Quantcast
PplWare Mobile

Unity Next – A nova geração da interface Unity

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Jakob says:

    Fui muito critico quando saiu o Unity, até experimentei outras distros, mas agora não troco o Unity por nada! Eu uso ubuntu no meu trabalho não uso ubuntu só por lazer e acho o Unity excelente para trabalho. Mas tb noto um pouco pesado fico à espera que fique mais leve.

  2. jorjão says:

    Parece-me que o ubuntu apostou no cavalo certo.
    Tornando a interface unity fluida tem tudo para triunfar.

  3. Paços Dias Aguiar Mota says:

    Desculpem, esta frase não faz sentido, na minha prespetiva claro.

    “Muitos são os utilizadores que têm abandonado o Ubuntu e as variantes da distribuição têm demonstrado serem as preferidas dos utilizadores”

    Ficaria melhor

    Muitos são os utilizadores que têm abandonado o Ubuntu, porém as variantes da distribuição têm demonstrado ser as preferidas dos utilizadores.

    Creio que assim faria mais sentido.

    • Fernando Ferreira says:

      Por acaso, até acho que faz mais sentido como estava antes.
      O “porém” que usas teria sentido se a primeira parte fosse positiva, ou seja, se fosse assim:
      Muitos utilizadores gostam do aspecto do Ubuntu, PORÉM as variantes da…

      O que se pretende dizer é o que está escrito… ou seja… os utilizadores têm abandonado o Ubuntu e (EM CONSEQUÊNCIA) as variantes têm demonstrado maior preferência.

      Se calhar a frase do artigo poderá ser algo melhorada, mas o sentido está correcto… quanto à palavra “porém” não me parece aplicar-se ao efeito pretendido.

      Espero não estar eu a meter água e a explicar tudo ao contrário, mas julgo isto ser o mais correcto… 😉

    • Mike Litoris says:

      Mete uma vírgula, e a frase fica mais perceptivel.

      • Paços Dias Aguiar Mota says:

        Mesmo, tipo substituir o “e” por uma “,” ou um “mas” é mais simples, “porém” realmente é escusado.
        Só mencionei porque a frase como está é preciso ser lida pausadamente para se perceber o conteudo.

    • Pedro Pinto says:

      Não vejo diferença 🙂

  4. Carlos says:

    Nos dispositivos mobile pode até ser uma boa ideia. Mas para desktop poderá não ser o mais aconselhável.
    Esta unificação entre plataformas é algo que aprecio mas apenas até um certo ponto..
    Para mim não é muito prático usar rato e teclado em software optimizado para touch screen, pelo menos da experiência que tenho.
    Usar o Windows 8 com rato na interface metro por vezes torna-se algo frustrante, pois o comportamento da tela nem sempre é o mais intuitivo.

    • Joselito says:

      Então tens a intuição estragada…é preciso cá uma intuição para mexer um rato na interface metro em qualquer que seja a situação…

  5. Carlos Fernandes says:

    ….QT? mas isso não é biblioteca do KDE? então porque é que deixaram de apoiar o Kubuntu? Não estou a ver a lógica…mas desde que seja para melhorar a interação com o utilizador que venha ele.

    • Gomes says:

      É o Framework utilizado pelo kde e também já foi utilizado pela canonical no passado no unity2d. Na minha opiniao e bem mais bonita e mais rapida para desenvolver. O Qt é tambem utilizado no razor Qt super leve. Não é que o gtk seja feio mas o Qt é bem mais bonito as aplicações ficam com um aspecto mais profissional

      • Searcher says:

        Curioso ninguém ter referido que esta ideia da Canonical para o Unity não é uma ideia da Canonical de todo, mas SIM da equipa do KDE anos antes através do Plasma!!!

        mas enfim…

  6. Neves says:

    Parece-me bem.
    Já agora alguém sabe se o ubuntu 13.04 já vem com o MIR?

  7. Nuno Filipe Pinto says:

    Espero que a performance não se degrade mais. Eu tenho um Phenom II X6 1055 (6 cores), uso Ubuntu desde o 8.10, gosto (e já me habituei ao unity) mas passo-me com o lag (a la android) que acontece muitas vezes. É notório principalmente no Nautilus/Nemo/Phanteon a abrir, e ver as miniaturas de pastas com cerca de 1000 ou mais ficheiros (pastas com .cbr e .cbz).
    A serio que desejo que a performance melhore, já instalei o Mint Debian como alternativa, só me falta o Arch… se não melhorar não desisto do Ubuntu mas vou usando cada vez menos

  8. sergio says:

    funny… a pub antes do video e sobre o windows

  9. mais um pior que o outro 🙁

  10. JP (djlinux) says:

    Ainda agora “nasceu” e já esta mais rápido que muitos que existem a anos… :p

  11. João says:

    Também acho que peca muito na lentidão que apresenta muitas vezes. De resto acho que a está num bom caminho.

  12. Sempre fui fã do Unity. Mas…

    Ok, sistemas mobile estão se tornando muito populares. E eles são excelentes, PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS.

    Usar a mesma interface em estações de trabalho do tipo desktop é uma péssima ideia.

    Acabei de testar a novidade e tudo nela é errado. A resolução do texto e dos elementos gráficos, a UI claramente feita para touchscreen quando eu estou usando um mouse, a dificuldade em alternar entre aplicações, a sensação claustrofóbica em geral.

    Pareceu até que eu estava usando a porcaria da interface Metro do Windows 8.

    Infelizmente, a Canonical já investiu no projeto e creio que ela queira ver a novidade como padrão no futuro.

    E eu vou ter de mudar de distro ou ter para sempre o trabalho adicionar de customizar minha UI a cada atualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.