Quantcast
PplWare Mobile

Microsoft já vende mais tablets online que a Apple nos EUA

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Marco says:

    ainda este fim de semana na fnac vi uma jovem a comprar um surface. os mais jovens parecem gostar do surface.

    • Diogo says:

      nem sempre os mais jovens 🙂

    • censo says:

      Porque viste uma jovem, tiras logo essa brilhante conclusão.

    • Daniel says:

      Lol. Calma, que generalização! Fazes-me lembrar a notícia do malato: http://imgur.com/0Zi2tfz

    • Rui says:

      no fds da blackfriday comprei um surface 3 e devo dizer que foi devolvido em menos de 24h. Os updates comecaram logo a reinstalar o w10 o que demorou 3horas, nao instalou a driver de som logo fiquei sem som mas a solucao arranjou se, carregamento lento, apps ridiculas ou inexistentes..comprei o ipad pro com os 20% talao (deu para o teclado) e agr sim faco tudo o que preciso (nao é o osx ou windows mas faz tudo o que preciso e funciona logo sem updates ou drivers marados). Resumindo, nao aconselho o surface a ninguem ainda para mais os novos sao carissimos e a bateria dura uma miseria (4-5h e nao os 9 que anunciam)

      • Pedro Almeida says:

        E tu tiraste todas essas conclusões em apenas 24 horas de uso? E em apenas 24 horas voltas atrás numa decisão de comprar um Surface para comprar um IPad Pro? Custa um pouco a acreditar!

      • JMMS says:

        Looooool! Não gostaste do Surface porque fez updates. Boa, queres tablets desatualizados compra Android.
        Que testemunho tão falso, nem iPad Pro deves ter. Tudo para falar mal do Surface, LOL!

      • JMMS says:

        Nem iPad Pro deves ter. Esse testemunho falso só para deitares o Surface para baixo.
        Não gostar de um tablet por ter atualizações é dose, se queres um tablet desatualizado compra Android.
        Não instalou a driver de som? Acredito mesmo que isso tenha acontecido NUM SURFACE onde é A PRÓPRIA Microsoft que produz o hardware e o software. LOL

      • joao says:

        Comprei Surface Pro 4, i5 e estou maravilhado.

        Posso até adiantar que tive de comprar na Fnac pois a versão i5 estava esgotadissima na Worten.

        Quanto ao ipad.. é outra grande máquina.

      • Full says:

        Surface não tem Apps de jeito? Essa foi a piada do dia LOOOOOOOOOOOOOOL
        Um surface não é um iphone, é um Computador, ao qual podes instalar todo o software que instalas no teu PC.
        Comparar um ipad com um Surface é igual a estar a comparar um Burro com um cão kkkk

      • Marco says:

        é pá, nem sei o que dizer dizer que o surface não tem apps, não é não é serem “ridículas ou inexistentes”, sabes que podes instalar qualquer aplicação feita para o windows? O que tu querias era o iPad pro e então procuraste uma desculpa para o teres.

        • Rui says:

          Marco qual o interesse em ter um touchscreen e depois ter programas que precisam de rato porque n sao optimizados para touch? Vem sempre com a mesma conversa do surface tem milhoes de programas, e optimizados para touch tem quantos? 100? bateria dura 5h? custam 1200euros…é um produto de geeks e nada mais. As vendas do ipad mostram que “pessoas normais” gostam de produtos funcionais, macbook, ipad.

          • Pll says:

            emulador android, para responder ao resto tinha de te fazer chegar a conclusao que quando se tem mais dinheiro que juizo há tendencia a tomar decisoes estupidas.

          • Marco says:

            uma coisa é serem optimizadas para touch. outra é virem para aqui a dizer que não tem aplicações.
            Acredita que não é um produtos de geeks, tenho visto muita gente nova, com surfaces ou lenovo com ecrãs touch e para ele o ecrã não ter touch é coisa do século passado. como o fazem….

          • Nuno Amaral says:

            Experimenta trabalhar no Photoshop sem rato… Ups no Ipadas não se pode ter o Photoshop.

  2. Pedro Oliveira says:

    Simplesmente o que está a existir com o Surface é que este é um excelente equipamento e que está a substituir o uso dos PCs “convencionais”. Enquanto que anteriormente as pessoas tinham os PCs e os iPads/Tablets neste momento abandonam os PCs para os Surfaces.

    • Luis says:

      QUem use o PC apenas para navegar na internet ,e fazer mais algumas coisas básicas, o surface substitui bem um PC .Quem use o PC para jogos ,edição de imagens e outros programas mais pesados ,o surface nunca vai substituir um PC de secretária.

      • goncalo says:

        não é bem assim…exceptuando os jogos, para programas pesados um surface com i5/i7 aguenta-se à bomboca…

        • Luis says:

          Não duvido ,mas por exemplo para tratar fotografias em formato raw com 40mb ou mais dependendo da maquina ,se não tiver memoría suficiente no pc ,quase que dá para ir beber um café para fazer uma alteração na imagem .Só para ter uma ideia ,tenho 16 GB de memoria no meu PC ,e ás vezes engasga-se um pouco .

          • Miguel says:

            Lá está. Assim como não se substitui um Mac Pro por um iPad….. Cada coisa no seu lugar. Eu trabalho com música e só tenho um Surface Pro (1ª versão com i5) e aguenta-se muito bem. É a unica máquina que tenho….

      • Tiago Frutuoso says:

        Engana-se. O meu Pro 2 corre Photoshop, Premiere Pro e Sketchup em excelentes condições, e ainda ontem joguei CS: GO a 59.90 fps na resolução nativa. Não me pergunte como, não faço ideia como é que uma GPU Intel consegue. Mas tenho prints a comprovar 🙂

      • Pedro Raposo says:

        Para estes casos compra um surface pro ou um surface book.

      • Marco says:

        Tirando a parte dos jogos tens razão. Nas outras o tanto o pro como o book que ainda cá não chegou, chegam muito bem, só tens de comprar a dock e ligar a um ou mais monitores.

    • lo says:

      Também pode ser melhor que os pc portáteis convencionais? Para mim parece ser um equipamento mais elegante, ergonómico, e talvez melhor sistema no geral que os portáteis habituais.

    • MarioM says:

      Sabes quanto custa um Pc ?
      E sabes quanto custa um Surface ?
      Concerteza tambem sabes que se um Pc se avaria qualquer um o arranja, em poucas horas e que além dos 2 anos de garantia podes continuar a manter porque o custo de manutenção é baixo.
      Sabes concerteza que o Surface quando avaria ninguem mexe,e tem de seguir para a assistencia pagando o que te pedirem.
      Se quiseres aumentar o disco, no Pc é so comprar e mudar,no Surface envias o equipamento para a Marca.
      O surface é um equipamento para se ter enquanto dura a garantia.

  3. de Carvalho says:

    E começa a ser um Tablet/Portatil para a maioria das pessoas.
    Eu se continuar a trabalhar na area do ensino/formação acabarei por adotar um

    • NewJ says:

      O que acontece é que tablet toda a gente tem ou comprou e como não servem para nada, estão a virar- se para os híbridos pois não deixam de dizer que têm um tablet mas ao mesmo tempo têm um portátil bastante capaz para trabalhar

  4. PSN says:

    Deve ser, deve… Então o preço médio de um Mac é de $392, gostava de saber que Mac é esse!?? Ainda por cima, em preço médio!

    • Rui says:

      Não será o preço médio de um Mac mas sim dos equipamentos vendidos, incluindo os iPads.

      • Renato says:

        Pois, mas um Surface não é comparável a um IPad, é comparável ao Mac em termos de ser um PC, e pela fama de preços.

        Isso é que é distorcer figuras!

        • rand says:

          O surface Pro não deixa de ser um tablet só por causa do preço ou SO.

          • gFan says:

            Não é só por causa do preço ou do SO é sim por causa da arquitectura de hardware.

          • rand says:

            @gFan “A tablet computer, commonly shortened to tablet, is a mobile computer with a touchscreen display, circuitry, and battery in a single device. ”

            O facto de ser ARM, MIPS, x86 ou x86_64 não importa na definição de tablet.

          • E agora says:

            @rand, pela definição que colocas ai, um Portátil com touchscreen é um tablet…

            Tá mal.

        • rand says:

          @E agora
          A parte da definição que eu coloquei era apenas com o intuito de mostrar ao gFan que a arquitectura do CPU não interessava, se fosse pôr a definição completa acho que sistema de comentários do pplware nem ia aceitar o comentário.

          Mas por acaso um tablet é um caso especifico de um computador portátil.

    • Mário Rocha says:

      Pelo que precebi aquele gráfico é referente à venda de tablets.
      Ou seja a média da Apple é apenas nos iPads o que não conta com os macbooks

      • Vítor M. says:

        Obviamente e é o que está dito, o PSN é que está distraído. Por vezes é necessário discernimento, sem clubismo 😉 uma análise fria e controlado do assunto. O segmento referido está bem presente no artigo.

    • Mark says:

      Isto inclui somente Tablets, iPhones e portáteis não entram neste gráfico.

  5. Demonoid says:

    Com a qualidade que o Surface 4 tem e apresenta, duvido muito que a Apple não acabe por copiar…. Perdão, “inovar”.
    Sem duvida que a Microsoft fez bem o trabalho de casa durante estes anos em que muita gente pensava o contrário.
    E não acaba aqui…. com a chegada do Windows Phone 10, a coisa para a Apple pode virar….

    • Rui says:

      o W10 mobile ja chegou a nao param as reclamacoes de restarts do nada, 3vezes ao dia, construcao de low end nos novos lumias, imensos bugs do windows 10 no tlm que o torna praticamente inutil. Basta lerem zwame, theverge, pocketnow, entre outros e todos sao unanimes em dizer que o w10 parece uma beta e nao aconselham a compra

      • Luís says:

        Não, não chegou. A versão W10 mobile disponibilizada é ainda em estado beta, generalista e para insiders. Não é a versão final personalizada para cada modelo.

        • Rui says:

          o lumia 950 tem a versao beta? Èpa entao andam a enganar muita gente porque na descricao diz W10 mobile, n diz beta. Custa 600euros e vem cheio de bugs, compra o a vontade, eu felizmente sei onde gastar o dinheiro em algo util sem bugs

          • João MS says:

            O lumia 950 está em pre-reserva, não à venda. Como podes dizer que vem cheio de bugs se não está à venda?

          • ilima says:

            Já começaram a entregar, já tenho o meu desde sábado, em relação ao material , a minha opinião é que eu, repito eu prefiro em plástico , porque já tive em alumínio e um tombo de caca ficou logo marcado sem poder fazer nada, pelo menos neste se marcar é só trocar de tampa .
            O artista lá de cima que carregue o smart dele , em aluminio , por wireless, que veja as horas sem desbloquear o telefone , no lumia é só passar a mão por cima sem lhe tocar ou que desbloqueie por iris.

          • Luís says:

            O Lumia 950 é o único que vem com a versão final, não está cheio de bugs e para as características que oferece, tem um excelente preço…pesquisa um pouco sobre o assunto e já ficarás convenientemente informado.

          • Marco says:

            @joão MS: leu nas reviews internacionais.

      • Pedro Almeida says:

        Rui, não percebo os teus comentários depreciativos! És colaborador da Apple? Uso a versão mobile do Windows 10 à mais de duas semanas num Lumia 640, restart até hoje 0! 0 absoluto! Queres que repita? 0!

      • rudua says:

        @Rui
        Eu também uso à mais de um mês e tá muito bom. Rápido e fluido. A bateria está excelente. Acredito que alguns modelos de gama baixa poderá não estar a 100% porque ainda não saiu a versão final.

      • João MS says:

        Rui, W10 mobile não saiu e ainda está em “estado beta”. O teu comentário não faz qualquer sentido…

      • E agora says:

        Eu uso o Windows 10 Mobile IP no meu Lumia 535 e até agora não tive nenhum restart… 0. Estou como o @Pedro Almeida.

  6. rui says:

    calma la… aquilo é um trending, e não as vendas! Ou seja, teve uma subida de x%, e não vendas de x%.

    se uma marca vende 5 tablets num ano, e 10 no outro, sobe 100%.

    Se uma marca vende 500 tablets num ano, e 501 no outro, sobe quase 0%.

    • iDroid says:

      É verdade, mas a descida do trending da apple e a subida (acentuada) da microsoft não são de desprezar…

    • rui says:

      o ipad pode continuar a vender 20 milhoes por ano, e o surface a vender 300 mil por ano… mas a noticia esta dada como se o surface tivesse mais vendas que o ipad!! Isso não é verdade e basta ler o grafico!! é normal haver um trending destes quando acabou de sair um surface, e o ipad pro e novos ipads não esta ainda a venda (na data do estudo).

      • Vítor M. says:

        Estás a interpretar errado. Repara no que é dito e repara no gráfico. Repara no trending (tendência) e não resultados anuais. Interpreta correctamente sff. 🙂

        Cump.

        • Rui says:

          O surface é um aparelho mto versátil mas demasiado caro e não é bom em realmente nada, apenas mediocre como tablet e como portatil. Como tablet é demasiado grande e a falta de apps deixam no logo de parte, como portatil tem um desempenho interessante e um excelente ecrã mas a bateria dura muito pouco (nunca passou das 5h30 aqui), a caneta so tem integracao com onenote enquanto no ipad há varias apps a tirarem partido dos acessorios. Claro que vem dizer que é windows mas se nao esta optimizado para este novo conceito e vem cheio de bugs será uma boa compra por 1200euros minimo? Aplaudo o conceito mas na pratica prefiro o ipad pro por uma so razao, é um OS mobile que quer ser um full OS e penso que será nesse sentido que o mercado vai evoluir (e não no FullOS querer ser um mobile)

          • Vítor M. says:

            Depende de quem o use. O mais recente é muito bom, acredita que é. Depois eu já vi os anteriores nas mãos de profissionais que lidam com este tablet de uma forma como poucos no mercado o poderiam fazer e na Apple não o conseguiriam, pelas limitações conhecidas. Portanto, cada caso é um caso e não podemos generalizar, uma medida nunca servirá para todos.

          • Sérgio E. says:

            Nunca passou das 5h30 nas menos de 24h em que o teve ? Uau…

          • Galo says:

            Já diz o ditado: “Mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo” 😛

          • MarioM says:

            Alé dos aspectos mencionados tem outros problemas.
            Quando adormece muitas vezes só acorda de deixarmos adormecer o dedo 30s no botao de power, se estiver na rede por cabo muitas vezes perde a rede e lá tens de tirar o cabo e voltar a colocar, se tiveres um problema de windows e não arrancar e se precisares de aceder aos dados,num Portatil é simples tiras o disco e esta feito no Surface esquece os dados.

          • Marco says:

            placa de rede por cabo num surface… bota mais tabaco…

          • Mark says:

            É possível mas precisa de uma adaptador ou de uma docking station.
            Mas este comentários já parecem uma review do iPad Pro que dizia que o suporte a dispositivos externos (discos, pen) tinha evoluído imenso.

          • JJ says:

            Noutro comentário disseste que devolves-te o teu em menos de 24h. Dizes-te que ele teve umas 3h/4h a fazer updates. Se fizeste esses updates sem estar ligado a corrente, estavas a espera que ele durasse mais do que 5 horas, tendo em conta que tens o processador a trabalhar no máximo e a fazer vários resets durante esse período?

            Se durou essas 5h30, esta é de parabéns, porque fazer isso e a bateria aguentar tanto tempo…

            Depois, em 24h nunca conseguirias carregar (pelo menos) 2 vezes a 100% e descarregar novamente.

            É impossível fazer esse tipo de analise e chegar a uma verdadeira conclusão daquilo que falas em 24h. Se fosse uma semana, ainda era capaz, agora em 24h não dá!

            Por isso, o teu tipo de comentário revela claramente que estas a comentar sem saber o que estas a falar. E revela que certamente nunca compras-te um Surface ou usas-te um tablet com Windows 8.1/10. Porque até tablets bem mais fracos que o Surface, não tem o comportamento que tu falas…

          • Rui says:

            Eu devolvi o surface 3, nao o 4. O 4 tenho em casa para experimentar durante 2 semanas, nao o comprei. o 4 como ja disse é muito melhor que o 3 mas tem 2 problemas graves, bateria dura tanto que um portatil “normal de 2kg 15.6” ou seja pouco, e a caneta so serve para onenote, enquanto que no ipad por exemplo tens milhares de apps para tirar proveito da mesma. Nao vejo utilidade no surface pro 4 por 1200euros. Querem portabilidade comprem um ultrabook, custa o mesmo e tera o dobro da bateria. querem um tablet, so existe um que vale a pena no mercado, chama-se ipad.

          • Vítor M. says:

            São segmentos diferentes. Cada um tem alvos muito diferentes e neste momento não têm como ser concorrentes em grande parte do mercado e não os podes comprar. No futuro? Deixa chegar a esse futuro, para já… Windows ainda é Windows e para produção…. está tudo dito!

          • Rui says:

            Depende da producao Vitor, a prova é que o ipad (air 2 ou pro )serve perfeitamente a professores, estudantes, engenheiros civis, arquitectos, designers, ou simplesmente pessoas a que redes sociais, emails, microsoft office que corresponde a mais de 80%. Nao digo que o ipad substitui um portatil a 100%, mas a 90%. Ja o surface n substitui nem um nem outro, demasiado pequeno para trabalhar e demasiado grande para laser sem apps optimizadas. Gastar 1200euros num surface é uma tremenda estupidez e por isso vejo que o povo nao o compro, meia duzia de geeks talvez.

          • Vítor M. says:

            Mais uma vez te digo, não se pode comparar e por isso o Surface cabe no mercado, principalmente no mercado empresarial, comercial, que é onde w MS é muito forte.

          • Rui says:

            Sem duvida que tens toda a razão, mas nesse mercado nao cabem surfaces..tens ultrabooks muito melhores com o dobro da autonomia. Ter um aparelho destes com 5h de autonomia n vale nada…Toshiba z30 B, dell xps 13 todos com windows no mercado empresarial e todos com 12h+ de bateria. Neste mercado quer-se leve e boa autonomia certo? Qual a logica de vender um ultrabook com 5? So para terminar a nossa discussao dou te um exemplo, no banco de Portugal andaram a distribuir surfaces aos directores para avaliar a sua usabilidade, concluiram que eram demasiado caros para o que realmente valiam e ficaram todos com o modelo Hp envy 13.

          • Rocha says:

            Dizer que o ipad serve para engenheiros civis e arquitetos, é não perceber nada do que esta a falar.

          • Rui says:

            Sou engenheiro Civil ha 15anos portanto perdeste uma excelente oportunidade para estares calado.

          • turn10 says:

            Rui, aviso-te já que eu não confiaria num engenheiro civil cuja noção de produtividade é a que apresentou no comentário anterior. iPad para professores, estudantes, engenheiros civis, arquitectos, designers?! really?
            lol^6 x 10^5

          • censo says:

            Portanto o ipad serve para trabalhar, e o surface não serve por ser demasiado pequeno … ok…! Olha, para mim, o ipad só serve para brincar e navegar na net e youtube.

          • Pedro Oli says:

            O que mais fazes no teu portatil? 3d modeling na cama?

          • Nardo says:

            A dor de cotovelo é tramada…

          • turn10 says:

            man, erraste em tudo que disseste. Damn!

      • JMMS says:

        LOLADA sabes que os novos Surfaces foram postos à venda mais tarde que o iPad Pro e iPad 4, certo?

    • Sergio J says:

      Vinha fazer um comentário semelhante. Isto são taxas de crescimento. Titulo e a maior parte da noticia completamente fora do contexto. Não adianta ter um pequeno paragrafo a explicar correctamente se tudo o resto está mal.

      Desta noticia podemos tirar duas coisas: A Microsoft está com boas taxas de crescimento, mas quando se tem um quota de vendas anteriores tão pequena, se calhar espera-se um crescimento maior. Se no ano passado tiverem vendido ZERO, um aumento de UM MILHAO percentual continnuaria a ser ZERO.
      A queda no crescimento dos Tablets da Apple mostra que este mercado atingiu a maturidade.

      A Apple terá de fazer o mesmo caminho que a Microsoft, a fusão do OSX com o iOS. Provavelmente o OSX continuar a comportar-se exatamente igual quando em modo PC e mudar para outros modos consoante o equiamento. Mas acima de tudo esperar que as grandes ferramentas de produtividade empresarial cheguem ao iOS. E esse trabalho tem vindo a ser feito. Pelo menos é o que mostram as parcerias.

      • Vítor M. says:

        🙂 está tudo correcto, tens é de ler a notícia. Se não lês, depois és confrontado com o contraditório. Depois a culpa….

        Está tudo explicadinho e tudo transparente como a água. É só ler e interpretar. Se querem complicar, baralhar e dar de novo, não culpes o artigo, o título ou qualquer outro ponto. Está claro e até tem os gráficos para ajudar na percepção.

    • Luís says:

      Pareces ser um revoltado contra o inegável sucesso do Surface…porquê essa postura, rapaz? Não vês que isso te limita a visão?

  7. rand says:

    A Microsoft anda a apostar muito em vender os SP a empresas por isso esta subida de vendas não me surpreende muito.

    Até aqui em Portugal eles (ou revendedores) andam a fazer demonstrações do SP.

  8. Daniel says:

    Uma análise mais detalhada deste estudo revela:
    – Que este estudo incluí o surface pro 4 e o SurfaceBook na mesma categoria de tablets
    – Que este estudo não considera o facto de que estes dois aparelhos só estarem disponíveis em vendas online durante maior parte do mês.
    – Que estes aparelhos serem novos (quando há novos aparelhos, há um pico de procura)

    Dito isto, e sabendo que a percentagem mostrada no gráfico representa o % de tablets de determinada marca (em relação a tablets em geral) vendidos online durante determinado mês posso concluir:

    – Que este estudo não revela a tendência de crescimento/depressão da procura destes aparelhos no longo prazo
    – Que este estudo não considera o rácio de iPads vendidos em loja vs iPads vendidos online (que será bastante superior pois estes podem ser comprados em qualquer loja)
    – Que este estudo não revela números absolutos em termos de venda online de qualquer empresa

    Logo, este estudo apenas mostra que houve um pico de procura pelo SurfaceBook e pelo Surface Pro 4, potenciado por dois factores: serem um produto novo e estar praticamente só disponível em pré-ordem online. Qualquer conclusão de alterações de market share é irrelevante sem considerar todos os factores indicados acima

    • Galo says:

      LOL.
      Não é preciso nenhuma “análise mais detalhada”…o que concluíste está escrito no texto, e passo a citar:
      – “Os números do mês passado revelam que a Microsoft tomou o seu lugar e que foi agora a marca que mais tablets vendeu online.”
      – “Os 15% que a Microsoft tinha no início do ano foram crescendo de forma lenta até chegarem aos actuais 45%, fruto da chegada das novas propostas da marca, no campo dos tablets híbridos”

      • Daniel says:

        Não me lembro de ter lido no texto sobre eventuais picos de procura, sobre disponibilidade do produto apenas online, sobre rácios online/loja nem sobre sustentabilidade da procura o médio prazo

  9. Robert Soares says:

    Para quem quer um tablet/laptop nada melhor que um Surface verdade seja dita…
    Consegui um finalmente, tenho o windows 10 a rolar tipo manteiga e ainda tenho as apps do android a rolar 100% através do bluestacks 2. Comprar um tablet android neste momento so pelo motivo de preço baixo…

  10. Full says:

    Estar a comparar um Surface Pro com um Ipad Pro é ridiculo.
    Surface Pro = PC autentico
    Ipad Pro = é um iphone poderoso com a inclusao de Apps.

    Se o Apple colocasse o software do OSX a rular no Ipad Pro aí ja seria diferente. Mas ter um ipad para correr apps?!! Come on…

  11. Rui says:

    Eu devolvi o surface 3, nao o 4. O 4 tenho em casa para experimentar durante 2 semanas, nao o comprei. o 4 como ja disse é muito melhor que o 3 mas tem 2 problemas graves, bateria dura tanto que um portatil “normal de 2kg 15.6” ou seja pouco, e a caneta so serve para onenote, enquanto que no ipad por exemplo tens milhares de apps para tirar proveito da mesma. Nao vejo utilidade no surface pro 4 por 1200euros. Querem portabilidade comprem um ultrabook, custa o mesmo e tera o dobro da bateria. querem um tablet, so existe um que vale a pena no mercado, chama-se ipad.

  12. Rui says:

    Como eu previ as vendas dos Surface estao a ser um sucesso.

  13. turn10 says:

    E isto meus amigos é como a reviravolta começa. O esboço começou com a 1ª geração. A finalização e concretização executou-se com a 3ª. E a substituição pelos tablets+pcs começa com a 4ª. Desde a 1ª geração que vi que a ideia era futurística e tinha pernas para andar.

  14. Rui says:

    Entre os tablets a gama Surface é a única que vale os euros que custa em comparação com o ipad que não passa de um ipod touch com ecran grande e os tablets Android que tambem não passam de dispositivos com SO móvel muito limitado.

  15. Rui says:

    Sem duvida que tens toda a razão, mas nesse mercado nao cabem surfaces..tens ultrabooks muito melhores com o dobro da autonomia. Ter um aparelho destes com 5h de autonomia n vale nada…Toshiba z30 B, dell xps 13 todos com windows no mercado empresarial e todos com 12h+ de bateria. Neste mercado quer-se leve e boa autonomia certo? Qual a logica de vender um ultrabook com 5? So para terminar a nossa discussao dou te um exemplo, no banco de Portugal andaram a distribuir surfaces aos directores para avaliar a sua usabilidade, concluiram que eram demasiado caros para o que realmente valiam e ficaram todos com o modelo Hp envy 13.

  16. sakura says:

    o surface4 não é um tablet…. pode ser usado como um tablet, mas é um pc que bate muitos macs. e sim em VM corre osx coisa que o ipad “”pro”” <– hihi, arm nem sequer pode ""sonhar".

  17. JSilva says:

    … tenho um Lenovo Tablet ThinkPad 2 com modem 3G e caneta funciona 5 estrelas e custou 279 euros! Promoção Online, ainda não vi por cá utilizadores com este tipo de tablet, a versão seguinte já saiu e é excelente e mais barata que tudo os outros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.