Quantcast
PplWare Mobile

Via Verde acusada de burla por causa dos identificadores! Empresa já reagiu…

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Pedro says:

    Grande tanga. Por acender uma vez o amarelo propõem logo a troca de identificador? E estão preocupados com o cliente por causa da segurança da transação? Ena, tanto esmero! Em proveito próprio…

  2. Dani Silva says:

    Empresas matreiras amigas do sistema político…

    Se fosse num país decente, nem existiria via verde. Criava-se uma vinheta (como há na Suíça ou Áustria) que simplificava MUITÍSSIMO o acesso a autoestradas e reduziria IMENSAMENTE os custos de operação do controlo de pagamentos.

    Mas em Portugal, coisas que poupam dinheiro e não dão tachos a políticos & companhia não têm grande sucesso…

    • Manuel says:

      Vinheta?? Que retrocesso!
      O quê, tinha-mos agora que voltar, todos, a parar nas portagens, com evidentes demoras nas filas de trânsito e aumento dos consumos de combustível e consequente poluição?!

      • PorcoDoPunjab says:

        Manuel, com a vinheta não há portagens.
        Na Suíça a vinheta custa 45 francos ou algo parecido e pode andar em todas as autoestradas do país.
        Simplesmente não há portagens porque quem tem automóvel tem que comprar esse sêlo…

      • Paulo says:

        A vinheta é um autocolante que se compra numa estaçao de serviço, por exemplo, e depois cola-se no vidro do carro.
        Em lado nenhum o Dani mentionou portagens… Na Suiça, pela vinheta, paga-se 40CHF por ano e pode-se andar quantas vezes quiseres.

        Uma ida e volta de Torres Novas > Vilar Formoso numa SCUT, perdão, numa “autoestrada” vergohosa, pagas 40€ de cada vez.

        Vilar Formoso > Irún (Fronteira Espanha/França) pagas à volta de 15€ (Ou pagavas à 3 anos)

        Em França, as portagens são como em Portugal, em cada esquina à uma mas a qualidade das autoestradas e sobretudo as areas de serviço, são muito boas.

        Os tempos não são os melhores, mas se tiveres a possibilidade de fazer uma viagem de carro Portugal > Suiça, veràs a diferença de cada País, Portugal, Espanha, França e Suiça.

        Há muito dinheiro em jogo para acabar com as portagens e Portugal. é algo que duvido que algum dia acabe. Os preços são exurbitantes para a qualidade de algumas das autoestradas.

    • Filipe Amaral says:

      Não concordo com a vinheta pelo simples facto que todos os utentes pagam o mesmo, quer andem muito ou pouco nas AE. O modelo utilizador pagador sempre foi e será mais justo.
      Agora relativamente à primeira afirmação não tenho dúvidas e concordo a 100%

      • PorcoDoPunjab says:

        Filipe Amaral, não concorda porque nem sequer sabe o que é melhor para si.
        Qual é o problema em cada utente pagar 45 euros e poder usar todas as AE mesmo que não use nenhuma?
        Quem não usa uma AE pelo menos uma vez ao ano…?
        Eu uso muito pouco e de bom grado pagaria esses 45 euros até porque basta ir ao Porto e voltar e lá se vão os 45 paus.
        O modelo utilizador pagador é o ideal para as concessionárias porque vão buscar muito mais dinheiro com os pobres que usam a AE diariamente…

        Por essa ordem de ideias quem anda muitos kms anuais deveria pagar mais IUC do que quem anda menos porque estraga mais as estradas.
        Temos artista…
        Ou então, quem for gordo paga mais num Uber que o magro porque como é mais pesado o veículo consome mais…
        Enfim, por aqui me fico.

        • Manuel says:

          As vinhetas são de prazo fixo também, são validas durante 13 meses salvo erro, por exemplo a nova é de 1 Dezembro deste ano até 31 janeiro 2024
          Ou seja, pode acontecer que só por uns dias semanas ou meses, tenhas que comprar a vinheta que para outros durou o ano todo.

          Sobre portagens, a realidade é que Portugal construiu imensas autoestradas, algumas quase paralelas, o povo na altura queria era popós e autoestradas em todo o lado se possível até à sua porta, e isso é que dava votos, ninguém queria saber de transportes públicos, comboios, etc, por exemplo.
          Bom, Portugal como não é rico, agora pagamos as autoestradas e nem temos dinheiro para andar nelas…

          • Pedro says:

            E o pior é q é mentita, a escolha não está di lado do cliente, não tem a opção comprar identificador novo, eles não o vendem apenas alugam

          • António Campos says:

            Manuel, eu já fui de Férias à Suíça em dois anos diferentes, o último foi este. Foram cerca de duas semanas e paguei de bom grado a vinheta. Se fosse um sistema idêntico ao de cá, o tempo que lá estive e o que andei, mais o facto de ser (quase) tudo mais caro, iria pagar certamente algumas centenas de euros.

        • Filipe Amaral says:

          Eu nunca disse que concordava com os preços praticados, apenas com a forma de cobrança. As portagens em Portugal são pornográficas.
          Qt às comparações que faz, são conceitos que não dão para comparar, para além de misturar o âmbito das portagens com o IUC. O IUC é baseado nas emissões de CO2, sendo que as portagens baseiam-se na distância entre eixos e desgaste no pavimento. Aqui há algumas excepções infelizes, como por exemplo motociclos, que pagam o mesmo que classe 1.
          Por último agradeço a sua resposta, embora com imprecisões e retórica de conotação negativa.

          • Dani Silva says:

            Mais uma vez, a comparação faz todo o sentido.

            Como é que você sabe as “emissões do CO2” de um veículo sem saber quantos quilómetros este faz por ano?

            IUC Paga tanto um veículo que faz 100km por ano do que um que faz 20.000km.

            Com a vinheta é igual. Mas tem a esmagadora vantagem de reduzi ao mínimo os custos operacionais do sistema de cobrança para circular na autoestrada.

        • Niro says:

          “Quem não usa uma AE pelo menos uma vez ao ano…?”

          Os meus avós não usam e ainda por cima a reforma é tão pequena…:(

      • Paulo says:

        D’acordo até um certo ponto.
        O factor importante aqui seria o preço da vinheta.

        Na Suiça a vinheta custa 40 CHF andes tu todos os dias ou 1 vez por ano (acontece a todos os turistas que são apanhados na fronteira e são obrigados a pagar)

        No entanto, as pessoas usariam mais as autoestradas para as deslocaçoes longas e isto fazia fugir o tràfego das pequenas estradas.

        A vinheta, não és obrigado a comprar. Podes andar sempre por estrada nacional sem nunca precisares de ir à autoestrada.

        Acho mais injusto os valores que pagas numa ida Lisboa > Porto em que a autoestrada “até nem està assim tão mal” mas que a n’ivel de condições das areas de serviço, são mediocres.

        Em França pagas tão caro ou mais que em Portugal mas até a area de serviço mais minuscula, tens “qualidade” (limpez dos locais, mesas, bancos areas verdes…)

      • Paulo says:

        E aqui a informação do preço:
        https://www.ch.ch/fr/circulation-et-vehicules/comportement-dans-la-circulation-routiere/vignette-autoroutiere/#cout-et-validite

        E para os expertos que não querem pagar 40 CHF:
        Si vous roulez sans vignette, vous êtes amendable (200 francs) et vous devrez vous acquitter de la vignette (40 francs).

      • Dani Silva says:

        Eu também pensava nisso, até perceber que com uma vinheta anual, além de ficar muito mais barato, toda a gente utilizaria mais as autoestradas.

      • José da Apatia says:

        Eu também não passo nas pontes de Lisboa ou do Porto e pago-as

    • António Tavares says:

      Nem mais.

    • João Tavares says:

      Ora nem mais eu vivo na Suiça pago 45.00 Francos Suiços por ano e não tenho filas para pagar nem estradas em mau estado . Já para não falar nas máquinas para limpar a neve que em Portugal só na serra da estrela e nem sempre .

    • ifm says:

      “Criava-se uma vinheta (como há na Suíça ou Áustria) que simplificava MUITÍSSIMO o acesso a autoestradas e reduziria IMENSAMENTE os custos de operação do controlo de pagamentos.”

      Tu já Pagas a Vinhenta ca em portugal, chama-se IUC, e pior podes ter o carro para 5 anos na garangem sem seguro, nem inspeção.
      Mas o estado mamão quer o Imposto de circulação mesmo que o a carro não circule.

      • Dani Silva says:

        Na Suíça o IUC é cobrado à parte. A vinheta serve apenas para circular na auto-estrada, havendo um imposto anual cobrado separadamente para a circulação geral do automóvel.

    • João Santos says:

      Esta e outras empresas, lideradas por ex-politicos, são a maior fonte de tentativas de roubo aos clientes, e sempre lideradas por políticos afectos ao PSD ou CDS, no caso da Brisa, Pires de Lima e na Lusoponte outra figura do PSD.

    • Niro says:

      “Se fosse num país decente, nem existiria via verde”
      Simples resolução…toca a emigrar para outro país que seja decente.
      Eu em Portugal não ficava mais(:

  3. Joao Ptt says:

    Segundo o PDF: https://www.viaverde.pt/Portals/0/Documentos/TermosCondicoes/Tabela%20de%20Pre%C3%A7os%20VV%20v59%20-%20Sem%20SGQ.pdf está à venda por 43 euros. Quem quiser extracto electrónico fazem um preço mais simpático de 36 euros.

    Como querem promover a compra do identificador obrigam a ir a uma loja Via Verde para comprar o identificador.

  4. Ana says:

    E ha outra coisa ainda mais indecente, e que roça a burla.

    Já me aconteceu por 2 vezes em menos de 1 ano, em que em passagens em pórticos de SCUTS, tiram o valor de um determinado pórtico 2 vezes. Ous eja, tiram o valor isoladamente, e outra vez num conjunto de pórticos passados antes e depois, duplicando o valor retirado da conta desse pórtico.

    Das 2 vezes, foi um valor de 0,80 eur cada um.

    Agora vejam. Se fizerem isto com 1 milhão de clientes, e 500 mil não detetarem, que acredito que seja a grande maioria a não detetar, 500 mil x 0,80 eur (como exemplo). Dá só 400 mil euros a entrar nas contas… Agora pensem.

    E sim, das 2 vezes tive que ser eu a detetar e a ligar e a mandar mails para ficar resolvido, se não, obviamente nunca iriam repor o dinheiro.

    É o que temos neste país de sanguesugas.

    • Rrrrrr says:

      sim, concordo que somos um pais onde currupcao / chico-espertismo sao fortes…
      mas ao mesmo tempo tb gosto de pensar que, apesar de haver pessoas que estao no topo dessas empresas e fazem grandes maroscas e negociatas que nao deviam, as pessoas que realmente puxam pela inovacao e desenvolvimento sao pessoas como nós. E sao coisas que duvido muito acontecerem de forma propositada. Muito provavelmente é problema de logica que deve ser resolvido….
      Agora… a forma como a empresa pode gerir a situacao e ter de devolver esses valores ao consumidor é que pode nao ser a melhor.

  5. FM says:

    Recebi o email da Via Verde a informar que tinha que mudar de identificador por avaria. Ao contrário do que a Via Verde informava o meu identificador não tinha problema nenhum. Telefonei para a Via Verde e a menina que atendeu confirmou que o meu identificador não tinha qualquer problema e recomendou que eu ignorasse o email que tinha recebido. Se isto não é tentativa de burla, é o quê?

    • Bob says:

      Exactamente na mesma situação.
      Tenho 1 identificador num veiculo que nem anda a circular à uns 3 meses… e recebi mais do que um aviso de problemas. E apeteceu-me ligar para lá, a ver a explicação….
      Obviamente, se não circula, nunca poderia ter aparecido a dar problemas num pórtico/portagem, etc.
      Confirmaram que não tinham nenhum erro no sistema, e que podia ignorar…

      • AconteceuComigo says:

        Por aqui aconteceu o mesmo. Fui notificado que o identificador estava com problemas, no entanto já a alguns meses que não foi usado. No mínimo estranho…

      • PML says:

        Então somos já 3! Como não tenho usado a Via verde há alguns meses, agora informaram-me que tinha uma avaria. Afinal se isto não é burla, o que será?
        Orgulhamo-nos de quando a via verde foi criada ter sido algo inovador a nível mundial. Contudo, passados uns anos eis que cai nos mesmos estratagemas do chico espertismos Português. Em vez de tentarem vender a ideia, crescer para outros países, melhoarar o serviço, a única forma que arranjam para sacar mais dinheiro é este tipo de estratégia. Típido de empresa tuga!

  6. francisco pinto says:

    Sempre preocupados com o bem-estar do cliente.
    Onde já ouvi isto?
    Parabens aos que publicam as suas opiniões, os que não querem pertencer ao rebanho dos apáticos e amorfos que tudo aguentam e pagam.

  7. JF says:

    Na empresa onde trabalho recebemos ao mesmo tempo o aviso para trocar de identificador de 2 viaturas e no mesmo dia em casa recebo o mesmo aviso quando nunca tive um sinal amarelo e nem sequer tinha passado em portagens nos meses anteriores. Obviamente não liguei ao aviso. Gatunos!

  8. lello says:

    É a maior mentira e o maior esquema que não deixa alternativa real ao cliente senão vejamos:Quantas lojas Via verde existem no país? Se não estou enganado existem actualmente 3 e todas na área de Lisboa, têm fechado as lojas em todo o país. A pseudo venda como alternativa só é possível nas lojas existentes, tudo o que existe depois são pontos de venda autorizados em que os mesmos não têm acesso á maioria dos serviços e não podem resolver praticamente nada a não ser activar novos dispositivos via verde.A Via Verde além de ter fechado praticamente todas as lojas também substituiu pessoas por máquinas em vários pontos do país, Há pessoas que compraram o dispositivo o ano passado e já estão a receber a indicação de “avaria” para terem de mudar para o novo sistema, o dispositivo tem em média uma durabilidade de pelo menos 5,6 anos, há quem tenha há 8 anos , o problema é que não existe concorrência, não existe alternativa senão a via verde ia á falência e bem, é algo que só existe para encaixar politicos que quando saiem dos governos continuarem com tachos.

    • RicM says:

      E para onde vai o dinheiro poupado nessas instalações e na redução de pessoal?
      Dividendos meus caros, dividendos. Os acionistas não veem funcionarios nem clientes quando olham para os seus extratos, veem resultados.

  9. Roberto Ferreira says:

    É burla!!! Não uso o meu identificador à mais de 2 meses e também estou a receber emails a dizer que o meu identificador começou a apresentar falhas e que o devo substituir.

  10. Victor L says:

    O Problema é mesmo como referem.
    Tenho 3 viaturas com Via Verde. 2 Possuem identificadores “alugados” e 1 um identificador comprado.
    O curioso é que apenas está a “dar problemas” o que é comprado. Os outros 2 funcionam na perfeição.
    Escusado será dizer que o comprado nunca deu problemas, e é utilizado em Espanha, sem nunca ter ficado uma barreira fechada por mau funcionamento.
    Está tudo a saque….sempre a tentarem sacar mais e mais….
    Enfim….se calhar temos o que merecemos.

    • JTemudo says:

      É isso mesmo!
      O que eles querem é que todos aluguem os dispositivos porque é isso que lhes permite aumentar a mensalidade quando lhes apetecer. No caso dos aparelhos comprados já não o podem fazer.
      Para atingirem esse objectivo massacram as pessoas com avisos e manobras de propaganda.
      Se repararem os serviços que a ViaVerde disponibiliza são diferentes consoante a modalidae aluguer/compra.
      Infra-estruturas rodoviárias numca deveriam ser privadas, nem com abusivos contratos de concessão.
      É o que temos e deixamos ter!!

  11. Jose says:

    Também me contactaram e sei que nunca tive passagens em amarelo. No passado longínquo tive 1 ou outro amarelo e não me contataram. É mesmo bulling deles pra trocar por identificadores pagos.

  12. André says:

    Esqueceram-se que há redes sociais… a partilha de informação aconteceu e descobriu-se o esquema. Foram avisadas até pessoas que nem sequer passam na Via Verde à meses!!! Agora uma grande percentagem de clientes vai ter comprar ou alugar o dito dispositivo e…. os objetivos comerciais são compridos até ao final do ano. Venham os bonus para a administração. LOL Continuem assim, o resto da malta apenas come gelados com a testa.

    • Diogo says:

      Meses? Eu não usava o meu faz 2 anos e a mensagem está no portal. Fui obrigado a aderir a um desses planos pois não dão hipótese de resolver sem a troca.
      Vergonhoso!

  13. Fernando Morais says:

    Preponham mudança de pilha em vez de novo contrato ou compra de novo indeficador, era mais correto.

  14. Horácio Cruz says:

    Isto está mesmo a acontecer, também recebi duas comunicações a dizer que não podia continuar a utilizar o meu identificador.
    Quando estava a utilizar o identificador diariamente e sempre a acender a luz verde, e o dinheiro a sair da conta bancária. Dirigi-me a uma loja de via verde e a resposta que deram foi que os e-mails eram processados automaticamente. O funcionário foi impecável continuo a utilizar o identificador todos os dias. Sim isto é um pressão “burla” para mudar para os identificadores em que pagas um aluguer todos os messes. Este aluguer devia ser proibido, já pagamos imenso pelas portagens….

  15. StormRider says:

    É por estas e por outras, como o serviço de reboques em auto-estrada, que eu NUNCA circulo em Auto-Estradas. Onde quer que eu vá, tem de ser por estradas Nacionais ou Municipais.

  16. António Costa says:

    Regra geral é a pilha que acabou a carga e que atualmente mesmo que nós colocamos uma nova ele não funciona na mesma porque o sistema está feito para isso mesmo, ou seja, temos obrigatóriamente que nos deslocarmos à Brisa para substituí-la ou trocar o identificador por um novo através de email. Isto é desperdício de material, tempo e dinheiro. Conclusão: eles preocupam-se é com o bolso deles!

  17. Joao Monteiro says:

    Tenho 4 emails durante os últimos 2 meses, a informar que tenho falhas no Identificador.
    Nao vou a Portugal desde Setembro, o carro está na garagem e a chave comigo.
    Vou á minha pagina na Via Verde, não há registo de passagens com amarelo.

  18. Nuno Fernandes says:

    É isso mesmo enviar auto estradas! E se possível nem andar de carro! De preferência a pé

  19. luis says:

    Já mudei a pilha do meu identificador, através de uma amigo electrotécnico da marinha.
    Apenas paguei uma ajuda simbólica e o material.
    Custou-me apenas 15 euros.
    Por mim acabava com esquema fraudulento da via verde obrigar a trocar o identificador e este não puder trocar bateria de uma forma lícita.

  20. Random says:

    Via verde é uma palhaçada, pra já o facto de ter que se pagar para circular nas vias… depois, tive de pagar uma multa de 120euros de uma carta que nunca me chegou ás mãos, de uma passagem feita à 4 anos atrás de um carro que já nem era meu nessa altura, e eu com o identificador em casa… se o identificador esstá em casa como é que eles enviam a conta pra mim? ok, o identificador está associado à minha morda, mas se o identificador não estava no carro, afinal não precisamos de andar com o identificador pra nada… basta ele estar em casa e nós circularmos sem ele, segundo, a conta bancária está associada a via verde, porque não tiram logo o valor da conta bancária? resposta deles… “o identificador não foi detectado então enviamos uma carta com o valor a pagar”, mas a carta nunca chegou à minha caixa de correio, só passados 4 anos é que chega a multa de 120euros, enrolado em chamadas por causa disto não sei quanto tempo… tive de pagar a multa porque não havia volta a dar, e depois ninguém sabe de nada (ou não querem saber) não dizem a que horas foi nem qual foi o sítio da passagem.

    Este sistema é das maiores “chulices” que existem.

    Há pessoas a ficar com dividas para a vida à pala desta brincadeira. Há n denuncias feitas deste sistema e continua… Sempre a destruir vidas.

    • Diogo says:

      Pela matrícula… eles usam tanto o identificador como a matrícula para validar a passagem. Quando vendes um carro tens que ir a página e remover a viatura.

  21. Bob says:

    Eu tenho 4 identificadores, e os 3 que foram comprados na mesma altura, todos dispararam o alerta dos problemas na mesma semana… e só 1 passou efectivamente, tem passado em pórticos/portagens.

    Isto foi algo automatizado a correr na base de dados, e disparou para todos os contratos com identificadores com mais de X anos.
    Falei com várias pessoas, e aconteceu o mesmo… por isso é demasiada coincidência.

    A pilha dos “antigos” identificadores, custa uns 2 a 3€, e são 3 pontinhos de solda a mudar. Isto, caso seja mesmo preciso mudar a pilha 🙂
    A podia perfeitamente ter usado o formato normal da mesma, dado que o espaço que ocupa não iria alterar muito. Sempre foi pensado assim, para que no futuro, mudarem todos para o formato de aluguer, pois sempre garantem X por ano, em vez da opção de compra.

    • RicM says:

      Se os termómetros digitais e equipamentos eletrónicos caseiros têm compartimento para mudar a pilha e ninguém se magoa a fazê-lo, estes só não fazem porque não querem

  22. Via verde says:

    O meu aparelho que dava amarelo nas portagens agora milagrosamente já dá verde! até pisca!

  23. Mario says:

    Aconteceu-me o mesmo… Sem nunca ter dado sinal de avaria… Nem luz amarelo recebi o email de avaria. Acabei por ir lá e fazer nova adesão mas com condições mais caras que o contrato anterior. Ficaram de enviar por correio o novo identificador… Entretanto continuo a andar com o antigo aparentemente sem avarias (? !) … Depois de fazer o novo contrato nunca mais recebi nenhum email de avaria. Mesmo andando com o mesmo identificador. Como já passou 1 mês e ainda não recebi novo identificador liguei e disseram para não me preocupar que continuasse a andar com o antigo até o novo chegar… Afinal há avaria ou não? Ou isto é mais um esquema encapotado para sacar mais dinheiro… As autoridades DEVIAM INVESTIGAR.

    • AZ says:

      Tal e qual. Comigo acontece o mesmo.
      O meu identificador tem 11 anos. A mim até me pareceu estranho não me ter acontecido mais cedo e eu, ignoranre quanto ao que se passava à minha volta, caí que nem um patinho e fiz o novo contrato.
      No site da via verde, em lado nenhum, dá a hipótese de aquisição.
      Se existe essa possibilidade, então deveriam ser claros a apresentá-la.
      Como está visto, isto foi uma ação concertada de obtenção de dividendos com base nos subterfugios das entrelinhas. Sejamos claros, isto é uma burla em grande escala, tal como os sms das dividas à edp ou “mãe perdi o tlm, preciso dinheiro”.
      Nunca tive problemas, Nunca vi uma luz amarela em lado nenhum.
      É muita coincidencia acontecer isto a tanta gente ao mesmo tempo.
      Não acredito em bruxas, mas…
      Talvez seja altura de uma ação coletiva na justiça e sentar a empresa no banco dos réus.

  24. Lopes says:

    Esta História é surreal, se formos a ver bem as coisas se desde os primórdios tivesse sido logo só modalidade de aluguer dos dispositivos e pagar o uso, não estávamos hoje aqui sequer a falar nisto, mas, como era obrigatório a aquisição do dispositivo e quando este avariasse tínhamos de adquirir outro em substituição e foi assim durante anos a fio, começou a nascer outros serviços associados há VV, claro que tinham de arranjar maneira de começar a tirar lucro de outra forma, e isto de andar a obrigar a malta ir ao balcão trocar o aparelho e mudar a modalidade do contrato é um exemplo disso…

  25. Alberto Martins says:

    Aonde anda os artistas das entidades reguladoras pagas por todos nós para nos proteger ? Chega de vigarices e promessas de futuras colocações.

  26. santos says:

    A VIGARICE dos identificadores da VIA VERDE já vem de longe, e como PASSA IMPUNE eles estão só a repetir, e vão voltar a repetir no futuro pois ninguém lhes vai cobrar o autentico roubo que estão a fazer aos nossos bolsos, nos termos em que se aplica um imposto… Isto declaradamente é um crime, e ALGUÉM está obrigado a penalizar os crimes… vá-se lá saber quem controla isto!!! Os primeiros identificadores tinham um contrato em que, após o pagamento inicial no contrato, toda A MANUTENÇÃO era da responsabilidade da via verde, claro, porque as vias verdes evitaram a contratação de milhares de portageiros no país, ou seja, o negócio das autoestradas tem que prestar contas entre investimento e despesa necessários. Acabaram com os contratos inicias de forma unilateral… NINGUÉM FEZ NADA. E continuam a brincar connosco… com identificadores que apitam para gastar depressa a pilha… obrigar a contratos novos… que não têm nada que ver com a amortização dos custos das autoestradas. As despesas da manutenção dos identificadores estão amortizadas com a despesa que era contabilizada dos encargos dos portageiros. Isto é um roubo descarado. É CRIME.

  27. João Júlio Oliveira says:

    Fui a via verde substituir o identificador e perguntei se podia comprar, disseram – me tem que fazer pagamento anual, perguntei se podia comprar disseram – me que não.

  28. Rui Carneiro says:

    Já não têm a modalidade de compra, o que está muito mal.
    O valor que eles propõem agora, de serviços que não pretendemos é surreal!!!

  29. Elkido says:

    A Via VERDE pode enganar as pessoas quando os identificadores ficam sem bateria?
    O normal seria mudar de bateria só que eles não querem isso

  30. Baquera says:

    Sempre achei muito estranho estes mails. Mais porque recebo para trocar um de uma viatura que não passa nas auto estradas h seis meses

  31. sa.pong says:

    As portagens em si já são uma burla levada a cabo pelo Estado para beneficiar meia duzia de “boys” em empresas “privadas” que exploram o cidadão comum.

  32. PorcoDoPunjab says:

    O meu identificador tem uma montanha de anos, pelo menos uns 7 ou 8 e nunca recebi email nenhum a dizer o que quer que seja e aparece sempre o verde quando passo no pórtico.
    Bom, eu uso AE muito mas mesmo muito raramente, talvez por isso a bateria ainda não tenha dado o berro.
    Seja como for, é comprado, não é alugado, e quando der amarelo vou ali à loja ao lado mudar a pilha.
    Mandem os mails que quiserem, o aparelho é meu e eu só o entrego se quiser, e no caso, não quero.
    Mudar aparelhos quando basta mudar a pilha?
    É isto a luta contra o desperdício de plásticos?
    Só rir…

  33. Nuno André says:

    Também já tentei comprar novo equipamento, mas fecharam as maioria das lojas via verde, só estão abertas em Lisboa, Porto e Faro, querem é que adira a pagamentos mensais ou anuais, ainda dizem que é proibido cobrar aluguer de serviços

  34. pjs says:

    Nunca vi amarelos mas também recebi o email…

  35. viaverde says:

    vocês façam assim, aluguem o identificador, coloquem no porta luvas, depois dirigiram se a uma autoestrada, parem no pórtico e tirem a etiqueta, façam uns klm até uma estação de serviço, disfrutem do belo momento e retirem o identificador do porta luvas e coloquem em local bem visível no para brisas, continuem viagem e quando forem sair, passem normalmente pela via verde. se fizerem estes passos numa viagem grande ficam logo com a essa anuidade paga. cumprimentos

  36. Pedro says:

    Se me voltarem a enviar e-mail apresento queixa no livro de reclamações depois de ler estas declarações. Primeiro porque mal recebi o e-mail, liguei logo para lá saber o que se passava. Dizem que levei com luz amarela alegadamente “Vila Real” à 5 meses atrás(em Junho!). Dizem que tanto não detectou, que só me cobraram a portagem em agosto/setembro porque teve que ser verificado através da matricula. Perguntei-lhes se era normal demorarem tanto a alertar os consumidores e informaram-me que não, que só quando se detectam pelo menos duas passagens incorrectas. E eu, questionei então qual foi a segunda, pois o carro não tem circulado em AE. Ao qual a resposta foi, tem circulado porque ainda a semana passada passou no portico de X sitio. E eu entalei-a logo… Então se sabe que passei, e a de junho demorou até agosto setembro a ser cobrada, como é que me está a dizer que passei a semana passada em tal sitio e é essa que foi usada para disparar o alerta? Começou a engasgar, diz que não deve ter sido aquela e não tinha informações concretas, mas que podia ignorar o e-mail. Entretanto não param de me chatear. A besta que responde, diz que os consumidores tem sempre a opção de comprar, mas basta seguir as hiperligações e rápidamente se percebe que não é verdade. Porque comprar é algo que é exclusivo a quem se dirija a uma loja que estão concentradas em basicamente 4 distritos. Lisboa, Porto, Viseu e Faro. E quando se fala óbviamente de tudo que não seja Lisboa, falasse em 1 loja em todo o distrito. Óbvio que essa mesma informação está oculta, em um PDF de tabela de preços, nunca na pagina que eles recomendam no e-mail. É um autentico abuso e uma tentativa muito mal orquestrada de burlar os utentes da via verde

  37. Ariadna Rodrigues says:

    O que a Via Verde não refere no seu “comunicado”/ resposta, é que, de facto, as 2 opções de escolha que propõem impkica a Aceitação por parte do cliente da ALTERAÇÃO DE CONTRATO quando é obrigado a escolher ou um plano com pagamentos anuais ou comprar um novo identificador com perda de acesso a serviços (só permitirá uso nas autoestradas/portagens). Assim sendo, não se aceitando a alteração de contrato, a Via Verde não permite a simples troca de aparelho que está a exigir nas imensas mensagens que envia. Reclama-se e, na realidade, nada acontece. Resumindo: não aceitei qualquer alteração de contrato e o velho equipamento continua a ser usado!

  38. Tiago says:

    A confirmação é dada pelo identificador e também pelas câmaras para a matricula.
    Recebi várias vezes o email para substituição e nunca aderi, uma vez que tem um custo acrescido.

    Quando aderi ao via verde, ofereceram-me o identificador e agora querem que pague uma subscrição?
    Qualquer cliente sabe que o serviço de identificação faz parte do serviço e já é pago.
    Claro que se trata de uma burla.

    É importante juntar massa critica para desmontar este esquema.

  39. Vasco says:

    Li os comentários na grande maioria. Revejo em todos a mesma indignação. Também eu já tinha detectado este problema ao ponto de ter verificado os extratos do último ano, 1 a 1.

    Agora 2 pontos. O que está a ser feito? Parece-me que nada e como sempre em Portugal, grande alarido mas quando a poeira assentar tudo volta ao normal. Onde está a autoridade da concorrência ou supervisão, ou já agora, a Defesa do Consumidor.

    No meu caso, aderi à via verde muito por culpa do sistema das SCUTs, várias vezes deixei passar o prazo de pagamento e tinha de pagar juros, isto por que no próprio dia e no seguinte não dava para pagar.
    Se deixar a via Verde, qual é a alternativa??

    A Via Verde pertence à Brisa, correcto? Mas serve para todas as concessionárias. Se serve para todas as concessionárias, este serviço ou tinha concorrência ou seria gerido pelo Estado.

    No fim talvez até fosse pior, mas pelo menos não roçava a tentativa baixa de ludibriar os clientes

  40. SteveRobs says:

    A Via Verde é só mais uma máfia que anda ai.

  41. Pedro says:

    Eu também recebi e-mail deles com essa mensagem de erro no identificador depois disso já passei algumas vezes e acende sempre a luz verde, liguei para lá e disseram que afinal o identificador ainda está bom mas para prevenir já poderia comprar ou alugar um novo disse-lhes que ainda não e se é possível meter apenas uma pilha no meu dizem que não é garantido que fique a trabalhar bem.

  42. Paulo says:

    Creio que é uma vigarice o que a ViaVerde está a fazer aos seus clientes. E é relativamente simples saber quem importunar, basta ter fazer uma query na base de dados para saber quem são os clientes com identificadores modelos antigos e anexar informação falsa (luz amarela nas portagens) às faturas e envio de emails.
    Criaram uma landing page (página publicitária) com uma mensagem genérica para todos os clientes, quer tenham problemas ou não. Muito provavelmente, os novos clientes, sem qualquer aviso, terão também acesso a esta página, bastará aceder ao link.
    No caso pessoal, tenho 2 identificadores, ambos com 20 anos e em ambos recebo esses alertas. Um deles é usado ocasionalmente e com certeza posso afirmar que das últimas vezes que passou em portagens, não teve qualquer luz amarela.
    Trata-se de uma campanha obviamente grosseira da VV e bullying para com os seus clientes, que passa por, numa primeira fase, de deixar de dar suporte aos dispositivos antigos, esperando que estes gastem a pilha, ou que avariem, depois, numa segunda fase, começar a notificar todos os clientes com dispositivos antigos para que mudem para outros serviços e suspeito que entraremos numa terceira fase, em que irão descontinuar a tecnologia e os dispositivos antigos e que estes deixem mesmo de funcionar. Se assim for, não percebo porque não são abertos para com o cliente (o antigo)? Seria preferível isso, do que andar com estes esquemas.
    Outra coisa que não percebo, porque manter os identificadores? Se eu passar numa SCUT com pórticos, não preciso sequer do identificador afixado no para-brisas. A tecnologia baseia-se no reconhecimento da matrícula. Porque não abolir totalmente o identificador?

    • SteveRobs says:

      Pq abolindo o identificador a VV perde uma receita enorme pelo aluguer do aparelho.

      O incrível é ter governos que colocaram na mão de empresas destas uma infraestrutura tão importante como as autoestradas de um país.

  43. Rui Silva says:

    A questão que coloco é a seguinte: se o identificador está avariado e tem de ser trocado, porque é que se optarmos por subscrever um plano Via Verde o identificador já funciona e não é necessário trocar?

  44. Maria Helena Teixeira says:

    Tenho um identificador MEU, porque o comprei. Já por duas vezes que me enviaram email para troca. Liguei para a Via Verde sempre que recebi os e-mails. Na altura, disseram que estava tudo normal e no último disseram que tinha feito uma passagem e teria dado o amarelo, daí o envio ser automático quando isso acontece. Acabaram por dizer nas duas chamadas para esquecer o assunto, porque estava tudo em ordem. Será que sim, ou irei continuar a receber e-mails? A ver vamos, como diz o cego…

  45. José Gonçalves says:

    Fiz uma nova adesão. Também me senti enganado.

  46. Luis Pereira says:

    Claro que é verdade, tenho um identificador dos mais antigos, o qual optei por comprar, e há 2 anos mais mês menos mês, na passagem da via verde a luz acendia amarela, comecei a ser notificado pela via verde a mencionar que tinha de entrar em contacto com eles porque o identificador apresentava uma anomalia, e que o mesmo necessitava de ser trocado por um novo, entrei entretanto em contacto com a entidade Via Verde e confirmaram que tinha mesmo de ser substituído por estar avariado, como achei estranho e pelo tempo que tinha o identificador, optei por fazer a troca da pilha, ainda hoje tenho o mesmo identificador que comprei a funcionar lindamente, e por incrivel que pareça, o identificador de um familiar aconteceu o mesmo, as mesma notificações, e a mesma resolução, bastou mudar a pilha do identificador.

  47. Lopeju says:

    Pplware atualizem se ha nao da pa comprar via verde… belo esquema da via verde

  48. Markoni says:

    Também estou a ser alvo desta chantagem patrocinada pela Brisa. Como neste país não há supervisão de práticas comerciais fraudulentas, levarei este caso até às últimas consequências encaminhado-o para a justiça.

  49. Jose luis says:

    eu tambem foi notificado, por o meu indenteificador acender amarelo,
    só que quando foi avizado que estava acender amarelo, nunca antes tinha dado amarelo.
    Depois de notificado passado mais de um mês, começou acender amarelo.
    Vigaristas só para ganharem dinheiro á custa do jose povinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.