Quantcast
PplWare Mobile

MagicEye – O Computador controlado pelo olhar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Hugo Neto says:

    O que não se inventa hoje em dia. Muito bom mesmo, apesar de ser um pouco trabalhoso na parte de seleccionar os modos do rato, mas muito bom projecto mesmo.

    Parabéns para o criador ou criadores. 😀

    • F.C. says:

      Tens noção que isto é para pessoas com graves problemas de saúde, falta de mobilidade etc. E que de outra maneira não conseguiriam aceder e funcionar com um computador. Trabalhoso é o menos, O que será para aquelas pessoas que não conseguem comunicar e não tem qualquer maneira de se exprimir, sem fala, sem poder escrever, só mexer os olhos.

  2. Ricardo Pais says:

    É um grande projeto da ESTG (IPG).
    E o mais importante é ser um projeto pioneiro nesta área.

    • pfbatista says:

      é um grande projecto sem dúvida, mas não é pioneiro nesta área conforme dizes.

      Anteriormente já, aqui no pplware, foi abordada uma aplicação que permite movimentar o rato com os movimentos da cabeça.

      • Filipe Caetano says:

        Pedia-te que atentasses bem no artigo, o controlo do rato com o MAGICEYE Não é feito com os movimentos de cabeça, mas só e apenas com o movimento do olhar.
        Compreendo que tenha havido uma certa confusão com outra aplicação nossa chamada MAGICKEY, esta sim usa o movimento do olhar e da cabeça para controlar o rato, no entanto, tal como é dito no artigo, esta aplicação não respondia as necessidades de alguns utilizadores e daí o desenvolvimento da nova aplicação MAGICEYE.

        • pfbatista says:

          Sim, percebi isso perfeitamente, que esta necessita somente dos movimentos dos olhos.

          Mas quando “corrigi” dizendo que não era uma ideia pioneira referia-me que já havia desenvolvimentos anteriores na área da dificuldade motora…

          …mas nem tinha reparado num pequeno grande pormenor, que a equipa que tinha desenvolvido o MagicKey era a mesma do MagicEye.
          Assim sendo corrijo e digo que o trabalho da equipa no MagicEye vem na sequência do KagicKey… e o conjunto destas aplicações e desenvolvimentos é sem dúvida pioneiro.

  3. Nuno Peralta says:

    Vai ser engraçado quando eu estiver aqui a ler os textos do Pplware, e o rato a mexer 😛

  4. Vítor M. says:

    É um grande projecto e são pessoas como o prof. Luís Figueiredo que dão ainda mais valor à tecnologia.

    Este é o conceito: a tecnologia a servir as pessoas.

    Muitos parabéns ao prof. Luís Figueiredo pelo excelente projecto.

  5. hm says:

    Grande projecto sim senhor, lembro-me de ver já uma notícia há algum tempo (há uns anos talvez), fiquei fascinado, achei espectacular o conceito, a ideia, e o fim a que se destinava e tive mesmo muita pena de na altura ter sido um pouco esquecida a ideia/projecto, esquecido no sentido de não lhe ser dada a atenção e respeito que um projecto destes merece, pela utilização a que se destina e por ser português claro.
    Parabéns a todos os envolvidos no projecto e parabéns ao pplware por ajudar a divulgar.

    Cumps

  6. José Fonseca says:

    Este projecto e seus congéneres desenvolvidos pela mesma equipa são uma mais-valia que temos e que infelizmente não é devidamente aproveitada pelas entidades competentes.
    Desejo muito força e coragem para a continuação do desenvolvimento destes projectos!

  7. Xmodpt says:

    Os meus parabens aos inventores….. best app of 2011

  8. Whoknows says:

    Além de ser um projecto inovador, interessante e útil, o facto de ser de responsabilidade PORTUGUESA torna, para mim, tudo com muito mais valor.

  9. Pedro Pinto says:

    Não existem palavras para descrever o projecto MagicKey. Para nós Pplware, é um enorme orgulho dar a conhecer este projecto português que consegue dar felicidade a muitos utilizadores.

    Parabéns Prof. Luis Figueiredo, Filipe Kaetano, Tiago…parabéns IPGuarda!

  10. techdani says:

    Os meus sinceros parabéns à equipa responsável pelo desenvolvimento deste equipamento! Espero que o consigam tornar perfeitamente adequado para que as pessoas com deficiências físicas possam utilizar o computador de forma mais acessível e cómoda, bem como que seja feita uma rápida transição para o mercado para que possa chegar mais facilmente a todos os que precisam!

  11. BBC says:

    É nestas alturas que me sinto orgulhoso de ter estudado neste estabelecimento de ensino.

    Parabéns à equipa!

  12. Rui Pereira says:

    A final o Kaitano e o Tiago sempre fazem alguma coisa, sem ser passear, lol, força ai pessoal do magic key, um dos grandes probremas é a nao divulgação destes progectos unicos e enuvadores que melhorao as condições de vida de varias pessoas com defeciencia, abraço aos dois artistas, sim porque para fazer coisas destas é preciso ter arte

  13. Igor Pereira says:

    Muitos parabéns pelo projecto, excelente trabalho, uma tecnologia verdadeiramente útil para pessoas imóveis. Basta ver o filme “O Escafandro e a Borboleta”, como este modo de comunicação poderá fazer a diferença de se conseguir viver, perante uma situação extrema.

    Continuem com este tipo de divulgação. 🙂

  14. Pedro says:

    OS MEUS PARABÉNS !!!
    Este é mais um exemplo dos BONS Talentos que temos por Portugal… Pena não receberem um feedback e apoio para patentes e etc’s…..

    Abraço

  15. TelmoN says:

    Muito bom! Só acho que a parte de piscar os olhos como significado de clicar no botão do rato é algo meio estranho porque nós piscamos os olhos involuntariamente a maior parte das vezes sem nos apercebermos, logo iremos clicar mais vezes do que aquelas que precisamos, mas posso estar incorrecto.

    • Filipe Caetano says:

      Ola Telmo,
      de facto essa situação foi pensada, e a aplicação descarta o piscar de olhos involuntário.
      Se reparares o nosso piscar de olhos é muito rápido feito em cerca de 200 milissegundos, de tal forma que a aplicação apenas considera como clique quando os olhos se mantêm fechados num período superior a este intervalo. Aproveito ainda para te dizer que o piscar os olhos não é a única forma de clique na aplicação, o clique pode também ser feito por tempo.

  16. Vasco Silva says:

    É um enorme orgulho este projecto e poder dizer que tive aulas com o prof. Luís Figueiredo e também um enorme orgulho em ter frequentado o IPGuarda:-)

  17. Felicito os criadores deste sistema, já conhecia e é um grande avanço no sentido de proporcionar maior qualidade de vida às pessoas sem mobilidade.
    Como sabemos, a Internet é uma janela aberta para o mundo e poder permitir o acesso a TODOS é fenomenal!

  18. Augusto Oliveira says:

    Adquirimos há mais de um ano este sistema na escola onde trabalho (EBS Tomás de Borba – Terceira, Açores) e graças ao mesmo é possível promover o desenvolvimento e aprendizagens de crianças e jovens com paralisias graves. Só me resta agradecer, como professor, ao Luís Figueiredo e sua equipa pelo seu empreendedorismo e trabalho, o qual contribuiu para aumentar a inclusão destes jovens e ajudar os docentes a trabalhar com estas crianças que se sentem mais felizes ao poderem interagir graças a este software.
    Augusto Oliveira

  19. fernando luis says:

    boas,sou tetraplegico e uso trackball KENSINGTON EXPERT MOUSE,tentei varias vezes instalar o software afim de poder utilizar 2 teclas “vazias”,o software dps de inst. crash me o PC,e tenho de fazer reset…?
    dava-me geito ter essas 2 teclas funcionais na cadeira manuseio bem,mas quando deitado nao assim evitava o ON SCREEN KEYBOARD
    Se alguem poder dar help,agradecia
    bom fds

  20. fernando luis says:

    olá Pedro,possuo estes 2 Trackball-Kensington,
    http://us.kensington.com/html/16632.html
    http://us.kensington.com/html/2200.html que sao de manuseio optimo
    fiz download e instalei este software, TrackballWorks™ for Windows
    1.04..http://us.kensington.com/html/1466.html#trackballworks_win
    no entanto,com os 2 Trackball aconteceu-me o mesmo,ou seja,dps da instalaçao
    aparece a janelinha a dizer que o dito programa parou de funcionar…?e o PC
    fica em crash sendo preciso fazer reset…’?
    moro numa inst.militar, os trackbal-kensington sao os nossos
    preferidos…outros residentes instalaram o software na boa,eu é que fiquei
    pendurado,conflitos?
    como disse,dava geito dar uso ás 2 teclas superiores direita-esquerda,para
    por ex:comando enter,delete,etc…em vez de ter de utilizar o on screen
    keyboard

    já agora gostaria de te lançar a ti + pplware o seguinte
    repto…encomendei 1 Powerchair em Inglaterra taylormade=feita á medida,
    http://www.wheelchairdriver.com/Quickie-Sunrise-f55s.htm , cadeira essa e
    que para já (apesar de me desagradar…)ainda virá equipada com baterias
    AGM,ou seja chumbo…
    entretanto o mentor destas powerchairs está a desenvolver uma nova e fantastica com baterias
    de litio ,
    http://www.wheelchairdriver.com/BM-MK3-lithium-fast-powerchair.htm que está
    a anos-luz do que a industria actualmente produz…e bem mal tb!!
    eu gostaria de arregaçar mangas e lançar-me num projecto identico,mas nao
    reuno condiçoes fisicas nem know-how para tal…
    como voces sao da area de engenharia,quiça professores do secundario e ou
    superior,era capaz de ser interessante fazer algo identico ao link acima…
    por mim,custeio o material,e quando tiver a cadeira nova,disponibilizo a
    actual para “experiencias”
    cumps

    fernando luis
    lar militar
    av.r.d.amelia
    1600-676 lisboa
    217577924

    • fernando luis says:

      de facto não o podemos ajudar em relação aos trackball que utiliza pois não os conhecemos em concreto..
      ola Filipe,faz sentido ate pk suspeito de conflito de hardware,como te disse…os trackbal-kensington sao os nossos preferidos…outros residentes instalaram o software na boa,eu é que fiquei pendurado,conflitos?

      Em relação a cadeira de rodas, é possível de forma muito simples retirar as baterias de gel chumbo e colocar baterias de lítio aumentando assim a autonomia da cadeira.
      De facto isto seria o ideal, no entanto surge aqui um problema as baterias de lítio necessitam de uma monitorização de carga mais rigorosa que as de gel chumbo, para se conseguir modificar a monitorização seria necessário fazer alterações na electrónica da cadeira o que não é aconselhável pois requeria um processo de estudo que poderia ser um pouco longo. Trocar as baterias sem fazer esta alteração fará com que se obtenha de emediato um desempenho muito bom das baterias, mas estas rapidamente se deterioraram, sendo necessário dentro de um período curto de tempo proceder a sua substituição
      http://www.wheelchairdriver.com/board/viewtopic.php?f=2&t=1144&p=14502#p14502 ,se puderes lê esta thread

      Desta forma aconselhamos que espere pela alteração feita pelo fabricante pois melhor que ninguém ele conhece o sistema que está desenvolvi
      Filipe,os unicos k conheço sao os chineses…talvez + perspicazes pro negocio!!lê a thread c atençao..
      se tu e ou o inst.tecnologico k representas nao vos interessar o meu desafio,na boa entendo…apenas te pedia p me dares orientaçoes,ou seja a que portas devo ir bater…….?agora fabricantes,eskece!!
      bom feriado,cumps

  21. denise lino says:

    Ola onde que podemos encotrar o aparelho ca em portugal??

    • Poderá adquirir o MagicEye em qualquer loja PT Blue Store.
      É aconselhável adquirir também a aplicação Magickeyboard, esta aplicação permitirá escrever em qualquer outra aplicação como se de um teclado físico se tratasse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.