PplWare Mobile

Tesla? Nissan é o maior fabricante mundial de veículos elétricos


Fonte: Nissan

Autor: Pedro Pinto


  1. gbms says:

    só é uma vergonha o dinheiro que pedem pelas baterias. para isso deita-se o carro ao lixo e compra-se um novo

    • Filipe F. says:

      Qual é o valor? Ou vais falar do tal caso isolado de um cliente cuja bateria original tinha sido descontinuada e por isso tinha um valor de 32k? Porque se fores ver as baterias para os Leaf seja o modelo anterior ou este, nem 4 mil euros custam

    • paulo g. says:

      7000 euros ainda é muito dinheiro, especialmente se já tivermos o carro à 10 anos e a precisarmos de substituir. Mesmo assim esse valor bem vistas as coisas fica a metade do preço de um Leaf em 2ª mão.

      • JL says:

        Já se perguntou quanto custa um motor novo para um carro comum ?

        É que segundo a nissan e muitas outras marcas, a probabilidade de se trocar a bateria num veiculo eléctrico é inferior a trocar um motor combustão num veiculo a combustão.

        • Rui says:

          Pergunte a vários donos de carros diesel, quantos motores trocou na sua vida. Eu já conduzo à 27 anos, tive vários carros só diesel (pelas minhas contas já vou em 5 carros meus e 2 emprestados do meu pai) e nunca troquei um motor!!!!!!!!

          • JL says:

            Eu conheço vários, e troca de peças como cabeças, pistons entre outros então é o prato. Isto em carros com menos de 10 anos.

            E quantos pessoas conhece que trocaram de bateria.

            Eu trabalho no ramo e nunca fiz nenhuma.

          • Rui says:

            BMW 320 diesel, 280.000km, 13 anos e motor de origem;

            Alfa Romeo Mito, 130.000km, 8 anos e motor de origem;

            Fiat Bravo comercial JTD, tive 8 anos e 260.000km com motor de origem;

            Fiat Panda comercial;

            Peugeot 307 1.6HDi (não sei os km, mas é de 2004) e com motor de origem;

            Renault Kangoo 1.5DCi com 290.000km (é usada, mas eu nunca lhe troquei o motor).

            Um pormenor importante, eu não facilito com a manutenção dos carros, revisões, trocas de óleo, etc e os carros de várias marcas, como pode ver, nunca tive 1 problema de motor.

            Obviamente já tive de trocar correias de distribuição, filtros de partículas, etc, mas tudo peças de desgaste, os motores são todos originais.

          • JL says:

            Mas isto vem a propósito de quê ? ?

            E quanto é que gastou neles, vai ver que gastava muito menos se tivesse de meter uma bateria.

            Se fosse não davam garantias alargadas a veículos eléctricos ?

            Tenho uma carrinha eléctrica com 20 anos, e levou uma bateria de um tesla batido, isto porque tive uma oportunidade de trocar e ficar com 4 vezes mais de autonomia, a de origem ainda estava boa. Quantos teslas e outros carros andam por essa europa fora que já fizeram mais de 1 milhão sem trocando algumas peças e em garantia.

            A fiabilidade deles está comprovada, disso ninguém mete em causa, só quem pensar que a tecnologia é identica à combustão que tá feita para durar pouco.

  2. Jota says:

    Que aproveitem, que a mama está a acabar!

  3. Hélder says:

    Isto é um artigo de publicidade???
    A maior construtora elétrica do MUNDO (tal como o título diz) é a BYD!!!
    https://www.bloomberg.com/news/features/2019-04-16/the-world-s-biggest-electric-vehicle-company-looks-nothing-like-tesla
    Aqui fica um artigo que devem ler!!!

    @Pedro Pinto, desculpa a correção mas para jornalismo correto tem que ser assim!

  4. paulo g. says:

    Pela quantidade de Teslas que se andam a vender veremos se a nissan mantém a liderança, mesmo sendo um carro para outras carteiras. E para a ano a concorrência vem em força.
    Vamos ver é para quando os postos de carregamento começam a ser colocados com a mesma força.

  5. Nuno25 says:

    Srs da Nissan, prezo muito pela vossa marca, e como empresa “japonesa” ou de raízes japonesas, este artigo foge um pouco à verdade. Na frase “A Nissan é o maior fabricante mundial de veículos eléctricos”, como chegaram a esta conclusão? porque venderam 500.000 carros eletricos? e a BYD e a Tesla que venderam 800.000?
    Pelo valor da marca, não são os maiores. Vendas? vendem muito… mas apenas metade da toyota e da Vw.
    A única forma de ver alguma “verdade” era fazerem um pódio à vossa medida, por exemplo “Empresa no TOP 10 de vendas, e que vende mais caros eléctricos” ( a confirmar se a BYD não está no top 10, senão é preciso ajustar a categoria.
    Ou então “Marca com o Modelo Electrico líder de vendas, (Nissan Leaf)”. como só tem 1 carro, todas as vendas foram para este…
    Ou… estão a referir-se à aliança que existe entre Renault, nissan e Mitsubishi? Ok… dessa forma… contando também com o PHEV (que são tudo menos carros eletricos) talvez estejam a par com a BYD e a Tesla. Mesmo não havendo ainda valores oficiais de vendas.

    Acho que a Nissan foi o Único construtor que pensou no futuro e avançou com o carros eletricos. Já ganhou know-how, não precisa dos investimentos doidos que as outras marcas estão agora a fazer…. e não vão ter tanto sucesso.

  6. Dani Silva says:

    Não por muito tempo…

  7. Pedro says:

    Trabalho com mercado de usados e os lead da anterior geração não apresentam valores de autonomia superiores a 100km ou 120km quando totalmente carregados.
    Preços em Portugal para substituição de baterias elevados, valores em França a rondar os 5000€. É mesmo uma decepção a vida útil das baterias da Nissan.
    Marca que ao longo dos anos me acostumei a ver como rival da Toyota ao nível de qualidade, fiabilidade e durabilidade. Mas elétrico usado? Nem dado…

  8. JORGE MANUEL ESTEVES PROENCA says:

    Gostava que comentasse o que li relativamente ao preço para carregamento de carros eletricos. Li e custa -me a perceber que será mais caro por km do que andar a gasóleo. É assim que se quer fazer a mudança para soluções mais amigas do ambiente? Ou queremos que o nicho dos carros eletricos se resuma a carregamentos em casa?
    Gostava que comentasse este assunto e faça chegar aos responsáveis a repulsa por este modo de atuação.

    • JL says:

      Então leu mal, carregar um tesla num posto rápido dos mais caros chega a custar 20 euros, com 20 euros de gasóleo faz quantos kms a gasóleo, mesmo num smart, já que malta gosta comparar o consumo de teslas com smarts.

      • LR says:

        Com 20,00 de diesel, o meu carro faz uma média de 200 a 230 kms. E não são contas de cabeça, é por experiência própria. Claro que falo de velocidades médias de 100 kms/h. Se puxar por ela, faço menos.

        • LR says:

          Aviso às virgens ofendidas: não estou, de nenhuma forma, a defender a combustão em relação ao elétrico. Apesar de achar que o elétrico não é a solução para o futuro, é decididamente uma excelente opção no presente, com vantagens em relação aos motores a combustão.

          • JL says:

            Para muita gente que já optou por isso é opção, no futuro logo se verá, até porque por agora não existe outra opção melhor.

          • JL says:

            Virgens ofendidas neste caso devem ser aqueles que vêm falar de veículos a combustão, visto que isto é uma notícia de veículos eléctricos.

          • LR says:

            Peço imensa desculpa por ofender, mas quem primeiramente falou em motores a combustão foi V. Exa., tendo colocado uma questão: ” com 20 euros de gasóleo faz quantos kms a gasóleo”, à qual eu respondi.
            Portanto, perdeu V. Exa. uma belíssima oportunidade de ficar calado. Se não quer saber, não pergunte…

          • JL says:

            Também peço desculpa, mas quem refere gasóleo pela primeira vez foi o senhor com uma pergunta, ao que respondi.

        • JL says:

          Com 20 euros, carga mais cara que existe e a 90 kmh, um eléctrico faz mais de 500 kms.

        • Toni says:

          Normalmente faço 300 km com 20€

          • JL says:

            Só? E o resto, não gasta dinheiro com óleo, filtros, IUC, e muitas outras peças que um carro eléctrico não leva.

  9. Jorge Proença says:

    O que eu referi é o que dizem passar -se em Espanha. Mas, as alcavalas para os carregamentos rápidos por cá, parecem estar a aproximar-se perigosamente do que refiro.

  10. Milan says:

    Essa notícia é bastante tendenciosa.
    O LEAF é sim o EV mais vendido da história. Mas em 2019 o LEAF está AMARGANDO em baixas vendas, e em 2018 o model 3 (tesla) vendeu o DOBRO do LEAF.
    Conclusão, a Nissan está perdendo feio o mercado elétrico. Ficou esperando a concorrência, se ferrou.
    Pesquisem, comprovem. Abraço.

  11. Alexandre Silva says:

    O maior erro está na autonomia anunciada, os dados fornecidos pela Nissan são de 385km ciclo WLTP para o LEAF e+, autonomias superiores a 500km neste momento apenas ainda estão disponíveis na Tesla e Jaguar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.