PplWare Mobile

Esqueça o Surface Phone, a Microsoft prepara algo muito melhor


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. carlitos says:

    Espero que não seja aquilo que está no video… bela porcaria, hoje!

  2. tulio says:

    A Microsoft vai dar mais um tiro no pe. O futuro são os dispositivos ultraportateis que substituirão os computadores pessoais. Hoje me dia um telemovel tem capacidade para satisfazer as necessidades de um utilziador domestico. Será unico dispositivo de que tera necessidade (com ligação à TV – sistema de impressão, som, carro, etc). O futuro sera android.

    • Diogo says:

      Então e se tiveres algo que se dobre e que possas usar como um relógio, tablet, smartphone e que faça tudo isso a que te referes? Isso sim será um dispositivo ultraportátil.

    • Logic says:

      O futuro e o presente

    • Popopo says:

      Satya (CEO da Microsoft) já tem falado algumas vezes acerca deste dispositivo e sempre disse que não será o novo ”smartphone” será uma nova categoria para um nicho que procura produtividade

    • Goncalo says:

      Espera aí, qual foi a parte que não entendeste? A Microsoft está a desenvolver esses equipamentos ultraportáteis de que falas, e sim, irão substituir smartwatches, computador, maquina fotográfica, tablet, smartphone. E essa tecnologia está em preparação há alguns anos já, e a MS está muito à frente de qualquer outra companhia nesta area. Agora vamos ver se o publico aceita bem a mudança radical.

    • Jose says:

      Se o futuro é Android, então não há futuro, lol.
      Já estou a imaginar naves espaciais com Android.
      BIG lol

  3. carlitos says:

    Para ser inovação mesmo, tipo caderno/livro electrónico deverá ser tipo tablet/pc com ecran em papel electrónico, dobrável (não dois com uma dobradiça no meio) com windows normal, sobretudo para o mercado educativo.

  4. Jorge Ribeiro says:

    Que arrogância tão bacoca…

    Esta e outras ideias da Samsung, aqui:
    https://www.youtube.com/watch?v=MKG7XRsG9KQ

  5. JOAO SIMOES says:

    O Video que apresentam é do Courier, um conceito que a Microsoft já apresentou há uns anos atrás.

  6. pesg says:

    O que estes tipos têm de fazer é um tricorder que possa usar apps.

  7. Olly says:

    A ideia tem pernas para andar… Mas espero bem que não seja “aquilo” que se vê no vídeo!

  8. História says:

    Ecrãs sem margem já era só para gama média ou baixa. primeiro virá com sobras e depois sem dobras tipo tablet está e a revolução

  9. EDER says:

    alguem se lembra do MICROSOFT COURIER ??? esse seria matador e foi descartado por limitações que o hardware poderia oferecer a epoca.. sera que tiraram o projeto da gaveta— I HAVE A DREAM!!!!

  10. Belmiro says:

    O meu Lenovo book com Windows cumpre bem a tarefa. Como nas próximas décadas não será possível ter potências de desktop num smartphone (num desktop há muito mais espaço, fonte de energia e refrigeração continua), vai ser necessário chegar a casa e usar outro aparelho, daí que PC + smartphone vão ser indispensável. Para web, e-mail, multimedia e visualização de documentos já se usa mais o smartphone que o PC.

  11. Luís says:

    Só comentários depreciativos, mas vejo bastante utilidade! Digo mesmo que é o que falta nos tablets, a não ser que só se use o tablet para jogar ou ver videos.. Isto é o “caderno”/”agenda” que me parece que seria o objectivo principal aquando da aparição dos tablets! quanto quero tirar notas num tablet ou smartphone tenho de tirar prints ao ecran ou abrir aplicações terceiras “Evernote” para não perder o que estou a ver…

    A ver vamos como fica o produto final.

    • AiOGajo says:

      Exacto.

      Eu detesto trabalhar num tablet com Android por ser extremamente difícil alternar entre programas, android não foi feito para trabalho de todo!

      • Goncalo says:

        Eu ainda tenho um tablet Android, mas não me serve de grande coisa, e passa mais tempo encostado que a trabalhar, porque tal como dizes, não foi feito para trabalho, e ainda digo mais, só serve como brinquedo, não vejo qualquer tipo de potencial mais sério para um tablet Android, tal como iPads, apesar de terem também os seus pontos fortes.

  12. Papa Joe says:

    Malta nova, isto não é um tablet…para jogar joguinhos em ecra maior e ir ao instagram, isto é um “organizer”.I.e um “organizador, bloco de notas, etc… para trabalhar, ligado à internet.

    • Hugo Gomes says:

      Vai ser um bloco de notas bem carote, staples com caneta e bloco sai mais barato

    • Goncalo says:

      Um “organizer”? Desculpa, preferia que fosse um tablet para joguinhos que ter de voltar à era dos organizers. Mas felizmente estás parcialmente certo, não será um tablet para joguinhos, mas também não será um organizer, vai ser algo mito mais sério, potente, útil, e avançado. Vamos esperar com paciencia para ver o que aí vem, e como o público vai abraçar esta nova mudança radical.

  13. Hugo Gomes says:

    Boa sorte nisso, estes gajos ja nem sabem para onde se virar

  14. Pedro says:

    Vai vir com o windoze eleven gratuito por 15 dias ?

  15. JJ says:

    Um conceito interessante.
    Dobrado, pode ser um smartphone, aberto pode ser um tablet.
    Agora via depender do tamanho e espessura, para tornar-se um novo conceito vencedor.

  16. Bruno says:

    Depois da barraca que foi o W10M e do abandonar dos utilizadores…..será que a MS está sinceramente à espera que haja adesão das pessoas a um novo gadget MS?
    Esta empresa está a tornar-se ridícula…..não auguro nada de bom para aqueles lados.
    Nem sequer as apps da store para PC são alguma coisa de jeito….
    O que me espanta (ou se calhar não) é que as apps MS para android e ios funcionam MUITO melhor que as apps para W10 ou W10M…..mais funcionais, mais polidas e mais eye-candy……..vá-se lá perceber.

    • Miguel says:

      Certo certo… é que eles continuam a ter lucros… sempre, todos os trimestres. Daí terem folga para fazerem estas coisas e há sempre gente a aderir. Pode é não ser na escala que eles ambicionam. De resto em empresas grandes ou pequenas, o consumidor é que acaba por aceitar ou não o proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.