PplWare Mobile

Transforme o seu Ubuntu num simples router


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Joao Araujo says:

    Boa ideia, mas … qual é a vantagem ? Gastar 300W/h de energia?. Um router barato gasta uns 5W … Se estiverem ligados 24h/dia … 300x24x365 … contas feitas dá cerca de 500 euros por ano 🙂 … vou pelo router comercial por hardware 🙂

    • Pedro Pinto says:

      Se fores por essa ordem de ideias, compras tudo 🙂 Claro que nao estamos a falar de ter isto em casa..via meter um router doméstico numa rede 20 ou 30 utilizadores 😀

      • Joao Araujo says:

        Ok, reconheço que quando passei os olhos pelo artigo pensei em mim e logo numa rede doméstica com 4 a 10 utilizadores (pelo que não encontrei qualquer interesse na proposta).

        Gostaria, ainda assim, de ver estudos sobre os custos energéticos das diferentes opções possíveis. Algo que o PPlware poderia ajudar lançando discussões sobre o assunto.

        Tenho 3 medidores de consumo e 1 geral. A troca de uma TV CRT por LCD foi paga em 1 ano. Já só tenho 1 computador fixo em casa (um dos filhos gosta de jogos). Após algumas políticas ecológicas, em 3 anos, baixei a fatura EDP de 260 para 170 euros/mês (total de uma habitação de 4 pessoas não considerando o aumento do preço do KWh)

        Já dei aulas em salas de informática com 16 computadores (no verão não se aguenta com o calor … no inverno até que não é mau … mas esse calor é certamente fatura energética)

        Bem, proponho que se lance uma discussão sobre o assunto, hoje há medidores de consumo bem baratos, e seria uma medalha ecológica para o PPlware 🙂

    • lmx says:

      mas isso é para uso domestico…

      mete la uma coisa de 5 watts a bombar numa rede domestica…e secalhar ainda a servir dns e dhcp…hehehe isso não aguenta 😀

      Pedro…o vicio em CentOS é grande 😀 ?!

      “/etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth0”
      “/etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth1”

      cmps

  2. paulosousa says:

    Tenho uma coisa dessas a funcionar numa escola de 2 e 3 ciclos , serve para dividir a rede da área administrativa da área escolar .. Tem 4 placas de rede, uma para internet, uma placa para área administrativa, outra para área escolar e ainda uma para acesso a uma vpn

  3. edgar says:

    Ca em casa mora um router raspberry pi e o consumo e inferior a 5 W. 🙂

  4. David says:

    É uma boa solução para uma pequena rede ou até para uma rede doméstica onde haja a necessidade de ter um computador sempre ligado por qualquer motivo. As IPTables são uma ferramenta muito poderosa e permite fazer muita coisa (se não quase tudo). Para além disto, existem serviços que se podem colocar numa maquina destas que não existem num router “normal”. Para além do Ubuntu, existem outras distribuiçoes (por exemplo a Zentyal) que é mais simples de usar e configurar para este tipo de aplicacções.

    Em relação ao problema especifico de ter um servidor deste tipo ligado em ambiente domestico em regime 24h/7, eu tenho um casa com algumas utilidades e desenvolvi uma solução em que o servidor só liga quando outros computadores estão ligados na rede, caso contrário está desligado. Reduz bastante o desperdicio de energia e é “effortless” para o utilizador.

  5. Mario says:

    Boas, alguem sabe +/- quanto gastará ter um pc com ubuntu server ligado 24/7? fonte de 350W, core duo 1.6ghz.

    cumprimentos.

  6. André Pires says:

    Ficará algo semelhante a um microTik… mas numa caixa maior (e, como já disseram, com mais consumo). Isto porque os SOs embutidos nos microTiks são linuxs alterados. Ah! E será, espero eu, bem melhor que os microTiks!

  7. Hugo says:

    Mikrotik e o resto é conversa e desperdicio de energia

  8. lumitoro says:

    @Pedro Pinto
    Obrigado por mais um contributo educativo no pplw,

  9. Cruz says:

    Que ideia mais demagogica.

  10. sebastiao says:

    Só acrescentar que se pode fazer isto desde 1995 .

  11. Jorge Santos says:

    Acho que vale pela ideia, para se ficar com mais uma possibilidade para desenrascar qualquer coisa urgente sem outros meis ao dispor, mas acho que nao passar disso seja pra quem for.. ate pro tal “amigo” do pedro que lhe ajuda…lol

  12. Lm says:

    Uma fonte de 350W nao consome 350W.
    Pode utilizar NO MAXIMO 350W.

  13. João Guerreiro says:

    easyhotspot.inov.asia tem um iso com o ubuntu 9 totalmente configurado para hotspot acho que funciona dentro da mesma coisa é só queimar o cd e instalar o SO e ligar os cabos de rede mt bom mesmo

  14. Sergio Pereira says:

    Por favor testem o endian firewaLL Community com squid e iptables. Para mim o melhor router / proxy. Melhor mesmo que algumas soluçoes pagas e este é free. Tenho a trabalhar no meu trabalho à anos. Deem a vossa opiniao depois de testarem

  15. Ninja.pt says:

    Olá e Parabens Pedro pelo pelo artigo, eu tb sou fan redhat / centos (como podem ver pelo meu site)

    a minha contribuiçao para este artigo, tanto quanto sei, este comando nao “resiste” um reboot:
    sudo echo 1 > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward

    isto foi uma regra que aprendi, para quem quer tirar a certificação, qualquer alteração que façam no sistema, tem de “sobreviver” a um reboot

    entao (corrijam-me se estive errado), esta alteração deve ser feita aqui:

    /etc/sysctl.conf

    (para ubuntu deve ser um pouco diferente…)

  16. moedinha says:

    O ideal era arranjar um mini pc qualquer barato e com baixo consumo para isto.

  17. Felipe Pereira Arantes says:

    Olá Pedro, bom dia.

    Muito interessante sua solução e sua explicação. Queria saber se é possível usa-la e como configura-la, no seguinte cenário: Ao invés de ter um SWITCH, você ter um ROTEADOR, conectado entre o gateway, em uma rede de transporte, por exemplo, 172.16.20.0/30, e as maquinas clientes forem de diversas redes diferentes, como por exemplo: “PPINTO” – 192.168.0.0/24, “PPLWARE” – 192.168.1.0/24, “MARISA” – 192.168.2.0/24. Nesse caso, todas as redes comunicam-se entre si (ROTEADOR já esta configurado), mas elas devem passar pelo gateway UBUNTU e acessar a internet. Muito obrigado pela atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.