Quantcast
PplWare Mobile

Política de atualizações da OnePlus para os Nord deixam utilizadores perplexos

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Rui Pereira says:

    Será que isso incluí o Nord “principal”, o mais potente?
    Se assim for é uma desvantagem clara face à concorrência!

  2. Luis says:

    É por estas e outras situações como na Samsung que vou trocar para o novo IPhone!!
    Fui quase sempre da Samsung, antes disso foi a Nokia, sempre problemas apontar da Nokia!
    Quando passei para a Samsung sempre tive problemas em vários equipamentos como no note 4, A3 2016, S4 e o S8 plus. no note 4, nunca andei com ele no bolso!! bloqueava e se desligava, vou a Samsung e diz que o problema é da placa, tipo torcida!! muito estranho o arranjo era uns 300 e tais euros. o S8 Plus nunca foi ao tapete, atualizou tudo e agora esta lento, fica ecrã branco e bloqueia!!
    e para terminar, tenho um iPhone 5s que a minha irmã me deu mas usei muito pouco pela falta de qualidade em fazer fotos e vídeos.
    Mas das vezes que usei nunca tive problemas!!
    hoje em dia vemos varias marcas que não fazem mais atualizações e com equipamentos bons e podem correr o Android 9, 10, 11 em fim!
    Quem tiver um iPhone 6s já pode ter ios14, impensável no mundo Android!
    comprando um iPhone 12 pelos menos nos próximos 5, 6 ou mais anos não vou ter chatices na fluidez de navegação e na atualização e como tem uma boa lente, nem preciso comprar mais algum iPhone!
    fico bem servido!

    • Pedro says:

      A estupidez desse comentário é comparar um aparelho do preço que é, com as specs que é a uma poia de um iPhone que custa 3x mais.

      Os flagships da oneplus continuam a ser actualizados normalmente. Só os que custam muito menos é que nao.

      Development custa dinheiro.

  3. Luis says:

    *antes disso fui sempre da Nokia, boa marca.
    *sem problemas apontar na Nokia

    • Napoleon says:

      Hum, hum!
      Olha que não! Olha que não!
      Se compras um iPhone 12, certamente que ficarás b servido. Terás nomeadamente acesso ao 5g, que ainda vai levar algum tempo a chegar a este jardim á beira mar plantado. Quero dizer, um tempão, atento o desempenho da ANACOM neste processo sem pés nem cabeça.
      Daí a teres telemóvel para cinco ou mais anos, não me parece: aos 3 ou 4 anos de utilização e mesmo com as atualizações todas, os equipamentos começam a ter pior desempenho: é inevitável, atento a maior falta de compatibilidade entre hardware e software que não foi criado exatamente para esse equipamento. Resultado: arrasta-se cada vez mais!
      Verás que assim é.
      Eu venho de um OP6, que teve um final violento e acabei por comprar um Galaxy A71, cujo desempenho me satisfaz por agora.
      A promessa da Samsung de atualizar para mais três versões Android no futuro deixa-me satisfeito, nas não tenho grandes ilusões com isso: veremos o desempenho que essas atualizações me trarão.
      E a lentidão de que a implementação do 5G continuará a sofrer. E se o equipamento não sofrerá um tratamento mais rude que ponha. Causa a sua integridade e funcionamento.
      Não ponho nenhuma opção de lado, excepto a aquisição de um novo modelo chinês!
      Há alternativas suficientes a esses equipamentos. E para abusos e espionagem já me basta a Google…!

      • Luís says:

        Eu tenho o 5s tem uns anitos e o desempenho está bom, não vejo ele se arrastar. Antes de sair o iPhone 12, pensei nesse que tens o A71 mas pensei, comprar outra vez Samsung? Não!
        Sim eu concordo marcas chineses não, obrigado.
        Sabe se lá o quê podem espiar e fazer com nossos dados…

  4. Napoleão Bonaparte says:

    ” este é o ciclo de atualização que se espera de equipamentos da gama média, onde os Nord se encaixam.”
    Por isso mesmo eles lançam um modelo de topo todos os 6 meses! Muito coerente, efetivamente…
    OP Never more!

    • Elkido says:

      Xiaomi e Realme estão sempre a actualizarem e são aparelhos que praticamente não dão problemas…. já tive Samsung e iPhones e outros que davam problemas…

  5. Toni da Adega says:

    Já tive (e tenho) oneplus, tudo que seja posterior ao 5T já deixou de ser o verdadeiro oneplus (flag killer).

  6. adbu says:

    Não sei que estudos fizeram, mas pelo que observo, as pessoas que compram topos de gama andam mais vezes a trocar de smartphone do que as pessoas que compram de gama média ou baixa.

  7. Arnaldo says:

    Esta foi a abordagem também no velhinho OnePlus X de 2015.
    Na prática só estão a manter coerencia.

  8. says:

    Sempre foi assim na cama média, já o one plus x só teve uma atualização. Apesar de ter bons equipamentos depois do sucesso do one plus one a empresa seguiu um caminho onde só os tipos de Gama da marca era o foco. Tive um one plus x que usei durante 4 anos e não fiquei descontente com o equipamento, mas sim com as políticas da empresa.

  9. David Guerreiro says:

    Tenho um OnePlus 6T, e só recebe patches de segurança trimestrais, e Android 11 deve ser quando já tiver para sair o 13… E este não é gama média, era o topo de gama no final de 2018 quando saiu.

  10. João Pedro Pardal de Almeida says:

    Fácil, Root.

  11. Hshsh says:

    Claramente nunca ninguem ouviu falar do leneage os

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.