma bateria amovível a não ser o facto de ser giro quando o telemóvel cai ao chão dividir-se em 3 partes.

    Com baterias amovíveis lá vão os telemóveis ficar mais gordos novamente…só ideias estúpidas…

    • Toni da Adega says:

      +1
      Também falam no direito de reparação de dispositivos e tretas dessas. Telemóveis é para se trocar a cada 6 meses 1 ano no máximo outros dispositivos é para se descartar passado 2 anos.

      • Luis says:

        Já toda a gente troca de telemóvel todos os anos ou no máximo 2 anos. A Apple até tem um serviço de subscrição em que tens iPhone novo todos os anos por apenas 400 pounds por ano em Londres

      • eu says:

        Só que ao descartar não dão a hipótese de separar a bateria para reciclar, e baterias são algo cada vez mais útil.

      • JMonte says:

        É por causa de – consumidores como tu – que o mundo está à beira do fim.

        É por-vos num foguetão e enviar-vos para o espaço.

        • Mr.T says:

          Ora, comentário mais sensato até agora… 🙂

        • Pixa standard da E.U says:

          Verdade, usei um de 2001 até 2018(Nokia 6630) antes precisei de outro para trabalhar (comprei em 2016) e a partir daí uso um Xiaomi(com dual sim) até hoje (enquanto durar irei o ter, serve e serve muito bem).

          Quanto às matéria:
          O Nokia levou cerca de 3/4 baterias durante a vida dele . A facilidade de troca e ser barato faz com que, em vez de ir 5 telemóveis para o lixo vai “apenas” 5 baterias.(E já acho muito desperdício). O Xiaomi apesar de ser mais difícil, devido às colas etc…consigo o fazer.

      • Woot! says:

        Lol Eu estou contra a ideia da UE mas também não concordo com isso. Para se trocar passado 6 meses? 6 meses?? LOL porque motivo? Não há nenhum motivo pratico para trocares a a cada 6 meses.

        Tenho um telemovel com 5 anos, já troquei a bateria 2 vezes e continua perfeitamente funcional. Talvez troque para o ano ou ainda este ano pelo S20 Ultra mas estamos a falar de um telemóvel com 5 anos e que quando for trocado tera perto de 6 anos e não 6 meses.

      • mlopes says:

        é este tipode mentalidade que alimenta o consumismo frenético e desnecessário produzindo milhares de milhões de toneladas de lixo que nunca existiria adotando um padrão de consumo mais sustentável

    • blackeagle says:

      Explica me lá o esperto porque é que a bateria de remover tem que ser maior que a atual.

  5. Samuel MG says:

    Esta ideia da UE é muito boa. Para quê mandar um smartphone para o lixo só porque tem um problema de bateria!

    • Renato says:

      Nao deites ao lixo. Vais a uma loja e trocas.. ou é mais barato um smartphone novo?

    • Woot! says:

      Para o lixo porquê? Troca a bateria!! Continuo com um telemóvel com 5 anos neste momento e já troquei a bateria duas vezes – Sim o meu não tem bateria amovivel! Basta dares mais 15€ e fazem-te o serviço de troca de bateria.

      • Hugo Nabais says:

        Já o fiz algumas vezes (em sítios diferentes) para equipamentos meus e de familiares e muitas vezes não fica sem os seus problemas.
        Desde perca de estanquidade, touch deixa de funcionar correctamente, aparecimento de bolhas ou pequenos danos semelhantes.

        • Woot! says:

          Nunca tive qualquer problema com as trocas. Óbvio que já não estou à espera que seja à prova de água, mas isso nem se fosse à marca estaria.

          • Ricardo Santos says:

            o meu foi a marca trocar bateria e ecra (um mes depois de o comprar, por descuido caiu e partiu) e continuou estanque.
            Agora querem me (ja sei garantia ) 299€para trocar a bateria, sendo ainda um S8 bastante atual nao vou dar 300 paus para trocar a bateria…

          • Hugo says:

            Ricardo, procura noutra casa.
            Arranjas soluções à confiança por 40-60€, se tanto.

        • P. Fernandes says:

          E achas que com bateria amovível vais ter estanquicidade?
          Nem em novo!

  6. Jorge says:

    Em todos os equipmantos é possível substituir a bateria. O que se altera aqui é o facto de qualquer pessoa em casa o consiga fazer. Não será melhor fazer esta substituição em local apropriado onde seja obrigatória a devida reciclagem. Em casa acredito que muitas destas baterias vão parar ao lixo comum.

  7. iSad says:

    Temos de voltar aos Nokias 3310 a UE quer, e porque os Finlandeses estão num aperto. lol

  8. njag says:

    Já que não podemos combater com eles “EUA e China” em software e hardware combatemos em leis.
    Ridícula esta UE.

  9. Nitro says:

    E porque não para Marte?!
    O Musk parece que está a aceitar candidatos..

  10. Olly says:

    Gosto do facto de 90% dos comentários, até agora, foram nitidamente de gente que não leu (ou não percebeu) o conteúdo da peça.
    Se bem que, creio que não adianta de muito aplicar uma medida deste género se não se obrigar os fabricantes (ou Google) a dar mais de 2 anos de actualizações de segurança aos dispositivos (factor mais que responsável pela troca de equipamentos ainda em estado de vida razoável).

  11. Dr Pinóquio says:

    E já agora porque não aumentar as garantias todas para 5 anos? Era a melhor de todas.

  12. Mestre em direito says:

    Quanta barbaridade de comentários!!! Falar da UE, que Portugal não precisa deles, etc etc está gente anda tão mal informada…é o que dá ler jornais desportivos.

    1) as baterias amovíveis são um animal em extinção, os aparelhos para serem estanques e as baterias mais seguras e grandes tem que ficar fixas no aparelho

    2) para os meninos das 2 baterias… que diferença faz andares com uma 2a bateria ou um mini powerbank??? Ah o powerbank deixa carregar outras coisas, a bateria proprietária não… lol

    3)a maioria das baterias não- Apple duram 3 anos ou mais, logo custam 20-60€ a trocar por profissionais. Porque havia de querer telemóveis que fazem ruído ou fracos e metem água??? Para gastar 15€ em vez de 60€ ao final de 3 ou 4 anos? … sentido zero.

    • acs says:

      Portugal não precisa desta EU. Está EU está a tornar-se numa ditadura. Sim ditadura porque não é eleita pelo povo. Daqui a pouco é uma federação com exercito próprio. Uma comissão que não responde ao povo ou ao parlamento europeu é uma ditadura. Uma coisa é o mercado europeu que precisamos outra coisa é uma organização que pode fazer o que lhe apetecer a Portugal. A maior parte do país já torce o nariz às decisões de Lisboa, agora imagina teres pessoal que mal sabe o que é Portugal tomarem decisões sobre nós a milhares de km de distancia.

    • Danny says:

      1- só os limitados mentalmente é que tem este tipo de pensamento. E depois nem tem conhecimentos suficientes. Vai lá ver o siemens m35i e depois diz algo sobre aparelho com baterias removíveis que não são estanques…
      2- comentário que em nada tem a ver com o assunto. Antes o pessoal andava com duas baterias porque… Imagina lá um pouco, usa a cabeça e sim… Não havia as powerbank.
      3-trocar baterias por profissionais?? Ahahah. Está está bem boa. Para trocar de lâmpada lá de casa tb precisas de um profissional? E mais, achas que trocar a bateria do teu… Acho eu… Grandioso Apple vai novamente ficar estanque? Uma vez aberto, dizem eles mesmo, não garantem que o aparelho seja de novo estanque. Tudo o que disseste é que em nada faz sentido… Lol

  13. albino negro says:

    Esta mentalidade europeia…
    Qualquer dia ja não posso trocar de carro quando os pneus tiverem carecas…
    Queres ver que vão obrigar a trocar de pneus e não posso comprar carro novo?

  14. Marco Sousa says:

    A olhar para esta caixa de comentários não admira que Portugal não saia da cepa torta.
    Não interessa pensar nas vantagens da troca de bateria. Não interessa pensar em todas as maneiras que a EU protege os cidadãos europeus.
    De facto olhando para esta caixa de comentários, parece que não interessa pensar de todo. O que interessa é puxar chavões e falsa indignação de onde o sol não chega…

    • P. Fernandes says:

      Elucida-me lá como é que as vantagens desta medida superam as desvantagens sff, ok?

      • Tozé says:

        Não é muito difícil, pensa lá 2 vezes.

        • P. Fernandes says:

          Mas consegues explicar quais são?
          É que eu estou a perguntar porque não entendo…
          Perder telemóveis resistentes em metal, perder traseiras em vidro, perder telemóveis finos e leves, perder capacidade da bateria, perder estanquicidade, perder baterias com formas não-rectangulares… Etc…
          O que ganhamos?

          • Marco Sousa says:

            Ganhamos facilidade de reparação porque por incrível que lhe possa parecer, nem toda a gente muda de telemóvel com tanta frequência que não chega a precisar de os reparar.
            Para além disso, muito do que referiu não é incompatível com módulos de bateria substituíveis. E o que não é compatível, o seu custo/benefício é discutível.

          • P. Fernandes says:

            Facilidade de reparação vale o que vale que actualmente não são difíceis de reparar.
            De resto, do que referi, o que é que não é graças às baterias não serem amovíveis?

  15. Alice says:

    um telemovel deveria ser trocado so passado 4 ou 5 anos
    e deveriam estar funcionais no final desse tempo
    a “avaria programada” tem muito que se lhe diga…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.