Quantcast
PplWare Mobile

Microsoft volta a melhorar o Menu Iniciar do Windows 11

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Jota says:

    É inacreditável que um i7 6700 a 3.40GHz com 4 núcleos e 8 threads, um TDP relativamente baixo, que é um excelente processador, seja incompatível com o Windows 11! Assim, tenho a certeza absoluta de que o Windows 11 vai ser um fracasso!

    • Jorge says:

      Olá Jota, só não tens o Windows 11 nesse equipamento se não quiseres. Não faltam na internet manuais de como instalar o SO em máquinas “não compatíveis”.

    • João says:

      A incompatibilidade não tem nada a ver com a capacidade do processador, mas sim com a ausência de um sistema de segurança obrigatório.
      O processador em causa é do terceiro trimestre de 2015, ou seja já tem 6 anos…

      • Jota says:

        …e 6 anos é muito? Mas isto agora é como os telemóveis, que tem que se mudar de 2 em 2 ou 3 em 3 anos?

        • Miguel says:

          Num mudo que se quer mais ecológico…. :/

        • Paulo Jaime says:

          Não vês que a maioria das opiniões são de malta ainda novinha, provavelmente até são os papás que compram os os pcs e tlms. e que andam sempre atrás da moda? Eu sou do tempo em que os carros e os equipamentos eram durar, não para usar e deitar fora. Olha que visão esta de usar um pc ou tlm 3 ou 4 anos e mandar para o lixo….é o Mundo em que querem viver no futuro? Fizeste boa observação!

      • Miguel says:

        Foi descoberta uma falha interna grave (de segurança) nos CPUs abaixo da 8ª geração, isso para os INTEL, a qual não tem solução, apenas os CPUs da 8ª geração para cima são fabricados com esse problema resolvido, razão pela qual apenas CPUs da 8ª geração para cima são suportados. Como a Microsoft optou pela máxima segurança no Windows 11, segurança essa baseada não só em software como em Hardware, como do requisito do TPM 2.0, logo o i7 6700 (6ª geração) aqui em questão não é (normalmente) suportado.
        Os requisitos mínimo de velocidade para CPU é de 1GHZ, como é sabido e isso induz em erro muita gente pois têm CPU de velocidade superior, o que torna estranho o seu não ser suportado…não só é requisito 1GHZ mínimo, como ser da 8ª geração (INTEL), certos modelos do CELERON e dos AMD ( todos fabrico mais recente com a tal falha corrigida ). Resumindo, dando a volta ao requisitos mínimos, dá para instalar com CPUs não compatíveis, o único senão é ser vulnerável a quem aproveita a tal falha para “atacar” a máquina.

    • Pe@ce says:

      Moral da história: na grande maioria dos casos não vale a pena gastar dinheiro em topos de gama.

    • Cidadão Anónimo says:

      Tenho a correr num PC com um i3 da mesma geração que o teu, só falhava no CPU. A própria MSFT diz como resolver, só exige o TPM 1.2.
      https://support.microsoft.com/en-us/windows/ways-to-install-windows-11-e0edbbfb-cfc5-4011-868b-2ce77ac7c70e

    • k says:

      Ou não.
      Estás a assumir erradamente que eles retiraram suporte a processadores mais antigos por causa da performance. Tem zero a ver com a performance e mais com o facto de não possuírem a tecnologia necessária para os novos padrões de segurança e fiabilidades que eles implementam, tornando-os, obviamente, incompatíveis.

      Dito isso, se te estiveres a marimbar para isso, o que mais há é maneira de instalares o w11 em sistemas antigos muito facilmente. Tenho a correr num i7-4790 com 32Gb de ram que uso no trabalho. Também estamos fartos de instalar em todo o tipo de sistemas, mais modestos e mais potentes, sem qualquer problema.

      Se realmente queres o w11, só não instalas porque não queres. Não vais ter as últimas em segurança porque é fisicamente impossível com o teu sistema, mas o resto funciona sem problema.

      Ou então fica no w10, que ainda vai ter suporte até 2025.

      • Pedro says:

        Ora aí está, deles retirarem o apoio ao Windows 10, todos os utilizadores devem meter uma Ação, conjunta ou individual, à Microsoft.
        Pelo motivo de que a Microsoft afirmou que o Windows 10 era o último sistema operativo da Microsoft, e que este iria sofrer atualizações, mas nanter-se-ia como Windows 10!
        Lea pensam que são todos parvos, até talvez em Portugal, mas em outros países eles não deixam, e a justiça não brinca, como aqui.
        Pensem nisto e, 2025 está mesmo aí…

        • k says:

          Passaste completamente ao lado do ponto da questão, mas ok, vamos por aí agora.

          Eles são livres de mudar de ideias e fazer o que quiserem com o produto deles. Tentaram algo e tentaram durante uns respeitáveis 7 anos. Concluiram que não funcionou portanto mudaram o modelo de negócio. Acontece todos os dias em todos os tipos de negócio. Eles não são teus amigos e estão cá para fazer dinheiro.
          E ainda assim,
          – vão suportar o w10 durante 11 anos, o que é bastante tempo;
          – a tua chave do windows 7, 8 ou 10, serve no 11 portanto até é grátis para quem já tenha uma chave dos últimos 12 anos (quando o 7 foi lançado) + os próximos 4, e nem vou falar das chaves a 1€ nos sites manhosos ou dos “ativadores”;
          – que tu não tenhas hardware para executar o sistema operativo com os padrões de segurança que eles estão a exigir actualmente, deles não é problema deles. O resto do mundo não parou no tempo;
          – E ainda tens os meios alternativos de instalar em sistemas não suportados, que são ridiculamente simples, de qualquer maneira. A tua chave não é bloqueada por eles e funciona na mesma.

          Mas não és obrigado a gostar. Se mesmo assim te sentes-te enganado, não lhes compres mais nada e força nisso com a ação. Vai em frente e depois diz-nos como correu.

    • Aster says:

      A propria MS ensina a instalar o W11, não é necessário andar por ai…..tenho um i5 6400 a bombar com instalação direta da MS e com actualizações

  2. Nocode says:

    Vê lá bem isso porque eu tenho um igual e estou a rolar Windows 11

  3. bruno says:

    Caros, tenho um PC com CPU i5 com 12 anos, ja tenho o Win11 instalado a 1 mes, só está e falta uma driver de resto tudo normal. É bem fácil ultrapassar os tais requisitos que se tanto fala.

  4. miró says:

    estar a instalar programas tipo “desenrasca” é só estupido
    voltamos aos tempos antigos ou quê? mas isto é linux onde temos que andar a “caça” de drivers?
    ou dá oficial ou não dá… quando der … se der logo penso nisso

    • Miguel says:

      Exacto, para depois andar com cenas manhosas e erros não se sabe de onde….
      Até pode funcionar, mas não é suportado não me meto nessas coisas, até porque não ganho nada em ter o Win 11

    • Paulo Jaime says:

      Uso Linux Mint 20.2 e não ando à caça de drivers para nada! Vem tudo out-of-the-box! Personalizável em todos os sentidos, estável e seguro! Tenho W10 no portátil, que raramente uso, de resto nas 2 torres uso Linux.

    • Samuel MGor says:

      Mais um que não sabe nada do Linux 🙁

      • Paulo Jaime says:

        Estás a falar do que não sabes porquê? Ou és mais um complicadinho? Tens centenas de distros Linux, qual é a que te baseias? Uso Linux há anos e a realidade mudou muito. Uso Linux Mint muito melhor que uso Windows, qual é a dúvida? Ou precisas que vá a tua casa comprovar o que digo?

        • Samuel MGor says:

          Pq é que estás a mandar vir comigo??? Caso não saibas eu uso Linux há mais de 15 anos e agora estou a usar o Mint UMA mas já tive MX Linux, Linux Lite OS, Puppy Linux, Ubuntu, Knoppix, PC Linux OS e muitas mais. Lá por não perceberes que estava a comentar o miró, a não ser que sejas o miró tb!?

          • Paulo Jaime says:

            Ok, peço desculpa, realmente pensei que estavas a mandar vir comigo. Já vi que usamos a mesma versão do Mint 20.2 UMA. E olha como gosto realmente da interface gráfica do W10 e 11 apliquei os themes e ficou ok! Por outro lado só para testar o W11 usando uma dica acima com o Rufus, fiz pen de instalação com a isoW11, instalei, actualizou, activou…mas som népia!!! Já rodei por todo o lado, instalei drivers da Realtek HD Audio para W11 ( dizem eles ) e nada! Bem faz parte do vício e da curiosidade. W11 no essencial para o utilizador comum só mudou a interface que aliás existem toneladas delas para Linux. E de entrada funciona sempre tudo, impressoras e aceita qualquer hardware, mesmo que antigo. W11 só para pôr incautos a gastar dinheiro em pcs novos! Mais uma vez desculpa lá. Se morasse ao pé de ti bebíamos um copo.

          • Samuel MGor says:

            Vê se tens o Pulseaudio instalado mas vê no Synaptic pois mostra tudo o que está instalado.

          • Samuel MGor says:

            Para o W11 os drivers da realtek são uma anedota mas no meu entender pode ser algo no W11 que não está ligado.

          • Paulo Jaime says:

            Samuel eu não tenho problema de som no Mint. Tenho o Pulse Audio, O Pulseeffects equalizador e o Pavucontrol. Funciona tudo ok. O W11 é que népia de som e não está nada desligado no W11. Saídas só reconhece as digitais S/PDIF. Saídas de altifalantes que é onde vou buscar saída para o amplificador da aparelhagem, népia. Acho queé o sistema que não reconhece o som da Board Asus. No W10 funciona tudo. Mas como disse não vale a pena. Eu gosto muito mais do Mint, mas quem gosta do Windows melhor ficarem pelo 10…até 2025 e depois logo se vê. Pode até aparecer uma distro Linux de arrasar e exorcisamos o Windows de vez!

  5. sayWhat says:

    Windows => Simply the best

  6. Pedro says:

    Tenho um Toshiba Kira 107 e instalei o Windows 11. Usei um método que contorna os requisitos do TPM e do processador.
    Traabalhou sempre bem e, até fez atualizações, mas depois de atualizar um controlador da realtek começou a ter um ecrã preto (na versão Windows 11 o ecran não é BSOD) e não é fácil desintalar o dito controlador.
    Mas depois dessa dificuldade, veio uma atualização que não mais atualizou, nem dava para ignorar. Mas o pior que tudo, é que era uma atualização de uma nova build. Ficar no Windows 11, foi só para experimentar.
    Agora voltei ao 10, é bem mais estável.

  7. LarilasOS says:

    Tenho um velhinho i5 de terceira geração a funcar com o Windows 11,tudo a funcionar! Só substitui um dll na pasta da instalação do Windows 11 e pronto!

  8. Carlos says:

    Também não era difícil melhorar o menu iniciar, que era uma desgraça com metade do espaço ocupado pela secção “Recomendações”.

  9. Tecnical says:

    “Recomendações”… hahaha

  10. GyBla says:

    Depois de testar e trabalhar no windows 11, acabo por não ver grande vantagem em relação ao windows 10, numa utilização dita “normal” – internet, office, produtividade, jogos (mas uso pouco). A inferface á mais apelativa mas menos funcional e não justifica comprar uma máquina nova ou andar com esses “truques ” para instalar o software em máquinas “não suportadas”. O windows 10 vai ter suporte por mais uns anos e não é seguro que estas instalações marteladas vão receber as actualizações de segurança. Quem quiser pode mudar a UI do 10 para ficar exatamente igual à do 11. Mais tarde, quando for necessário fazer um upgrade então compra-se hardware compatível.

  11. AE says:

    Onde é que meteram a opção zero recomendação no menu iniciar???? que isso é que realmente interessa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.