Quantcast
PplWare Mobile

Android continua a ser o SO móvel mais usado nos EUA

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. LP says:

    A chamada maioria absoluta… há ali mão do João Jardim! 😀

  2. Norman Bates says:

    Meh, o que é que isso interessa?

    Qualquer rede social tem de ter app para iOS, senão não vai pegar…

    Qualquer serviço online, também.

    Qualquer gadget, tem de ser compatível com iPhone, senão também não pega…

    É como o inglês, há mais pessoas a falarem espanhol e mandarim que inglês… Mas vai-se a qualquer lado do mundo, a qualquer país, mesmo Espanha e China, e eles falam inglês, ou pelo menos as pessoas com quem precisas de falar…

    • paulo g. says:

      E eu não pego em IOS porque simplesmente não tenho graveto para os comprar… tal como muitos portugueses. Para mim se o tlm mesmo de 100 euros, tem gps, câmara, dá para jogar e aprender o que desejo mais? ah e ainda telefona.

      • Norman Bates says:

        Se calhar algo mais e muito mais rápido. Por exemplo, podes ter GPS, mas num iPhone tens GPS, e enquanto num telemovel de 100€, ainda está a abrir o Google Maps, num iPhone, já abriste o Google Maps, já estás localizado instantaneamente, já introduziste o destino é já estás a seguir caminho.

    • Carlos says:

      O pplware devia vender pomada para o cotovelo.

  3. Stako says:

    É triste não ver a Sony nesta lista, acho que têm feito um bom trabalho tanto software como hardware, mas pronto são modas

  4. transcendez says:

    Proudly made in usa by RPC.

  5. B@rão Vermelho says:

    Acho que é normal que assim seja, na plataforma Androide há de tudo para todos, há do mais básico e barato aos melhores e mais caros, o que eu acho muito bem, para se ter um Smartphone não devia ser preciso vender um rim.

    • Norman Bates says:

      Mercado americano.

    • Xis says:

      Exactamente, é perfeitamente normal que o Android domine uma vez que cobre muito mais áreas, desde preço a forma, tamanho, etc…
      Por outro lado é normal que a Apple seja a marca que mais vende, já que toda a gente que pretenda ter iOS tem de comprar um dispositivo dessa maca.

  6. Benchmark do iPhone 6 says:

    Desde meados de 2012 foi a Apple que mais subiu.

    – Andoid era 51,8%, passou para 52,8%
    – iOS, era 34,3%, passou para 41,7%

    https://pplware.sapo.pt/informacao/android-e-o-so-mais-usado-nos-estados-unidos/

  7. Paulo Pereira says:

    Não troco iphone por nada, mas tanto a Samsung como a lg tem feito um bom trabalho (embora no android os sensores funcionem mal). Sony, htc e restantes são empresas medíocres que n interessam ao mercado.

  8. Rui C says:

    Quantidade não é qualidade.
    Tal como specs melhores não significa que trabalhe ao mais alto nível.

  9. Joao says:

    Vocês falam, falam e falam, mas coitado é o Windows Phone…
    Pelo menos estes “são pobres mas alegres”

    • Não Não says:

      Pobres? Nem por isso, muitos compram modelos de 200eur porque simplesmente um Windows Phone de 50eur tem a mesma performance e estabilidade de um de 600, e por 200eur já se encontram Lumias com ecrãs excelentes e bons processadores que dão uma usabilidade de topo de gama.

  10. FG says:

    O mercado de smartphones é definido por quê?

    Se isso fosse definido por verdadeiros smartphones (aqueles que são utilizados diariamente como um smartphone), as estatísticas eram outras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.