PplWare Mobile

A instalação de atualizações no Windows 10 vai ser mais rápida


Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

32 Respostas

  1. David Ramos says:

    Comecem é a reduzir o tamanho dos updates. Isto não vai trazer nenhum ganho no mundo empresarial

    • poiou says:

      O Windows 10 supostamente não tem uma funcionalidade em que um pc descarrega os updates, instala-os em si mesmo e é capaz de os retransmitir para outros pcs da rede?

      • Hugo Gomes says:

        Pois tem mas uma update de 2 gigas que tiras para o teu pc se for tirar essaesma update para outro pc ela vai ter sempre 2 gigas nao vai ter 1 giga

      • k says:

        Tem mas isso não aborda o problema. Descarregar os updates neste momento não incomoda (quase) ninguém, são feitos em segundo plano e quase nem se nota. Mas quando ele se reinicia e tem que instalar uns Gb de updates que podem demorar umas horas a acabar (principalmente se precisas MESMO do pc), isso chateia bastante.

        Por acaso estava a falar no outro dia com povo do IT de outras empresas (numa convenção de um software que nos é comum) e essa função veio à conversa. Foi unânime que todos eles desligam essa a opção do envio dos updates entre pcs da rede. Ainda pior se a opção activada for a de envio para a rede E internet. Todos eles disseram que num ponto ou outro já viram prejudicar o desempenho da rede e então optaram por desligar.

    • met says:

      Para mim é uma das piores características do Windows. Updates opacos, lentos e que precisam de para o teu pc. Qualquer distribuição de Linux faz isso melhor, já vi instalações completas de Linux incluindo atualizações, serem mais rápidas que um update do Windows.

      • Hugo Gomes says:

        Isso depende da,máquina tenho 1 4790k com 32 gigas de ram e um ssd evo de 1 tera leva é tempo no donwload das comulstivas porque mo resto é menos de 1 minutos a tirar e instalar. O linux no meu abria em que 2 segundos?

      • Hugo Gomes says:

        A primeira versão do 10 eva segunda tudo bem agora cada vez ta mais pesado mais lento mas ainda vao afiar isso em alguma grande actualizaçao. É quando deixarem de inventar grandes updates la para 2020 acabou. Pois ai já tem de trabalhar noutro s.o e o 10 leva so updates cumulativas e software malicioso e mais nada

  2. TeArs says:

    Se for para melhorar , o “mundo empresarial” fica em 2º lugar .. lolololol

  3. João Silva says:

    Mas coisas básicas como a importação de certificados continua a ser uma mentira!
    Quando é que corrigem a porcaria do Alt+Tab? Quando se minimiza uma janela é por que se quer enviar essa janela para o fim da lista e não para o primeiro lugar.

    • TechMan99 says:

      «Quando é que corrigem a porcaria do Alt+Tab? Quando se minimiza uma janela é por que se quer enviar essa janela para o fim da lista e não para o primeiro lugar.»

      No Windows, quando se “minimiza uma janela” ela remete-se à barra de tarefas, é só isso.
      Quanto à ordem das aplicações, a aplicação que está no fim da lista é a aplicação cuja janela foi usada há mais tempo.

      É difícil…

  4. Vitor says:

    Certamente que esses 82 minutos para fazer uma atualização devem ser uma média a nível mundial.Digo isso porque eu tenho a Windows 10 com todas as atualizações em dia e NUNCA me aconteceu demorar nem metade desse tempo a instalar seja que atualização fosse. Se for o caso é normal…as velocidades de conexão variam de região para região no mesmo País.Quanto mais de País para País…

    • cmariano says:

      Vitor, está-se a falar de Feature Updates e não de Cumulative Updates. Os 82 minutos na média dependem sempre de outros fatores como velocidades das ligações, se o equipamento tem um disco ou um SSD, etc.

  5. Rui says:

    É a maior falha da Microsoft! Criar actualizações gigantescas e que têem vida própria: são vários os clientes que chegam a alturas críticas, como fazerem uma apresentação ou até um caso de que o cliente era DJ e queria começar a passar as músicas e……. o windows arranca directamente para a actualização e ficam os clientes parvos a olharem meias horas, horas para aquilo a avançar…….
    Aquilo que costumo fazer é activar uma opção para só actualizar automaticamente passados 35 dias (se o cliente não o fizer manualmente) e aviso os clientes que devem actualizar o pc de semana a semana quando der jeito! Desta forma não ficam impedidos de trabalhar numa emergência!!!!!

    • pedro borges says:

      Também existe outra ainda mais interessante que é ir aos serviços e dar kill no windows update….

    • Miguel says:

      Essa questão de precisar trabalhar numa emergência e o pc fazer uma atualização ali mesmo já me aconteceu. Há alguma forma de prevenir isso de forma controlada? De resto não me importo que um sistema operativo demore algum tempo a atualizar. É um software crucial e importante e prefiro que esteja atualizado. Prefiro é poder controlar quando se houver um trabalho urgente na altura.

      • Cortano says:

        Sim, estipula o horário para o PC trabalhar nas atualizações.
        Os updates atualmente funcionam assim:
        Download > Instalação > Reboot
        É na parte do reboot que se tivermos estipulado um horário fora da hora de trabalho, não terás problemas.

    • Cortano says:

      Se o PC atualizou durante a hora de expediente, a culpa é do utilizador que não configurou as horas de atualização para um horário em que ninguém está a usar o PC.

    • cmariano says:

      Não se deve atribuir à malicia o que se justifica facilmente com incompetência. Se forem PC empresariais as atualizações devem ser geridos por SCCM, se forem pessoais devem ativar as opções das horas de atividade.

  6. jorge Cardoso says:

    Era bom que as atualizações android fossem rapidas
    a tecnologia de hoje em dia ainda está muito lenta

  7. Mc says:

    80 min? Devem ser maquinas a carvão

  8. Dandan says:

    Já estava na hora, Linux e BSD estão a 20 anos no mercado e sempre atualizaram rapidamente. Não sei porque a MIcrosoft não copiou essa qualidade, garanto que estaria hoje com mais usuários! Detalhes pequenos que fazem toda diferença.
    Algumas pessoas dizem que essa demora toda pra instalar uma mísera atualização deve-se pelo fato da Microsoft está tirando (enquanto atualizado) dados do seu computador e upando pros servers deles. Não tenho como provar, mas quando usava o Windows e instalei programas como ShutUp10 e Spybot-Anti-Beacon as atualizações tornaram-se mais rápidas, coincidência?
    De qualquer forma, além da demora excessiva pra atualizar o sistema ainda tem-se que ficar reiniciando o computador por qualquer coisa. No Linux só acontece isso em instalações de alto padrão, por exemplo: atualização de kernel, instalação de drivers, atualização muito grande do sistema (muitos arquivos atualizados) e você não é obrigado a reiniciar logo de cara. O sistema não fica insistindo pra você reiniciar e nem inicia a forma se você ficar ocioso. Por isso que eu gosto do Linux, ele deixa você mandar no seu PC de forma mais liberal. No Windows o sistema muda as configurações sem sua vontade, eu por exemplo desabilitava a função VPN e ele ia e ligava após eu sair da página de config. dela. Uma lástima!

    • Cortano says:

      “No Linux só acontece isso em instalações de alto padrão, por exemplo: atualização de kernel, instalação de drivers, atualização muito grande do sistema (muitos arquivos atualizados) e você não é obrigado a reiniciar logo de cara”

      Há quanto tempo não usas Windows? É que isso que descreves é basicamente as necessidades que o Windows pede para reiniciar.
      Também não tens de reiniciar o PC quando termina o processo de instalação do Windows. Podes optar para reiniciar mais tarde.
      Apesar de aparecer um Pop-up a dizer que precisa de reiniciar para terminar a instalação, não tens de o fazer – tal como acontece em muitas distros Linux.
      No Windows podes definir o intervalo das horas de inactividade e que pode ser usado para o PC atualizar.

      Já agora, excluindo o tempo de download e instalação em background (que passa completamenta despercebida ao utilizador), no meu PC geralmente o tempo do processo de instalação real, em que temos de reiniciar e esperar, não passa geralmente os 5 minutos – PC com SSD e CPU das ultimas gerações.

      • Dandan says:

        “Há quanto tempo não usas Windows? É que isso que descreves é basicamente as necessidades que o Windows pede para reiniciar.”

        A última vez que usei Windows, foi a versão 10, Fall Creators, apenas pra confirmar algumas coisas das quais tinha duvidas.
        Ou seja, não faz tanto tempo assim e esses problemas foram relatados nessa última versão.

        “Também não tens de reiniciar o PC quando termina o processo de instalação do Windows. Podes optar para reiniciar mais tarde.”

        No Linux também. Mas só o tempo fica instalando o Windows 10 e pedindo um monte de informação pessoal, além de reiniciar várias vezes durante a instalação. Depois de tudo terminar muito provavelmente você terá que reiniciar de novo, já que o Windows 10 começa a baixar loucamente várias atualizações se estiver conectado a internet, inclusive baixar drivers (não todos, pois alguns terás de ir no site do fabricante pra encontrar). No Linux não tem dessa.

        “Apesar de aparecer um Pop-up a dizer que precisa de reiniciar para terminar a instalação, não tens de o fazer – tal como acontece em muitas distros Linux.”

        Sim, hoje. Mas antes ele reiniciava o sistema a força, se você ficasse ocioso. Ou seja, se tivesse algo importante, você poderia perder tudo. Mas depois de muitas reclamação a Microsoft parece que mudou isso. Ainda bem, não? No Linux, ele pode até avisar que você precisa reiniciar para “certas” atualizações, mas você pode ficar ocioso quanto tempo quiser que ele não irá reiniciar a força pra completar as atualizações. E quando o computador com Linux é reiniciado, não demora nada. Já reinicia direto com as atualizações inclusas, já no Windows 10 Fall Creators ficava aquela tela azul com a percentagem dizendo que está a atualizar o computador. E demorava bastante dependendo da atualização. Microsoft não aprende nunca.

        “No Windows podes definir o intervalo das horas de inactividade e que pode ser usado para o PC atualizar.”
        Como disse anteriormente, hoje. Pois antigamente não tinha isso. A Microsoft só incluiu isso por causa do número alto de reclamações. O sistema reiniciava sozinho sem mais nem menos.

        “Já agora, excluindo o tempo de download e instalação em background (que passa completamenta despercebida ao utilizador), no meu PC geralmente o tempo do processo de instalação real, em que temos de reiniciar e esperar, não passa geralmente os 5 minutos – PC com SSD e CPU das ultimas gerações.”
        Sim, mas no Linux é em media mais rápido e você não precisar ficar esperando quando reinicia aquela tela azul com a percentagem de atualização. É direto! Mesmo em um PC antigo.

    • cmariano says:

      Se não tens como provar, então não faças afirmações despropositadas! Mania!

      • Dandan says:

        Farei sim, pois saco tenha alguém que possa provar por ter mais conhecimento, ficará aqui minha indagação.

        • Dandan says:

          Farei sim, pois caso tenha alguém que possa provar por ter mais conhecimento, ficará aqui minha indagação.

          • cmariano says:

            DumDum, estás a precisar de um banho de realidade.

            Até podia ensinar-te algumas coisas sobre este e outros temas do Windows 10, que deitariam por terra essa tua teoria da invasão de privacidade e afins.

            Mas como tenho coisas mais importantes para fazer do que alimentar o teu pobre EGO, não o vou fazer.

            Mas deixo-te uma dica, vai ler um artigo escrito por um especialista de segurança da Google sobre a telemetria do Windows 10 e que dados são recolhidos.

            Se tiveres dificuldade em perceber inglês, vai ao site do teu conterrâneo Aurélio Baboo e vê alguns vídeos dele sobre o assunto.

            Pode ser que dessa maneira a tua visão mude para a realidade, não a cega típica dos techmanjas que usam *ix

          • Dandan says:

            Não preciso de nada disso, bastei ler os termos e condições (coisa que ninguém faz, inclusive você) e discordar deles.
            Simples, não?
            Quanto a falta de privacidade no Windows, isso é algo que nem deveria ser discutido, pois todos sabemos que tudo o que é feito é enviado diretamente a Microsoft. Leia os termos, leia o que está escrito durante a instalação do Windows. Não tenha preguiça, pare para ler, não vai doer. Por mais que você tente burlar o próprio sistema, instalando programas que teoricamente removem isso ou indo no registro e editar tudo, como é um sistema proprietário você nunca vai ter 100% de certeza do que está por baixo dos panos, então tudo que você fizer será em vão, basta haver uma nova atualização que tudo será reinstalado e re-modificado novamente. Quem se preocupa com privacidade e quer ter maior controle da sua máquina. Linux, BSD e até Haiku são boas alternativas, não te forçam a nada.

  9. Hefesto,o Grande says:

    Posso confirmar plenamente a veracidade desta notícia.Ainda agora o meu PC actualizou para a nova Build/Compilação 17627(versão Skip Ahead),do programa Windows Insider(relativo ao sistema operacional Windows 10 da Microsoft),em cerca de 18 minutos,quando anteriormente o fazia em muito mais tempo.Bem fixe. 🙂

    • cmariano says:

      Numa máquina de 2012, o offline demorou apenas 32 minutos. Nada mau para uma máquina com hardware muito simples.

      Kudos Microsoft por estas melhorias.

  10. Rafael says:

    É só a Microsoft implementar o BSDIFF.

  11. informado says:

    Linux actualiza em tipo máximo dos máximos 2 a 3 minutos no meu caso …O Windows há-de sempre ser assim .. Aquilo vai arrastar sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.