Quantcast
PplWare Mobile

Trocar as baterias de um Model S da Tesla? Parece que é mais simples explodir o carro

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. alt.menino says:

    Tudo serve para dar SHOW….. aparecer. Os polos universitários deveriam ser, para ajudar a encontrar soluções para os mais variadíssimos problemas. E apresentar a conta as multinacionais que os criaram, etc….

  2. CMatomic says:

    Simplesmente ridículo.

  3. Feed says:

    Isto é ridículo, existem várias empresas com alternativas bem mais baratas de instalação e recuperação de veículos eléctricos.

    De certeza que explodir um carro não é solução, mesmo que pense que chamou a atenção de alguém.

    Perdeu o carro na sua maioria, provavelmente vendeu os motores e alguns módulos de bateria,

    Mais valia oferecer alguém que tivesse19000 euros para substituir as baterias, tentasse fazer pelo menos 5 mil euros ou mostrasse alternativas viáveis de empresas a substituir as células, assim ajudava muita gente.
    Realmente foi a forma mais fácil e lazy de tratar a coisa, se calhar não conseguiu partnerships de oficinas de eléctricos.

    Erros nesta linha: ” esta substituição ficou fora que questão por o seu carro valor perto de 35 mil euros”

    • PFe says:

      Alternativas? Carros eléctricos? Nunca substituirão a gasolina. Nem os diesel, que nos anos 90 se dizia serem mais limpos e afinal são cancerígenas!
      O motor de combustão a gasolina nunca será ultrapassado. Barato, fiável e bem tratado pode durar uma vida inteira.

    • sherek says:

      o problema está na ganancia não esquecendo que para um Finlandês o preço da bateria não seria um problema, pelo descrito o problema era, e continuará a se,r o não haver alternativas técnicas obrigando o cidadão a procurar os serviços das marcas e aí os gananciosos tratam de espoliar as carteiras do cidadão, já não será no meu tempo que os veículos eléctricos se tornarão fiáveis, até lá vale o meu parceiro a diesel que nunca me deixou ficar mal mesmo com 325 mil km continua fiável como sempre

  4. Joao Magalhaes says:

    O problema dos carros a bateria. Show ? Ridículo ? Eu acho que é mais a realidade, dificilmente investia num carro elétrico usado e se investisse não dava mais do que 1000€ visto que trocar baterias custa quase tanto como o carro novo e continua a ser um carro com 6 ou 7 anos. Quando se compra um eletrico 30 milenas vão logo ao ar e 5 ou 6 anos depois provavelmente vão mais umas 20

    • Str says:

      Realmente pode revelar-se um problema vender um eléctrico em segunda mão. Vamos imaginar que um proprietário ao fim de dez anos se queira ver livre do seu eléctrico já com 150 ou 200 mil km e o ponha a venda por 10 mil euros, alguém vai querer dar esse valor por um carro que não anda e largar mais 10 mil por uma bateria nova? Sem falar noutras reparações que o carro irá precisar. Das duas uma, ou os carros com baterias em fim de vida serão vendidos ao preço da chuva ou as baterias novas terão de ficar muuuuito mais baratas senão não vejo isto a correr bem a longo prazo.

  5. Robin says:

    Um carro elétrico quem o compra o valor é a fundo perdido, ninguém está interessado em comprar elétrico em 2º mão.

    • Yur-pt says:

      Então quer dizer que os eléctricos são monouso. É usar e deitar fora. Grande investimento.

      • Antonio says:

        Sem dúvida que serão carros para usar e deitar fora, passados alguns anos.
        Quem é que vai querer comprar um carro com mais de 5 anos sabendo que se aproxima uma revisão que poderá valer tanto como o próprio carro.

  6. Ónesto says:

    Acho bem… Acabou de se livrar de um mono e agora já sabe que o melhor é mesmo um ICE

  7. ZE says:

    E ainda insistem no litio… passem de uma vez por todas para o o hidrogênio …..

  8. TT says:

    O resultado final é o que é um tesla! Lixo!

  9. PTO says:

    O hidrogénio é o verdadeiro futuro para as viaturas. Enquanto não meterem isso na cabeça dos ignorantes dos politicos, as viaturas elétricas apenas servem para causar mais desperdicio com danos no ambiente e para enriquecer o bolso dos fabricantes e dos fornecedores de eletricidade.

  10. lopes says:

    carros elétricos = a eletrodomésticos, compra usa e deita fora.

  11. AJ says:

    esta notícia resume perfeitamente o que venho a dizer sobre carros a pilhas, no final, alguém vai pagar a fatura da “poupança “ do combustível, IUC, mudança de óleo e travões.

  12. Bernardo duro says:

    Se és mecânico vendes oleos peças automóveis não adianta tens os dias contados….

  13. Storm69 says:

    A desinformação é ignorância de alguns comentários e absurda.

  14. Secadegas says:

    Carros a pilhas dá nisto… Passado uns tempos nem para reciclar servem.

  15. iSad says:

    Claro que em 8 a 10 anos podem dizer adeus ao carrinho a bateria ou abrem o bolso para colocar um novo battery pack. Solução renting ou lease. Mas como foi dito por muita gente com o sem pilhas os carros não contribuem, para o “save the planet” logo.
    O que tenho a certeza, estes tipos ja arrecadaram no Youtube e não so com isto, chega para comprar uma meia dúzia de Teslas top of the range.

  16. Artur Marinho says:

    Cambada de parvos…

  17. upedreiru says:

    ler os comentários, faz me pensar que ninguém viu na sic n o que a nissan fez? Uma bateria que no início custava 7/8 mil € no final de 2 anos passou a ser vendida por 25 mil euros.

  18. upedreiru says:

    ler os comentários, faz me pensar que ninguém viu na sic n o que a nissan fez? Uma bateria que no início custava 7/8 mil € no final de 2 anos passou a ser vendida por 25 mil euros.

  19. Sapo says:

    Os 20mil que ele poupou deram para pagar o trabalho de dinamitar e descartar os restos do tesla, comprar um usado a combustão interna com poucos km e funcional e ainda sobrou para vários meses de combustível e revisões

  20. Yur-pt says:

    E quanto facturou no Youtube à conta disto?

  21. Hugo Sousa says:

    Mais uma vez …mais um show para carneiros …
    1 . Um Tesla de 2013 … com mais de 300000kms …na Finlandia….
    2. É muito fácil falar mal e dar show … mas a verdade é que nenhum BMW ou Mercedes da 8 anos de garantia para o motor …
    3. O carro estava fora da garantia, com mulhares de kilometros e num ambiente onde quluqer carro de combustão ja teria varios problemas graves …
    4. Continuar a dar mau nome aos eléctricos, mas informar que e necessário 12kwh para fazer um litro de gasolina não interessa … sem contar com infraestrutura e distribuição… 12kwh faço 60km num eléctrico…
    5. O verdadeiro problema esta na política que agora se prova contra os electricos … o fornecedor/produtor de energia cobra 6 cent por kwh, mas nós portuguses pagamos mais de 13 cent por kwh de TAXAS … isto em casa …
    6. Os carregamentos publico fica por 46cent o kwh …. PORQUÊ….??!!
    7. A tesla nos seus careegadores cobram muito menos com um servico 10x melhor …mas isso não faz notícia…

    • Jose Peixoto says:

      Os meus 3 carros (bm 318 tds 1994 325 tds e Montery 1994 não têm NENHUM problema e em todos o A/C e o ABS funcionam como no dia que nasceram

  22. ervilhoid says:

    O problema é que os fabricantes teimam em fazer bateria dos 100 aos 0 e 0 aos 100 para terem o máximo autonomia possível mas há baterias em determinados veículos que só oscilam entre os 20% e os 80%, as baterias com 300k e estão como novas

  23. Hugo Sousa says:

    Pelos comentários, como se pode ver a ignorância impera infelizmente …
    Vamos a factos :
    1.Sim é verdade que as baterias perdem a sua capacidade, mas mesmo a capacidade que resta pode ser vendida … sabem quanto custa 5kw de bateria estacionária, excelente uso para estas baterias … 5 a 6m€ … assim só pela bateira dá para pagar metade de uma bateria nova ….
    2. O mercado dos carros usados eléctricos tem duas realidades, carros sem ser Tesla anteriores a 2018 de facto é um risco, infelizmente muitas marcas usavam ainda baterias de NiCd…. e os que usavam as de lítio eram de primeira geração com varios problemas potenciais, dependem muito como foi realizado o seu uso …
    3. Esta mentalidade que os ICE e que são e completamente retrógrada…porque não entregar o vosso 1o filho à igreja ou aos militares … era tradição ha uns anos…
    São necessários 12kwh para refinar um litro de gasolina, fora transporte e distribuição… ora isso dá para 60km num eléctrico… isto sem contar com os efeitos nefastos de extração do petróleo… então porque não continuar…
    4. Já estamos atrasados na transição, a combustão teve dezenas de anos para evoluir e apenas tivemos dois grandes eventos, que se saibam, Diesel Gate e Emission Gate, a indústriaapenas mostrou interesse pelo lucro os milhares que matou indirectamente pelo lucro e que aonda vai matar, fica tudo resolvido com as multas certo …
    5. O hidrogénio é outro embuste… São precisos 30kwh para cada kg de hidrogénio… e mais importante 9kg de agua limpa por cada kg de hidrogénio…mais uma vez sem contar com a infraestrutura e distribuição… isto e solução… mais de 9 M de pessoas morrem todos os anos directamente e indirectamente por falta de acesso a água limpa…bora gastar 9 para 1 para encher depósitos…faz todo sentido certo ??
    6. Quando os problemas estiverem na vossa porta e quando os vossos filhos ou netos sejam obrigados a lutar por um litro de água ljmpa…talvez vcs consigam explicar porque deixaram chegar a esse ponto, e nada fizeram porque não dava jeito ou não era fácil…
    Hipocrisia, indiferença, egoísmo, comodismo…. apenas aceleram o nosso fim como espécie…

  24. G says:

    So queria saber era como é que ele arranjou os explosivos… é para uma amigo, lol

  25. Rogerio Paulo says:

    Quem possui um veículo elétrico, possui também um veículo a combustão… Vá-se lá saber porquê… Todos os meus amigos que possuem um VE encaixam-se no que disse acima…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.