PplWare Mobile

Redes – Como funciona um Switch?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. luis says:

    packet tracer em grande estilo.. bom artigo.. resumido mas tem o essencial..

  2. Arthgrafic says:

    Excelente trabalho…

    Parabéns!

  3. Isaac says:

    Caro Pedro Pinto

    Precisava que me arranja-se (se possível) um tutorial de como fazer um servidor de backup (Sem DHCP) com o windows server 2003 haveria pastas pessoais com diferentes acessos/ permissões.

    Já tenho os users configurados e pasta também pastas criadas, falta me mesmo são como configurara as permissões da melhor maneira.

    O servidor tem um disco para o sistema e outro para os backups de várias pessoas.

    Desde já Obrigado pela a atenção dispensada

  4. Gilmar says:

    Interessante, esclarecedor e muito útil.
    – Vou ver se aprendo algo mais sobre este assunto!
    Obrigado.

  5. Visitante says:

    Útil 🙂

  6. V@mpyro says:

    Uso o Packet Tracer já desde o CCNA. Não quero outra coisa 🙂

  7. O Packetracer é bom até determinado ponto depois tem mesmo que ser com GNS.
    Estou por exemplo a falar em testar ASA/PIX ou SDM.
    Depois tem outra vantagem o GNS que é deixar fazer “bind” a uma interface da máquina.
    Mas isto nao invalida em nada a utilidade do Packetracer especialmente porque não é preciso andar com ios para tras e para a frente.

    Abraço

  8. sLiD says:

    Excelente! Resumido o essencial! Parabéns!

  9. coco says:

    Dava jeito umas dicas de acl’s. 🙂

  10. Pedro Silva says:

    Artigo excelente!
    Só um pequeno reparo: o termo técnico em português para “frame” é “trama”, não “quadro”.

    Cumps,
    Pedro

    • nico says:

      Isso é um pouco tramado. Parece meio abrasileirado.

    • Pedro Pinto says:

      @Pedro Silva
      E onde viste tu isso? Os dois termos são muito comuns…para mim, é sempre frame.

      • Pedro Silva says:

        Pedro,

        Em toda a minha formação académica, trama foi sempre o termo considerado o correcto em português… claro que frame será sempre o mais usado. Eu apenas estava a referir-me à tradução.

        No entanto, não sendo a wikipédia uma citação completamente fidedigna, podes reparar que para o TCP http://pt.wikipedia.org/wiki/Transmission_Control_Protocol a página refere “trama TCP”
        Se procurares no google os termos: trama telecomunicações, não vão faltar referências

        Cumps,
        Pedro

        • Pedro Pinto says:

          Pedro,

          Atenção !!!! Eu não disse que a tradução está errada e passo a explicar. O que me dizes é que a tradução está mal feita.
          Em Portugal podes usar quadro, trama ou frame. Se leres alguns dos (poucos) livros sobre redes em português vais reparar nesses termos.
          A titulo de exemplo, no livro “Engenharia de Redes Informáticas” o PDU de layer 2 é designado da seguinte forma: quadros (tramas, frames).

          Mais alguma duvida?

  11. Hugo says:

    Excelente artigo, muito bom mesmo.

  12. Targa says:

    packet tracer, mas que jeito que dá…..

  13. Nuno Paiva says:

    Muito bom o artigo. Simples com o essencial.

    Quando ao Packet Tracer, na minha opinião deixa muito a desejar.
    Para as experiências ditas comuns serve perfeitamente e sobra. Agora quando necessitamos de algo mais a serio (em termos de segurança por exemplo), sem dúvida teremos de recorrer ao GNS3. Mesmo muitas configurações não existem no Packet Tracer. (Já para não falar nos bug’s do programa).
    Não há nada como efectuarmos configurações com a própria IOS. É claro que o consumo de memória e processador são afectamos. Mas há sempre um custo pela qualidade 😉
    Pena o GNS3 não dar para colocar a imagem dos Switches 🙁

  14. José Dias says:

    Bom texto. As imagens estão não estão de acordo com o texto uma vez que menciona o modelo OSI e estamos a falar por camadas e concretamente em de Layer2 deveria colocar nas imagens os MAC dos PCs em vez dos IPs.
    Quanto ao quadro… concordo com opinião de um leitor mais acima. Frame é frame. Um quadro é para pendurar na parede.

  15. Miguel Joao says:

    Uma dúvida: switches só são utilizados em Redes Ethernet?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.