PplWare Mobile

Stands: Comprou um carro de valor superior a 50 mil euros? A ASAE vai saber…


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Diogo says:

    Aprovadíssimo.. deviam reportar já nos 40000€

  2. David Guerreiro says:

    Pois, agora vão ver quantas pessoas que recebem o RSI compram carros de valor alto a pronto pagamento… E também quantos são os que declaram salário de 600€ à AT, e agora fica-se a saber que conseguiram a magia de comprar um carro de 50 mil.

    • ANDERSON says:

      50 mil euros, o daria uns 200 mil reais na média ou mais

    • Alfie says:

      Querias…!
      Não achas que seria demais, estar a perseguir os pobrezinhos?

    • EDPRR says:

      Vamos supor que o sr José tem um ordenado de 600 euros. O Tio do sr José, que emigrou novo e fez fortuna lá fora, morre e deixa 1 milhão de euros ao sr José. O sr José pega na herança, paga os seus impostos, compra uma vivenda e um carro de 50000 euros. Fica sem dívidas mas como sabe que 1 milhão não dura para sempre, não larga o emprego dos 600 euros. Pergunto, o sr José cometeu algum crime ao comprar o carro, só ganhando 600 euros de ordenado?

  3. Nuno Ricardo says:

    Mais uma medida para iludir o pagode. Esses automóveis estão quase sempre registados em nomes de empresas, as quais poderão muito bem tratar-se de offshores, e aí, o resultado da lei é quase nulo. É mais uma lei de serve objectivos de propaganda política, nada mais.

  4. Pedro Ramos says:

    É melhor comprar um carro no estrangeiro e já não há controlo nenhum. É por isso que nunca peço factura com número de contribuinte. O estado não precisa saber o que comprei.

    • Antonio Silva says:

      O estado não quer saber o que tu compras, quer saber o que o vendedor vende.

      • rui says:

        ora nem mais, o que se compra, seja cá ou no estrangeiro, depois de legalizado tem o IUC para pagar, já sabem o que é.

      • Louro says:

        Estás enganado, eles nao só querem saber o que o vendedor vende como o que tu compras…

        Com a história do numero de contribuinte nas facturas, muitos foram os que foram apanhados a declarar o salário minimo e a ter despesas superiores mes após mes.

      • Paulo says:

        Pois aí é que está o engano, grande parte das empresas hoje em dia já estão muito controladas, esta história de o estado pedir às pessoas para pedirem sempre facturas, vai servir mais para futuramente o estado descobrir disparidades entre os rendimentos das pessoas e as suas despesas, pois hoje em dia é mais fácil supervisar as atividades das empresas do que os rendimentos das pessoas singulares.

    • O novo do restelo says:

      Lol e achas que não tens que o legalizar em Portugal e pagar/ declarar? Isso é que era bom…

    • Tadeu Ferreira says:

      eu meto até o limite das deduções de IRS.
      Agora só ando a meter no que ainda me vai devolver dinheiro

    • David Guerreiro says:

      Qual é o problema? Se aquilo que gastas é dinheiro que ganhas honestamente, pagas os teus impostos, não tens nada a temer. Quem não deve, não teme.

  5. João Ribeiro says:

    Deveriam ser os carros novos e também os usados importados, pois é outra forma de lavagem de dinheiro principalmente do tráfico de estupefacientes.
    Já agora se na for a ASAE, que seja outro organismo que sancione fortemente os autarcas que não fazem cumprir a Lei relativamente ás obras de intervenção e alteração nas ruas . Como exemplo assinalo as tampas de saneamento todas desniveladas, as ruas em paralelos que estão numa vergonha, deteriorando as viaturas, desde já mais caras que na Europa tornando os custos de manutenção enormes, tornando os Portugueses um dos Povos que mais “incham” com os impostos directos, indirectos , indirectos dos indirectos e ainda dos indirectos dos indirectos, dos indirectos.
    Resumindo “iniciamos por todo o.lado e de qualquer maneira”…

    • David says:

      Não me importaria de pagar impostos desde que essesfoasem bem usados!
      Enquanto os políticos não forem responsabilizados criminalmente por gestão danosa entre outros crimes… Nada irá mudar…
      Não se trata de bigbrother…ao pedirmos a factura estamos a contribuir para os impostos de todos…
      Ah e tal sabem o que comprei! E daí? Mas garantem que essa empresa pague impostos sobre o que venderam…imaginem no país inteiro a quantidade de fuga ao fisco…
      Mas lá está…mentalidades…
      Enquanto não partir do povo educar se é passar a ter uma mentalidade de defesa da sua pátria…seremos “comidos” até ao tutano…começando pelos que não pedem factura..

      O acto de “vai desejar factura?” Já devia ser motivo para multar… É obrigatório passar factura…. Seja de 1 cêntimo….
      Aqui…só com multas…e que se educa…

      Excesso de velocidade 100eur…amanhã ou daqui a 1 mês outra…ah é tão os radares estão em tal parte… Multas mínimas de ordenado mínimo e tudo ia andar na linha…
      Respeito na passadeira? Uiii uma multa pesada…passado uns tempos a pessoa nem estava na passadeira e já o carro estava a espera do peão passar…
      Carros estacionados nonpasseio….outra… O passeio não é estacionamento…azar…estacione onde ouvir…ah mas é 5 min…pois é…basta um segundo para alguém ser atropelado… Temos pena…multas pesadas e a malta andava na linha…

      Mas não se preocupem…não concorro a nada 😀
      Isto não é para aqueles cometem uma infração na vida…mas para os que todos os dias colocam vidas em risco…que já nem deviam ter carta…por exemplo

      Só funcionamos direito quando alguém nos obriga…se o Portugues é deixado a bandalheira… é o que se vê…e batem palmas aos.que roubam…e riem de nós…e nós pagamos…
      Olhem o Berardo…vejam se ele está pobre…e se perdeu tudo!!! Enfim…

      • Maria says:

        Já agora… Que tal multar peão por se atirar literalmente para cima da passadeira…. E que tal multar que nem sequer ilha para o lado e a maior parte das vezes ao telemóvel? Eu pago a multa. Não sou eu que vou para o hospital ou cemitério….
        Dêem educação cívica nas escolas e em CASA. Não se resolve tudo com multas….

        • David says:

          Pois não!
          Mas quando as pessoas acharem que é fora que se educa pouco ou nada muda!
          Se chove estado deve ajudar, educação é os profs…é assim por diante…
          Eduquem em vez de outras coisas…

        • Woot! says:

          Eu atiro-me muitas vezes para a passadeira porque senão há Marias que não param porque acham que a estrada é toda delas.

        • Tiago says:

          So tem que se lembrar que a viatura tem que abrandar e o condutor estar atento a ver se alguém se aproxima da passadeira.. Quem vale mais é a vida humana, não os carros!!!

  6. A.F. says:

    Triste Povo, acham mesmo que isto vai afectar os ricos que tem mil uma maneiras de contornar o sistema e fugir aos impostos. Coitado daquele que andou a juntar, dinheiro em casa, durante 15 anos, para comprar o carro de sonho dele e agora tem que se justificar, e o mais provável é não acreditarem. Muitos mais exemplos podia mencionar.
    Não tenho dinheiro no Banco, porque não confio neles, mas também não tenho na minha casa (Nota: Senhores ladrões na minha casa não tenho nada de valor) e em numerário tenho o suficiente para comprar uns quantos carros desses e agora tenho que justificar onde o ganhei ou herdei. (Se calhar até passei fome e deixei que comprar coisas para o juntar, mas ninguém tem nada haver com isso.)
    Pago de impostos em 4 meses o mesmo que um trabalhador leva a pagar em 10 anos, trabalho 12h a 18h dia, 7 dias por semana, 65% do meu ganho vai para o estado, ainda querem saber o que guardo debaixo do colchão e como o gasto.
    Gente burra que ainda não percebeu o objectivo do Estado, e se realmente querem apanhar os prevaricadores há outras formas bem silenciosas de o fazer.
    Triste gente que aprova isto.

    • qqq says:

      olá. onde guardas o dinheiro?

    • David Guerreiro says:

      Amigo, se juntaste do fruto do teu trabalho está mais do que justificado.

    • José Maria Oliveira Simões says:

      Assino por baixo e faço minhas as suas palavras. Bem “dízido” !!! Quem fala assim não é gago.

    • mlopes says:

      claro que tens que justificar porque o dinheiro não é rastreável e existe uma coisa que se chama “branqueamento de capitais”.
      se o ganhaste e tens como o demonstrar (o que é facílimo) então não tens com que te preocupar. tens o teu problema resolvido.
      essa de o estado te lavar 65% do que ganhas precisa de uma explicação porque dito assim até parece um número inventado 😉 é que sendo o esclão máximo de IRS de 48% (e só aplicável à parte que excede 80640 euros de rendimento anual, porque em tudo o que estiver abaixo pagas menos logo a taxa final não chega aos 48% sequer) e a ss do trabalhador 11% não se percebe bem de onde vêm os 65%.
      já tanta indignação levanta algumas suspeitas 😉

      • A.F. says:

        mlopes achas mesmo que tens razão?
        Não me vou pôr aqui a justificar para quem não sabe ou pensa que sabe, só quem está neste tipo de negocio é que sabe e não sou único.
        Devido a trabalho que executo não posso dizer mais do do que isto.
        Em números redondos, no ano de 2018 recebi 200.000€ em 4 meses, desse valor depois de pagar taxas, taxinhas, taxonas, impostos e impostinhos e mais não sei o quê que o Estado se lembra todos os anos de inventar para sacar mais algum, fiquei com 70.000€. Quando iniciei esta actividade a uns anos atrás, desses 200.000€ depois de pagar impostos ficava com 140.000€, ou seja cada ano que passa, cada vez mais trabalho para o Estado, e a tendência é para piorar, o azar deles é que estou a pensar em reformar-me, mas vou gozar os lucros para fora deste País de parasitas.
        Não faças contas que fizeste no teu comentário, porque isso não é valido para a minha actividade.
        Já falei mais do que queria.

      • Mind says:

        Santa ignorância, impostos directos, e os indirectos ?

  7. Silva says:

    Havia era de ser nos 15000 como tinham dito em Setembro do ano passado.
    50000€ é sempre um valor atrativo para branqueamento de capital, pode ser sempre feito um negócio de 50000€ por 25 ou 30000€, e aí já não vão analisar nada.
    Quanto ao, dinheiro no banco, quem tem muito hoje em dia tem é sem ser no banco.
    Quantos não ouço a dizer que nunca vão querer ter uma conta bancária, e existe um propósito para isso e todos sabem qual.
    O dinheiro assim não fala.

    • Rui says:

      Estás a esquecer-te que todos os movimentos são monitorizados.

      Vai depositar 15.000€ ao banco e vais ver como eles perguntam de onde veio o dinheiro. Ou até aplicares num seguro.

      Principalmente as finanças, sabem muito bem onde estão os vígaros, outra coisa mais complicada é apanhá-los e com provas! Por esse motivo as Finanças como não confiam na nossa justiça, têem super-poderes para aplicar coimas a quem quer que seja que não justifique de onde veio o dinheiro.

      Por exemplo, um traficante não consegue justificar de onde é que lhe apareceram 5 milhões de euros, as Finanças não querem saber de onde veio, mas como não justifica, aplica uma taxa de mais valia de 50% de imposto e depois a justiça que trate do caso!!!!!

      É assim que funcionam as finanças, sem tirar nem por.

      Por exemplo, declara só 10.000€ de rendimentos num ano e vai comprar um carro de 100.000€. Levavas logo com uma taxa de mais-valia das finanças, a 50% sobre a diferença para 1/3 de 100.000€!!!!!!!

      Já lá vai o tempo em que as finanças andavam a dormir!!!!!!!!

      • Mind says:

        Acho que andas redondamente enganado.
        Na Lei actual, o ónus da prova é de quem acusa.
        O Estado não pode solicitar ao suspeito a proveniência do dinheiro para acusar.
        Mas seria muito mais fácil perguntar de onde vem esse dinheiro e o possível suspeito
        justificar a sua proveniência, mas os políticos não querem isso, vá lá saber-se porque…
        Quanto ás Finanças, tratam o contribuinte como um criminoso. Basta ver o tipo de comunicados e a linguagem usada pelas Finanças.

        • Rui says:

          Antes estivesse enganado. Não é por acaso que as Finanças mandam uma coima, penhora ou outro e primeiro tem de pagar e só depois reclamar a ver se lhe dão razão. Já aconteceu comigo, sabia que tinha razão, mas tive de pagar e só depois reclamar, por isso o meu pensamento está absolutamente correcto.

          E ainda lhe digo mais, as Finanças podem tributar uma empresa por lucros presumidos, quando esta falhar um prazo a entregar as contas. Por exemplo, o fisco prolongou o prazo da entrega da modelo 22 até 30 de Junho, se uma empresa falhar essa data e até tem prejuízo, o fisco pode liquidar o IRC com base na média do sector da empresa e automaticamente, por exemplo, passar de um prejuízo de 100.000€ reais para um lucro de 10 milhões, porque foi a média do sector dessa empresa.

          Isto meu caro, é claramente a colocar o ónus da justificação do lado do contribuinte, ou prova que o fisco está errado ou paga e não bufa!!!!!

          Confirme com um contabilista certificado se não tenho razão!?

          E ainda acrescento outra, uma empresa que não entregue a declaração mod 22 no prazo, no espaço de 6 meses, o Fisco tem direito por lei a ir buscar o melhor dos últimos 5 anos e tributar sobre esse lucro presumido. Conheço uma empresa que lhe aconteceu isso e só se livrou porque já tinha passado mais de 6 meses para aplicar a cláusula, mas mesmo assim teve de pagar primeiro e apanhar com uma inspecção pela frente, até ser reembolsada e só depois de entregar as declarações modelo 22!!!!!!

      • Louro says:

        É tudo muito bonito mas depois no final de contas e como sempre, quem se lixa é o mechilhao.

        Há cerca de 3 meses atrás fiz uma transferencia de quase 300.000Euros para uma conta bancária minha em Portugal (tem em consideracao que nao vivo em Portugal), pelo que o meu banco veio logo a correr perguntar de onde vinha aquele dinheiro e a parte mais parva foi quando nas financas me perguntam a origem do dinheiro baseado no facto de que eu nao declaro rendimentos em Portugal desde 2010… lindo, quando também nao sou residente em Portugal desde a mesma altura e nao tenho residencia fiscal em Portugal.

        A verdade é que praticamente desisti da ideia de comprar casa e investir em Portugal.

        • Rui says:

          Não acredito que se fosse ao contrário, transferir 300.000€ de Portugal para o estrangeiro, o país receptador do dinheiro não lhe fosse perguntar a origem do dinheiro.

          Aliás, as leis de branqueamento de capitais aplicam-se na Europa, não é só em Portugal.

  8. Tojobin says:

    O Tuga só tem o que merece….

  9. Daniel says:

    Concordo!
    E digi mais seria ineresante cruzar as pesquisas da ASAE com as bases de dados da Segurança Social, das Finanças e se quem compra a viatura tem participação em sociedades com dividas ao estado ou a credores a cima de certo valor….

  10. Rui says:

    As finanças já têem acesso a esta informação à bastantes anos, e não só para carros com valor acima de 50.000€, também barcos e motas. No caso dos carros, quem comprar carro com preço superior a 50.000€, tem de declarar no mínimo rendimentos de 1/3 do valor do carro, caso contrário paga imposto de mais valias sobre a diferença (imposto de mais-valias é de 50%). E esta regra já é aplicada à anos.

    Quanto às empresas comprarem carros com mais de 3 lugares e a custarem mais de 35.000€, esses já pagam impostos a peso de ouro, além de não deduzirem o IVA dos carros, nem ISV, ainda vão pagar 35% de tributação autónoma de todas as despesas anuais desse carro (combustível, revisões, pneus, portagens, etc) e se a empresa tiver prejuízo, pagam o dobro!!!!!! Ou seja, pagam 70% de imposto sobre todas as despesas desses carros e não podem deduzir o IVA de nada……. por isso, os carros de luxo dão a ganhar ao estado muitos milhões de euros em impostos!!!!!!!

    • Louro says:

      Basicamente estás a tentar dizer que uma pessoa para comprar um carro de 50k tem de ter pelo menos um rendimento anual superior a 1/3 do valor do carro…ou seja 16600euros por ano, o que dá 1185Euros por mes…

      hummm…

      Nao estou a ver alguém com esse rendimento, em Portugal onde o custo de vida é extremamente alto, a conseguir comprar um carro de 50k novo…

  11. Adelaide Oliveira says:

    Desde quando os senhores do dinheiro em Portugal se importam com isso? As leis todas elas têm uma mão que tapa e uma que destapa e vice versa…só o pobre que trabalhou anos a fio para comprar algo é que vai ser sacrificado….Os Berardos nunca!! ainda se riem a mesa do jantar entre todos com essas leis que eles tão bem sabem contornar.

  12. RR says:

    Mais uma maneira de o estado controlar o que os cidadãos fazem, o que será que virá a seguir.

  13. Vítor says:

    É uma tristeza é uma vergonha como hoje nós estamos a deixar os governos nos estejam a controlar, os nossos bens e que depois disto, votemos neles!

    • David says:

      “Hoje”? Questiono… só hoje? Primeiro demos à Google, Microsoft, entre outras… tais como Facebook, etc todas as informações necessárias, desde localização, interesses e tudo mais… e vamos nos queixar dos Governos?
      E fizemos isso tudo… usando um telemóvel, um equipamento com GPS, um acesso ao Facebook, um acesso ao banco num telemóvel… etc… e quando instalamos a app dizemos sim a tudo… e nunca questionamos nada…
      Queixamo-nos de mesmo? do Estado?
      Eu queixo-me apenas de olharem a lei para o Zé Povinho mas não aplicam a mesma lei à classe privilegiada… que fazem o que querem e conseguem tudo… e nada devolvem, nada lhes acontece… pq ah e tal está no nome da empresa ah e tal está no nome não sei de que… ah e tal está não sei em que….

      Eu queixo-me de não haver rigor nas coisas, da desorganização implantada necessária para dificultar o acesso à informação que para os tais… está logo ali… etc etc…

      Eles até poderiam não pedir nada… até pq se quiserem têm essa informação… basta irem ao Banco de Portugal e está lá tudo…
      Ah mas e tal… tens um carro ou um bem que te custou e que por ventura está declarado nas Finanças! elas podem sempre questionar como conseguiste essa bem … Ahh e tal foi-me oferecido… ah e tal oi o primo… ah e tal foi pago com dinheiro que tinha no colchão… e como conseguiste esse valor que tinhas no colchão… etc… há meios de sem que nos queiram pedir nada…
      Apenas não o fazem pq interessa aos grandes arranjar meios de fugir…

      Contudo… eles não querem saber o que nós compramos… mas sim o que as empresas vendem… pq essas é que fogem ao fisco… e por consequência nós tb facilitamos a fuga dos mesmos ao fisco… e não é correcto…
      Ah e tal roubam-nos? naoooo nós é que somos os primeiros a criar, engendras meios para aldrabar… então cria-se meios para dificultar, essas artimanhas….

      Ah e tal, mas eles roubam? o Estado rouba? SIMMMMM NÓS PERMITIMOS… PQ SOMOS OS PRIMEIROS A QUERER ARRANJAR ARTIMANHAS… quem lá está são pessoas como nós… que tb querem dinheiro, querem ROUBAR… e não ROUBAM o Jaquim da mercearia… ROUBAM O POVO à GRANDE E À PORTUGUESA e NÓS PERMITIMOS…

      PARA ISSO MUDAR HÁ QUE MUDAR MENTALIDADES… COISA QUE LEVARÁ DECADAS OU NUNCA ACONTECERÁ… ATÉ AO DIA QUE HAJA UM GOVERNO QUE … POR EXEMPLO TENTE METER AS COISAS NOS EIXOS… MAS O QUE ACONTECE… OLHA… AZAR O AVIÃO CAIU… CASO CAMARATE… AH E TAL NUNCA FICOU PROVADO…

      ENFIM…

      EDUQUEM OS VOSSOS FILHOS DE FORMA DECENTE… A VER SE AS GERAÇÕES FUTURAS CORREM COM ESSA LAIA DO PODER… PQ UM NÃO FAZ FARINHA, MAS UM POVO PODE MUDAR UMA NAÇÃO… BASTA QUERERMOS…
      MAS NAO FAÇAM COMO 25 DE ABRIL… QUE NÃO NOS TROUXE MUITA COISA… PARA JÁ TROUXERAM 2X O FMI A PORTUGAL… E AINDA CÁ VAMOS PQ BREVEMENTE PODERÃO VOLTAR….

      Exemplo… Nós não nos contentamos com um Renault… queremos um BMW… mas mm assim não é suficiente… queremos a cada 2 ou 3 anos mudar… há países com melhores condições… em que os nativos mudam de carro quando eles estão podres… e sabem que mais… num desses países as casas custam 5 x os apartamentos que compramos em PT… ou casas que em PT nos custa 300mil euros e lá custam para uma de 700 ou mesmo 1 milhão…
      Temos um dos melhores países para viver… com uma frente mar invejável, com uma gastronomia de qualidade… uma qualidade de vida brutal…mas o do vizinho é sempre melhor…

      e o único problema não é o governo… não são as leis… O nosso único problema é mesmo nós… pq somos nós que os colocamos lá, somos nós que não lutamos pelos nossos direitos, somos nós que não fazemos frente ao que é NOSSO… somos nós que deixamos que essa laia faça o que quer e bem entende e nada lhes acontece… pq? pq somos comprados, pq nos amedrontam, pq são ameaçados, outros pq perdem o trabalho pq não são amigos do amigo so partido, etc etc etc etc.. e deixamo-nos corromper… pq na verdade somos “TODOS” corrompidos de base… pq não somos inteiros com a NAÇÂO…
      Se patriota é primeiro o que é nosso mm que seja mais caro… primeiro o nosso produto… primeiro favorecer o que é nosso pq acreditem, é melhor do que o que vem de fora… temos muito boa cultura no nosso pais… temos uma area marítima que é NOSSA.. mal explorada por nós… temos terrenos baldios para favorecer o produto externo… etc…
      Somos, salvo erro, o unico país que pode fechar fronteiras e consegue ser independente… de tudo…
      temos terra, mar, e energia para todos…
      Mas não sejam invejosos com o vizinho… façam a diferença… se ele vende batata, vendam outra coisa…competir é bom, mas em excesso ninguém ganha… tudo fecha… tudo na miséria… enfim…

      Para terminar…
      A culpa é SOMENTE E TODA NOSSA…pelo estamos que estamos…

      • EDPRR says:

        Parabéns pelo seu comentário. Há anos que digo e repito que a classe política é apenas o reflexo da maneira de ser portuguesa. O português reclama mas faria o mesmo no lugar dos políticos. Criticamos que vigariza mas tentamos sempre que possível vigarizar o estado. Adoramos as aparências, o querer mostrar que temos mais que o vizinho, que temos um carro maior, uma casa maior, tudo em grande, como se fossemos um país rico. Urge educar as nossas crianças para serem melhores do que as gerações anteriores.

  14. Manuel says:

    A quem ande a pagar o carro durante várias semanas em notas vivas e os stands aceitam esse expediente.
    E não são carros de 50.000€…

    • Rui says:

      Pode até pagar em centenas de prestações, mas o carro vai ser facturado em nome de alguém e até registar o título propriedade.

      As alternativas são as offshore e os “amigos” e familiares, ao estilo do vigarista Sócrates!!!!!!!

      O fisco se quiser, entala toda a gente, excepto se tiver a mão de um padrinho! Mas mesmo assim, sei que a máquina fiscal montada pelo Dr Paulo Macedo, regista tudo o que fazem os funcionários e tudo o que fazem.

  15. Filipe Pinto says:

    Combater o terrorismo sabendo quem compra um automóvel de 50 mil euros… Boa! Está tudo dito…

  16. Fernandes says:

    Portugal devia funcionar ,como aqui na suiça….
    Tudo organizado….existem bons carros ,mas respeitam as leis …..certo dia cuspi para o chão e alguem me avisou logo de seguida….que fosse a ùltima vez …
    Aqui ninguem foge a nada ,e se fugir pode ir de vez para o paìs e mesmo assim como tem acontecido ,por vezes ainda são apanhados para fazer trabalhos comunitários…. enfim…. em portugal por enquanto existerem mentrs preversas e policos ladrões jamais o nosso lindo portugal serà feliz……
    Muitas aparências mas lá no fundo sò fachada …

    • Rui says:

      Fernandes? Compete-nos a nós melhorarmos sempre. Como referiu, cuspiu para o chão a chamaram-no à atenção. Pergunto quantas vezes terá feito o mesmo em Portugal!

      Só com a educação é que podemos melhor, para além de copiarmos os bons exemplos sem receios, mas…….

      Já que elogia tanto os Suíços, eu que adoro a história, lembro-me que nos anos 40, a Suíça não enriqueceu só a vender chocolates e relógios…… guardava gigantescos tesouros em ouro e obras de arte que os nazis pilharam por toda a Europa! Por isso, cada país tem as suas cruzes.

      E já agora, relembre aos seus camaradas, principalmente quando regressam a Portugal, que nós os Tugas que gramamos e pagamos isto tudo, não acreditamos que os nossos emigrantes esqueceram-se de falar português passados 6 meses! Para além de que já há uma grande camada da população tuga que percebe muito bem o Inglês e o francês! Eu leio com a mesma perfeição um artigo em português como um inglês.

      É que a nossa língua é um motivo de orgulho e não de vergonha como vejo. Veja lá se vê um americano ou inglês a esforçarem-se para falarem outras línguas!? Quem quiser que aprenda inglês!!!!!

      É tudo uma questão de orgulho e patriotismo.

      Veja os americanos que colocam a bandeira americana à porta de cada casa com muito orgulho e alguém que se meta com eles ou com os seus símbolos!? Eles é que estão certos.

      Também infelizmente passamos do 8 (antes do 25 de Abril de 74, para o 80, em que parecemos uma república das bananas!!!!!!

      Mesmo com todos os momentos negros do passado Suíço, eles têem orgulho no país que criaram!!!!

  17. Gervásio Brito says:

    Não houve um primeiro-ministro deste país que disse que as pessoas com mais de 1500 euros mensais de rendimento eram ricas? Esse Senhor político tb se dizia rico – filho de mãe rica – o que, afinal, se verificou ser mentira… Assim, com gente deste gabarito nos píncaros da política nacional, não admira que o fisco se debruce sobre o valor dos depósitos bancários de cada um, talvez para criar medo nas pessoas que dispõem desse património e levá-las a optar pelo consumo corrente, para que a conta bancária não atinja os tais 50.000 euros e estejam afastadas da cusquice fiscal… De salientar que muitas dessas pessoas, com 50000 euros ou mais no banco, conseguiram atingir essa maquia à custa da poupança…

    • Rui says:

      Acrescente mais verbos e adjectivos aos “poupados”.

      Ao contrário das pessoas de esquerda, acho que temos de acabar com os pobres e tornar cada um cada vez mais rico (a esquerda só pensa em sacar dinheiro onde ele existe para distribuír pela sua clientela, muitas das vezes sem nunca na vida terem trabalhado!!!!!!)

      Acrescente herança, golpe, corrupção!!!!!!

      Como é que acha que desapareceram quase 30 mil milhões dos bancos? Não foi tudo porque os negócios correram mal!Acha mesmo Que o Berardo é poupado? Pois sim!
      E o Sócrates? Com um salário de 7.000€ tem um património de mais de 20 milhões….. em nome de outros, mas é o Sócrates que herda 80% dos bens em caso de morte!!!!!!
      O Filipe Vieira é outro poupado?

      E já agora pense nisto, veja lá quem são sempre os mesmos fornecedores de cada Câmara deste pais (comece pelo seu concelho e vai perceber o que digo).

      Outro exemplo, o Dias Loureiro era de uma família muito humilde de Aguiar da Beira, agora é milionário!!!!! Aquilo é que foi poupar o salário de alguns anos como ministro!!!!!!

      Não seja tão ingénuo. E olhe que eu nem posso ver à minha frente o BE, PCP e PS……..

  18. Ricardo Chaves says:

    Temos , um pior exemplo nosso país que é estado Português.

    Onde pagamos dos tipos impostos quando compramos um automóvel, um desses que é chamado imposto automóvel que não legal nosso país e não é aplicável noutros pais da Europa.

    Infelizmente assae não fiscaliza o governo que ser muito bem pior

  19. Ricardo Chaves says:

    Alguem, sabe alguma intentidade que sabia controlar e fiscalizar o estado ou somos todos chamados em votar desses senhores todos de fatos e engravatados com os seus belos carros, gasolina pago pelos contribuintes?

    Não, sera que o estado esconde muita coisa aos Portugueses.

    Durante os quartos anos numa Legislatura os portugueses deveriam ter acesso as contas do estado se estão ser bem aplicadas ou entao contínua haver desvios pelos governantes do nosso país.

    É caso para dizer que dica uns tempos vem os Senhores da Europa para perguntar se um país está a se portar bem ou precisam de mas uns euros para menter aos bolsos e depois o Ze povinho paga.

  20. KodiakShadows says:

    Uma lei escudada sobre a teoria do anti-terrorismos faz-me rir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.