Quantcast
PplWare Mobile

Airbus H225 realiza voo com combustível de aviação 100% sustentável

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. João Paganini says:

    Europa sempre preocupada com a sustentabilidade, o Ambiente etc..

    Depois compram milhares de toneladas por mês de produtos chineses, produzidos com energia proveniente do carvão…

    • Grunho says:

      A poluição mata, toda a gente sabe. Ė verdade que a China e sobretudo o Brasil e EUA são nações culpadas, mas eles também se aplica a regra cá se fazem, cá se pagam. A Europa estâ a fazer o que deve.

  2. AlexS says:

    No passado compravam indulgencias cristãs agora compram indulgências verdes. A unica coisa que mudou foi a religião.

  3. o consciente says:

    “A Europa está a fazer o que deve”:
    neste caso sim, mas o que o João disse é uma grande verdade. O interesse de baixar a poluição é no mundo todo, criar um planeta sustentável. Um passo é melhorar aqui, mas para isso é preciso dinheiro. Dinheiro consegue-se com trabalho.

    Se enviamos tudo para produzir na China e importamos da China, India, Paquistão, etc., que não se preocupam com o ambiente como a Europa, e os mega barcos poluem muito a trazer tudo, então a Europa dá uma no cravo e outra na ferradura… e logo faz da Europa mais pobre porque há menos emprego.

    • Ogoid says:

      No fundo, somos todos cínicos. Nesta guerra da ecologia, se conseguirmos assobiar para o lado, escondendo o lado negativo, fazemo-lo.
      É por isso que eu apostava em termos informação da pegada em cada coisa que compramos, tal como temos a tabela da informação nutricional. Seria informação que teria de ser rastreada em tempo real, onde tinha de incluir todos os passos, incluindo o transporte (que varia de pais para pais destino) e a sua própria destruição/reciclagem. Nos dias que correm, não seria algo complexo de implementar e assim, as empresas, tinham mais dificuldades em esconder os podres dos seus produtos.
      Seria o cliente a ser “obrigado” a decidir com base na sua consciência. Tal como cada vez mais vemos os chamados produtos “bio” nos supermercados, porque o cliente tem aderido e de alguma forma exigido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.