PplWare Mobile

Hyundai Kauai bate recorde do Guinness! Saiba porque…


Autor: Pedro Pinto


  1. carlos says:

    faltou dizer quantas vezes teve de parar e quanto tempo demou a carregar, era importante saber
    já agora fazer comparativo com um carro sem ser eléctrico

    • Realista says:

      Eles têm medo de divulgar essa informação, por isso vão produzir uma versão mais pequena deste veículo, o Koninhas…

    • Rodrigo Da Silva says:

      ‘E importante saber porque? Um carro convencional nao teria de abastecer tambem para la chegar?
      O que interessa fazer comparativo com um carro sem ser electrico?

    • Toni da Adega says:

      Um carro a combustão perde imensa potência (cerca de 50% aquela altitude) e isso faz disparar o consumo.
      Um elétrico não possui esse problema.

      • Pedro says:

        Possui o problema da temperatura. As baterias com temperaturas mais baixas perdem grande capacidade da bateria – percentualmente mais do que um carro de combustão.

      • Joao says:

        Onde foste buscar esses 50%? Isso em que tipo de motores? Atmosféricos?

        • Toni da Adega says:

          Existem inúmeras calculadoras online onde podes colocar a altitude e dá a potência teóricamennte perdida.

          Mas em média um motor atmosférico perde 1% de potência a cada 100metros de altitude. Ou 10% a cada 1000m.
          Os carros actuamente como estão mais evoluídos conseguem compensar essa perda de potência , mas isso faz aumentar o consumo.
          Isse valor é mais baixo em motores com turbo.

      • Louro says:

        @Joao,
        O Toni tem razao, e é facil de experiemtares isso com o teu próprio carro.

        Tapa parcialmente a admissao do carro logo a seguir ao filtro de ar, e depois diz como é que o motor trabalha e como é que o carro se comporta.

        Menos ar, significa menos combustao significa menos potencia.
        Como forma de compensar a centralina vai obrigatoriemente dar ordem para mandar mais combustivel o que faz com que os consumos aumentem.

        @Pedro,
        Tens de estar a falar em temperatura mais extremas, por exemplo onde vivo tem estado temperaturas negativas (-3 a -7) durante a noite e nao noto diferencas signficativas na autonomia.

        • Joao says:

          Louro, o Toni tem razão no princípio, eu sei perfeitamente. Aliás, já o senti em motores a carburador e em altitudes a volta dos 1500m. O que ponho em questão é esse número dos 50%. Parece me um bocado atirado para o ar até porque é uma coisa que depende muito do tipo de motor. Se e a injeção o carburador, se e atmosférico ou não, etc.
          relativamente às baterias, posso-te dizer que em motas eléctricas noto MUITO a diferença .

          • Toni da Adega says:

            50% por ser 5.000m de altitude. No caso do 1500m daria por volta de 15%.
            Isto são valores médios para motores atmosféricos.

        • Pedro says:

          @Louro Em Lisboa fazendo o mesmo percurso com 22ª ou nestes dias frios com 7º nota imensa diferença na autonomia. Outras pessoas que conheço com carros elétricos dizem-me que também notam isso.
          Nada como procurar em sites da especialidade onde aparecem os gráficos onde mostram como a temperatura influencia a autonomia.

        • Toni da Adega says:

          Foram de carro até ao campo base do Everest. Isso fica a cerca de 5.000m de altitude.
          O recorde está em mais de 6 000 metros.
          Qualquer carro consegue ir a essas altitudes.

          Por ter ido não invalida a que afirmei (que é um facto científico). Eu afirmei que perde potência não afirmei que deixavam de funcionar.

          Os motores precisam de oxigênio para funcionar em alta altitude existe menos oxigênio logo são menos eficientes não sei onde é que está a duvida.

          A alta altitude uma pessoa também tem mais dificuldade em respirar cansa-se mais rápido, isso não significa que morre afixado por ir aos alpes 😀

          Mas se achas que o que afirmei é incorreto podes justificar à vontade

    • Louro says:

      Provavelmente um eletrico teria grandes dificuldades em chegar lá acima, pois o ar é rarefeito o que implica que a combustao nao aconteca correctamente ou até nao aconteca de todo.

      Um carro a combustao precisa de ar, um carro eletrico nao precisa de ar para andar só energia eletrica.

    • Tugatesla says:

      Os carros a combustão interna têm felizmente os dias contados. No ano de 2020 as comparações com interesse são, entre carros elétricos.
      O tempo das cavernas já lá vai…

      • Carl Jung says:

        Os carros elétricos são o pior embuste dos últimos anos!!! Ahahah comprem comprem. Alimentem a roda do consumo que eles continuam a meter vos carrinhos novos com mais 10km de autonomia (quando já todos os elétricos poderiam ter autonomias bem mais elevadas ) Mas compra, compra que é bom, e é ecológico! Não tem emissões…mas ninguém fala do impacto gigante do minério do lítio!! E as baterias quando chegam ao fim de vida…ah, que fazemos? Manda-se para África e enterra -se lá num monte… Enfim, que hipocrisia.

        • Rodrigo says:

          Enfim que hipocrisia?! Eu daria que ingnorancia da tua parte! Isso sim ‘e preocupante!

          Falas do impacto ecológico do minério do lítio..e o impacto ecológico da extração do petroleo? As baterias quando chegam ao fim da vida reutilizam-se e so em ultimo caso reciclam-se como ‘e obvio. Ninguém vai enterrar algo tao precioso como baterias.

          Até vou esclarecer mais um mito sobre os eléctricos. Se 100% da energia para carregar um EV viesse do carvão (o que não acontece em lado nenhum) continuaria a ser mais ecológico e menos poluente do que um carro convencional! Cerca de 80%-90% da energia das baterias ´e aproveitad num EV enquanto que so 30%-40% da energia é aproveitad num carro convencional. O resto é desperdiçado em calor, etc.

          Tens mais alguma duvida que queiras escalarecer?

  2. Fonseca Galhão says:

    Kona todo-o-terreno…!

  3. Ze says:

    Kona em altitude

  4. Jota says:

    Claro que quem bateu o record foi o Kona. mas o Pedro Pinto foi maroto, podia ter colocado no título Kauai! 🙂
    Agora fora de tangas, há para aí muita gente a comprar konas elétricas!

  5. PeterSnows says:

    Tenho 1 e até agora impecável.
    Se bem, que se a diferença para o Tesla3 fosse/for de 5 mil€, comprava um Tesla por causa da rede de carregamentos.
    Na altura a diferença era maior.

  6. Xico says:

    Quem tem um kona tem tudo

  7. qqq says:

    A versão Kona mais cara é a que faz mais kms? Não faz sentido!

  8. Vilna says:

    É uma falta de respeito e de fidelidade para com a 1ª.

  9. fc says:

    Seria interessante a comparação entre a altitude máxima de operação entre um carro elétrico e um de combustão. Se por um lado a altitude implica que o ar fica mais rarefeito e dificulta a combustão por outro lado a altitude por norma implica mais frio o que pode sair da zona de funcionamento das baterias.

    • Toni da Adega says:

      O impacto do frio nos carros elétricos já está mais que testado em paises como Canadá e norte da Europa.
      A altitude afecta e muito um motor a combustão (50% menos potência a 5.000m), um electrico é completamente imune.

      • King Banido says:

        E agora pergunto, quem é que faz uma viagem para uma montanha com um carro electrico?
        Claro, se fores com mais malta e levarem um gerador a Gasolina atrás, é possivel.

        • Louro says:

          Eu vivo nas montanhas e tenho dois eletricos lololol

          Agora se me falares de montanhas aquela altutide, nem o pessoal com carros a combustao, pois quando acabar a gota é game over.

          O eletrico, podes sempre comecar a descer, e a auto-regeneracao carrega a bateria novamente para saires de lá.

          • King Banido says:

            Claramente que estou a falar de uma montanha inabitada e não numa cidade que fique numa montanha…

            Sim, o a combustão seficar sem gasosa tambem morre, mas é mais facil transportar uns jarricans que um gerador…

            Isso do pode sempre… Se tiveres a subir e acabar as pilhas? vais andar a descer tudo para recuperar, voltar a subir e parar a meio novamente? Alem que a regenração não te enche as pilhas e se tiveres uma autonomia de 15/20km com essa regeração já é muito, mas muito bom !

          • Toni da Adega says:

            Ele está a falar em desertos. Eu estou a a falar em altitude no geral.

        • Toni da Adega says:

          Suíça tem muitas montanhas e existem muitos carros elétricos.
          Califórnia tem das montanhas mais altas dos states e é o estado com mais carros elétricos.

          • King Banido says:

            Mas são montanhas habitadas… É mais que normal, ainda por cima em paises de 1º mundo, que haja condições para ter um electrico, mesmo em montanhas!

            Alem que não podes comparar a rede de carregamento Tesla dos States com a de cá…

  10. Matos says:

    A foto do veículo não corresponde a um Hyundai Kauai/Kona

  11. Emanuel Barros says:

    Essa imagem não é de um KONA! Essa foto que colocaram é de um AIWAYS U5 que também é eléctrico e fez China Alemanha.

  12. Flavio Ferreira says:

    Fraquinho, feito em 2004 (Fiat Panda)
    https://www.youtube.com/watch?v=1_0BrejULkY

  13. asilva says:

    Quim Barreiros é chamado à recepção, necessitamos da sua ajuda para escrever uma música que inclua as palavras carro Kona e vizinha 🙂

  14. Polo says:

    Qual foi o carro do anterior recorde?
    A quem quer chamar kauai: não sejam konas!

  15. Alexandre de Azevedo Gaspar says:

    Carro eléctrico, bom, mesmo bom, era o da carreira 20 !!…

  16. Justino, o Justo says:

    Os eléctricos são uma perda de tempo. E tempo, temos muito pouco.

    • Paulo Santos says:

      Há quem não pense o mesmo.
      4 meses, 27 000 Km.
      E francamente não noto diferença absolutamente nenhuma relativamente ao antecessor (um diesel).

    • PeterSnows says:

      Opiniões, mas sem grande argumento.
      .
      Eu passei de um a diesel para um eléctrico, e ninguém me convence em voltar ao diesel.
      Só se acontecer algo de muito mau ao carro, nos próximos 6 anos.
      Quanto a tempo, tenho poupado muito, pois já não vou a uma bomba de gasolina há mais de 10 meses. Demoro 15 segundos de 3 em 3 dias, a colocar a ficha no carro quando chego a casa.
      Só não aconselho eléctricos, a quem não tiver uma tomada em casa (ou empresa) para carregar. A rede de carregamentos é uma lastima.
      .
      Eu partilho a minha experiência, agora não quero convencer ninguém.
      Por mim podem-se mover como quiserem (a pé, a correr, de trotinete, de moto, a diesel, de gatas, …)

  17. Adeusofreitas says:

    Quem tem dinheiro pode ter muitos co nas destes

  18. Maria Joao says:

    Só problemas….!!! A começar pelo nome…kkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.