Quantcast
PplWare Mobile

D-Link lidera a tecnologia WiFi AC no mercado de consumo

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. João Reis says:

    Sinceramente, D-Link não aconselho, para comprar plástico, mais vale gastarem num TP LINK que pagam a preço de plástico e funciona relativamente bem.

    • André says:

      TP-LINK fujam disso.

      À semelhança aqui do pplware recomendo aztech bom material e suporte 5*. Tive uma questão com um ponto de acesso e pacotes iptv e resolveram tudo rapidamente e com extrema simpatia, tendo fornecido novo firmware que resolveu a questão apresentada. Só posso fizer bem.

      Cumprimentos.

      • João Reis says:

        Não estamos a falar de Repetidores de tomada 🙂

        Estamos a falar da classe de routers mais generalizados.

        Sim, sempre apoiar empresas portuguesas, contudo este caso não entram nas contas pois não concorrem as marcas. Apenas concorrem em poucos modelos.

  2. Paulo Ramos says:

    Tenho de concordar com o João Reis, embora por motivos diferentes.

    A norma WIFI AC nem sequer é uma novidade.
    Há pelo menos uns 2 anos que já existem no mercado português routers dual band (só não lhes chamavam “AC”).

    Talvez seja uma questão de penetração no mercado ou de puro (mau) marketing. Ou ainda uma questão de preço.

    Por outro lado, há algum tempo que eu e outros leitores temos vindo a reparar numa estranha tendência aqui no Pplware. Não sei se o blog é financiado pelas marcas. Mas estranha-se tanta publicidade.
    Este artigo incide sobre a norma WIFI AC.
    Mas só vejo routers da D-LINK. Então e a concorrência?
    Só a D-LINK é que tem routers com esta norma?
    Não é verdade.

    Vejam por exemplo este aqui que tenho cá em casa:
    http://www.asus.com/pt/Networking/RTN56U/

    Ou este aqui:
    http://www.asus.com/pt/Networking/RTAC56U/

    Como podem ver, estes modelos ganharam prémios de excelência em 2013. E não vos vejo comentá-los no artigo.

    Custa-me muito a acreditar no título deste artigo: «D-Link lidera a tecnologia WiFi AC no mercado de consumo».
    Eu não estou a duvidar da pessoa que escreveu o artigo.
    Duvido é do estudo. E já agora gostaria de ver esse estudo.
    E também seria interessante ver os preços destes routers.
    Dizer que o preço é “muito competitivo”, para mim não me diz nada. É competitivo face a que marca?

    Eu sou um mero consumidor. Não trabalho para nenhuma das marcas. Só posso falar pela minha experiência.
    A realidade é que tive muito boa experiência com os equipamentos ASUS, FritzBox e TP-Link.

    Não posso pronunciar-me sobre os modelos que citaram neste artigo (porque não os conheço).

    Mas como consumidor, a imagem que tenho é que a ASUS e a FritzBox oferecem mais valor nas mesmas gamas de preços.
    Não é apenas uma questão de hardware. Mas sobretudo de software (melhor firmware).

    Não me parece sensato num artigo sobre a norma WIFI AC focar somente uma marca. Há diferentes utilizadores com diferentes necessidades. E marcas com diferentes posicionamentos, que respondem a diferentes exigências/utilizações. Por isso há routers mais baratos e mais caros.

    Neste momento o impacto da norma AC para mim é nulo.
    Apesar de ter um router óptimo, a realidade é que estou longe de aproveitar todas as potencialidades. Infelizmente não tenho em casa nenhum dispositivo (computador, telemóvel, NAS, caixa multimédia, etc) compatível com essa norma.

    De qualquer modo, não quero dar uma impressão errada.
    Gosto muito do Pplware e louvo os esforços que têm desenvolvido há vários anos no sentido de promoverem verdadeiro serviço público.

    Mas para a próxima vez assumam. Tipo: «este artigo foi financiando/patrocinado pela marca X». E nesse caso incluam também os preços. Mostrem que é realmente competitivo face à
    concorrência. Todos ficam a ganhar.
    E ninguém vos levará a mal. Todos precisamos de ganhar a vida. E mesmo o staff do Ppplware tem custos.

    6 modelos apresentados num mesmo post é publicidade. Concordam?

    • A.G. says:

      “A norma WIFI AC nem sequer é uma novidade.
      Há pelo menos uns 2 anos que já existem no mercado português routers dual band (só não lhes chamavam “AC”).”
      Estás a confundir dual band com a nova norma 802.11ac que permite maiores débitos, uma tecnologia que só se encontra disponível em equipamentos nos últimos meses…

      • Paulo Ramos says:

        Correto. O texto ficou confuso.
        Permita-me reformular:
        A norma WIFI AC não é uma novidade, já existe há uns meses. A tecnologia que permite maiores débitos também já existe há mais tempo (pelo menos 2 anos) e por motivos de compatibilidade vemos frequentemente aplicada em routers dual band (banda dos 2,4 GHZ para ser possível ligar equipamentos antigos; e a banda dos 5 GHZ, na qual temos assistido a incremento dos débitos).

        Portanto, o que muda aqui é a designação “AC”, para em termos de marketing se distinguir melhor da norma “N” e indicar débitos superiores. Mas antes de existir a designação “AC”, já existiam routers com maiores débitos sem nenhuma designação em especial. Não tinham era atingido a velocidade do conceito “AC”.

        Sem querer fazer publicidade à marca, o gráfico nesta página ilustra bem o conceito:
        http://event.asus.com/2013/nw/802_11ac/edm.htm

        A evolução é notória se compararmos com isto aqui (vejam os gráficos de 2011) de outro equipamento da mesma marca:
        http://www.asus.com/pt/Networking/RTN56U/

        Como vemos, este é apenas o exemplo de uma marca bastante premiada. Mas há outras marcas.

        Já agora, o uso da banda dos 5 GHZ está relacionado com a saturação dos 2,4 GHZ, pretendendo-se a redução de interferências. Num edifício aonde os vizinhos tenham todos routers a operar nos 2,4 GHZ é normal (mas não desejável) existir perda de qualidade por interferirem uns com os outros e com outros equipamentos (retransmissores sem fio, microondas, etc).

        A utilidade prática neste momento ainda não é muita, face à escassez de dispositivos a operar nos 5 GHZ. Não possuo nenhum equipamento que opere nessa banda para poder aproveitar essa potencialidade.

        O N56U que possuo está subaproveitado, portanto não me estou a ver a investir num router “AC”. Porque também não o iria aproveitar. Pode ser que daqui a uns meses surjam mais dispositivos a operar nos 5 GHZ e o preço destes routers também baixe.

    • int3 says:

      RT-AC68U este é muito bom.

  3. Paulo Ramos says:

    Aztech muito bom material, concordo.

  4. A.G. says:

    “A norma WIFI AC nem sequer é uma novidade.
    Há pelo menos uns 2 anos que já existem no mercado português routers dual band (só não lhes chamavam “AC”).”

    Estás a confundir dual band com a nova norma 802.11ac que permite maiores débitos, uma tecnologia que só se encontra disponível em equipamentos nos últimos meses…

    • int3 says:

      +1. knowledge for the win.
      AC usa apenas a frequencia 5Ghz. é apenas uma banda. Antigamente podia se usar 2 frequencias(2.4 e 5) em N podendo ter praticamente maior largura de banda.
      802.11ac (5Ghz only) != 802.11n (2.4 ou/e 5Ghz)
      http://en.wikipedia.org/wiki/IEEE_802.11#Protocol
      AC é mesmo recente.

      • Paulo Ramos says:

        Ok, de acordo.

        Mas reparem que na mesma página também refere que a norma já estará a modos que ultrapassada:

        «IEEE 802.11ad “WiGig” is a published standard that is already seeing a major push from hardware manufacturers. On 24 July 2012 Marvell and Wilocity announced a new partnership[25] to bring a new tri-band Wi-Fi solution to market. Using 60 GHz, the new standard can achieve a theoretical maximum throughput of up to 7 Gbit/s.[26] This standard is expected[by whom?] to reach the market sometime in 2014 or 2015».

        A norma até já vai na versão “ax”:
        «IEEE 802.11ax is the successor to 802.11ac and will increase the efficiency of WLAN networks. Currently at a very early stage of development this project has the goal of providing 4x the throughput of 802.11ac»

        Portanto, para quem já tem um router, parece-me que nesta fase talvez valha a pena esperar uns meses antes de comprar um novo com esta norma.
        Até porque os preços vão baixar.

        Paralelamente no mercado a quase totalidade dos dispositivos que se podem ligar a estes routers funcionam ainda na norma “N”. E possivelmente todos teremos em casa equipamentos ainda mais antigos.

        Não digo que estes equipamentos não valham a pena. Valem sim o investimento para quem lhes conseguir dar uso.

        Neste momento penso que a maior preocupação (face às revelações do Snowden) é mais com a segurança e não tanto com a velocidade. Não é por acaso que temos assistido a uma autêntica “explosão” de providers de VPN’s.

        Ainda no Sábado passado numa loja (pertencente a uma conhecida cadeia especializada em equipamentos para o lar) falei com uma pessoa que procurava precisamente o mesmo que eu: um bom router que tenha servidor VPN integrado e se possível cliente com múltiplas configurações – para poder mudar facilmente de provider).

        Basicamente procuro a mesma funcionalidade que já vi num NAS Synology apresentado há poucas semanas aqui no Pplware. Só não pretendo usar o NAS para isso devido ao consumo. Como é para estar ligado 24/7 convém que seja mais “meigo”.

  5. Paulo says:

    Hmmmm, tenho tambem de achar estranho esta “publicidade” que pode ate ser enganadora, o meu Asus RT-AC68C tem velocidades de 1900Mhz… se sao reais ou nao, nao consigo dizer, mas so fazendo uma comparaçao com este é que se pode chegar a alguma conclusao.

  6. Pageros says:

    Parece haver muita confusão por aqui sobre o que são normas e expectros de ondas rádio, os 2.4 Ghz e os 5 Ghz são expectros de onda rádio e nada tem a ver com normas wifi, que são desenvolvidas por uma corporação (as maiores empresas de networking entre elas a cisco) que se chama wifi aliance, eles claro que tem interesses comercias em libertar novas tecnologias, mas a cada norma que passa são acrescentadas novas funções e ganhos de vários níveis.
    Por isso quando dizem que a norma”ac” tem vantagem sobre a “n” nada tem a ver com o espectro de onda que trabalha, os 5 Ghz só tem vantagem porque tem menos interferências… O que muda substancialmente é…

    Como 802.11ac é diferente de 802.11n ?

    A maior diferença, além da melhoria das velocidades, é o fato de que a norma “ac” funciona apenas na banda de 5GHz e suporta a largura do canal, por ora, até 80 MHz (em oposição a 20Mhz da norma N ).
    Claro que novas normas estão a ser desenvolvidas como foi dito em cima, porque cada norma demora em média cerca de 5 anos a ser implementada, e tem de ser posteriormente aprovada pelos reguladores…
    espero ter contribuido para esclarecer o assunto, cumprimentos

  7. Pageros says:

    Caso queiram aprofundar a matéria, perdoem a publicidade, visitem este sítio da internet,

    http://www.infowester.com/wifi.php

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.