Quantcast
PplWare Mobile

Microsoft começou a limpar o Windows 10 e agora vai remover o 3D

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. João says:

    Gostava era que o Paint tivesse atalhos para as ferramentas, mas não me parece que alguma vez vá acontecer.

  2. Cleomar Silva says:

    Na minha opinião, o Windows 10 deveria vir só com Windows Store, e estas apps como opcionais para quem quiser instalar.

    • Tiago Ferreira says:

      Pois isso é tudo muito bonito de se dizer, mas tu só estás a pensar em ti que “tens um grande à vontade” com ambiente Windows, mas existem pessoas que não sabem manusear ou instalar apps ou configurá-las e quando fossem comprar um computador a uma loja se não tivessem apps instaladas, quem é que as instalaria? O vendedor? Ou o cliente teria que pagar mais um acréscimo de um valor pela sua instalação? É mais fácil e responsável a Microsoft trazer instalado e quem quiser que as desinstale. É certo que nem todas as apps dão para remover, mas o que talvez concorde é que a Microsoft poderia alargar o número de apps a ser desinstaladas e ai sim, quem tem um alargado conhecimento Windows pudesse desinstalar as apps quase todas de forma simples e rápida.

    • Há Cada Gajo says:

      Tens toda a razão.

    • PGomes says:

      X2. A quantidade de bloatware que o Windows instala sozinho é abismal. Ainda por cima tem várias apps, que é difícil ou impossível remover.
      Como dizes e bem, o Windows devia vir limpo e depois o utilizador instala o que precisa.

    • Cleomar says:

      Tranquilo Tiago, na maioria das vezes as apps que vem junto com o Windows em especial aqueles que vem instalado nos novos pc’s, os “usuários” não tem noção para que server, porque a maioria só quer usar um office, navegar e coisas simples, os mais conhecedores já formatam e remove tudo que vem de “fábrica”, mas também respeito sua opinião.

  3. Donadel says:

    Em relação ao Paint, se a Microsoft investisse no Paint o que investiu nas apps 3D, é que era de valor… O Paint com um upgrade em algumas áreas, era suficiente para 90% dos utilizadores. Apenas pessoal dedicado na área do design ia atrás dos programas dedicados.

  4. Joaquim Mateus says:

    Gostava que o Paint tivesse mais “memória”. Didico muito do meu tempo a reconstruir e desenhar pautas de musica e é frustrante estar constantemente a desligar e apresentar a mensagem “memória ou recursos insuficientes”.

    • FilipeB says:

      Joaquim, os programas não têm “memória”. Usam a existente no computador.
      Esse erro é provavelmente falta de memória RAM ou falta de espaço em disco do computador.

  5. j says:

    Empresa lixo que destrói discos externos.

  6. Mário says:

    O Windows deveria manter o Paint ou substituí-lo por outro, como por exemplo, algo tão completo como o GIMP (para tratamento de fotos) ou o Inkscape (para desenho vetorial), e não apenas um programa tão pobre como o Paint 3D (que poderia ser algo como o Blender). Deveria também arranjar uma alternativa credível para a edição de vídeo (que muito necessita) e de streaming (Xsplit) que se encontra cada vez mais utilizado nas camadas mais jovens. O atual editor de vídeo é mau que se farta. Nesses programas poderiam vir com duas opções, modo básico (simplificado e com as ferramentas principais) e modo avançado (com todas as ferramentas desbloqueadas). Assim serviam para todas as pessoas e necessidades.
    Resumindo, esses programas estão tão ultrapassados por outras soluções freeware que acabam por não serem utilizadas pelos utilizados do SO da Microsoft. Fica aqui a ideia …

    • Peace says:

      Tens de perceber uma coisa, se o Windows trouxer essas ferramentas, é acusado de monopólio e abuso de posição dominante e enfrenta pesadas multas dos reguladores como já aconteceu no passado com o Internet Explorer. E depois ainda se queixam que trás lixo e aplicações que não servem para nada. Se não tiver vocês queixam-se que não trás mas podem instalar o software que precisam externamente.

  7. powerverde says:

    As ideias mais simples são muitas vezes as melhores. Deixem o paint e o notepad em paz, são simples mas eficazes. Quem quer mias, procura outra coisas.

  8. Nuno says:

    Bom, mas Bon era os utilizadores do Surface RT e 2 tirem direito ao windows 10, fomos enganados e deixados ao abandono. Vergonha

    • meh says:

      Esse equipamento foi uma enorme desilusão e falhanco da MS… Comprei o RT que na altura ainda tinha o W8 normal e para pouco servia do que para ir a net, ler emails, ver pdfs e usar o word. Aplicacoes como o Google Chrome, Firefox, Edge, Brave ect nao podiam ser instaladas. Qualquer aplicacao que nao estivesse na vergonhosa e mediocre loja do windows 8 nao podia ser instalada…

      As atualizacoes raras que teve nada adicionaram e tornaram-no mais lento.

      Hoje serve-me de pisa papeis. Um equipamento bonito, elegante e prático para a altura que atualmente serve de “moldura digital”, se o seu processador ainda aguentar ler ficheiros jpeg MUAHAHAHA

  9. meh says:

    Adicionaram dezenas, senao centenas, de bloatware ao W10 e agoa removem umas 2-3 apps que uma % infima dos utilizadores usam. Nao fazem mais do que a sua obrigacao remover esse lixo dos sistemas “Home”. Home user nao precisa de um windows carregado, lento e exigente que gaste mais bateria com processos desnecessários. E quem precisar dessas mesmas ferramentas mesmo assim é livre de fazer o download delas atraves da loja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.