Quantcast
PplWare Mobile

Mobi.E: Carregamentos grátis de veículos elétricos vão acabar

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Fulano says:

    Mais uma concessão do Estado para os contribuintes encherem o kú a uma qualquer empresa que no fim do ano ainda recebe vários milhões do (des)Governo por estarem concessionadas, à imagem de todas as outras.

  2. Pedro Carvalho says:

    Acho que sempre foi claro que os carregamentos gratuitos estavam a prazo. Também é claro que um dia, as isenções em sede de ISV, IUC, tributação autónoma, etc, irão acabar. Tudo depende da perda de receita do estado. É que o sector automóvel representa um quinto da receita…

  3. HSa says:

    Finalmente acaba-se a mama!

  4. Nuno José Almeida says:

    Nunca deveria ter sido gratuito. A “subsidiação” é muito mais importante no lado da quantidade da oferta e na qualidade da localização da mesma.

  5. Boa memória says:

    Acho muito bem. O estado deve focar-se nas suas funções : Saúde, Educação, Justiça e Infraestruturas essenciais e monopólios naturais. Apenas deve regular a restante Economia – e que não é uma tarefa nada menor ou mais simples. Os Postos “públicos” metem dó. Tenho um carro eléctrico e nunca usei os postos “públicos”. Carrego à noite e pago € 5 euros num local privado para andar 300km.

  6. Carlos says:

    Vai acabar a mama de quem tem carro eletrico estacionar gratuitamente em sítios onde toda a gente paga

  7. TugAzeiteiro says:

    Até que em fim…. a ver se é desta que se vai começar a implementar por todo o país vários postos de carregamento, e arranjar os já existentes! Os que temos actualmente são manifestamente insuficientes e com velocidades de carregamento ridículas…. por toda a Europa a rede Ionity já debitam pelo menos 150Kw, em Portugal é raro o posto de carregamento com 50Kw… e no interior nem ver postos de carregamento!

  8. Pedro Ferreira says:

    É por estas e por outras (nunca devia ser gratuito, claro. Mas infelizmente sabemos bem do apetite destes ‘monopólios energéticos’ que nada compensam para nenhum consumidor) que os electricos é uma conversa para encher. Ninguém duvida que são mais limpos em termos de emissões. Mas é impossível para os actuais padrões nacionais ‘consumir’ estes veiculos. Só compensa a quem pretende fugir ao fisco (aka Empresas de patrões cujo ordenado na folha é o minimo…).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.