PplWare Mobile

A Microsoft quer recolher (discretamente) mais dados dos utilizadores através do Office


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Ze says:

    Surveillance Capitalism. O modelo de negócio da era digital, altamente lucrativo como mostram os biliões da Google e Facebook.

  2. Diogo Rodrigues says:

    Estou bem com o Office 2010

  3. Samuel says:

    Mais um exemplo de espionagem empresarial e de vigilância do povo. Mais um prego no caixão da microsoft.

  4. Consultor IT says:

    Eu desaconselho os meus clientes a usarem as soluções Office 365, porque estão em desconformidade com o RGPD. É um risco.
    O problema já é bem conhecido e está a ser alvo de inquérito em vários países europeu.

    https://www.politico.eu/article/microsoft-to-update-office-pro-plus-after-dutch-ministry-questions-privacy/

    • David Guerreiro says:

      E até porque sai mais caro. As pessoas só olham para o custo inicial, ao longo de anos o 365 vai sair bem mais caro que o Office de retalho.

      • Carlos says:

        Isso só é verdade se se cumprir escrupulosamente a licença e só se instalar o Office num único PC e não se usar o Office e mais nenhum serviço que o Office 365 tem.

        Isto é, só se se instalar o Office num só PC, como o licenciado, e não se usar nenhuma forma paga de e-mail, backup, alojamento e partilha, seja na cloud ou on-prem, ou seja, se se trabalhar à moda antiga, cada pessoa tem o seu PC com o Office e se quiserem partilhar dados há sempre quem tenha uma pen USB.

        E se ainda há empresas que trabalham assim, bom, depois queixam-se que não conseguem competir…

      • censo says:

        99 euros para 6 pessoas com 1TB cada um de armazenamento no OneDrive. É caro ?

        • fak says:

          não é que seja caro, mas convenhamos, quem é que gasta 1TB de espaço? os que gastam, certamente 90% daquilo que têm lá já pode ser considerado lixo porque já devem ser reliquias que por lá andam tão antigas que até devem ter ganho sentimentos por elas…
          faz-me lembrar o meu irmão e a sua coleção de filmes… ocupa-lhe uma parede inteira e já não lhes pega à anos…

        • Lucia says:

          É caro sim, pois não precisas de OneDrive.

        • mlopes says:

          não é caro, e muito dinheiro e uma fonte de renda vitalícia. para uma boa parte das pequenas e micro empresas (pelo menos estas) as licenças perpétuas compensam de longe.
          para estas empresas é absolutamente desnecessário ter sempre as últimas novidades do office. usam as mesmas funcionalidades há décadas e vão continuar a fazê-lo por mais umas quantas décadas.
          o modelos de licença anual/mensal têm um interesse enorme para um tipo de entidades: as que os vendem! caso assim não fosse não o tentaria impingir de todas as formas possíveis e imaginárias

  5. Carlos says:

    “Está agora num local mais complicado de encontrar, tal como se esperaria para que não sejam alteradas.”

    Ah sim, e onde estão agora, antes desta mudança?

    Só mesmo um fanático é que diria que colocar as definições de privacidade literalmente a dois cliques de distância e num sítio muito mais fácil de encontrar é pior que a forma anterior, onde as difinições de privacidade estão escondidas algures numa coisa chamada “Centro de Confiança”.

  6. Milhais says:

    Ja que estamos a falar de recolha de dados, porque nao o pplware falar da recolha que ele proprio faz, dos parceiros e de quem tem acesso a essa informacao recolhida? Porque falar da recolha de dados comeca a parecer uma batalha de David contra Golias. Porque toda a gente recolhe e vende a nossa informacao na web. E com a Big Data, nao vejo forma de parar, mas sim aumentar, pois temos de alimentar esses algoritmos da Machine Learning.

  7. José Antonio says:

    Isto já vem acontecendo há muito tempo. Deve existir um acordo entre Microsoft e o SNA , com a desculpa de combate ao terrorismo.

  8. censo says:

    Esta questão só existirá se ninguém ler o que lhe aparece pela frente. É tão fácil dizer não como dizer sim. Este artigo serve mais para o click baite do que para outra coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.