Quantcast
PplWare Mobile

NIC Bonding – Aprenda o que é e como configurar

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Redin says:

    Em modo windows e no que diz respeito a servidores Hp Proliant, para fazer teaming, teria de usar aplicativos que nao vêem junto ao SO. Na altura em que precisei delas, esse aplicativo pagava-se uma licença de uso.
    Acabámos por desistir.
    Assim fica a questão. Para windows, o que é que se pode arranjar?

  2. Tobias says:

    Foi só a mim que o primeiro parágrafo soou chinês?

    Pode ser uma excelente definição de “NIC Bounding”, mas com certeza não é para o comum dos mortais!

  3. João Fernandes says:

    Olá!

    Genericamente, o que se consegue é uma maior bandwidth.
    De facto pode ocorrer situações, em que se consegue um maior throughput através de multiplas streams. O throughput vai depender da latência ao ponto com o qual estamos a comunicar e do tamanho do pacotes enviados. Há situações em que colocar mais bandwidth não resolve o problema.

    • Pedro Pinto says:

      Exacto, mais bandwidth ou traduzindo para português…largura de banda. Mas na verdade, o que depois interessa é o Throughput que se consegue.
      Exemplo…eu contratei uma ligação a 10 Mbps…no entanto, o Throughput (aquilo que se consegue na verdade) é na ordem dos 9 Mbps.

  4. Nelson says:

    Muito bom tutorial! Parabéns ao autor!

    Nunca fiz isso, mas como nunca tive necessidade, nunca fiz, já percebi como se faz agora 🙂

  5. eu says:

    Atenção que na solução apresentada com modo ‘active-backup’ a única vantagem é a redundância, pois em cada instante apenas estará em uso, uma interface de rede. Para termos maior largura de banda teríamos de usar um dos outros modos, em que são usadas as duas placas ao mesmo tempo.
    Outra nota interessante é que não estamos limitados a usar apenas duas interfaces slave. Podemos usar mais, se tivermos e quisermos. É só fazer a configuração individual de cada uma, definindo-as como ‘slaves’ do Bond0.

    • Luís Ribeiro says:

      Correcto. Este modo apenas oferece redundância. E está certo que se podem utilizar mais que duas interfaces para esta configuração.

  6. Pedro H. says:

    Isto também funcionaria com Wifis? Ou seja, ambas ligadas á mesma rede wireless e/ou uma ligada a uma rede e outra wifi ligada a outra rede?

  7. Mario Junior says:

    Esse esquema funcionaria como um roteador de load balance?

  8. Ricardo das Couves says:

    E quanto a casos de uso?

    Assumindo um utilizador numa network caseira com 2 NIC de 1GB que joga online onde a latência é um factor crucial, em que medida o NIC bonding ajuda?

    Assumindo um utilizador com um router com portas 1GB com 2 desktop com 2 NIC de 1GB, em que medida o NIC bonding ajuda?

    É claro que NIC bonding é excelente num cenário empresarial em que há 2 linhas, mas para o utilizador comum (IMHO 99% dos utilizadores do PPlware) em que é que o NIC bonding contribui?

    • Joao Pedro says:

      Em ambiente de datacenter de pequenas empresas é muito utilizado para ligar servidores em modo de redundância, ou alta disponibilidade. Na pratica, e simplificando, o que se faz é juntar várias placas de rede como se fossem apenas uma. Por exemplo, um servidor que tenha 4 portas de rede de 1 Gbit, juntam-se as 4 numa que daria, grosso modo, 4 Gbit. Se tivermos o segundo servidor com a mesma configuração, e tudo ligado a um bom switch, a troca de informação entre os 2 servidores será feita através de um link de 4 Gbit. Também é util para NAS, Storage servers, etc..

  9. Bruno says:

    Muito bem Luís, para quem quer implementar está bastante compreensível.

  10. zé luis says:

    qual a diferença disto e do bridge? ou é a mesma coisa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.