PplWare Mobile

HTC vai lançar o Exodus 2, um novo smartphone voltado para o Blockchain


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Zé Duarte says:

    Usa o blockchain para quê afinal?

  2. Pedro Sousa says:

    Muito boa escolha!
    Afinal, todos nós usamos Bitcoin e outras idênticas no dia a dia…
    Ah! Afinal não usamos!!!

  3. Migatte No Gokui says:

    pelo que percebi vai fazer de wallet: “A ideia era criar um equipamento onde poderíamos guardar de forma segura Bitcoins e outras moedas digitais.”

  4. Fixo says:

    A tecnologia blockchain é a que dá suporte aos criptomoedas.
    Atente-se em “block” (bloco, de informação) e em “cripto” (encrpritada, cifrada).
    Blockchain assenta então em:
    – Blocos de informação (sobre transações financeiras) que é alojada e circula fortissimamente encriptada.
    – Se está fortissimamente encriptada pode estar alojada em centenas ou milhares de computadores/servidores circular à vista de todos. Isto torna a informação ao mesmo tempo segura (não vale a pena alguém de fora atacar a comunicação da informação nem onde está alojada, porque não se consegue utilizá-la) e fiável (se está dispersa não se consegue apagar, e está tão fortemente encriptada não se consegue alterar)
    – Cada bloco contém dados – a partir de um classificador único e centralizado – que o pode ligar a outros. Exemplo, a compra de um bilhete de comboio constitui um bloco, com dados como o percurso e a empresa transportadora. Tem elementos que permitem juntar a outros para se obter, por exemplo, os bilhetes vendidos numa dada linha, ou os bilhetes pela empresa.
    A tecnologia blockchain, no fundo é isto. Está mais avançada relativamente às criptomoedas, mas há quem diga que é o futuro, que pode alterar completamente a informação e os serviços financeiros que atualmente existem via internet.

    Então o que faz a HTC com o seu Exudus 2? Aparece a surfar na crista da onda e diz: “Isolámos no smartphone um núcleo encriptado de hardware e software (está isolado até do SO, o Android), que nenhum malware consegue atacar – é o indicado para gerir as suas criptomoedas e outros blockchain que se venham a criar.”
    Não está mal pensado. Se o pessoal adere e o Exudus impede a HTC de ir ao fundo, tenho muitas dúvidas.

  5. GB says:

    “O Exodus 2 será virado para as Bitcoins”
    “A HTC vai ter um novo smartphone de Blockchain”
    O que são estas afirmações!? Nem todas as criptomoedas são bitcoins… E “smartphone de Blockchain”? Blockchain não é algo físico, e muito menos um “pedaço de software” relevante para o bom funcionamento do telemóvel.
    Ando a implementar uma Blockchain (sim, “uma” blockchain, porque não deixa de ser uma estrutura de dados, pouco organizada até) inserido num sistemas de pagamento de serviços, e digo já, extremamente overrated na minha opinião. Um método convencional continua a ser mais seguro por enquanto (deixemos o “Algoritmo do Consenso” chegar a um consenso LOL) e estruturas como “double-linked lists” e/ou DBs não-relacionais continuam a ser mais robustas.
    O potencial é algum, e acredito que ainda se torne o standart para transações, mas vamos lá ter calma com o hype à volta da Blockchain..

    • dajosova says:

      Não, não continua a ser mais seguro. Deixa-te lá de armar em entendido porque para dizeres que uma BD convencional é mais segura do que a blockchain é porque andas a comer sopa com os olhos!
      Já agora, para futuros textos do autor, escreve-se: “a Bitcoin” (sistema/projeto) ou “o bitcoin” ( a criptomoeda BTC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.