Quantcast
PplWare Mobile

Metade das bicicletas vendidas na Holanda em 2020 eram elétricas

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Bicho says:

    “eram elétricas” Já não são mais?

  2. José Fonseca Amadeu says:

    Aí está uma péssima notícia, usavam bicicletas movidas a força de pernas e passaram a usar bicicletas movidas a energia de origem mista, ou seja, quem comprou deixou de poluir zero.
    Isso aconteceu em muitos outros países onde pessoas que andavam a pé passaram a andar de bicicletas ou trotinetes eléctricas, péssima evolução a muito mais poluente

    • rodrigo says:

      Ha outra maneira de ver esta noticia…Talvez essas pessoas que compraram uma bicicleta eléctrica eram pessoas que andavam sempre de carro? A’i a poluição ‘e muito inferior

      • Keyboardcat says:

        Normalmente não. Muitas dessas pessoas ou usavam bicicleta ou transporte público.

        As grandes vantagens da bicicleta elétrica é a velocidade média mais elevada. O que ajuda naqueles dias mais ventosos (que é quase sempre)

        Outra vantagem é também o facto de pessoas mais idosas poderem agora percorrer grandes distâncias sem ficaram muito exaustos.

      • José Fonseca Amadeu says:

        Trabalhei na Holanda durante 1 ano, ninguém usa carro na Holanda, os carros ficam parados e só saem ao fim-de-semana caso seja para ir passear para longe, muitas vezes nem para isso, mesmo a rotina de ir às compras é feita de bicileta ou transportes.

    • Manuel says:

      Tudo depend da prespetiva muita gente na holanda andava de bicileta mas quem tinha de percorrer distancias maiores acabava por usar o carro para não chegar ao trabalho a cheirar a porca assim com uma eletrica não usa o carro nem chega a cheirar a porco

  3. B@rão Vermelho says:

    Em Portugal o números não devem de ser muito diferentes, pelo menos nas bicicletas de BTT, já se vê muitas.
    E têm lógica com a quantidade de subidas que há nos Países Baixos “Holanda”, são tão ígremes que faz todo o sentido. 🙂
    Já agora em Portugal vamos continuar a chamar Holanda, ou Países Baixos, a nova designação é Países Baixos.

    • Keyboardcat says:

      Países Baixos sempre foi a designação, não é nova. O nome Holanda é derivado das províncias Noord-Holland e Zuid-Holland.

      E quanto às subidas podes estar correto. Mas não te esqueças que a maioria das bicicletas não tem caixa de velocidades, por isso todos os pequenos declives são sempre pouco agradáveis. Isto mesmo tendo em conta toda a engenharia que vai para a construção de estradas em que inclinações acentuadas são sempre evitadas.

      E depois tens o vento. Num país sem barreiras naturais o vento é constante, e isso acaba por ser pior que qualquer subida.

  4. João Tavares says:

    Só prova que as pessoas estão cada vez mais preguiçosas. Entrega de comida em casa, lâmpadas inteligentes para não levantarem o rabo do sofá. Qualquer dia nem sabem andar. Adultos com trotinetes, parecem que ainda não largaram a infância. Estamos a criar uma boa geração, não há dúvida!

    • Keyboardcat says:

      30% de todas as deslocações diárias nos Países Baixos são feitos de bicicleta. Existem em média 1.3 bicicletas por habitante. Acho que preguiça é a palavra errada.

      Vê a percentagem de pessoas obesas nos Países Baixos comparado com Portugal e depois vês onde está a preguiça.

      Existem muitas pessoas que fazem mais 20KM de bicicleta por dia para ir e voltar do trabalho. Isto com sol ou chuva. Acredita que a bicicleta elétrica aqui não é um luxo, e apenas um pequeno empurrão para ganhar algum tempo na viagem.

      • Keyboardcat says:

        Correção ao meu comentário. A taxa de obesidade não parece ser assim tão diferente.

        Eu tive como base o facto de as pessoas em Portugal (especialmente mais idosas) são em geral mais gordas e apresentam mais problemas de saúde relacionados com más dietas. Mas isto não significa que são obesas.

        Mas quem quiser verificar esse facto basta passar um dia nos Países Baixos e ver com os próprios olhos.

    • Manuel says:

      Tu ves isto como preguiça ? what? que idade é que tens ? eu meto o meu cotovelo na lareira como tens mais de 40, amigo isto é o mundo a evoluir o que um adulto a ir do campo grande até ao saldanha em vez de ir de carro vai de trotinete eletrica e tu achas isso infantil ?? não amigo isso é evolução que mentalidade de velho e já agr ir ao restaurante tambem é preguiça de fazer comida em casa. meu deus

      • José Fonseca Amadeu says:

        Eu tenho mais de 40 e vou de uber, não pego no carro.
        Evoluído era na minha infância, queriamos ir a algum lado iamos de transportes ou a pé a iamos apanhando os amigos que viviam no circuito pelo caminho, toda a saída envolvia sempre o companheirismo na viagem de ida e volta, tudo o que veio depois disso dificilmente se poderá chamar de evolução, mesmo que fosses a voar.

        • Manuel says:

          Nem precisavas de dizer que tinhas mais de 40 ahah, portanto hj o pessoal não pode ir andar de trotinete ou de bicicleta com a malta toda ahah antigamente é que era “isto no nosso tempo era muito melhor” “estes putos de hj em dia sabem la” isto não evoluiu nada só anda para tras.
          Lamento informar que na cabeça tens uns bons 60 aninhos

          • José Fonseca Amadeu says:

            juntar quantos, 2 ou 3 para ir contigo? Ah pois é, hoje não têm mais amigos que isso é esses também se vão perdendo. Achas que isso é igual a andarem 10 ou 20 verdadeiros amigos que se for preciso tiram a camisola para te dar?
            Se ter 60 anos é apreciar os valores da amizade e do convívio e ainda conseguir ter conversas com pessoas de todos os meios sociais e fazer refeições com a minha família e conseguir ter os meus filhos sem telemóvel à mesa ou em momentos de lazer, então deixa-me ter 60 na cabeça pois sou mais feliz do que tu na tua bolha evolutiva.

    • Grunho says:

      Na bici eléctrica também se pode fazer exercício físico. Menos que só a pedais, mas em todo o caso algum. E em qualquer idade, não é só para juventude desportista de alta competição. Aos 60, 70 ou 80 anos.

  5. Grunho says:

    Para quem não souber, o orçamento anual de energia de uma bici eléctrica é à volta, ou não chega a 15 euros. Menos que meio mês de passe social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.