PplWare Mobile

Microsoft pode revolucionar interfaces com tecnologia pré-toque


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Limbus says:

    “posição dos seus dados”

  2. Filipe Coelho says:

    Lá está a Microsoft a querer saber tudo de nós! Agora até a posição dos dedos vão guardar e vender à NSA, nem sequer posso meter os dedos no cutovelo sem eles saberem!!!!

    Desculpem, não consegui resistir (*trolling*) xD

  3. Paulo says:

    Podem fazer tudo…

    http://www.zdnet.com/article/microsoft-surface-hub-chief-holoportation-researchers-leave-to-form-stealth-startup/

    Até podem que os próprios funcionários do Surface se ponham a andar fora da empresa!

  4. NeoK says:

    Mais uma notícia para os haters comentarem, eheh. Se fosse a Apple a desenvolver era uma maravilha tecnológica.

  5. Paulo Martins says:

    Eu adorei o conceito, já tinha visto esta apresentação à algumas semanas, isto não irá reviver a linha Lumia, mas é algo que certamente iremos ver em vários telemóveis num futuro próximo e será mais uma fonte de receita para a MS por causa da patente…

    • flavio says:

      O pior é que existem rumores de que isto já existe há pelo menos 3 anos, sendo o equivalente ao 3D touch, mas em vez de lançarem isto com os lumias, arrumaram para dentro da gaveta. Devem-se ter entretanto lembrado

    • Artur says:

      Apresentação? Este era um protótipo de um smartphone chamado internamente como McLaren e era suposto ter sido lançado em 2014.

    • Antwin says:

      não estou a ver grandes receitas para a Microsoft, o hardware e muitos dos princípios de pré-toque já existem há algum tempo, a inovação aqui está nos tipos de interface aproveitando essa tecnologia, alguns deles aparentando ser bastante funcionais e intuitivos.

      • Alguem says:

        (que eu saiba) Não há nenhum telemóvel no mercado com tecnologia similar. E as receitas vêm de permitir que outras marcas usem a tecnologia em troca de dinheiro… A Microsoft recebe cerca de 5€ a 15€ por cada smartphone vendido, seja Android ou iPhone, precisamente por causa das patentes….

        • Antwin says:

          primeiro, se prestares atenção ao video verificarás que é dito que o hardware já existia e não é da Microsoft e que tecnologia pré-toque já tinha sido abordada por outros. Assim sendo só algumas coisas muito específicas do que foi apresentado é que a Microsoft pode patentear.
          A Samsung já tinha usado este género de tecnologia nos seus telemóveis com o Air View, com hardware da Synaptics. O interface criado é que era mau pois a intenção era as pessoas interagirem sem ter que tocar, o que é péssimo em termos de ergonomia, memória mecânica e feedback.
          Não me parece que a Microsoft receba alguma coisa do iPhone, ela tem um acordo de troca mútua de licenças de patentes com a Apple.

          • Artur says:

            Enganas-te. Isto era um projeto que a Microsoft herdou da Nokia, de um smartphone que era suporto ter sido lançado em 2014, internamente chamado McLaren.

          • Antwin says:

            engano-me? viste sequer o video onde é dito muito claramente de quem é a tecnologia?

  6. Manuel Martins says:

    “Depois da Apple ter mostrado o 3D Touch e as suas possibilidades” não foi a apple a primeira

  7. LuisFA says:

    Muito interessante. No entanto a Microsoft tem tanto para fazer no”toque’, que mais valia concentrar-se nele do que andar a”inventar”…. É que a Microsoft ainda nem aparece no “radar” do mobile ao nível do IOS ou Android. E a concorrência teria a ganhar com mais um player…

  8. Artur says:

    Esta tecnologia é muito mais antiga do que o artigo dá a entender (o McLaren era suposto ter sido lançado em 2014). Isto não foi feito agora em resposta ao 3D touch, foi bastante antes disso.

  9. Ricardo Pontes says:

    A Samsung já não tem isto há anos?

    • Antwin says:

      sim, sendo tecnologia da Synaptics, mas aqui o interface parece estar muito mais bem pensado para o tipo de tecnologia que é.

      • pfbatista says:

        Sim, a samsung já tem algo deste género implementado há vários anos, é o conceito “Vista aérea”.

        é ligeiramente diferente, mas funciona muito bem, mostra info adicional ao pairar o dedo sobre qualquer zona do ecra, (preview de fotos, no leitor de video mostra um preview do momento onde o dedo paira, calendario mostra toda a info do dia quando se coloca o dedo sobre esse dia, etc)

  10. Portimão says:

    A Microsoft mostra tudo e apresenta tudo, depois pôr em pratica está quieto.
    Antes da Apple sonhar em introduzir o 3D Touch nos seus gadgets já andavam aí leaks de informações do McLauren com 3D Touch, e prints das tiles a fazer um efeito “explosão” a mostrar informação ao premir o ecrã com mais força, mas claro que foi um projeto cancelado. A Apple (propositadamente ou não) um tempo mais tarde lançou o Apple Watch com o 3D Touch.

    A Microsoft anda sempre cheia de ideias e projetos, mas depois tudo não passa do papel ou de prototipos que acabam por não ver a luz do dia. O mesmo vai acontecer com esta tecnologia pré toque. Esperem para ver.

    É por estas e por outras que deixei de usar Windows Phone. Conceitos brutais, mas depois sai tudo furado.

    • Portimão says:

      Foi assim com o Windows 10 Mobile. Atrasaram tanto, adiaram datas e ainda hoje é preciso fazer reset para tudo. A Microsoft tem o dom de estragar o seu próprio software.
      O Windows Phone estava a vender cada vez mais, depois começaram a desinteressar-se e a adiarem o lançamento da grande atualização e de novo hardware e os consumidores fartaram-se.
      Hoje os Lumias deixaram de ser produzidos e o cenário não podia estar pior, com menos de 1% de quota de mercado.
      Só de pensar que este sistema operativo chegou a ultrapassar o iOS em cerca de 24 países, com o Brasil, França e Índia incluidos…

      O erro foi a Nokia ter vendido a secção mobile à Microsoft e o Balmer ter deixado a empresa.
      A Nokia fazia imensa publicidade aos seus produtos e ao sistema, coisa que a Microsoft nunca fez e o Balmer acreditava realmente no Windows Phone e fazia de tudo para que este tivesse cada vez mais utilizadores, coisa que o Satya Nadella não faz e está-se a borrifar para o Windows Phone e para quem o usa.

    • Antwin says:

      o 3D Touch do McLaren não tinha nada a ver com medição de força no ecrã. Só o nome é que é o mesmo que o usado pela Apple, o género de tecnologia do McLaren era outro, semelhante ao que é mostrado aqui.
      O Windows Phone até pode ter ultrapassado o iOS nalguns países momentaneamente mas as vendas globais estiveram sempre muito longe do iOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.