Quantcast
PplWare Mobile

O Windows 10 já corre aplicações gráficas Linux

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Emanuel Vitorino says:

    Já estivemos mais longe de poder fazer builds de Android no WIndows 10… Será que também dá para instalar o JDK do Linux? XD

  2. WP_10 says:

    Quando menos se esperar a Microsoft muda o Kernel para Linux….

  3. Jorge says:

    Não percebo a utilidade disto, normalmente o problema é correr apps do Windows no Linux e não o oposto

    • Toni says:

      Pois, mas o oposto é bem melhor que o que a Microsoft oferece.

    • Hugo says:

      Foi exatamente isso que pensei ao ler o artigo.

    • Tiago says:

      A utilidade disto é um developer que precisa de criar um script SH ou derivados (onde se inclui a bash) para um SO UNIX ja nao tem de o fazer numa interface CLI como um cliente SSH. A unica alternativa até agora (alem de usar um sistema linux) era criar um notepad, enviar para o servidor e testar.
      Com a bash no windows ja nao precisamos disso.
      Como o artigo diz, poucos vão usar, mas há a quem isto dê jeito.

  4. jose says:

    Na imagem vê-se cygwin, não é “the Windows Subsystem for Linux (WSL) – upon which we run a genuine Ubuntu user-mode image provided by our great partners over at Canonical, creators of Ubuntu Linux.”

  5. Gabriel says:

    Acho que com esta situação a MS podia agradecer à comunidade Linux e oferecer alguns programas que muitos utilizadores desejam, como é exemplo o Office 2016 prometido mas ainda não feito.

    Quanto ao facto de ter a bash no Windows acho que foi uma um plano um golpe de génio da MS. Assim a MS pode concentrar no seu S.O. um conjunto ainda mais alargado de aplicações (se bem que a maioria já tem versão nativa para Windows) e impede aquela situação chata do Dual Boot ou VMs

  6. João Borges says:

    Apesar de a Microsoft estar com uma política de centralização de serviços e abertura na integração com os serviços da concorrência (Bash, Xbox cross-play, etc), não podemos esquecer que há sempre a possibilidade de não estarmos a receber exatamente o que pensamos. A Microsoft já apresentou esta adoção de serviços anteriormente, mas com o plano de extinguir o serviço concorrente, tornando o mesmo incompatível com os padrões atuais. Para saber um pouco mais podem ler:
    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Adoptar,_estender_e_extinguir

    • pedrosilva says:

      Exactamente.
      Há muito se discute a EEE usada pela Microsoft e parece-me que a Canonocal caiu no conto do vigário… as últimas atitudes anti-privacidade incluídas no W10 indicam isso mesmo.
      Esta será uma tentativa de prender programadores à plataforma da Microsoft para evitar o uso de outras tal como a Apple faz com o fecho dos seus dispositivos no seu ecossistema (tornando quase impossível uma boa experiência dos mesmos com fora desse ambiente Apple).
      Sinceramente preocupam-me estas atitudes de oligopólio destas empresas e as acções que levam a cabo para amarrar os consumidores à força… Eu tenho um disco com W7, não actualizarei para o W10, porque o Premiere e Encore não correm bem em Wine e preciso deles para trabalho (o After Effects já foi substituído pelo Nuke e Natron) mas faço um esforço para evitar estas empresas que me parecem cada vez mais sedentas de controlo.

    • CMatomic says:

      Pois pode ser essa estratégia da Microsoft , mas não esquecemos que a Microsoft não é dona do GNU , e o que pode acontecer é alguns pensavam em desenvolver em linux , vai passar utilizar o windows , mas o windows será sempre windows, nunca terá a mesma flexibilidade que um sistema totalmente GNU/linux .

    • João says:

      É exatamente o que a Microsoft faz com o padrão doc/docx para criar aos utilizadores problemas de compatibilidade. Toda a gente se queixa que o Libre Office desformata os documentos do Office quando na realidade é o contrário.
      O LibreOffice usa o padrão doc/docx/xls/xlsx… standart’s da Industria. A Microsoft usa propositadamente o doc/docx/… com extensões proprietárias, assim é difícil para a concorrência conseguir uma compatibilidade a 100%.

      • bill says:

        isso é totalmente verdade, nao é o linux que é incompativel, é o windows (sempre foi) e os motivo são obvios.
        O problema aqui é que a microsoft esta a ver o chao a fugir-lhe dos pes…. se virmos bem e juntarmos todos os tipos de equipamentos, o linux ja é o sistema mais utilizado.

    • João says:

      Outra situação destas é a do OpenGL, um standard da industria, que atualmente vai na versão 4.5. O sistema operativo Windows apenas tem implementada nativamente a versão 1.x, bastante antiga. Assim consegue “convencer” os developers a utlizarem o proprietário DirectX para evitarem problemas de compatibilidade.

  7. Joel Vieira Martins says:

    Isto já era possível com putty e xming, não me parece que se tenha inventado a roda ….
    http://www.geo.mtu.edu/geoschem/docs/putty_install.html

  8. Marco says:

    Olhem os prós a deixarem o OSX para webdev. just saing…

  9. Al CiD says:

    Bem me parece que o Windows 10 é Linux a correr WINE
    😀

  10. jedi says:

    Eu queria ver testado era mas é NodeJS + NPM em bash no windows, isso sim que dá muito jeito. Porque corre melhor tanto em linux e Mac OS X, sem complicação do que em Windows que é preciso mais algumas configurações.

  11. Fábio Ferreira says:

    A atualização para developer seguindo os tutoriais que existem para aí já funcionam em Portugal? Já alguem consegue ter acesso à Bash?
    Não consegui, ainda..
    Cumprimentos

  12. Alvaro says:

    Tudo isto está disponivel em OSX via macports ou homebrew. Windows 10 para desktop? Nao obrigado.

    • CMatomic says:

      Mas para ter acesso ao OSx temos que comprar um computador da Apple ou ou fazer uma instalação do sistema operativo da Apple de forma ilegal .

  13. Bezainas says:

    Desktop = OSX
    Servidor = Linux ou BSD

  14. Cruz says:

    Windows 10 Episodio 2: Ataque dos Nerds

  15. Carlos Silva says:

    Fixe, Fixe, era a MS lançar o Office para o Linux…. mudava logo para linux. 🙂

  16. xX says:

    Antes andavamos a correr programas Windows em Wine, agora andamos a correr linux em “wine” no windows… que confusão -.-

    • Luís says:

      para não haver aquela cena do “que m***, este programa não corre em Windows, vou ter q montar uma VM de linux só para isto”
      assim resolvem-se os problemas todos, junta-se o útil ao agradável sem ter q gastar balúrdios
      eu próprio tenho uma VM de linux implementada, mal estas melhorias deixem de ser só para insiders, talvez a dita vá à vidinha dela

      • Luís says:

        eu sei q a maioria das distros Linux sao free, quando disse “balúrdios” referia-me claramente ao MMac (que confesso que gostava de experimentar, mas vou ficar só pelo sonho mesmo)

      • Luís says:

        eu sei q a maioria das distros Linux sao free, quando disse “balúrdios” referia-me claramente ao MMac (que confesso que gostava de experimentar, mas vou ficar só pelo sonho mesmo)

  17. Mario Junior says:

    Tentei rodar o HTOP, mas nada feito.

  18. sakura says:

    apt-get install links este post est]a ser escrito apartir do w10 ubunt links mas nada de xorg…

  19. Nome says:

    Será que a Microsoft pensa que com esta estratégia vai converter utilizadores de GNU/Linux em utilizadores de Windows?

    • Gil says:

      Não me parece que a microsoft tenha algum interesse nisso. Somos tão poucos que nem se dão ao trabalho de disponibilizar uma versão do office para GNU/Linux… mas estou um pouco apreensivo com esta situação. Não estou certo de que venha algo de bom para nós desta parceria.

  20. David says:

    Eles até podem mudar o windows todo para linux que não o considero meu sistema operativo principal… Só quando deixarem o código fonte aberto é que terão o nosso respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.