Quantcast
PplWare Mobile

Facebook atinge os mil milhões de utilizadores

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Marisa Pinto


  1. jorge says:

    bom fim de semana (e hoje não é sexta-feira)

  2. Cláudio Catarino says:

    Impressionante :O

  3. José Bernardes says:

    Boas,

    Acho o video muito bom, está muito egraçado, mas até ajuda as pessoas a pensarem que ser social não é apenas ir ao Facebook, mas fazer todas as coisas que ali são descritar.

    Abraço

  4. M.Manuelito says:

    Completamente off topic mas gostei do novo aspeto dos videos do Sapo, com possibilidade de alternar a definição de imagem, com um aspecto muito “clean”, sim senhor, os homens do sapinho fizeram um bom trabalho 🙂

  5. João Sousa says:

    logo na introdução (o que esta em negrito) está um erro, o Facebook não foi fundado em 2005 mas sim em 2004 🙂

  6. José Leite says:

    Meu Deus!!Passou do 1 milhão de utilizadores em 2004 para 1.000 milhões de utilizadores em 2012!!Isto em somente 8 anos!!Incrível!!E o Facebook,com mais inovações e vantagens para os seus utilizadores,vai quebrar todas as barreiras no futuro.Segundo se consta,vai criar o seu próprio telemóvel(não sei com que sistema operativo irá operar),e está a tentar comprar o browser norueguês,o Opera.É só $$$$$ 🙂 🙂 🙂

  7. Miguel says:

    Muito bom post.
    Só para avisar estão 2 erros ortográficos nesta frase: “Um dos problemas que se destaca enssa altura é a questão de privacidade e muitos jovens estavam preocupados com os conteúdos que partilahvam na sua rede. “

  8. Só para guardar uma Base de dados desta dimensão, é que deve ser!

  9. João Reis says:

    Realmente é A rede social sem paralelismos de hi5´s nem google+, não existiu até hoje nada igual, duvido que deixe de existir ou de ser usada do dia para a noite.

    Afirmo isto porque as marcas aproveitaram para se lançarem por lá e começam a dar roupas e items em troca de partilhas e gostos, e isso faz as pessoas também irem. Já não falo dos jogos que são ridiculos bem como há pessoas ridiculas que partilham tudo mas estão no seu direito.

    Quem ler este post faça um exercicio mental:

    Alguma vez no passado já afirmou que nunca iria ter facebook. E agora já tem…

    Existe uma pequena minoria que se recusa e acho bem também, outros adoptam o sistema de colocar alcunhas apenas e o minimo. É necessário existir cuidados principalmente atento às crianças lá de casa, impedir ao máximo e o mais tardio possível o uso.

  10. Danilo says:

    Como dizemos aqui no Brasil: 1 bilhão! Soa estranho demais “mil milhões”…

    • Ana Narciso says:

      Site português, unidades portuguesas 😉
      A nós soa bem mais estranho “bilhões”… quanto muito “biliões”, mas isso é 999.999.999 + 1.

    • José Cavalo says:

      Eu por acaso acho que em Portugal não tem lógica nenhuma dizer mil milhões, existe sempre a unidade mais alta. Para mim é como dizer 1024MB em vez de dizer 1GB. Quando um número se torna demasiado alto deve mudar sempre a sua denominação e, neste caso, mil milhões é muito mais trabalhoso e menos intuitivo que se for dito 1 bilhão.

  11. João Pedro says:

    Que estranho… normalmente os posts sobre o facebook são inundados com comentários a comentar como mais dia menos dia o facebook vai acabar lol

  12. wtv says:

    Eu não faço parte desses mil milhões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.